Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Uma civilização que muito tem a nos ensinar…

De Joseane, publicado dia 07/03/2019 Blog > Idiomas > Árabe > Conhecendo o mundo e a cultura árabe

O mundo árabe, muito mais do que uma cultura, é uma civilização. Com milhares de anos de história, os árabes possuem muito o que contar e o que mostrar.

A cultura árabe, ou culturas árabes já que se trata de uma pluralidade de culturas,  é uma das mais ricas do mundo, reconhecida por suas tradições, valores, culinária, língua, religião e muito mais.

Muitas vezes tomados por conceitos prévios negativos, o mundo árabe ainda é uma destino longínquo para nós brasileiros. Felizmente essa situação vem mudando aos poucos e a cultura árabe tem começado a se abrir de mais em mais para o mundo.

A cultura árabe possui uma forte identidade em diferentes domínios ( gramatical,  religioso, econômico, turístico…), o que a torna rica e prestigiosa, despertando o interesse e a atenção de curiosos mundo a fora.

A língua árabe, um dos maiores patrimônios do povo árabe, é a quinta mais falada do mundo.  Sendo a língua oficial em mais de vinte países o que faz do idioma um importante veículo de comunicação de uma população estimada em cerca de 280 milhões de falantes.

Aprender árabe é uma riqueza em si só. Graças a influência de alguns países arabofônicos no mundo dos negócios, a língua árabe tem se tornado um “plus”, no currículo.

E, como sabemos, para melhor aprender uma língua é necessário fazer uma imersão total na sua cultura, conhecer o seu povo, a sua história. Por essa razão, o Superprof preparou esse artigo que vai te transportar para dentro de uma das culturas mais surpreendentes que existem: a cultura árabe!

Encontre aqui aula de lingua arabe para todos os níveis.

Um passeio pelo mundo e pela cultura árabe

Se você precisa de motivação para se lançar de verdade no seu aprendizado de árabe, temos a solução que você precisa!

Que tal uma viagem por um ou alguns dos mais belos países árabes? Imergir nessa cultura surpreendente vai certamente trazer a motivação que você precisa para começar as suas aulas de árabe para ontem!

Conheça cinco países árabes onde você poderá praticar a língua e conhecer muito sobre a cultura dos povos árabes!

Marrocos: falar árabe no deserto do Saara!

Um país cheio de cores e sabores, o Marrocos vai te surpreender de todas as formas. Com paisagens únicas, você vai poder curtir deserto, montanha e mar no mesmo país!

Aprendendo árabe no Marrocos Você sabia que o Marrocos foi cenário da série Game of Thrones?

Falar árabe com os comerciantes em Marraquexe? Aprender árabe ouvindo o chamado para rezar o alcorão? Conhecer a língua e a cultura bérbere enquanto observa a via láctea no deserto do Saara? No Marrocos tudo isso é possível!

Não deixe de se deliciar com a culinária local. O tagine, o cuscuz, a tangia ou o churrasco de peixe em um dos muitos souks (mercado popular) espalhados por todas as cidades do país!

A cultura árabe marroquina é bastante representativa (embora alguns países árabes mais tradicionais discordem dessa afirmação). O Marrocos abriu-se para o turismo e podemos afirmafr que uma boa parte, senão a maior parte do país vive do turismo. O povo marroquino é muito acolhedor. O país tem povos diferentes de tribos berberes e árabes que constroem um país de tolerância e tradições interessantes. Vale muito a pena viajar pelo Marrocos se você está interessado em cultura, artes, boa culinária, atividades náuticas, belas praias, caminhadas em montanhas….O Marrocos tem tudo isso!

O Marrocos é um reino exótico com uma cultura milenar incrível e com pessoas muito mais muito amigas. Você sempre se sentirá bem-vindo ao visitar o Marrocos, se tiver sorte, você ainda será convidado para beber um delicioso chá de menta marroquino na casa ou no comércio uma família marroquina tradicional.

A cultura árabe não é mesmo incrível?

cozinha marroquina é cheia de cores e sabores muito especiais. O famoso e já mencionado cuscuz marroquino, o tanjine, o pão árabe… tudo aqui é muito gostoso e muito temperado, mas nada que assuste um estômago tradicionalmente brasileiro!

Se você acha que marrocos é só deserto está muito enganado! Se bem que, somente pelo deserto, já vale muito a pena visitar o Marrocos. Mas, além do deserto do Saara, você poderá se banha nas belas praias do Mediterrâneo e a Costa Atlântica, curtir a neve nas montanhas do Alto Atlas, as estepes, as florestas de cedros com macacos, caminhar entre uma das vastas plantações de tâmaras.

O artesanato marroquino é variado e pode ser comprado a muito bom preço. Adquira seus belos tapetes, luminárias, brincos, colares e roupas exóticas, lembre-se que a regra no Marrocos é saber negociar, pechinchar, barganhar! Essa é a regra geral no país, você nunca deve aceitar o primeiro preço proposto já que os comerciantes costumam aumentar em até 10 vezes o valor do produto, para que você barganhe até se cansar…faz parte da cultura árabe.

O Marrocos tem nove locais incritos como Património Mundial da UNESCO e que vale muito a pena visitar. Todos esses locais estão muito bem preservados e representam o melhor do Marrocos. Hospedagem? O Marrocos tem belos hotéis e riads. A combinação perfeita de alojamento exótico e confortável torna um hotel em Marrocos, uma experiência única.  Para os viajantes mais econômicos, existem ainda os albergues da juventude (ditos hostels) , e pode-se fazer acampamentos no deserto em tendas do tipo bivouac, recomenda-se estar acompanhado de guia para tanto.

Visitar o Marrocos é conhecer uma parte muitíssimo interessante da cultura árabe. Você também pode aprender muito sobre o idioma de Maomé com aulas de árabe online!

Emirados Árabes Unidos: Dubai e Abu Dhabi para os iniciantes na língua e cultura árabe

Uma porta de entrada para o mundo árabe que está realmente aberta para os estrangeiros. Nos últimos anos Dubai e Abu Dhabi tem recebido milhares de estrangeiros expatriados que buscam uma oportunidade na terra dos sheikhs.

Dubai e o centro econômico árabe A cultura árabe representativa de um dos países mais ricos do mundo!

Aproveite para praticar árabe enquanto visita alguns dos monumentos turísticos do país:

Na sua passagem por Dubai, não deixe de visitar:

  • O Burj Khalifa
  • O Burj Al Arab
  • Dubai Mall
  • Palm Islands

Já em Abu Dhabi, treine o seu árabe visitando:

  • A mesquita do Sheikh Zayed
  • O Palácio dos Emirados
  • o Yas Island
  • Os mercados locais, conhecidos por Souks
  • O Marina Mall

Líbano: a melhor gastronomia do mundo árabe?

Uma das cozinhas mais refinadas e coloridas do mundo árabe, a culinária é, sem dúvida, um dos maiores atrativos do Líbano! Aproveite para aprender o nome de alguns dos pratos mais tradicionais na língua local:

  • tabbouleh ( تبولة )
  • hummus (حُمُّص)
  • kafta ( كفته)

Embora muita gente não saiba, nós brasileiros até que somos já bem acostumados com os libaneses e com o tempero libanês, afinal de contas, tem mais libanês no Brasil do que no Líbano! Pasmem… No Brasil temos cerca de 12 milhões de libaneses, enquanto no Líbano há pouco mais de 4 milhões! Ou seja, temos 3 vezes mais libaneses em solo brasileiro do que no Líbano!

Essa é a prova de que os libaneses amam o Brasil e por isso, somos tão bem vindos nesse incrível país de cultura árabe predominante.

A beleza do Líbano é marcada inegavelmente por sua geografia, diversificada e variada, que consiste em uma larga planície costeira e 2 cadeias de montanhas ao norte e ao sul, são elas as do Monte-Líbano e do Anti-Líbano. Tem ainda o Vale de Bekaa, com seus rios Litani e Orontes, que separam essas montanhas e regam seu fértil terreno. Para os exploradores de plantão, uma excelente notícia, no Líbano estão alguns dos maiores picos do mundo,  Qournet Assouda  (3.083 m) e Jabal al-Sheikh ou Monte Hermon (2.814 metros).

O povo do Líbano é extremamente hospitaleiro e alegre. Apesar dos pesares( guerras e destruições), ele se reergue e se reconstrói junto com sua nação. Fortes e resiliência definem muito bem a gente libanesa, aliás valores que também definem a gente brasileira né?

O libanês é diferente dos outros povos árabes. É mais moderno, mais ocidentalizado, mais vaidoso e mais festeiro. A influência da cultura francesa talvez seja a razão para esse povo ser tão único.

O Líbano tem um pouco de tudo, neve, sol, ski, praia, cachoeiras, montanhas, história, religião, o mediterrâneo, arguilés, culinária e muita, muita festa, tudo isso ao mesmo tempo, dando um charme todo especial ao país!

Na sua visita ao Líbano, não deixe de conhecer Beirute, a capital e porta de entrada do país.

Egito: Fale árabe como um faraó!

Quem nunca sonhou em visitar as pirâmides do Egito?

Um país com uma civilização antiga e cheia de magia, o Egito atrai milhares de turistas todos os anos. Aproveite a sua visita para falar árabe com um dos povos mais sorridentes do mundo árabe!

Para quem não sabe, o Egito fica no Norte da África e possui aproximadamente 87 milhões de habitantes.  Apesar dos pesares, o Egito é um país seguro para o turismo, aliás, o turismo é fonte de renda vital para a economia do país!

Veja alguns dos lugares que você não pode deixar de ver ao visitar o Egito:

  • Cairo >>  a capital do Egito, é uma das cidades mais caóticas do mundo, com uma população de aproximadamente 25 milhões de pessoas. Parada obrigatória dos turistas que desejam ver as famosas pirâmides de Giza!
  • Aswan > Aqui se encontram os mais belos e procurados templos do Egito, no extremo sul do país.
  • Lcuxor > Se quiser onhecer o complexo de Karnak e o magnífico Vale dos Reis, local onde tumbas foram construídas para os faraós e poderosos nobres do Império Novo egípcio.

E claro, não deixe de conhecer alguns dos cartões postais do país: a Citadela, o museu egípcio, a necrópole de Gizé, entre outros!

Tunísia: aprenda árabe na praia!

Para quem curte história a Tunísia é um prato cheio! Aqui, está localizado o El Jem, um dos maiores e mais bem conservados anfiteatros romanos do mundo! Para treinar a língua árabe, não deixe de beber um chá num dos típicos salões de chá e de café. Os tunisinos adoram jogar conversa fora enquanto bebem seu chá ou café nas esplanadas.

Quando se fala em cultura árabe, talvez a Tunísia não seja o primeiro país a vir em mente, mas, saiba que esse país faz parte do que se conhece como mundo árabe, composto por países de cultura arabe e, claro, língua arabe. Muito embora o francês seja falado muito amplamente por lá.

Veja alguns destinos incríveis que merecem ser visitados na Tunísia enquanto você aprende  alíngua árabe:

  • El Jem
  • Djerba
  • Museu de Guellala
  • Museu Bardo
  • Sidi Bou Saido
  • e muito mais…

Se você é de praia, a Tunísia também é para você. São mais de 1300 quilômetros de Costa, repletos de praias paradisíacas, de areia fina e branca e de mar bem azul!

Relaxe na praia enquanto aprende suas primeiras palavras em língua árabe!

Vocábulos árabes que influenciaram a língua portuguesa

Embora o mundo árabe pareça algo muito distante de nós, é preciso saber que nem sempre foi assim. A relação entre árabes e portugueses data de muito muito tempo, porém os laços duram até hoje, sobretudo no léxico do português.

Tudo começou lá pelos anos de 711 com a invasão dos árabes à península ibérica, onde, mais tarde, se instalou o reino da Galícia e posteriormente o de Portugal.

A história é longa mas, para resumir, diremos que os árabes foram expulsos dessas terras com a chegada dos então portugueses, porém deixaram suas marcas no vocabulário e também na cultura do povo português.

Turismo para aprender árabe Local de tratamento do couro na cidade de Fés, no Marrocos

Mais tarde foi a vez de Portugal dá o troco! Os portugueses se instalaram na costa Marroquina, lá pelos lados de Tanger e Ceuta. A presença de Portugal em Marrocos começou em 1458 com a conquista de Alcácer-Ceguer. Somente em 1769 com a retirada de Mazagão ( a presente cidade de Essaouira), é que os portugueses se retiraram do Marrocos. Foram, então, 3 séculos de presença Lusa em território marroquino.

Esse contato entre portugueses e árabes resultaram na mutação do léxico das duas línguas, e hoje podemos observar um grande número de vocábulos portugueses que tiveram sua origem no árabe. a saber:

Vocábulos de origem árabe são iniciados por “al”:

  • alambique (do árabe al-inbīq);
  • alcachofra (do árabe al-ḫaršūfah);
  • alcateia (do árabe al-qaṭiᶜ);
  • álcool (do árabe al-kuḥul);
  • alcova (do árabe al-qubbah);
  • aldeia (do árabe aḍ-ḍayᶜah);
  • alecrim (do árabe al-iklīl);

Palavras de origem árabe iniciadas com a (as- e az-)

  • açafrão (do árabe az-zaᶜfarān);
  • açougue (do árabe as-sūq);
  • açúcar (do árabe as-sukkar);
  • açucena (do árabe as-sawsan);
  • açude (do árabe as-sudd);
  • armazém (do árabe al-maḫzan);

Outras palavras de origem árabe que não seguem os formatos acima:

  • café (do árabe qahwa);
  • chafariz (do árabe ṣihrīj);
  • elixir (do árabe al-ᵓisksīr);
  • enxaqueca (do árabe aš-šaqīqah);
  • esfirra (do árabe ṣfīḥah);
  • fulano (do árabe fulān);
  • garrafa (do árabe garrāfah);

Essa é apenas uma lista resumida, mas verifica-se pelo menos 100 vocábulos de origem árabe no português contemporâneo!

Os nove monumentos mais belos do mundo árabe

O mundo árabe possui riquezas mil, e elas estão espalhadas dentro e fora dos países árabes! Os ditos patrimônios da cultura árabe são parte da história desse povo e merecem ser visitados, como parte da herança dessa cultura milenar!

Monumentos árabes pelo mundo A cidade de Alhambra, patrimônio árabe na Espanha

O Superprof separou nove monumentos que merecem destaque no mudo árabe:

  • as pirâmides do Egito representando um dos monumento mais simbólicos do mundo árabe,

Essas famosas pirâmides constituem hoje um dos maiores símbolos do mundo árabe. Na realidade, as pirâmides são os túmulos que abrigavam os corpos dos reis do Egito Antigo, conhecidos por faraós.

  • O museu egípcio do Cairo que garante um acesso ilimitado a cultura,

O museu do Cairo é um dos maiores museus do mundo em torno da história do Egito Antigo. Suas coleções foram construídas a partir do século 19, mas, este edifício recebeu mais de um milhão de visitantes durante o século XX.

  • A cidade de Petra na Jordânia representando o apogeu da civilização árabe,

Frequentemente referenciada como a oitava maravilha do mundo, essa cidade, tesouro do mundo árabe, atrai milhares de visitantes todos os anos e contém o sítio histórico mais visitado do país.

  • A grande mesquita do Sheikh Zayed, monumento árabe histórico, localizada em Abu Dhabi,

Símbolo do período imperialista dos árabes, a grande mesquita do Sheikh Zayed encanta por sua imponência. Decorada com cristais e ouro, ela se destaca pela riqueza de detalhes (no sentido literal do termo).

  • A mesquita azul de Istambul: visita obrigatória quando da sua passagem pela Turquia,

Construída no início do século XVI, a mesquita é um triunfo em harmonia, proporção e elegância. De estilo clássico otomano, ela exibe uma verdadeira sinfonia de belos mosaicos azuis de Iznik que dão ao local uma atmosfera mágica.

  • O Instituto do Mundo árabe em Paris: quando arte rima com cultura,

Uma visita incontornável durante a sua visita a capital francesa. Além da sua beleza arquitetônica, cujo estilo mistura a modernidade com os traços tradicionais da cultura árabe, o centro cultural ainda conta com uma coleção permanente que conta a história da civilização árabe e mostra ao público a diversidade desta cultura – religiões, multiplicidade de línguas, entre outros.

  • A cidade de Alhambra, monumento espanhol do mundo árabe,

Significando ” a vermelha” em árabe, esse castelo foi construído para abrigar o monarca da Dinastia Nasrida e a corte do Reino de Granada. Assim como acontece com outros símbolos do patrimônio árabe e obras muçulmanas da época, o verdadeiro atrativo desse local são os seus interiores, cuja decoração está no cume da arte islâmica.

  • A medina de Marraquexe: é preciso ver para crer,

Lugar único no mundo. É preciso ver para crer! Um emaranhado de ruas labirínticas, souks (mercado tradicional), riads (meio de hospedagem que se assemelha a uma pousada), mesquitas, palácios formam uma paisagem única e bastante representativa da cultura árabe.

  • Memorial árabe em Curitiba: a história dos árabes no Brasil

O memorial árabe, localizado na capital Curitibana,  é um ponto turístico em homenagem à cultura árabe. O memorial árabe é uma referência não somente para os descendentes dos povos árabes no Brasil, mas também um local de propagação dessa cultura única e impressionante.

Achou que não se surpreenderia ainda mais com a cultura arabe, suas riquezas, valores, mitos e maneiras? Pois bem, como vimos é possivel aprender arabe através de um passeio cultural e histórico por um dos países ou mesmo visitando um dos símbolos da cultura árabe mundo a fora.

Tatuar seu nome em árabe: tem certeza?

Se empolgou com a rica cultura árabe e decidiu fazer um tatuagem em árabe ? Atenção, antes de tatuar uma palavra árabe no corpo, que tal tomar algumas aulas de língua árabe para conhecer melhor a língua?

A verdadeira tatuagem árabe é originalmente feita com a hena (حناء) e faz parte da cultura e tradições do mundo árabe.  A hena designa tanto uma planta (Lawsonia inermis), como o corante que se extrai dela.

Por mais de cinco mil anos a hena foi vista como um símbolo de boa sorte, saúde e sensualidade no mundo árabe. A aplicação da hena servia para marcar a passagem de uma vida a outra. Um ritual que simbolizava, por exemplo, a etapa crucial da adolescência a vida adulta.

Qual a origem da tattoo árabe? A tatuagem árabe, uma prática milenar…

Reza a lenda que Maomé usava a hena para tingir a barba e que a flor de hena era a favorita do profeta. Como resultado, a hena ocupa um lugar único no mundo muçulmano. Ela é usada tanto para fins decorativos e mágicos como para fins religiosos.

A aplicação da hena data de longa data. As primeiras evidências claras da sua aplicação  no corpo aparece em múmias egípcias, cujo cabelo e as unhas foram tingidas com os tons de marrom avermelhado da hena. A tradição da aplicação da hena cresceu bastante no Egito e foi levada para a Índia onde era usada, pelo menos desde 700 AD para a decoração de mãos e pés.

Se você quer fazer uma tatuagem em árabe e não está muito certo do que tatuar, escolha a hena, no melhor das hipóteses ela desaparece com duas semanas e você não terá nenhum problema futuro!

Para finalizar, lembremos que aqui chamamos de mundo árabe, os países representativos da cultura arabe, cuja líbgua oficial é o árabe!

 

 

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (média de3,00 sob 5 de 2 votos)
Loading...
avatar