Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Precisões linguísticas sobre o mundo árabe-muçulmano

De Joseane, publicado dia 08/11/2018 Blog > Idiomas > Árabe > Curiosidades sobre a língua e cultura árabes

Houve um tempo em que aprender inglês era um plus no currículo! Hoje, saber inglês não passa de uma obrigação! É por isso que muitos estudantes e profissionais tem buscado aprender outras línguas estrangeras com o objetivo de se sobressair no mercado de trabalho e com isso ter mais oportunidade profissionais.

Uma das línguas que está fazendo sucesso no mercado internacional e no mundo dos negócios é o árabe! Muita gente tem buscado por aulas de árabe. Aprender árabe é um grande desafio para os brasileiros e demais estrangeiros que não estão habituados ao alfabeto árabe. Mas, apesar das dificuldades, o aprendizado da língua árabe tem se tornado um grande plus no currículo desses verdadeiros guerreiros que conseguem decifrar e compreender essa língua milenar.

Aprender a língua árabe inclui aprender a cultura dos países árabes, o alfabeto árabe e sua construção gramatical, a riqueza da civilização islâmica ou ainda a literatura e os diferentes dialetos árabes. Tudo isso constitui um trunfo importante sobre os falantes de outras línguas.

É amigo, aprender árabe é um ato de bravura!

Com mais de 350 milhões de falantes, incluindo nativos e falantes de árabe como segunda língua, falar árabe e escrever em árabe agora é tão útil quanto o inglês ou o espanhol.

No entanto, existem muitas barreiras e preconceitos que rodeiam a língua árabe, triste fato que, muitas vezes, impede um estrangeiro de se apoderar dessa bela língua.

Estando ligada a forte religião muçulmana, a língua árabe pode, ao mesmo tempo,  atrair ou repelir.

Trata-se de uma língua impregnada de traços culturais, religiosos, cheia de mistérios, muitos deles permanecem desconhecidos para o público em geral.

Como não sabemos todas as coisas sobre a língua árabe, decidimos responder quatro questões principais que são frequentemente perguntadas quando o assunto é o idioma árabe.

Mais curiosidades sobre a língua e cultura do mundo árabe, aqui.

Por que se escreve da direita para a esquerda em árabe?

Existem muitas teorias que tentam explicar as possíveis razões pelas quais a língua árabe é escrita da direita para a esquerda, ao contrário das línguas derivadas do alfabeto latino, cuja escrita é feita no sentido da esquerda para a direita.

Dentre as possíveis explicações, algumas possuem conho histórico, outras nem tanto, como veremos a seguir:

por que os arabes escrevem ao contrario? A leitura do árabe da direita para a esquerda confunde a cabeça de muita gente…

Tudo começou por volta do ano 3000 a.C. na Mesopotâmia quando os sumérios desenvolveram uma escrita silábica para representar a língua suméria falada. A primeira forma de escrita registrada nesta localidade é a cuneiforme que evoluiu dos registros de tempo de trabalho.  No mesmo período há o surgimento da escrita hieroglífica no Egito Antigo!

Hieróglifos, signos cuneiformes e letras do alfabeto proto-sinaítico foram escritos da direita para a esquerda em sua grande maioria.

O alfabeto proto-sinaítico deu origem aos demais alfabetos que conhecemos, entre eles o fenício, o aramaico, o árabe, o hebraico, o greco e o latino…

Então tá explicado né? O árabe é escrito da direita para a esquerda graças as suas origens históricas, como é o caso de outras línguas semíticas como o hebraico por exemplo.

Mas, embora seja bastante satisfatória, essa explicação não é a única, ou pelo menos não está completa. Verificou-se outros escritos anteriores aos semitas onde já se escrevia da direita para a esquerda, como é o caso das civilizações antigas do Egito que datam de 2400-2350 aC – bem antes da invenção dos alfabetos fenícios e aramaicos – em uma direção da esquerda para a direita.

Uma explicação menos histórica mas bastante lógica diz respeito ao modo como as letras eram grafadas na antiguidade:

Como sabemos, os povos antigos esculpiam as letras em forma de inscrições em pedra. Agora imagine os destros, que sempre constituíram entre 85-90% da população, tendo que manejar um martelo e um cinzel. Era muito mais fácil segurar um cinzel na mão esquerda e bater com o martelo na mão direita. E, neste caso, era simplesmente mais fácil escrever da direita para a esquerda!

Parece lógico, certo? Mas não é 100 por cento correto. A verdade é que todas as explicações que tentam justificar o sentido da escrita em árabe, não passam de teorias!

Por que o árabe é tão importante para a civilização islâmica?

Sabemos que o árabe é a língua do Alcorão. Este, sendo o livro sagrado do islã, religião monoteísta fundada pelo profeta Maomé no início do século VII cujos fundamentos servem de base para a fé muçulmana. 

Imporância da língua árabe para a religião muçulmana O Alcorão, livro sagrado, do islã, teria sido escrito em árabe…

Para os seguidores da religião islâmica, o livro sagrado, o Alcorão, contém uma série de revelações de Allah (Deus) a Maomé, profeta considerado como portador da voz de Deus pelos muçulmanos. Segundo a tradição islâmica, foi no ano de 610 que o anjo Gabriel começou a sussurrar as palavras de Deus ao profeta. E continuou a fazer as revelações divinas por mais 23 anos. Enquanto ouvia as palavras, Maomé ditava-os a seus companheiros, assegurando de que as palavras eram revelações divinas que havia recebido.

No entanto, o último profeta não ditou as palavras de uma só vez, mas a medida que elas chegavam em forma de revelações. Maomé costumava ditar as palavras aos seus companheiros, solicitando que não só as decorassem, mas que também as recitassem durante suas orações. Seus companheiros tinham o papel de escrever e multiplicar as revelações reproduzindo cópias.

Segundo a doutrina islâmica, o Alcorão é a coletânea das revelações de Allah ao Profeta Maomé. Não é considerado um livro de inspiração terrena, mas as palavras exatas de Allah, reveladas pelo anjo Gabriel ao profeta Maomé. Os fiéis muçulmanos tem por tradição só chamar de Alcorão a versão original em árabe, com as exatas palavras de Deus, qualquer outra tradução não representa fielmente as palavras de Allah.

Saiba mais sobre a língua árabe e o islamismo, aqui.

Por que Allah escolheu o árabe como língua?

Primeiramente, Allah é uma divindade que, na religião muçulmana, não tem imagem e supera o humano. Allah é o criador diante do qual, o ser humano deve se submeter, subjugar-se ( Islã, em árabe, significa submissão).

Um dos maiores equívocos que a população cristã comete sobre a fé Islã tem ligação com o termo Alláh. Para os não muçulmanos, os fiéis do islamismo adoram um Deus diferente do Deus cristão e judeu. Essa confusão é muito comum, e é por essa razão que decidimos trazer uma explicação do termo:

Allah, no idioma árabe é a junção de Al (ال) que significa “o”, e da palavra árabe « ilâh » que significa Deus.

Qual a relação entre a língua árabe e a religião muçulmana? Os fiéis muçulmanos acreditam que Alá é o único Deus…

Logo, cristãos, judeus e muçulmanos adoram o mesmo Deus! Porém… os três possuem uma concepção diferente sobre Deus. Por exemplo, o islamismo e o judaísmo discordam da reencarnação divina e da doutrina da Trindade, ou seja, eles não acreditam que exista três pessoas distintas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo. Mas isso não significa dizer que islamismo, cristianismo e judaísmo adorem um Deus diferente, essas religiões compartilham da fé em um Deus único!

Os fiéis do islamismo acreditam que Allah escolheu a língua árabe como forma de se aproximar dos seus fiéis. Desta forma, as tradições e pilares do islã só serve para aqueles que acreditam nelas e, claro, falam árabe.

Quer saber como aprender árabe? Consulte um dos nossos superprofessores!

O árabe é a língua mais bonita do mundo?

Para os seus adoradores, o árabe é a língua mais bonita do mundo!

Mas, qual seria a razão para tal? 

Existem muitas razões que fazem com que essa máxima difundida entre os arabófonos e linguistas tenha lá sua razão de ser. A língua árabe é com toda certeza uma das línguas mais sensacionais do mundo, seja por sua riqueza de vocabular, ou pela beleza da sua escrita.

Como aprender árabe? Não dá para negar! O árabe é realmente uma língua bonita!

A bela língua árabe é uma língua semítica que apareceu no segundo século da nossa era, e foi conhecida no mundo inteiro pela sua influência em diversos domínios, como por exemplo na arte poética e literária, na arquitetura, na astronomia, no desenho e na pintura, nas artes em geral.

A civilização árabe transmite um certo exotismo que até mesmo os estudiosos mais eruditos ficam intrigados com a sua cultura. Para nós que estamos acostumados ao clássico alfabeto latino, é verdade  que o alfabeto Árabe se aproxima muito mais de uma obra de arte do que propriamente da escrita.

O árabe é com toda a certeza uma língua de beleza incomparável, sua escrita única pertence ao ramo das línguas semíticas, mais especificamente da família semítica ocidental. Os falantes nativos utilizam o alfabeto árabe e suas variantes para registrar passagens de sua religião, sua tradição, seus valores, como maneira de preservar sua história.

O aspecto religioso em torno da língua árabe também a torna especial. Nenhuma outra língua tem tanta ligação com a divindade quanto o árabe. Mesmo os não religiosos devem concordar que não há outro idioma que possua tanta força sobre um povo quanto o árabe sobre os seus. Um assunto polêmico sobre o qual não nos cabe tratar em detalhes, mas que torna o idioma ainda mais fascinante.

Curioso para saber mais sobre o mundo árabe? Aprenda árabe hoje mesmo!

 

 

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
avatar