Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Nosso guia para se tornar um yogi

De Glicia, publicado dia 04/09/2018 Blog > Esporte > Yoga > Saiba tudo sobre yoga e meditação

A palavra “yoga” vem do antigo sânscrito “yug”, e significa “unir”, “unificar”. Em outras palavras, a união do corpo e da  consciência leva ao equilíbrio perene e perfeito. Essa prática ancestral indiana combina posturas corporais – asanas– e exercícios respiratórios – pranayama.

O yoga surgiu há mais de 5.000 anos e reúne a sabedoria e os conhecimentos indianos. Ao contrário do que muitos acreditam, o yoga não se trata exatamente de uma atividade física. Ele é, na realidade, uma filosofia de vida, que prega a busca do autoconhecimento e o despertar da consciência.

O controle do corpo e da mente estão no centro do processo de autoconhecimento e levam à paz interior, à sabedoria e ao caminho da verdade. Através das diferentes posturas de yoga, assim como através das técnicas de respiração e concentração, é possível atingir o estado de “consciência plena”.

Hoje em dia o yoga é bastante procurado, principalmente por pessoas que sentem essa necessidade de se reconectarem consigo mesmas. O estresse e a pressão do dia a dia são as causas de muitas doenças, como depressão e ansiedade. Além disso, outros problemas de saúde como dores nas costas, enxaquecas e pressão alta também estão fortemente ligadas ao acúmulo de estresse.

A prática frequente de yoga e meditação combina relaxamento, bem-estar e condicionamento físico. Os efeitos positivos são claramente visíveis através de uma melhora considerável da qualidade de vida. E o melhor de tudo é que o yoga é uma atividade que pode ser praticada por qualquer pessoa: homens, mulheres, crianças e idosos.

E você, já pensou em começar a praticar yoga e meditação? Se ainda não, leia nosso artigo e entenda porque você deveria mudar de idéia!

Yoga e corrida: uma dupla perfeita

A corrida é um dos esportes mais praticados, pois além de não demandar nenhuma habilidade especial – o que o torna acessível para o maior número de pessoas – é uma atividade gratuita, podendo ser praticada ao ar livre, na rua, em parques, etc.

yoga melhora a performance na corrida Yoga e corrida: duas atividades complementares!

Entretanto, os corredores enfrentam inúmeras dificuldades e conseguir superar seus limites e manter-se motivado nem sempre é fácil. Nos  momentos de esforço intenso, durante um treinamento ou mesmo uma prova, músculos, articulações, respiração, concentração e até mesmo a mente podem vir a ser aliados ou inimigos.

Para progredir e aumentar o desempenho, é recomendável praticar outras atividades físicas. O yoga pode proporcionar o aumento do rendimento de um corredor, pois consegue combinar exercícios de alongamento e de fortalecimento muscular, além de melhorar a postura e alinhar a coluna vertebral.

O alinhamento da postura corporal é muito importante na corrida, pois permite melhorar a pisada, o ritmo e a diminuir possíveis dores causadas pelo desequilíbrio do corpo.

Outro aspecto importante para os corredores é o fortalecimento muscular, que tem como objetivo proteger as articulações e minimizar os impactos nos membros inferiores. Praticar yoga é uma excelente forma de fortalecer os músculos!

Engana-se quem acha que uma aula de yoga se resume a exercícios de respiração e meditação. Na verdade, o yoga é uma atividade muito completa que permite trabalhar os músculos mais profundos do corpo.

Um dos pilares da aula de yoga são os exercícios de alongamento. Ao contrário do que muitos pensam, essa prática não apenas serve para prevenir dores musculares no dia seguinte, mas também permite melhorar a sua forma física, aumentando a flexibilidade e promovendo o fortalecimento muscular.

Alguns exercícios de yoga antes da corrida servirão como um ótimo alongamento e irão preparar o corpo para o esforço físico. Não se esqueça de levar com você o equipamento apropriado para praticar esses dois esportes como tapete de yoga e tênis de corrida. E claro, dê preferência às roupas mais leves e confortáveis e não se esqueça de beber muita água.

Saiba como o yoga pode te ajudar a correr melhor.

É possível praticar yoga sozinho?

Se você tem vontade de começar a praticar yoga, mas não tem tempo de fazer aulas em grupo, saiba que sim, é possível se iniciar aos princípios do yoga em casa, praticando sozinho!

aprender yoga em casa é possível Existem muitos materiais que podem ajudá-lo à praticar yoga sozinho: manuais, e-books, cursos online, etc.

Graças à internet e outras tecnologias, aprender qualquer disciplina tornou-se algo acessível a todos. Com o yoga não é diferente! Existe uma infinidade de cursos online, vídeos no Youtube, manuais, e-books e até mesmo aplicativos que podem ajudá-lo a aprender as bases do yoga.

Se você é iniciante e não está muito familiarizado com as posturas do yoga, o ideal é começar aos poucos, pelos exercícios mais simples até você se habituar. Para que esse seja um momento de descontração e que você possa aproveitar ao máximo todos os benefícios, crie um pequeno ritual:

  • Reserve algumas horas do dia para se dedicar ao aprendizado do yoga,
  • Concentre-se no momento presente e esqueça todas as atribulações da vida cotidiana durante esse momento,
  • Desligue seu celular para não ser incomodado,
  • Acenda velas aromáticas ou incenso para criar uma atmosfera relaxante,
  • Coloque seu tapete de yoga em um local calmo e espaçoso (caso não tenha muito espaço, empurre os móveis),
  • Coloque uma música relaxante para se concentrar melhor; você pode encontrar playlists especiais “yoga” no Spotify, por exemplo.

Uma das grandes vantagens do yoga é que você não precisa investir muito dinheiro em equipamentos e acessórios. Tudo que você vai precisar é de uma roupa confortável (calça legging e camiseta são perfeitas) e um tapete de yoga. Esse será provavelmente seu maior investimento, mas não se preocupe. Existem excelentes tapetes por um preço acessível.

Se você ainda não tem um tapete de yoga e não sabe escolher, lhe explicaremos tudo a seguir.

Aprenda tudo que você precisa saber para praticar yoga sozinho!

Como escolher um bom tapete de yoga?

O famoso tapete de yoga é, na realidade, um acessório opcional. No entanto, ele se tornou muito popular entre os yogis, pois permite a prática dos exercícios em qualquer lugar.

aprenda a escolher o melhor acessório para aulas de yoga Os tapetes mais finos são ideais para praticar yoga, pois oferecem maior estabilidade.

Ele traz maior conforto na hora de realizar determinadas posições, principalmente para aqueles que praticam o yoga ao ar livre. Se você é debutante no yoga, nós recomendamos que use o tapete para auxiliá-lo na execução das posturas.

Mas, como escolher um bom tapete de yoga quando se está começando e não se sabe nada sobre o assunto? Primeiramente, é preciso prestar atenção em alguns detalhes no momento da compra. Alguns tapetes não são exatamente adaptados à prática do yoga, como o tapete de pilates, por exemplo.

Apesar de ser adaptado à prática de atividades físicas em geral, o tapete de pilates  é muito espesso, o que pode dificultar a execução das posturas de yoga. Como o yoga alterna exercícios em pé e no solo, é preferível escolher um tapete mais fino.

O material também é um aspecto importante a ser considerado na hora da compra. Tente evitar os tapetes em PVC, pois esse material é considerado tóxico e hoje em dia existe uma variedade de materiais mais naturais e mesmo eco friendly.

Como você deve imaginar, existem tapetes de diferentes preços, dos mais baratos aos mais caros. Contrariamente ao que a maioria possa imaginar, o mais caro não é necessariamente o melhor!

Você provavelmente encontrará tapetes de yoga super caros, por serem de marcas conhecidas, mas que não apresentam nenhum diferencial que justifique tal valor. Assim, nós afirmamos que é totalmente possível achar um bom tapete de yoga a um preço justo.

O preço médio de um bom tapete de yoga é R$40,00. Você pode encontrar excelentes por até R$65,00 em média. Passando disso, consideramos que o valor não é justificável.

Veja nossas dicas para escolher o melhor tapete de yoga.

Os benefícios do yoga e da meditação

Se você anda se sentindo muito cansado e indisposto, o acúmulo de estresse e as pressões do trabalho/faculdade podem ser a razão desse mal-estar.

Para recuperar sua energia vital e melhorar sua qualidade de vida, praticar yoga e meditação pode ser uma ótima solução, seja em aulas em grupo ou em casa.

A prática frequente do yoga e da meditação traz inúmeros benefícios tanto para a saúde física quanto psicológica: reduz o estresse, aumenta a força e a resistência físicas, melhora a postura e a respiração, desenvolve o autoconhecimento, etc.

O que é mais legal no yoga é que todos podem praticá-lo. Para começar não é necessário ter um condicionamento físico excelente e nem ser capaz de realizar acrobacias com o corpo. Além disso existem diferentes tipos de yoga: Hatha Yoga, Vinyasa Yoga, Ashtanga Yoga, entre outros.

autoconhecimento e controle emocional através da meditação Encontre sua essência e a paz interior meditando.

Essas são as modalidades mais tradicionais, trazidas da Índia. Se você busca por atividades diferenciadas, existem ainda o Acroyoga e o Fly Yoga. Se tratam de atividades criadas no Ocidente e inspiradas do yoga tradicional. Normalmente combinam asanas, dança e acrobacias.

Para quem deseja ir além das aulas de yoga, recomendamos a meditação. Sua origem é tão antiga quanto a do yoga e ela pode ser definida como uma prática onde o indivíduo utiliza técnicas para focar sua mente em um pensamento ou atividade em particular, visando alcançar um estado de clareza mental e emocional.

A meditação age globalmente em nosso bem-estar mental e físico. Ela permite que você seja menos estressado, aprenda a canalizar suas emoções e dores. Assim como o yoga, a meditação pode ser praticada por qualquer pessoa, mas exige um pouco de paciência e treinamento mental.

Ficou interessado? Então continue lendo que explicamos a seguir como aprender a meditar!

Ainda está reticente? Leia nosso post completo e descubra todos os benefícios do yoga e da meditação.

Como se iniciar à meditação?

A meditação é geralmente associada a práticas religiosas ou esotéricas, entretanto, o ato de meditar nada tem a ver com uma religião em especial. Um outro mito em torno da meditação é a idéia de que ela é uma atividade reservada somente a quem pratica yoga.

Na realidade, todas essas idéias são errôneas. Qualquer pessoa pode meditar! Para isso, ela só precisará de um lugar calmo e tranquilo, longe de distrações, para que possa se concentrar.

Diferentes estudos na área de neurociências mostram como a meditação age no nosso cérebro e o impacto positivo que ela tem no bem-estar e a na saúde mental. A prática frequente da meditação ajuda a diminuir os efeitos negativos do estresse e aumenta o autocontrole.

Ela é uma poderosa  ferramenta que permite desenvolver o autoconhecimento e pode ser usada por qualquer pessoa que deseje despertar sua consciência, independentemente de crenças religiosas. Todavia, você não aprenderá a meditar em livros.

A melhor forma de aprender é praticando. A primeira vez será um pouco complicada, pois não se trata de algo que se aprende do dia para a noite. Mas não desanime, pois a persistência é a chave do sucesso.

Aqui vão nossas dicas para começar a meditar:

  • Encontre o bom momento,
  • Escolha um lugar calmo,
  • Defina a duração de sua meditação,
  • Escolha uma posição confortável,
  • Controle sua respiração,
  • Solte as rédeas da sua mente.

Os benefícios da meditação são muitos. Ela tem, inclusive, um efeito positivo em pessoas que sofrem de pressão alta, doenças cardíacas e dores crônicas. Também melhora a concentração e ajuda a superar a depressão, a ansiedade e os vícios.

Não deixe de testar uma aula de yoga para iniciantes e de começar a meditar alguns minutos por dia, assim você aumentará seus conhecimentos sobre o assunto e poderá progredir rapidamente.

Veja nosso passo a passo para aprender a meditar e comece hoje mesmo!

O que significa Namastê?

Na aula de yoga – yoga nidra, iyengar, kundalini yoga, yoga de relaxamento pré-natal e pós-natal, etc. -, a palavra namastê é frequentemente usada no final de cada sessão como um ritual para dizer tchau.

Faz parte das origens da yoga!

Mesmo no nível iniciante, pode-se praticar a antiga técnica do hinduísmo. “Namastê” pode ser considerado uma iniciação antes de direcionar sua energia vital.

Às vezes, também ouvimos “namaskar”.

Os benefícios da yoga são agora comprovados e todos os praticantes que desejam se tornar conscientes de seu corpo ou melhorar sua condição física através de exercícios de yoga, certamente ouviram essa palavra.

Yoga atua na saúde física e mental, ajuda a acalmar a mente de suas várias poluições – ideias negativas, medos – e para aliviar o estresse.

A palavra namastê (significado), ou namaste, tem sido muitas vezes mal interpretada como uma maneira de agradecer um ao outro na vida cotidiana e, no que nos diz respeito, entre o professor de yoga e os alunos.

Porém, a essência é menos um agradecimento e sim uma saudação para marcar a benevolência.

Culturalmente, é possível dizer namastê na Índia para evitar apertar as mãos de pessoas cuja casta de origem é desconhecida. O objetivo disso é evitar as manchas ou as impurezas provenientes de uma classe inferior.

Hoje em dia, quando se viaja para a Índia, a saudação ocidental – ou Bom dia – é usada, mas a prática hindu continua.

A palavra “namastê” vem do sânscrito, uma língua indo-européia derivada de textos religiosos hindus e budistas. O termo agora é amplamente usado em países asiáticos, mas sua origem vem dos mestres espirituais da yoga na Índia e no Nepal.

No entanto, se o sânscrito é considerado uma língua sagrada na cultura hindu, a palavra namastê não é considerada um gesto religioso.

Etimologicamente, “namas” é um substantivo que pode ser interpretado como “olá” e “reverência”. O sufixo “te” é um pronome que significa “para você”.

Significa “eu te saúdo”. Mas a frase tem um significado mais amplo e global.

A espiritualidade budista e hindu afirma que em todo ser humano existe uma parte da divindade, luz e sol que deve ser descoberta pela prática regular do exercício de meditação ou yoga.

Tudo sobre a prática da yoga dinâmica

Nas nossas latitudes, a yoga, disciplina ancestral na Índia, é considerada como uma ginástica que permite, através de uma prática regular, tornar-se consciente do próprio corpo e recuperar a autoconfiança.

Exercício para controlar seu corpo e reconectar sua mente com seu corpo.
Do hip-hop à ginástica, encontramos ashtanga?

A yoga dinâmica é menos uma forma de yoga como tal, do que uma forma de praticar yoga: é chamado yoga ashtanga, yoga vinyasa, yoga dinâmica, power yoga…

Cada tipo de yoga dinâmica tem a ver com a escola de yoga e seu fundador.

Tudo bem, mas isso não nos diz o que é.

O que é conhecido como yoga dinâmica se destaca da yoga tradicional porque ela convida a realizar uma sequência fluida de posturas de yoga em um ritmo rápido e esportivo, mantendo uma respiração profunda e lenta.

Além disso, em sânscrito, vinyasa significa “sistema de movimentos e respirações sincronizadas”.

Assim, praticamos posturas de yoga (chamadas “asanas”) que são acompanhadas pela respiração Ujjayi, ou “respiração vitoriosa”, uma técnica de retomar o controle da respiração e dos pensamentos.

Isso quer dizer trabalhar a respiração (“pranayama”) simultaneamente com os movimentos (“asanas”).

Tudo sobre a prática da yoga do riso

Se as origens da yoga na Índia são antigas e remontam à filosofia espiritual hindu, o desenvolvimento da yoga no ocidente remonta ao século 20. A prática de yoga continua a crescer graças aos muitos benefícios que ela provoca.

Já pensou em rir e fazer exercícios de relaxamento? A técnica para a felicidade?

Existem mais de 22 escolas de yoga – yoga kundalini, yoga iyengar, yoga nidra, hatha yoga, yoga sutra, etc. Entre as quais, a yoga do riso.

A origem do conceito

Fundada pelo terapeuta e médico indiano Madan Kataria em 1995, a yoga do riso – ou hasya yoga em sânscrito – vem fazendo ondas em todo o planeta há mais de vinte anos.

Suas origens indianas e espirituais estão ao serviço do bem-estar! Mumbai, Índia: é nessa cidade que foi inventada a yoga do riso.

Voltando ao médico, ele descobre que “os pacientes que se recuperam melhor são os mais felizes”. Ele se torna um professor de yoga na Índia, mas uma yoga muito específica: a yoga do riso.

Confrontado com o crescente sucesso do seu clube de riso, esse médico parou sua atividade de medicina para viajar e espalhar a filosofia do sorriso ao redor do mundo. Uma reorientação que funcionou perfeitamente!

O desenvolvimento da prática da yoga pelo riso foi tal que um Dia Mundial do Riso foi instituído em 1998 e é celebrado todo primeiro domingo de maio.

No início dos anos 2000, a terapia do riso também se difundiu na imprensa mundial, o que contribuiu muito para sua expansão.

Nos Estados Unidos, a disciplina desfruta de uma forte penetração nos círculos estudantis em Nova York, Minnesota, Califórnia.

Na Índia, a yoga do riso é ensinada em algumas escolas. Nelas, o dia começa com dez minutos de riso na parte da manhã. Há mais 5 minutos de riso na sala de aula no início e no final do dia. Uma clara melhoria da atmosfera geral e dos resultados escolares foi notada.

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
avatar