Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Descubra onde estudar a língua espanhola na capital paulistana

De Fernanda, publicado dia 11/07/2019 Blog > Idiomas > Espanhol > Onde aprender espanhol em São Paulo?

São Paulo é a capital dos negócios. Megalópole de oportunidades, de conhecimentos, de cultura e de riqueza: seus mais de 12 milhões de habitantes constituem uma das 10 cidades mais populosas do mundo.

São Paulo também é uma capital cultural do país. Maior centro urbano brasileiro, também é a capital do agito linguístico, reunindo  escolas, associações, centros culturais e organizações de todas as nacionalidades. A cidade acolhe um universo linguístico extremamente diversificado, com opções educativas para todos os gostos e bolsos.

Um local nada mais do que apropriado para começar a estudar espanhol (também no Rio de Janeiro), não é mesmo?

Não importa qual o seu objetivo com a aprendizagem da língua: se você é estudante, universitário, acadêmico, profissional, esportista ou linguísta: aqui você vai encontrar opções de cursos mais adequados às suas necessidades. As possibilidades são infinitas e há mercado para todos.

É também em São Paulo que se localizam os professores mais bem remunerados no país. Claro, nada mais coerente, uma vez que o custo de vida é bem elevado: restaurantes, educação, segurança, transporte, entretenimento, saúde… Aqui tudo tem seu preço.

Portanto, prepare-se: nesse artigo você vai encontrar todas as informações que precisa para iniciar a sua aventura linguística na capital dos paulistanos. Aproveite!

Estudar espanhol em Escolas particulares de idiomas

Instituto Cervantes de São Paulo

Se você quer a primeira referência em aula de espanhol para iniciantes ou avançado, com certeza precisa descobrir o Instituto Cervantes  da capital paulistana.

Com mais de 200.000 estudantes ao ano, o Instituto Cervantes é a maior instituição mundial dedicada ao ensino de espanhol (também em Belo Horizonte). Recebeu o Prêmio Príncipe de Astúrias em 2005 na categoria de Comunicação e Humanidades.

Foi criado em 1991 para promover, ensinar espanhol e divulgar a cultura da Espanha e dos países hispanofalantes. A sede central da instituição se encontra em Madri e em Alcalá de Henares (Madri), cidade de nascimento do escritor Miguel de Cervantes.

Em linhas gerais, a instituição é responsável por:

  • Organizar os exames para o Diploma de espanhol DELE (Diplomas de Español como Lengua Extranjera), assim como de expedir certificados e diplomas oficiais para os participantes em nossos cursos,
  • Organizar cursos de espanhol,
  • Organizar cursos de formação para professores de espanhol,
  • Apoiar hispanistas em suas atividades,
  • Estimular atividades culturais em colaboração com outras organizações.

A sede de São Paulo iniciou suas atividades no ano de 1998, dedicando-se exclusivamente a oferecer cursos de didática e metodologia para professores de espanhol. A partir de 2002, começou a realizar cursos regulares e especiais de língua, a desenvolver uma ampla programação de atividades culturais e a ampliar e reorganizar sua biblioteca. Hoje é a instituição de referência na cidade e no Estado de São Paulo para o ensino do espanhol (em Recife e Belo Horizonte, igualmente!) e a promoção das culturas nas línguas de Espanha.

É constante a colaboração com as principais instituições culturais da cidade, que também são as do país: MASP – Museu de Arte de São Paulo, O Memorial de América Latina, O Centro Cultural São Paulo, etc. A colaboração com as representações diplomáticas dos países hispanofalantes é também estreita e permanente.

O Instituto Cervantes de São Paulo organiza anualmente Simpósios Internacionais sobre didática e metodologia sobre a língua espanhola.

A instituição também coordena tanto uma rede de Centros Associados como uma rede de Centros de Inscrição e Exame DELE, o certificado internacional, aceito globalmente, de proficiência na língua espanhola.

Onde aprender espanhol da Espanha em sp. Quer uma instituição que ensine língua espanhola e promova a difusão da cultura espanhola? Uma das referências nacionais é o Instituto Cervantes – presente em São Paulo, Rio de Janeiro, Recife, Salvador, Brasília, Belo Horizonte, Curitiba e Porto Alegre.

Outras escolas privadas em SP

Na capital paulistana você ainda encontra muitas outras opções de escolas particulares, com metodologias, valores e objetivos variados de aprendizagem. Confira nossa seleção:

  • Cultura Española: a Cultura Española também dedica-se exclusivamente ao ensino da língua e cultura da Espanha. Seu corpo docente é formado por professores fundamentalmente espanhóis, treinados dentro dos mais rigorosos e modernos padrões de eficiência. Seu método de ensino foi desenvolvido para brasileiros e adaptado às particularidades linguísticas do país. Ajuda o aluno na fluência do idioma, seja para se diferenciar no mercado de trabalho, fazer negócios ou no turismo. A Cultura Española mantém, ainda, cursos na Espanha e América Latina durante todo o ano e é conveniada a universidades, escolas e importantes instituições de ensino. Há opções de cursos regulares, intensivos e para viagens, aulas particulares, curso de espanhol online e convênios empresariais. Também oferece serviços de tradução e certificados como DELE, BULATS, ENALE e CELP.

 

  • Hispania Línguas: no mercado há mais de 29 anos, o Hispania Línguas Latinas foi uma das primeiras no ensino especializado de espanhol no Brasil. Seu conceito é o de uma “escola-boutique”: apenas uma unidade, com uma administração enxuta e dedicação exclusiva. Mais de 10 mil alunos já aprenderam o idioma com sua metodologia diferenciada, o Curso Dinámico de Español – um sistema de ensino inovador, rápido e eficaz, criado especificamente para ensinar o público brasileiro em curto espaço de tempo, com foco nos contrastes com o português. Há opções de aulas em grupos, individuais, para empresas e à distância. Oferece também serviços de tradução e exames de proficiência. A escola mantém uma parceria com a Câmara de Comércio Argentino-Brasileira.

 

  • CCAA: atuando no segmento há mais de 56 anos, a CCAA já possui mais de 220 mil alunos de espanhol e inglês em todas as suas unidades. Em São Paulo, conta com 23 unidades. Possui diversas modalidades de cursos, tanto para adolescentes quanto para adultos: aulas em grupo, particulares, espanhol da Espanha, espanhol Del Rio de la Plata (sobre o espanhol dos países da bacia do Rio da Prata: Uruguai, Argentina e Paraguai), Redação, entre outros.

Aulas acessíveis de espanhol em São Paulo

  • A Secretaria Estadual de Educação de São Paulo, por meio do Centro de Estudo de Línguas (CEL), oferece aos alunos matriculados em escolas da rede estadual a oportunidade de aprender novos idiomas. Em todo o Estado de São Paulo, mais de 200 unidades disponibilizam cursos de espanhol, além do inglês, francês, alemão, italiano e japonês, conforme a demanda de cada região.

Além do estudo da língua estrangeira, os estudantes ampliam sua formação cultural, explorando nas aulas os costumes de outros países. A oferta dos cursos atende uma necessidade do mercado de trabalho, aumentando as chances de inserção profissional para os alunos. O acesso aos cursos é gratuito. Podem se inscrever alunos do Ensino Fundamental, Ensino Médio ou Educação de Jovens e Adultos (EJA).

  • A ONG o Canto Cidadão oferece desde 2011 cursos gratuitos de espanhol (nível básico). As aulas são destinadas a pessoas que não têm recursos financeiros para custear um curso. Desde o início do programa educativo, mais de 200 alunos já foram beneficiados, com o apoio de 10 professores voluntários. Para garantir a qualidade oferecida, o Canto Cidadão estabeleceu uma parceria com a Hispania, especializada em línguas latinas e que oferece o material didático com preço bastante subsidiado. Todo início de semestre as inscrições são abertas para a composição das novas turmas.

 

  • O SENAC é uma das unidades de ensino que oferece curso gratuito de espanhol do nível básico ao nível intermediário. A proposta dos cursos de idiomas do Senac São Paulo visa ao desenvolvimento de competências comunicativas adequadas a contextos reais de interação e conectadas com o mundo do trabalho. Para se inscrever é preciso possuir habilidades de leitura e escrita na língua portuguesa ou língua materna. O curso de espanhol básico destina-se a todo e qualquer interessado em desenvolver o domínio da língua espanhola, independentemente de sua área de atuação. A idade mínima para estudar nesse curso é de 11 anos e a escolaridade mínima é cursando o ensino fundamental. A carga horária de cada curso é de 45 horas.

 

  • O Poliglota Idiomas é um projeto de iniciativa do Grêmio da Escola Politécnica da USP com o objetivo proporcionar o estudo de idiomas com qualidade de ensino dentro dos padrões da Universidade de São Paulo, a um preço acessível aos seus alunos. Há opções de cursos extensivos, intensivos, semi-intensivos e de conversação de espanhol (Brasília tem muitas opções para a prática). Oferece maior redução de valores para alunos da USP e da Politécnica.

Onde estudar espanhol de graça em São Paulo. Em São Paulo você encontra muitas opções de aulas a pouco custo. Procure a modalidade mais adequada para você!

Como escolher um bom curso de espanhol para você?

Você sabia que, segundo o Wikipedia, o espanhol é falado como língua nativa por mais de 410 milhões de nativos? E por cerca de 110 milhões de pessoas a praticam como segunda língua?

Esses dados nos dão uma ideia de quão importante é a língua espanhola no contexto mundial e também considerando o contexto local, a realidade presente em nossa comunidade. Falar espanhol abre muitas portas e oportunidades de trabalho também localmente, já que esse é um idioma muito praticado em todo mundo.

Pensando nisso, a fluência nesse idioma pode vir a render cargos e salário mais elevados, mas é preciso cuidado e muito bom senso para que você saiba escolher um ótimo curso de espanhol!

Seus objetivos

Esse, certamente, é o ponto principal que você deve considerar e refletir a respeito: quais as suas razões para se aprender o espanhol?

É preciso ter esse objetivo muito claro para você mesmo, pois é a partir disso que você irá estruturar tudo o mais. Aprender a língua para conseguir uma promoção no trabalho ou apenas para realizar leituras técnicas no idioma é muito diferente de conseguir o nível avançado em compreensão escrita e oral, por exemplo. E difere enormemente de se querer fazer um mochilão pela América Latina, entende?

Defina em detalhes o seu objetivo para aprender o idioma e vamos para o próximo passo.

Tempo a ser investido

A definição desse passo encontra-se ligada, diretamente, aos seus objetivos com a língua. O tempo a ser investido em um curso de espanhol, portanto, pode variar bastante. Desde cursos mais curtos e intensivos, com o objetivo de praticar a conversação a cursos mais longos, como aqueles de preparação para o DELE ou alguma outra certificação na língua. O tempo dedicado ao aprendizado do idioma, portanto, varia segundo seus objetivos principais na língua.

Modalidade do curso

Esse é outro ponto fundamental. Qual modalidade de curso funciona melhor para você? Curso em grupo, ou individual, ou uma imersão por um período limitado? Aula presencial ou online?

Enfim, essa é mais uma escolha que você necessita definir prontamente, junto aos seus objetivos. Cursos grupais geralmente facilitam e estimulam a conversação, ao passo em que cursos individuais podem focar no desempenho gramatical de cada aluno.

Caso você ainda não saiba qual a melhor modalidade seguir, um bom conselho é começar por um curso misto, que ofereça aulas em grupo mas também individuais, como reforço ou foco em algo específico que seja do seu interesse.

Qualidade e diversidade da escola

Uma escola de idiomas de boa qualidade deve oferecer, no mínimo, boas instalações e professores muito bem capacitados. Certifique-se de que a sua preencha esses requisitos mínimos!

Outra dica interessante é procurar por uma escola que se destaque no ramo escolhido de acordo com os seus objetivos. Para isso, faça uma pesquisa no Google, anote os principais resultados, ligue ou deixe uma mensagem nas redes sociais dessas escolas e aguarde o retorno. Essas ações simples irão te ajudar a escolher melhor qual escola ingressar.

Você sabia que o idioma espanhol é o segundo mais falado do globo, após o mandarim, e é considerado a língua mais rápida do mundo para se pronunciar?

Já em relação à diversidade, dependendo do seu objetivo, esse ponto pode fazer toda a diferença no momento da escolha da escola. Bom, nada melhor do que interagir e estudar com pessoas das mais diversas partes do mundo, não é mesmo? Esse rico contexto cultural pode resultar em diversas oportunidades e até mesmo em um ótimo network profissional!

Lembre que o choque cultural e a interatividade proveniente de diferentes vertentes linguísticas do espanhol podem oferecer uma oportunidade de ouro nesse nosso mundo globalizado. Aprender a ouvir o outro e a aceitar um ambiente multicultural, diverso ao de sua cultura nativa, é algo cada vez mais apreciado e valorizado no aprendizado!

As capitais como São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre, e outras, são locais onde essa diversidade encontra-se mais facilmente presente. Mas lembre que cidades como Buenos Aires, do México e várias outras também podem vir a ser ótimas opções de estágios e intercâmbios na língua espanholas. Nelas, certamente, você encontrará um ambiente mais diversificado e irá interagir com hispanofalantes de vários cantos do mundo.

A metodologia

É muito importante pesquisar sobre os métodos de ensino e verificar a infraestrutura da escolha, como já mencionado. Em relação à metodologia, o espectro é amplo – desde às mais tradicionais às mais inovadoras e experimentais.

Você se sente mais confortável com qual tipo de metodologia? Você já parou para pensar a respeito disso? Esse é um ponto claro para você ou é algo aberto a investigação?

Observe que alguns cursos oferecem períodos de acesso gratuito. Esse é o momento que você possui para verificar sua adaptação à metodologia, tanto em relação ao material didático quanto ao professor. Caso a escola ou curso não permitir que você faça uma aula demonstrativa, veja isso com uma certa suspeita, pois pode haver algum problema.

O teste de avaliação

Note que todo bom curso ou escola de espanhol deve oferecer um teste de avaliação para definir em qual nível de aprendizado você ingressará. E a partir desse ponto que todo o processo de inicia.

Observe também que a qualidade desse teste diz muito sobre a qualidade do curso, a maturidade da metodologia aplicada, digamos assim, no qual você poderá escolher ingressar ou não.

Em outras palavras, caso esse teste de nivelação aplicado tenha sido algo bem feito, bem estruturado, bem pensado, bem contextualizado e diversificado, esse é um ótimo sinal de “maturidade metodológica” da escola.

Caso contrário, caso esse teste tenha sido feito e aplicado de forma rápida, fique com um pé atrás. Essa é uma avaliação que, mesmo que você já tenha um conhecimento básico do idioma, deve ser bem preparada e abranger as quatro competências básicas do aprendizado: compreensão oral e escrita, e expressão oral e escrita. Ou seja, você deve ser competente em falar, escutar, ler e escrever no idioma de Cervantes!

O mesmo se aplica aos cursos online, onde, geralmente, o retorno do teste de avaliação é feito de forma mais rápida ou até logo após seu término. Caso o teste seja fraco ou não contemple todas as quatro áreas de competência básicas na língua, veja isso com suspeita também e tenha cuidado!

Foto de uma das estações de metrô de Madrid, na Espanha, cobrindo um total de quase 300 km.

Aulas particulares de espanhol em São Paulo

Em São Paulo, há muitas maneiras de aprender espanhol ou de revisar o idioma.

Obviamente, para aqueles que têm pouca disponibilidade (em São Paulo isso é bem comum!) ou para aqueles que simplesmente preferem receber instrução personalizada, as aulas particulares de espanhol são uma ótima alternativa.

Muitas pessoas – professores aposentados, professores em exercício, estudantes, nativos espanhóis ou latino-americanos – ofertam seus serviços a domicílio e a um preço acessível. O curso pode ser semanal, quinzenal, várias vezes por semana em sua própria casa – você é que decide a modalidade. O importante aqui é ter uma regularidade para progredir com eficácia.

Por que escolher as aulas particulares?

Esta é uma oportunidade para o estudante se beneficiar do conhecimento e da experiência de um profissional especializado: de acordo com o nível de seu aluno, o professor irá adaptar o conteúdo e o programa da aula de espanhol.

Talvez o estudante só precise rever alguns pontos de gramática ou de conversação; talvez ele precise de uma preparação para um exame ou certificação internacional.

Esta língua fascina cada vez mais pessoas no mundo inteiro; por isso é perfeitamente possível começar do zero e em qualquer idade!

Tudo é possível, e essa é a vantagem da aula particular: aqui é o aluno quem decide o que ele quer ver ou revisar, conversar ou treinar.

Como escolher um professor de espanhol?

Antes de pular de cabeça nos estudos, melhor escolher seu professor com atenção.

Na verdade, o aluno vai passar bastante tempo com ele e se não rolar uma sintonia, há pouca chance de progresso!

Se você quer simplesmente se familiarizar com a linguagem, melhorar a sua compreensão ou testar suas habilidades no idioma, a aula particular é muito útil. Mas você precisa achar o professor adequado às suas necessidades!

Invista na sua qualificação. Um bom professor é um professor bem preparado.

O que é um bom professor?

  • Um professor disponível: se você optou por aulas particulares, é porque você tem necessidades e demandas específicas. O professor deve levar isso em conta;
  • Aulas personalizadas: ele sabe ouvir e adapta as aulas especificamente para você!
  • Uma excelente metodologia: ela ainda é a base de um bom professor. Se ele não sabe transmitir esse conhecimento, algo vai mal!
  • Um bom feeling: quando você conhece alguém pela primeira vez, logo vê se há ou não afinidade. Isso é fundamental, pois vocês vão passar muitas horas juntos! Marque um primeiro encontro com seu futuro professor de espanhol (em Porto Alegre) em um ambiente informal (em um café, por exemplo), para conversar com ele e ver se a química rola.

Bons estudos!

E aí, e agora? Animado para começar a estudar ou a voltar a estudar o espanhol? Lembre que, por mais palavras diferentes que possua, esse idioma é considerado por muitos como o mais fácil de aprender – sobretudo em relação à proximidade linguística com o nosso português – e também de se pronunciar!

Considerando esse traço linguístico e a relevância que o idioma possui no contexto local e internacional, somente essas duas grandes vantagens já deveriam te convencer a encarar esse novo desafio, não é mesmo?

Além disso, como comentamos, o espanhol é a língua oficial em 19 países, cerca de 90% deles estão em nosso continente. E esse idioma é a primeira língua a ser estudada na Europa e também nos Estados Unidos, está lembrado?

Bem, espero que essas sejam razões suficientes para despertar seu interesse nessa língua tão versátil, fonética e pertinente no nosso mundo atual! Buena suerte, amigo!

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (média de4,67 sob 5 de 3 votos)
Loading...
avatar
1 Comment threads
1 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
2 Comment authors
FlavioCamila Guimarães Recent comment authors
Mas recentes Mais antigos Mais populares
Camila Guimarães
Convidado
Camila Guimarães

Bom dia!
Você não citou o Yázigi. Não é boa escola?

Flavio
Admin

Olá Camila, obrigado pela contribuição. De fato, o Yázigi é um ótimo curso. No entanto, infelizmente não pudemos adicionar todos os cursos ao artigo. 🙂