Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Guia para quem deseja aprender a dançar

De Glicia, publicado dia 11/07/2018 Blog > Artes e Lazer > Dança > Como se tornar um bom dançarino?

A dança é uma forma de arte que usa o corpo como principal meio de expressão. Se tornar dançarino exige diferentes competências que vão desde habilidades físicas como flexibilidade, equilíbrio, ritmo e controle respiratório, passando por capacidades intelectuais como senso estético e expressão criativa até conhecimentos teóricos.

Se você encara a dança como um esporte, saiba que ainda assim é preciso dedicar tempo e dedicação ao treinamento para conseguir ter bons resultados e aumentar sua performance. Para não se machucar, os músculos devem ser aquecidos para funcionarem adequadamente. Além disso, o treinamento de dança também envolve exercícios de alongamento e relaxamento.

O ambiente em que você treina também é importante. Escolher um lugar espaçoso, onde você possa movimentar seu corpo livremente é essencial, assim como as roupas que você usa para treinar, que devem ser confortáveis e permitirem que você se mexa com facilidade.

Continue lendo nosso artigo e descubra o que é necessário para se tornar dançarino profissional ou amador.

Como transformar a dança em uma profissão?

Sabemos que a dança é um esporte bastante praticado hoje em dia e que em qualquer academia é possível fazer aulas de zumba, dança de salão, dança do ventre, balé, hip-hop, entre muitas outras.

carreira de dançarino Para se tornar professor ou instrutor de dança é preciso fazer uma formação na área.

No entanto, a dança também é uma arte e está inserida entre as atividades artísticas mais procuradas por adultos e crianças. Muitos jovens que tiveram contato com a dança desde muito cedo sonham em se tornarem bailarinos profissionais, participando de grandes musicais ou espetáculos de dança.

Mas, antes de decidir seguir o caminho da dança profissionalmente, é preciso estar ciente que a  área exige diferentes conhecimentos e habilidades. Aqueles que desejam trabalhar com dança devem conhecer técnicas de movimentação corporal e saber utilizá-las para criar  e executar coreografias em espetáculos de dança, teatro, shows, etc.

Para se tornar um dançarino profissional é necessário fazer uma formação ou especialização, seja em uma faculdade ou em uma escola de dança profissional. A formação mais escolhida é a faculdade de dança, pois é a que oferece maiores possibilidades de inserção profissional.

A graduação em dança forma profissionais capazes de atuar em qualquer aspecto relacionado a essa forma de arte: bailarinos, pesquisadores, docentes, dramaturgos, coreógrafos, produtores e muito mais. Dependendo da faculdade e da linha do curso, o estudante pode, depois de formado, optar pela carreira de professor ou trabalhar com produção artística e cultural.

Para ingressar em uma faculdade de dança é preciso passar por um processo seletivo. A maioria das universidades brasileiras selecionam os candidatos por meio de vestibular e os aprovados na teste de conhecimentos gerais precisam fazer o teste de habilidades específicas, no qual será exigido do candidato conhecimento prévio sobre a dança, tanto teórico quanto técnico.

É apaixonado por dança, mas não sabe por onde começar? Descubra qual a melhor formação para se tornar dançarino.

Elasticidade e técnicas corporais

A grande maioria dos dançarinos conseguem fazer um espacate, técnica essencial para alguns tipo de dança e que demanda muita flexibilidade e treino para ser realizado perfeitamente.

prática e comprometimento para desenvolver habilidades físicas na dança Dominar técnicas de movimentos corporais demanda tempo e muito treino!

O espacate é um exercício que consiste na abertura das pernas com grande amplitude e afastamento, formando um ângulo de aproximadamente 180 graus. Ele permite que o dançarino seja capaz de realizar diferentes movimentos e passos de dança.

Se o movimento parece fácil à primeira vista, a realidade é bem diferente. A prática necessita ser diária para conseguir fazer o espacate, pois a perda da flexibilidade corporal é algo natural que tende a aumentar conforme envelhecemos. O primeiro passo é tentar aumentar a flexibilidade por meio de exercícios de aquecimento e de alongamento, para relaxar os músculos.

Não há segredos nem uma fórmula para o sucesso. Aprender a fazer um espacate é como tudo na vida. Demanda tempo, paciência, treino e dedicação. Algumas pessoas são naturalmente mais flexíveis dos que outras, e por conta disso são capazes de realizar diferentes exercícios e movimentos com grande facilidade.

Se você não foi agraciado com esse dom, não se desespere! Se você já está habituado a praticar exercícios físicos, isso será um ponto positivo e com certeza lhe ajudará a conseguir realizar o movimento com mais facilidade. Caso contrário, comece a praticar alguma esporte que você gosta. Isso vai ajudá-lo não apenas nas técnicas de dança, como também trará benefícios para sua saúde.

Se você encontrar grandes dificuldades, não se sinta mal por isso, pois apesar de ser uma técnica importante na dança, saber fazer o espacate não é obrigatório a não ser que você deseje fazer dança clássica.

Veja nossas dicas para realizar o espacate perfeito.

Como aumentar a flexibilidade corporal?

A flexibilidade é essencial para todos aqueles que sonham em se tronarem dançarinos profissionais. Para se destacar, conseguir realizar os mais variados movimentos com leveza e elegância, é preciso ser ágil e flexível, além  de ter um grande domínio sobre o próprio corpo, conhecer seus limites e desenvolver suas habilidades físicas.

desenvolver a flexibilidade com exercícios A flexibilidade precisa ser trabalhada diariamente.

A flexibilidade é algo que se trabalha e se vai aprimorando a cada dia. Como qualquer coisa que você se comprometa a aprender como, por exemplo, tocar um instrumento ou falar outra língua, para alcançar seus objetivos é preciso muita dedicação e comprometimento.

Apesar de ter um papel de destaque na vida de uma dançarino, a flexibilidade não é o único aspecto que influenciará no seu desempenho. Como você deve saber, a dança é um esporte, e como tal, ela trabalha e solicita diferentes músculos. Além disso, os dançarinos costumam fazer outros esportes, para manter o bom condicionamento físico e ganhar força.

Para poder realizar todos os movimentos importantes de uma coreografia, você precisará ter muita flexibilidade e bom condicionamento físico ao mesmo tempo. Isso trará inúmeras vantagens: realizar qualquer passo de dança com mais facilidade, evitar entorses e outras lesões, facilidade em realizar movimentos complexos, maior controle e domínio do seu próprio corpo, etc.

Ter um corpo flexível também permite realizar movimentos de forma mais fluida, o que resulta em passos de dança mais elegantes. Através de exercícios específicos de alongamento muscular em qualquer região do corpo, é possível ganhar flexibilidade em todos os membros. As principais partes do corpo a serem trabalhadas na dança são as pernas, os braços, os ombros e as costas.

Os melhores exercícios para ganhar flexibilidade são os alongamentos em partes específicas do corpo: pescoço, quadril, ombros, braços, punhos, pernas e panturrilhas.

Uma boa dica para aumentar a flexibilidade é fazer aulas de yoga. A prática dessa disciplina traz um profundo relaxamento, aumenta a concentração e tranquilidade mental, fortalece o corpo físico e desenvolve muitas habilidades.

Entretanto, nós aconselhamos que você pratique yoga com uma pessoa que tenha um conhecimento aprofundado da disciplina para evitar de se machucar.

Saiba como aumentar a flexibilidade e melhorar suas habilidades de dançarino.

A importância do aquecimento na dança

Muitas vezes negligenciado por praticantes de esporte em geral, o aquecimento é uma etapa crucial antes de fazer qualquer atividade física. O objetivo principal do aquecimento é preparar o corpo física e psiquicamente, com o intuito de evitar lesões. Ele também faz as tensões musculares diminuírem melhorando a disposição e facilitando atividades mentais.

aquecimento para dança Para evitar lesões, dê a devida atenção ao aquecimento.

O primeiro passo para se aquecer antes da aula de dança é alongar os músculos. O objetivo dos exercícios de alongamento, além de aquecer o corpo para a atividade física, é aumentar a flexibilidade muscular, a qual tem a função de promover o estiramento das fibras musculares.

Não deixe de ler nosso artigo para aprender  o aquecimento correto para as aulas de dança.

De forma geral, a flexibilidade se trata da maior amplitude de movimento possível de uma determinada articulação. Ou seja, quanto mais alongado o músculo, maior será a movimentação da articulação comandada pelo mesmo e consequentemente, maior a sua flexibilidade.

É fundamental a realização de alongamentos antes e depois de atividades como dança, corrida, andar de bicicleta, nadar, jogar tênis, musculação, entre outros exercícios desgastantes, já que estes promovem tensões musculares. Além disso, a prática evita muitas lesões, como distensões musculares e inflamações.

Para praticar alongamento não é necessário possuir grande condição física ou habilidades atléticas e independente da idade ou nível de flexibilidade da pessoa, todo mundo pode fazê-lo.

Para se sentir à vontade durante os exercícios e ter total liberdade de movimentos, nós aconselhamos que você escolha roupas leves e adequadas à prática de atividades físicas.

Dê preferência também para roupas feitas com tecidos respiráveis e que que retenham o calor. O aquecimento, como o nome indica, tem por objetivo elevar a temperatura corporal, para que os músculos e articulações fiquem mais relaxados e cedam com facilidade ao exercício. Usar roupas que permitem conservar o calor corporal é essencial.

A preparação do ambiente no qual você irá se exercitar é igualmente importante. O melhor é escolher um lugar sem muita mobília ou objetos ao seu redor, para que você possa se movimentar tranquilamente.

Os principais músculos que você deve trabalhar são:

  • tríceps sural (panturrilha)
  • isquiotibiais
  • músculos do pé
  • quadríceps
  • iliopsoas

E não se esqueça dos membros superiores e o busto, que são tão importantes quanto as pernas. Sempre reserve de 10 a 15 minutos do seu treinamento de dança para se aquecer e fazer alguns alongamentos.

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...

Deixe um comentário

avatar