Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Melhore suas habilidades como dançarino através de exercícios simples

De Glicia, publicado dia 08/07/2018 Blog > Artes e Lazer > Dança > Treinamento de dança para aumentar a agilidade

A flexibilidade é essencial para todos aqueles que sonham em se tronarem dançarinos profissionais. Para se destacar, conseguir realizar os mais variados movimentos com leveza e elegância, é preciso ser ágil e flexível, além  de ter um grande domínio sobre o próprio corpo, conhecer seus limites e desenvolver suas habilidades físicas.

Entretanto, antes de chegar ao mesmo patamar que os melhores dançarinos, há um longo caminho pela frente. Paciência e esforço serão vitais nessa jornada. É necessário muito treino e dedicação, fazer exercícios com uma certa frequência e sobretudo, perseverança, pois você não vai conseguir realizar um espacate ou um passo de dança que demanda muita técnica da noite para o dia.

Mas, se você trabalhar duro, for confiante e paciente, você pode conseguir qualquer coisa. Não importa sua idade, gênero nem o lugar de onde você vem. Com dedicação, e uma boa dose de treinamentos específicos, você se tronará um excelente dançarino.

Continue lendo e descubra as dicas incríveis que nós separamos e que vão ajudá-lo a melhorar suas habilidades nas aulas de dança.

A importância da flexibilidade na dança

Para se tornar um grande dançarino ou simplesmente para fazer bonito em um concurso de dança, trabalhar a flexibilidade e aprimorar suas técnicas é um treino quase que diário.

Como qualquer coisa que você se comprometa a aprender como, por exemplo, tocar um instrumento ou falar outra língua, para alcançar seus objetivos é preciso muita dedicação e comprometimento. Leva tempo para se aprender uma nova disciplina e com a dança não é diferente.

se tornar flexível e se tornar dançarino Ainda que a flexibilidade não seja o único quesito para dançar, ela é indispensável na vida de um dançarino.

É muito difícil conseguir fazer um espacate perfeito em uma semana de treinamento. A não ser que você seja naturalmente muito flexível, essa é uma tarefa quase impossível! Mas isso não quer dizer que você não vai conseguir em um determinado momento, significa apenas que você precisa ser paciente.

A flexibilidade não é o único aspecto que influenciará no seu desempenho, mas ela tem um papel de destaque na vida de uma dançarino. Como você deve saber, a dança é um esporte, e como tal, ela trabalha e solicita diferentes músculos. Além disso, os dançarinos costumam fazer outros esportes, para manter o bom condicionamento físico e ganhar força.

Assim, para poder realizar todos os movimentos importantes de uma coreografia, você precisará ter muita flexibilidade e bom condicionamento físico ao mesmo tempo. Isso trará inúmeras vantagens: realizar qualquer passo de dança com mais facilidade, evitar entorses e outras lesões, facilidade em realizar movimentos complexos, maior controle e domínio do seu próprio corpo, etc.

Ter um corpo flexível também permite realizar movimentos de forma mais fluida, o que resulta em passos de dança mais elegantes. E os benefícios vão além da performance, pois fazer exercícios que trabalham a flexibilidade e agilidade é benéfico para o corpo e para a saúde de forma geral.

Aqueles que trabalham o dia inteiro sentados, por exemplo, costumam sofrer de dores lombares e dorsais, pois passar muitas horas seguidas sentado não é nem um pouco indicado e pode causar diferentes problemas de saúde. A dança pode ajudá-lo a amenizar dores e desconfortos, pois os exercícios praticados durante a aula ajudam a melhorar a postura, aumentam o tônus muscular e melhoram a forma física.

Quais partes do corpo devem ser trabalhadas?

Quando falamos em flexibilidade corporal, o termo pode soar um pouco vago. Afinal, o que isso quer dizer exatamente? A flexibilidade nada mais é do que a capacidade de mexer certas articulações com amplitude do movimento apropriada.

a flexibilidade ajuda em qualquer tipo de dança, da clássica ao hip hop Membros flexíveis aumentam as possibilidades de movimentos em qualquer estilo de dança.

Por que é importante ter flexibilidade?

  • aumento da qualidade dos movimentos;
  • melhora da postura corporal;
  • prevenção de doenças cardiovasculares;
  • diminuição dos riscos de lesões;
  • melhora das funções respiratórias;
  • etc.

É possível ganhar flexibilidade em todos os membros do corpo. Através de exercícios específicos de alongamento muscular em qualquer região do corpo, seja no pescoço, ombros ou até no pulso, é possível melhorar e aumentar a flexibilidade.

Se você gostaria de se tornar dançarino, veja a seguir quais partes do corpo devem ser trabalhadas para melhorar sua flexibilidade:

Pernas

Quando falamos em dança, as pernas são a primeira parte do corpo na qual pensamos. Pernas flexíveis podem ajudá-lo a realizar saltos e outros movimentos com leveza em dança clássica, mas também ajudam a se movimentar com sensualidade na salsa e na zumba, ou conseguir fazer corografias impressionantes no hip-hop e street dance.

Para isso, muitos exercícios permitem alongar os músculos das pernas, aumentando a agilidade dos movimentos. Para ter bons resultados e progredir de forma rápida nas aulas de dança, é importante se exercitar regularmente.

Costas

Não trabalhar a flexibilidade das costas é um erro, seja você dançarino ou não! Os músculos das costas são responsáveis  por nossa postura. Para conseguir realizar diferentes movimentos de dança, essa parte do nosso corpo precisa ser forte e flexível ao mesmo tempo.

Além do mais, trabalhar os músculos dorsais evita problemas na coluna e dores lombares. Existem exercícios de musculação e alongamento que podem ser feitos com frequência e que ajudarão a aumentar sua flexibilidade.

Braços e ombros

Conseguir realizar movimentos com graça e leveza não é algo que se aprende do dia para a noite. É preciso muito treino e comprometido com as aulas de dança para conseguir se mover com a elegância de uma dançarina clássica.

Ter braços e ombros flexíveis lhe permitirá realizar com mais facilidade uma quantidade maior de movimentos de dança. A flexibilidade dessas partes do corpo permite que você movimente seus braços com mais liberdade e permite também realizar movimentos mais delicados.

Na dança, o corpo é um elemento de expressão artística que pode ser explorado de diferentes maneiras afim de suscitar emoções no espectador. Conhecê-lo e ter total domínio sobre seus movimentos é a melhor forma de desenvolver suas habilidades como dançarino.

Não se esqueça que qualquer exercício deve ser feito com cautela, e de preferência com orientação de um profissional da área do esporte para evitar lesões ou outros problemas.

Aumente sua flexibilidade praticando yoga

Yoga, em sânscrito, significa controlar, unir. Se trata de uma filosofia que busca trabalhar o corpo e a mente. Além disso, a prática de yoga traz um profundo relaxamento, aumenta a concentração e tranqüilidade mental, fortalece o corpo físico e desenvolve a flexibilidade.

yoga para ajudar a melhorar como dançarino Desfrute dos benefícios que a yoga traz para o corpo e a mente.

Hoje amplamente praticada e popularizada, a yoga é conhecida por aumentar a flexibilidade e proporcionar  bem- estar às pessoas que a praticam. Aproveitar os benefícios que a yoga traz para aumentar e melhorar suas habilidades como dançarino é uma ótima idéia. Você pode, por exemplo, fazer 20 minutos de yoga antes da sua aula de dança, ou alternar entre as duas disciplinas.

Entretanto, lembre-se que a yoga deve ser praticada com uma pessoa que tenha um conhecimento aprofundado da disciplina para evitar de se machucar. Filosofia de vida que teve sua origem na Índia há mais de 5000 anos,  a yoga é hoje em dia também conhecida como um  sistema holístico que trabalha o corpo e a mente ao mesmo tempo.

O melhores exercícios para ganhar flexibilidade

Se você quer aumentar sua flexibilidade, precisa treinar regularmente. Seguindo a lista de exercícios baseados em movimentos de alongamento para dança que nós preparamos, você vai perceber um aumento significativo da flexibilidade e, consequentemente, uma melhora na sua performance nas aulas de dança.

Alongamento para o pescoço

Incline seu pescoço de lado como se quisesse apoiá-lo no ombro direito e apoie sua mão direita na sua orelha esquerda, fazendo uma leve pressão. Fique nessa posição durante 30 segundos. Depois faça o mesmo exercício para o outro lado.

Outra opção de exercício de alongamento para o pescoço é tentar apoiar seu queixo no peito, esticando a nuca e mantendo-se nessa posição por 30 segundos.

Repita cada movimento pelo menos 5 vezes. Cada alongamento deve durar 30 segundos e não deve causar grande incômodo, somente a sensação de estar repuxando o músculo. Quando terminar esses alongamentos experimente fazer uma massagem no pescoço para ajudar a relaxar.

Ganhe flexibilidade no quadril

Em pé, estique os braços para cima enquanto segura as mãos. Lentamente, incline o busto até que suas pernas formem um ângulo reto. Mantenha a posição por 30 segundos e repita o movimento pelo menos 5 vezes.

Esse exercício visa relaxar, trabalhando os músculos da área da pélvis, como as nádegas, os isquiotibiais e a lombar.

exercícios simples para alongar antes da aula de dança Alongar ajuda a melhorar as postura e reduz o risco de lesões.

Exercícios para os ombros

O alongamento para os ombros também é recomendado para o pós-treino. Ele serve para diminuir as chances de que ocorra uma lesão e para auxiliar o processo de recuperação e aumento da flexibilidade.

Fique em pé, com os joelhos ligeiramente dobrados e os pés separados em uma distância equivalente à largura dos ombros. O passo seguinte consiste em dobrar o cotovelo direito e colocar o braço sobre o peito. Em seguida, apoie o braço esquerdo ligeiramente atrás do cotovelo e exerça uma leve pressão até sentir os músculos do ombro repuxarem. Depois faça o mesmo exercício para o outro lado.

Trabalhar os adutores

Desta vez, o exercício é realizado sentado no chão ou em um tapete para ficar mais confortável. Coloque as solas dos pés unidas, agarre os pés com as mãos e puxe os calcanhares o mais próximo possível da bacia. Em seguida, incline o tronco para frente suavemente, até tocar o solo com os braços esticados.

Mantenha as costas o mais retas possível, para evitar lesões ou desconforto. Você normalmente sentirá os músculos do interior da coxa repuxarem. Fique na posição por 30 segundos e repita o exercício 5 vezes.

Todos esses exercícios podem ser feitos como aquecimento para aula de dança ou apenas após um treino. Eles poderão ajudá-lo a melhorar sua flexibilidade e sua performance na dança.

para ver resultados é preciso realizá-los com uma certa frequência. Mesmo que você só tenha aulas de dança algumas vezes na semana, você pode fazer esses exercícios todos os dias (10 ou 15 minutos por dia são suficientes).

 

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...

Deixe um comentário

avatar