Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Cinema, artistas e citações: descubra o piano sob um novo ângulo

De Marcia, publicado dia 25/07/2018 Blog > Música > Piano > O teclado e sua origem cultural

A fama vinda do piano não se resume a Beethoven, Schumann e Chopin. Há cantores e artistas contemporâneos que descobriram nele uma verdadeira paixão: e se tornaram famosos por conta disso!

Alguns deles, ainda crianças, estudaram em grandes escolas de música, outros entraram para conservatórios, e há ainda aqueles que  contrataram professores para aulas de piano particulares… arriscaria dizer também que há os que aprendem “de ouvido”.

Tocando piano sozinho Há artistas que aprendem a tocar “de ouvido”.

Todos esses caminhos são válidos quando o assunto é aprender a tocar as músicas mais populares da época ou mesmo suas próprias composições.

Inspirados em filmes e cantores, os novos pianistas podem desfrutar de uma grande cultura musical, acessível a todos.

Assistir a filmes, ouvir música, conhecer citações de famosos pianistas… tudo isso pode ser inspirador. Pensando nessa questão, preparamos abaixo um especial sobre algumas formas de descobrir os encantos do piano a partir da arte e da cultura.

A cultura do piano no cinema

Bach, Mozart, Liszt, Schubert: os maiores compositores da história muitas vezes inspiram outros grandes artistas. E isso não se resume somente à “galera da música”.

Alguns cineastas se espelharam na vida desses grandes ídolos para criar obras-primas e encantar plateias no mundo todo exibindo-as nas telas. Foi este o caso do famoso Amadeus, dirigido por Milos Forman. Trata-se de um filme que permite entender melhor a vida de Mozart, além de dar grande destaque ao seu piano e suas obras.

Conheça sobre o ídolo Mozart se tornou um grande ícone de todos os tempos. Em Amadeus, sua vida é relatada.

Se pararmos para pensar, é possível afirmar que o piano anda bem presente nos filmes atuais. Seria essa a receita para o sucesso nas bilheterias?

Ensaio de orquestra, O piano, Vitus… são tantos filmes que marcaram história!

O cinema costuma ser definido como uma arte popular ou simplesmente “a arte dos pobres”.

Isso porque enquanto a burguesia frequentava teatros, às classes mais baixas restava o cinema, uma atividade muito mais acessível ao padrão de vida que levavam.

E dentre os atores populares que tornaram essa arte ainda mais famosa, podemos citar Charlie Chaplin.

Isso nos leva até a um dilema: será que o piano tornou-se tão popular porque começou a aparecer no cinema ou seria ele o responsável pela expansão do cinema entre as pessoas?

Na verdade, há algumas décadas, o piano era reservado apenas para a elite, sendo até mal representado nos filmes. Mas com o tempo, esse conceito foi mudando. Prova disso é que muitos foram os filmes com piano lançados a partir do ano 2000 até hoje.

É notável ele se tornou um instrumento muito mais acessível. Hoje em dia, temos opções: sintetizadores e teclados digitais são bem mais baratos que pianos de cauda ou pianos verticais, por exemplo. É por isso que essas modalidades também passaram a aparecer mais em filmes.

Isso fez com que personagens populares pudessem tocar piano, sem que isso descontextualizasse a história. Mas… qual seria a real utilidade de assistir a filmes de piano? Valeria a pena fazer essa escolha apenas por diversão?

Entreter é, sem dúvidas, o principal objetivo de um filme. O lazer é uma das maiores razões pelas quais as pessoas frequentam o cinema.

É claro que há aqueles que raramente vão ao cinema, mas ainda assim assistem a filmes em DVD ou via dispositivos eletrônicos, como computador, tablet ou mesmo smartphones.

E ainda há a televisão, que vez por outra, exibe tanto obras clássicas quanto atuais. É por isso que podemos dizer que o cinema está constantemente presente em nossa vida.

Mas cinema não se resume apenas a entretenimento. Por trás das belas histórias, há sempre mensagens passadas por diretores. E é isso que permite descobrir parte da história do piano e daqueles que o tocam a partir dessas verdadeiras obras de arte.

Para os apaixonados por música, que desejam aprender a tocar, os filmes trazem ainda a oportunidade de conhecer novos acordes e canções, além de descobrir diferentes métodos de aprendizado.

Por que então não buscar motivação nessas ferramentas?

Filmes de teclado Ir ao cinema pode ser uma forma de aprender piano.

Muitas vezes, as aulas de piano são cansativas. É claro que elas são necessárias, mas uma pausa de vez em quando para assistir a um filme com piano é uma boa oportunidade para relaxar, sem precisar mudar de assunto.

Grandes sábios falam do piano

Faz parte da nossa cultura gostar de citações. Essas pequenas fases sempre nos trazem conselhos, lições ou, no mínimo, nos fazem rir.

“Palavras têm o poder de construir e destruir, encorajar e acovardar, curar ou abrir feridas. É por isso que elas devem ser escolhidas com cuidado.” E por falar em palavras, essas, fruto de uma citação anônima, fazem todo o sentido.

Na história, intelectuais, músicos, escritores, filósofos, pintores, atores e outros artistas nunca deixaram de contribuir também com suas palavras.

frases que sobrevivem aos anos, como a famosa citação de Antoine de Saint-Exupéry, em O Pequeno Príncipe: “Só se vê bem com o coração. O essencial é invisível aos olhos.”

Mas o piano também tornou-se protagonista de muitas citações. E para que serviriam elas?

É importante lembrar que as melhores frases sobre o tema foram proferidas por pessoas famosas mundialmente, na maioria das vezes, pianistas.

Eles têm décadas de experiência como músicos conhecidos, outros nem tanto. Ouvir o que têm a dizer é como receber um conselho carregado de vivências e emoções. Afinal, viveram muitas turnês e compuseram canções que são tocadas até hoje.

E você pode ter certeza que essas palavras trazem verdades sobre o mundo da música. É por isso que podemos considerar que elas podem ser usadas para aprender piano.

Algumas contêm dicas valiosas sobre como tocar o piano, aprender os acordes ou interpretar uma música. Isso faz com que se apliquem tanto a iniciantes quanto a pianistas mais experientes.

Além disso, trata-se de frases fáceis de lembrar, muito mais que as lições da última aula. Trata-se, portanto, de uma oportunidade de aprender um pouco com a experiência de quem cresceu na música. Há professores que as utilizam em sala de aula como forma de descontrair e tornar o conteúdo mais interessante e original.

Muitas vezes, apenas a teoria musical, as partituras, o treinamento e as aulas clássicas não são suficiente para manter a motivação nas aulas. Pessoas gostam de ouvir sobre pensamentos e sentimentos de pessoas.

Iniciar uma aula com uma citação é uma maneira de capturar, desde o início, a atenção dos alunos. Ainda que os programas de ensino das grandes escolas e conservatórios sejam relativamente rígidos, o fato de o professor utilizar uma citação não fará dele um rebelde.

Elas também são recomendadas aos professores particulares. Já que esses têm liberdade para organizar o programa de aulas da forma que preferirem, seria uma pena desperdiçar tais recursos, tão valiosos.

Lembre-se de que o papel do professor é fazer com que seus alunos brilhem no futuro.

Uma pequena citação utilizada periodicamente mostra o nível de cultura musical e geral do professor e isso certamente causa alguns efeitos em quem ouve.

Você conhece alguém que sempre tem uma frase de um intelectual para ilustrar suas conversas? Por que não tornar-se então essa pessoa e impressionar amigos e familiares?

O piano e os artistas

Não é de hoje que o piano faz parte do mundo dos cantores. Assim como o violão, que acompanha a muitos em seus shows e apresentações, há aqueles que escolhem o teclado como “fiel companheiro”.

Elton John, Aretha Franklin, Stevie Wonder e muitos outros se fizeram conhecidos, em grande parte, graças a seu talento com as teclas.

O piano pode ser considerado o instrumento ideal para compor. Mesmo sem conhecimentos profundos, é possível pressionar as teclas e ir criando sons. O resultado será sempre uma nova melodia. Entretanto, não podemos negar que a tarefa se torna um pouco mais complicada quando se trata de acordes.

Ainda assim, muitos artistas aprenderam música desde a infância e desenvolveram cedo suas habilidades com o piano. Foi isso que fez deles famosos e conhecidos mundialmente.

Eles ganharam prêmios, venderam grandes quantidades de álbuns e são, até hoje, considerados fontes de inspiração para outros artistas.

Alguns ainda se beneficiam de seu talento para compor canções também para outros cantores. Isso permite a outros artistas, que não tocam o instrumento, compartilhar de seus talentos.

Há famosos atuais que se dedicam à música e ao piano. Podemos dizer que isso se deve, em grande parte, a esses incríveis artistas de todos os tempos.

O piano também tornou-se o preferido de alguns por permitir um enredo mais “tranquilo”: é possível tocar perfeitamente enquanto canta. O mesmo não acontece com a gaita ou o violino, por exemplo.

Músicas que marcaram época A clássica Imagine, de John Lennon é fonte de inspiração até hoje.

E para você começar a se inspirar agora mesmo, seguem abaixo algumas canções de pianistas e cantores famosos:

  • La groupie – Michel Berger
  • Hit the road jack – Ray Charles
  • Lucie – Pascal Obispo
  • Girl on fire – Alicia Keys
  • Imagine – John Lennon
  • Forever young – Bob Dylan
  • Can you feel the love tonight – Elton John
  • Don’t know why – Norah Jones
  • I say a little prayer – Aretha Franklin
  • Quelques mots d’amour – Michel Berger

E então? O que está esperando para inspirar-se na arte da música, do cinema e da cultura e começar a tocar piano? Opções de artistas, filmes e pensamentos certamente não faltarão na construção da sua carreira.

 

 

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...

Deixe um comentário

avatar