Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Quais são os gêneros musicais tocados pelos pianistas?

De Fernanda, publicado dia 28/08/2017 Blog > Música > Piano > Será que podemos tocar todos os estilos no piano?

O piano é um instrumento universal.

“Universal” porque é difundido, praticado e apreciado em todo o mundo, mas também porque permite transcrever quase todo o repertório global de música.

Seja qual for o gênero, origem ou som da música.

Por isso, o piano é um instrumento mágico.

Mas nós podemos muito bem nos questionar: no tempo da música digital e da música 2.0, será que todos os estilos ainda estão adaptados e adaptáveis ao piano?

Não é tão óbvio assim, você vai ver…

Tocar piano: um instrumento para todos?

Será que qualquer um pode aprender a ser um pianista? Um instrumento popular ou elitista?

O piano é símbolo, antes de mais nada, de uma história de classe social. Este instrumento foi por muito tempo percebido como um objeto nobre – quem o ostentava em sua sala de estar fazia prova de sua cultura e de seu conhecimento. Uma criança que toca piano é uma criança “bem educada”.

Felizmente, isso está mudando hoje em dia. Muitos pais hoje matriculam seus filhos em aulas de teoria musical e de piano. Praticar o piano é uma ótima maneira de despertar na criança a prática musical. Também é muito bom para exercitar o cérebro. Muitas crianças começam a tocar este instrumento desde cedo para aprender as escalas musicais, treinar os dedos e interpretar as peças musicais mais bonitas.

Além disso, os pianos hoje são muito mais acessíveis do que algumas décadas atrás. Na verdade, os sintetizadores se tornaram bem populares e existem pianos de todos os tipos. Na família de pianos acústicos clássicos, você também encontra uma faixa de preço muito ampla. Do piano de cauda ao piano vertical, os preços podem variar significativamente.

Você sabia que o instrumento também é usado como terapia em certos casos médicos, sobretudo para desenvolver os sentidos?

Pois bem, acima de qualquer coisa, o piano é o instrumento perfeito quando você está começando a aprender música. Isso porque ele lhe fornece a base para qualquer tipo de música. Caso você queira tocar jazz, blues, rock ou pop, você precisa conhecer o solfejo (clave de sol, clave de fá, …) e toda a teoria musical (harmonia, tempo, ritmo, improvisação, … ).

Podemos também categorizar alguns estilos de piano em função do gênero musical:

  • O piano clássico
  • O piano jazz e blues
  • O piano rythm and blues e rock
  • O piano reggae

Quais são os estilos musicais essenciais para tocar piano?

Os gêneros musicais variam tanto quanto os gostos. Desde a pré-história, o período em que a música nasceu, muitos estilos se desenvolveram. Se você é um romântico ou melancólico, esteja certo de que encontrará sua turma no mundo do piano. Música erudita, religiosa ou popular, cada artista encontra seu próprio caminho!

Música clássica

A música clássica, ou melhor dizendo, a música erudita, é um estilo muito particular e muitas vezes atribuído a uma elite. Caracterizado sobretudo pela teoria musical, pelas suas notas e tempos transcritos nas partituras, esse estilo musical é frequentemente associado aos “intelectuais“.

Por causa de suas regras rigorosas e as numerosas partituras que sobreviveram aos séculos, a música clássica permite que os pianistas aprendizes retenham os códigos mais importantes para a prática musical. Mas além das bases teóricas que a música clássica traz, ela também irá ajudá-lo a progredir sob o aspecto técnico. Uma das fases mais importantes quando você inicia o piano é saber coordenar as duas mãos.

A música clássica permite que você crie bons hábitos, fazendo você exercitar seu cérebro, mas também a agilidade dos dedos e sua flexibilidade.

O blues

Como iniciante ou avançado, a prática do blues no piano pode lhe ensinar muito, porque este estilo se adapta a todos os níveis. Enquanto outros estilos exigem mãos longas ou um conhecimento particular em ritmo, o blues pode ser praticado por qualquer um.

Com base na improvisação, ele vai fazê-lo exercitar suas bases de harmonia. Embora seja bastante livre, baseia-se principalmente em três acordes espalhados em doze compassos. Portanto, basta uma escala para tocar o blues.

O jazz

É fortemente aconselhável começar pelo blues antes de embarcar no desafio do jazz. Na verdade, para dominar esse estilo é preciso uma experiência de no mínimo dois ou três anos como pianista. Porque a essência do jazz é a improvisação. E para tal, você terá que dominar perfeitamente as escalas, além da harmonia.

Artistas como Bill Evans, Keith Jarett, Herbie Hancock, Thelonious Monk e Duke Ellington se tornaram clássicos e fizeram do jazz um estilo apreciado e respeitado.

MPB e bossa nova

A Música Popular Brasileira surgiu a partir de 1966, depois da bossa nova. Na prática, assim como a bossa nova, a MPB foi uma tentativa de produzir uma música brasileira “nacional” a partir de uma mistura de ritmos e influências, como o samba – mas que também poderiam ser internacionais, como o próprio jazz.

A Bossa Nova tornou-se um dos movimentos mais importantes da história da música popular brasileira. Um exemplo que ilustra bem é a música Garota de Ipanema, composta em 1962 por Vinícius de Moraes e Antônio Carlos Jobim. Ambos sendo considerados como alguns dos maiores compositores de todos os tempos. Dentro desses gêneros musicais, o piano ocupa uma grande importância.

Como tocar piano na Música Popular Brasileira? Um dos pianistas brasileiros mais conhecidos internacionalmente é Nelson Freire.

Quais são os estilos mais improváveis para tocar no piano?

Você pode facilmente se imaginar aprendendo Para Elisa, de Beethoveen, ou encarnando um Elton John no palco. Mas você consegue se imaginar tocando os maiores sucessos de Bob Marley em seu piano de cauda ou no seu piano vertical?

Aqui estão os estilos mais loucos que você pode tocar no piano e que você nunca tinha pensado antes!

 Os rappers e cantores do R&B

O rap nasceu no final da década de 1970 nos Estados Unidos. As “Block Party” começaram a se espalhar pelos guetos negros de Nova York. Eram basicamente grandes festas populares que reuniam um DJ e um MC em grandes galpões. Durante esses encontros, o MC subia no palco junto ao DJ e animava a multidão, gritando e encorajando com palavras e rimas.

No Brasil, o R&B se desenvolve a partir da década de 1970 até ganhar o espaço do R&B contemporâneo de hoje com inúmeros representantes.

Em todos os casos, os artistas se inspiram em clássicos e utilizam o piano para compor suas canções. Uma maneira para eles de encontrar a melodia certa com um instrumento de base, sem sons periféricos.

A música eletrônica

Este estilo, muitas vezes percebido como “barulho” por muitos músicos, nasceu na década de 1930! No entanto, foi somente na década de 1960 que o eletrônico se tornou popular. As guitarras elétricas haviam acabado de chegar no mercado e muitos músicos passaram a adotar esses novos sons. Pop, rock, jazz, blues, reggae ou disco, todos os estilos absorveram as novidades eletrônicas.

Mas hoje a música eletrônica engloba vários sub-gêneros. Na década de 2000, com a chegada da Internet e a criação de programas de computador, a disseminação e distribuição de músicas ganham velocidade alucinante. As músicas são compartilhadas e se misturam.

Hoje em dia, muitos DJs usam o piano para compor seus maiores sucessos. Este é o caso de David Guetta.

E como o piano ajuda os músicos em sua criação musical, é normal que essas canções possam também ser reinterpretadas no piano. Se você tem um sintetizador, um piano de cauda ou um piano vertical, peça à sua professora que lhe ajude a encontrar a melodia de uma dessas canções.

O reggae e o sintetizador

As músicas de reggae muitas vezes apresentam composições para piano. Mas os músicos jamaicanos raramente usam pianos acústicos. Para tocar música reggae, o teclado é o instrumento mais utilizado.

O sintetizador ou teclado vai, então, desempenhar o papel de acompanhante. A peculiaridade do piano reggae é que você tem que tocar no contratempo com sua mão esquerda, a mão do ritmo. Tocar no contratempo significa acentuar o tempo fraco do compasso. Ou seja, tocar exatamente na hora em que você não tocaria normalmente, ou seja, os tempos intermediários.

Finalmente, esteja ciente de que nem todas as composições podem ser tocadas no piano. Alguns sub-gêneros da música eletrônica não possuem melodia e, portanto, não podem ser interpretadas por pianistas.

Dicas para se tornar um verdadeiro pianista

O piano é um instrumento muito completo, que dá uma grande liberdade para os músicos. Se você é da turma do jazz, do blues, do rock ou mesmo do reggae, o piano é um instrumento que certamente lhe dará prazer.

No entanto, como já dissemos mais acima, é preciso entender e conhecer as particularidades de cada estilo para conseguir adaptar o piano ao seu gênero musical predileto. Mas podemos afirmar que este instrumento de cordas pode ser introduzido em praticamente todas as correntes musicais: rock, blues, jazz, erudita, pop, mpb, bossa nova, eletrônica, reggae, rap, soul e muito mais.

É fundamental não se limitar a um único estilo de música. Isso impedirá que você desenvolva sua flexibilidade musical. Desse jeito, você vai ficar apenas com um ritmo em mente e isso pode ser um fator de restrição até na hora de compor.

Lembre-se de ouvir regularmente muita música: os ouvidos memorizam facilmente e isso pode ajudá-lo em suas composições.

Como se tornar um bom pianista? Cultura musical, aulas particulares de piano e muito treino podem levar você ao palco um dia!

Aliás, você pode utilizar o piano para iniciar suas próprias composições. Basta usar o instrumento para encontrar a melodia principal e os acordes correspondentes. Além disso, você também consegue adicionar o piano em músicas já existentes. Mas é preciso encontrar os acordes que se encaixem perfeitamente no arranjo.

Para aprender a tocar todos os estilos que desejar no piano, lembre-se também da importância de adquirir uma cultura musical ao longo do tempo e durante sua aula de teclado ou piano!

Muitos músicos podem servir de inspiração na hora dos seus estudos de piano:

  • Hans Zimmer,
  • Antônio Carlos Jobim
  • John Williams,
  • Yann Tiersen,
  • Heitor Villa-Lobos
  • Nelson Freire
  • Lang Lang,
  • Elton John,
  • Johannes Brahms,
  • Béla Bartók, e assim por diante …!

Saiba como encontrar as melhores aulas de teclado para iniciantes no Superprof!

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...

Deixe um comentário

avatar