Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Descubra tudo sobre o ensino do piano na infância

De Fernanda, publicado dia 20/09/2017 Blog > Música > Piano > Por que e como ensinar piano às crianças?

Oferecer aulas de piano para o seu filho talvez seja uma das melhores decisões para se fazer ao longo de sua educação. Na verdade, aprender piano traz muitos benefícios – explicados mais abaixo -, que facilitam a vida social futura do indivíduo.

Ao começar aulas de piano, seu filho aprende a ser mais atento, persistente e sociável, mais criativo, sensível e curioso.

Essas virtudes são ainda mais importantes se a criança começar o piano desde cedo: se ela souber ler uma partitura de piano antes de a escola lhe ensinar a ler um livro, ela já chega com uma vantagem.

Para começar o piano, qualquer que seja sua ambição – tocar por prazer ou estudar para se tornar um verdadeiro pianista – o piano deve representar um equilíbrio entre diversão e dedicação.

Isso requer motivação, força de vontade, rigor e perseverança.

A magia do piano e da música em geral está no fato de que esses quatro elementos são autossustentados e até reforçados à medida que a prática musical evolui.

Piano jazz, piano clássico, variedade, rock, tango… os diferentes estilos podem variar o conteúdo da aula de teclado.

De aulas particulares ao conservatório, passando pelos cursos on-line até o ensino de piano em uma escola de música, a oferta de formação para seu pequeno é vasta.

Especialmente na era da internet, em que é fácil encontrar tutoriais e aulas on-line gratuitas para aprender a tocar o instrumento.

Cabe a você escolher o método e o estilo que melhor se adequam a seu filho.

Aqui estão os motivos pelos quais você deve inscrever seu filho em aulas de piano.

Por que o ensino do piano faz bem às crianças?

Quais as vantagens de tocar música para seu filho? Tocar piano: uma terapia relaxante?

A música não somente relaxa, mas também estimula diversas habilidades nas crianças. E um dos instrumentos musicais prediletos de todas as famílias é o piano, que tem inúmeros benefícios em todos os sentidos: desenvolvimento de capacidades cognitivas, habilidades de sociabilização, abertura de espírito para o mundo, e por aí vai…

Primeiramente, vamos falar dos efeitos positivos para a sociabilidade. As aulas de piano permitem que a criança mantenha uma relação social com um adulto fora do ambiente familiar e escolar, um relacionamento que permite que ela desenvolva suas habilidades sociais.

O papel social da música é, obviamente, ainda mais potencializado se o seu filho fizer uma iniciação musical coletiva. Se o seu filho for pequeno (se tiver menos de 3 anos de idade), talvez ainda seja muito cedo para lhe oferecer aulas particulares de piano. Mas você pode matriculá-lo em aulas de musicalização infantil. Estas aulas têm como objetivo principal a conscientização musical, mas também trabalham questões como sociabilização e temas importantes como respeito, solidariedade, tolerância e diferença.

Em seguida, a questão do desempenho acadêmico. Estudos sérios comprovaram que as crianças que praticam um instrumento musical desenvolvem mais as capacidades de raciocínio do que as demais crianças.

Uma criança que toca piano não só desenvolve habilidades cognitivas que facilitam a aprendizagem escolar, mas, além disso, ela adquire uma disciplina favorável ao processo de aprendizagem em geral.

Por fim, como já dizia o provérbio, a música faz bem para a alma. Para estudar, não basta trabalho, esforço, disciplina… A música também traz diversão e é relaxante. Se nós tivéssemos apenas um conselho para dar aos pais que desejam que seus filhos aprendam o piano, seria esse: para que uma criança consiga progredir nos estudos e toque bem o instrumento, ela precisa gostar de piano. Para a criança (e também para o adulto), o fato de gostar é um fonte de motivação. Simples assim. O piano é uma ocasião para as crianças relaxarem e desestressarem (sim, nos tempos modernos as crianças são estressadas!).

Com qual idade podemos começar a aprender piano?

Existe uma idade mínima para começar a tocar piano?

Não existe uma resposta clara para esta questão. De acordo com alguns estudos, não vale a pena ensinar o piano para crianças com menos de 3 anos e meio: elas são ainda muito jovens para se lançar em um estudo relativamente complexo de um instrumento (como por exemplo postura corporal, coordenação entre as mãos, concentração…).

Para crianças a partir de três anos, é recomendado começar pela iniciação musical. Trata-se de oficinas ou sessões que têm como objetivo principal fazer a criança descobrir o mundo da música, as sensações rítmicas e melódicas. Saiba que a palavra-chave no ensino pedagógico do piano é diversão.

Lúdico não significa inútil. Pelo contrário. A criança adquire um ouvido musical, uma sensibilidade musical e uma relação especial com o piano. E esse conhecimento prévio do instrumento será útil mais tarde, quando as oficinas de iniciação se transformarão em verdadeiras aulas de piano, com técnica, prática e teoria musical.

Já em idade adolescente, é muito importante encontrar o profissional certo quando o aluno está em idade adolescente e deseja começar suas aulas (ou se for orientado pelos pais).

Alguns jovens chegam a odiar o piano por causa de um professor ruim, ou melhor, que não era adequado às suas demandas. Por outro lado, bons encontros entre aluno e professor promovem o gosto pelo ensino musical. O relacionamento humano mantido entre o professor e o adolescente é decisivo nessa questão. Um bom professor de piano é aquele que é capaz de se adaptar aos gostos musicais de seus alunos. Os adolescentes às vezes têm uma visão negativa do piano, pelo fato de ser considerado como instrumento aristocrata por excelência. É importante desmistificar essas afirmações para que o adolescente pegue gosto por suas aulas.

Por fim, saiba que é perfeitamente possível iniciar suas aulas de piano em idade adulta. Nada impede que você comece a tocar piano aos 30, 40 ou 60 anos. O fato de os dedos serem mais rígidos na idade adulta não é um argumento muito convincente. Os exercícios estão lá para desatar a flexibilidade da mão.

Na realidade, existem basicamente dois fatores que dificultam a aprendizagem do piano para um adulto: 1. Motivação e 2. Falta de tempo.

Como você pode ver, não há idade para aprender a tocar piano, mesmo que cada idade tenha suas próprias restrições. Se você está motivado, tudo é possível!

Por que oferecer aulas de piano para meu filho?

Por que meu filho deve aprender piano? Sensibilidade emocional e artística: elementos que os pai desejam para seus filhos!

Você sabe qual o objetivo das aulas de piano para seu filho?

Imagine que seu filho há alguns meses começou suas aulas particulares. Como se certificar de que ele / ela aproveite bem sua aulas de teclado ou piano? Como aproveitar ao máximo o curso que você paga?

As aulas particulares dão ao aluno um acompanhamento regular, e o professor aborda vários aspectos da prática pianística:

  • trabalho de postura corporal,
  • teoria musical,
  • ensaio das obras,
  • sequência de acordes de piano ou arpejos,
  • interpretação e nuances,
  • dificuldade crescente e progressiva …

No entanto, o professor de piano nem sempre está sentado no banco ao lado do aluno: na realidade, ele é apenas um orientador.

O estudante se vê muitas vezes sozinho em frente ao teclado, enfrentando suas próprias dificuldades. Para que uma criança aprenda a tocar piano, o essencial reside na dedicação e na regularidade. Caso a aula presencial nao seja seu forte você pode sempre optar pela aula de teclado online.

Melhor fazer 20 minutos por dia em vez de duas horas concentradas.

Porque o cérebro precisa refletir, ensaiar, repetir e assimilar os esforços. Algumas dicas:

  • Faça um plano de ação
  • Avalie a frequência das sessões (duas horas por dia é demais para uma criança de 4 anos)
  • Concentre-se, esteja presente ao ler a partitura. Esqueça das distrações.
  • Não desista das possíveis dificuldades de uma música.
  • Para os mais velhos, diga que, em qualquer caso, “ele vai chegar lá! “
  • Mantenha a sensibilidade para um jeito mais expressivo de tocar

Como incentivar os mais jovens nos estudos do piano?

Meu filho quer ser pianista: oportunidade única!

As crianças pequenas que querem aprender o piano estão em busca de prazer, de diversão. Do ponto de vista delas, tocar piano é uma atividade lúdica. E elas estão certas! O piano também pode ser considerado como um tipo de brinquedo.

As aulas mais adequadas ao seu filho precisam ser lúdicas e divertidas. Se você contratar um professor do estilo autoritário e clássico e que não tenha experiência na educação infantil, é provável que seu filho desista de tudo e queira abandonar por completo as aulas.

Apesar de tudo, devemos reconhecer que aprender qualquer coisa exige o mínimo de esforço, de dedicação. Mesmo que o aprendizado de piano para crianças tenha o aspecto lúdico como base, isso não significa que a criança não terá de seguir algumas regras e realizar os exercícios.

Para que a criança aceite essa dimensão, será muito importante que você incentive, motive, e parabenize seu filho a cada progresso ao longo dos estudos. Para aceitar a quantidade de trabalho e esforço necessários ao aprendizado do piano, seu filho precisa ter um certo grau de maturidade.

Para concluir: existem várias soluções disponíveis para seu filho começar a aprender piano, tudo isso em função da sua idade, claro. Iniciação musical para crianças, aulas particulares de piano, conservatórios e outras escolas de música para crianças mais velhas. O mais importante é que a criança encontre diversão ao tocar o piano.

Como tocar piano em casa?

Todos os professores de piano vão lhe dizer: frequentar as aulas não basta para aprender a tocar música! E por uma boa razão…

Tornar-se músico e pianista requer mais: o desenvolvimento de uma verdadeira paixão por esse instrumento de cordas, bem como o esforço pessoal!

Por exemplo, 30 minutos por dia já podem ser suficientes. Especialmente se esse é o tempo que você precisa para conseguir ficar 100% focado no que está fazendo. Três horas de ensaio não rendem bem necessariamente…

Como estudar suas aulas de piano na residência. Você em casa na frente do seu piano. Por onde começar?

É por isso que é muito útil pedir um cronograma de ensaio ao professor, por exemplo:

  • Quais as músicas a serem revisadas?
  • Em quais dias?
  • Qual técnica em particular devo empregar?
  • Quando vou conseguir ler bem uma partitura de Chopin?

Para que você não se pergunte mais: “Como vou tocar piano em casa esta semana?”

E para não parar de evoluir, também é importante fazer as perguntas certas: qual problema me fez travar? Tenho que me concentrar mais nas mãos ou devo esquecê-las? Como ganhar concentração e parar de ficar tenso?

Para encontrar respostas para essas perguntas, você tem de encontrar o professor certo. Porque fazer aulas de piano é um verdadeiro trabalho de equipe!

Saiba como encontrar uma boa aula de teclado para iniciantes ou avançados!

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (média de5,00 sob 5 de 1 votos)
Loading...

1
Deixe um comentário

avatar
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
Felipe Recent comment authors
Mas recentes Mais antigos Mais populares
Felipe
Convidado
Felipe

Oi Fernanda, muito bom o post. Eu estou aprendendo piano e tenho ensinado meu filho de 3 anos a tocar. Eu sento ao lado dele alguns minutos umas três vezes a dia e deixo ele com o teclado para praticar. Ele adora e tem aprendido rápido. Gostaria de saber se você tem algum livro de piano infantil para indicar para eu ter uma referência e se você acha que nessa idade é indicado anotar as notas nas teclas ou seguir metodologias de cores. Mais uma vez obrigado.