Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Entenda melhor o sistema criado pelo embaixador do Yoga no Ocidente

De Myla, publicado dia 12/10/2019 Blog > Esporte > Yoga > Como praticar o Vinyasa Ioga?

Sabemos que existem diversas modalidades de Yoga praticadas ao redor do mundo atualmente. Essas modalidades variam em suas escolas, linhagens e finalidades, focando em características específicas, como força, equilíbrio, postura e concentração.

Uma dessas modalidades integra movimentos rítmicos com bastante esforço físico e meditação, características que, basicamente, definem o Vinyasa Yoga.

Se você sempre quis começar a praticar Yoga e não sabia por onde começar ou gostaria de saber mais a respeito, venha, chegue junto e relaxe: essa matéria foi feita especialmente para esclarecer os princípios fundamentais do Vinyasa Yoga!

Como muitas outras modalidades de Yoga, o Vinyasa Yoga tem sua origem no Hatha Yoga, mas distingue-se desse através das suas transições e planejamento das posturas psicofísicas, de características bem próprias.

As origens do Vinyasa Yoga

Segundo os estudiosos do Yoga, a modalidade Vinyasa, como várias outras, deriva do Hatha Yoga. O Vinyasa Yoga, trata-se, mais especificamente, de um sistema introduzido pelo mestre Tirumalai Krishnamacharya, considerado um dos maiores luminares do Yoga nos últimos 100 anos, além de ter sido o arquiteto desenvolvedor do Yoga contemporâneo e o embaixador do Yoga no Ocidente.

Esse sistema yogue foi imortalizado por meio de seu discípulo Srivasta Ramaswami, autor da obra O Livro Completo de Vinyasa Yoga/The Complete Book of Vinyasa Yoga.

Vinyasa: uma yoga para o ocidente?

O que ocorreu foi que, quando Ramaswami estudou com seu mestre, ele chegou à conclusão de que deveria apresentar uma forma “descaradamente agressiva” do Yoga ao levar esse sistema milenar para o Ocidente. Sua linha de pensamento baseou-se no fato de que os ocidentais eram povos extremamente práticos e que, portanto, precisariam, necessariamente, de iniciar o aprendizado do sistema yogue primeiramente com o foco no corpo físico.

Assim, o Vinyasa Yoga estimula, primeiramente, o corpo, de modo constante e disciplinado. Após alcançada essa esfera do trabalho postural psicofísico e também do controle da respiração, os aspectos mais sutis do sistema podem vir a ser trabalhados aos poucos, até se alcançar o corpo mais sutil.

O significado da palavra “Vinyasa”

Já a palavra de origem sânscrita Vinyasa significa vi, “de uma forma especial”, e nyasa, “colocar”. Essa modalidade pode ser descrita mais popularmente como “a sequência de movimentos coordenados com a respiração que ligam uma postura psicofísica a outra a fim de se criar um fluxo contínuo.”

Como toda modalidade yogue, o Vinyasa integra e desenvolve as esferas física, mental e espiritual do praticante. Trata-se de um método sistemático de estudar, praticar e adaptar o Yoga, cuja metodologia de execução dos asanas é única em todas as modalidades e linhagens do Yoga.

Observe que cada asana é executado com muitos vinyasas (variações e movimentos) que são extremamente elaborados. Cada uma dessas variações está ligada à seguinte por uma sucessão específica e predefinida de movimentos, todos sincronizados e unidos pela respiração.

Segundo Krishnamacharya, a técnica do Vinyasa origina-se de uma antiga escritura denominada Yoga Korunta, atualmente extinta, do sábio Vamana Rishi. O discípulo escreveu várias obras, sendo que em uma delas, o Yoga Makaranga/”Mel do Yoga, ele menciona ter aprendido cerca de 700 asanas com seu guru, dos quais apenas cerca de 100 vinyasas foram encorporados na referida obra. Isso nos dá uma dimensão de que o que a obra traz seria apenas uma amostra do que realmente o Vinyasa Yoga detinha em termos de asanas.

Yoga Vinyasa, a união do físico, mental e espiritual

No entanto, essa modalidade não é somente uma forma “moderna” de praticar Yoga. Acima de tudo, essa é uma prática yogui que se mantém estritamente fiel à sua mais elevada definição, no qual o termo Yoga é compreendido como Yukti, “união” entre as esferas física, mental e espiritual, ao mesmo tempo que samadhana, resultando na “equanimidade mental” do praticante.

E que tal você conferir dicas sobre o Bikram Yoga, também conhecido como Hot Yoga? Ficou curioso?

Toda prática de Yoga requer três passos fundamentais, o praticante deve: 1) saber onde se está, 2) saber aonde se quer chegar e 3) estipular o caminho ou o que se deve ser feito.

As especificidades do Vinyasa Yoga

Existem ainda outros estudiosos que codificam a palavra sânscrita Vinyasa contendo o prefixo vi, que significa “variação” e o sufixo nyasa, “colocar, fixar”, resultando em tipos de “arranjos, disposições; conectar, colocar junto”. De forma geral, seria como se Vinyasa Yoga juntasse diversas partes em um todo conciso, fluido, dinâmico, no qual cada pedaço encontra-se bem conectado e alinhado com o todo.

Talvez fique mais fácil se você imaginar uma escada com muitos degraus. Caso você queira chegar ao último degrau, não poderá pular nenhum anterior, pois o mesmo sempre fará falta. Então, o que fazer? Resta-nos subir degrau por degrau até alcançarmos o patamar final.

Em outras palavras, essa “progressão” inteligente, que conta com início-meio-fim, se chama Vinyasa Krama. Para que ela tenha efeito, existem três passos importantes:

  1. saber onde se está,
  2. saber aonde se deseja chegar e
  3. estipular o caminho ou o que deve ser feito para se chegar lá.

De forma análoga, o Vinyasa Krama ou a progressividade é a própria essência do Vinyasa Yoga, pois quem o pratica procura aproveitar ao máximo possível as diferentes combinações que um asana ou conjunto de asanas podem resultar em benefícios ao praticante. Ademais, as sequências são desenvolvidas de forma que cada um dos asanas anteriores sirva como preparação ou contribuição para as posturas que se seguirão.

Os asanas do Vinyasa Yoga

Como dissemos acima, uma sessão de Vinyasa Yoga é composta por sequências progressivas de poses, também chamadas de asanas. Existem inúmeros asanas que podem ser executados durante uma aula de ioga. Abaixo mostramos o passo-a-passo de algumas delas.

A pose da montanha integra a série de saudação ao sol.

Pose da montanha (Tadasana)

Tadasana é uma poderosa pose de aterramento na qual aprendemos a permanecer firmes e eretos como uma montanha. Essa postura fundamental aumenta nossa consciência sobre nosso corpo e dá origem a nosso senso de firmeza, força e quietude.

Tadasana (tah-DAHS-anna):
tada = mountanha; asana = pose.

A pose da montanha pode ser executada da seguinte maneira:

  1. Chegue a uma posição com os pés juntos. Crie uma base sólida e larga levantando os dedos dos pés, deixando-os se espalharem e depois soltando-os novamente.
  2. Sinta o efeito de aterramento de seus pés enquanto eles se enraízam no chão. Veja se consegue imaginar uma linha fina trazendo a energia dos seus pés para o topo da sua cabeça (coroa).
  3. Concentre-se nos músculos da coxa, permitindo que eles levantem os joelhos. Se possível, tente fazer isso sem endurecer a parte inferior da barriga.
  4. Gire as coxas para dentro e alongue o cóccix em direção ao chão.
  5. Subindo, abra a clavícula pressionando as omoplatas nas costas. Para tal, você deve primeiro levantar os ombros em direção às orelhas e depois girá-los em direção às costas.
  6. Sem empurrar as costelas frontais inferiores para a frente, levante a parte superior do esterno e deixe os braços pendurados ao seu lado.
  7. Mantenha o pescoço alongado, com o queixo paralelo ao chão, o equilíbrio da cabeça diretamente sobre o centro da pélvis.
  8. Suavize seu olhar e divirta-se!

Variações para Tadasana:

Se seus tornozelos se sentirem desconfortáveis quando estiverem​​juntos, você pode separar os calcanhares levemente. Se estiver com problemas para encontrar o equilíbrio, separe os pés até a largura do quadril.

Pose da cobra (Bhujangasana)

A pose da cobra é praticada em quase todas as aulas de yoga Vinyasa, principalmente porque ela integra a famosa Saudação ao Sol. Ela é uma excelente maneira de aumentar a energia do corpo, além de beneficiar os seguintes músculos:

  • Dos braços e ombros,
  • Da lombar,
  • Bíceps e tríceps,
  • Abdômen,
  • Peitoral,
  • Pélvis,
  • Psoas.

Bhujangasana (boo-jang-GAHS-anna):
bhujanga = serpente, cobra; asana = pose

Seguindo os passos abaixo você será capaz de executá-la com perfeição!

  1. Deite de bruços no chão, com as pernas esticadas para trás e para baixo.
  2. Coloque as palmas das mão na altura do peito.
  3. Dobre os cotovelos e pressione firmemente a parte superior dos pés, coxas e púbis contra chão.
  4. Ao inalar, comece a endireitar os braços, levantando o peito do chão. Certifique-se de empurrar o alongamento da parte frontal do torso, arqueando suavemente vértebra por vértebra.
  5. Com os pés próximos um do outro, pressione o cóccix na direção dos pés e levante o púbis em direção ao umbigo.
  6. Estreite os pontos do quadril de maneira firme, mas sem endurecer as nádegas.
  7. Com as omoplatas pressionadas firmemente uma contra outra nas costas, estufe as costelas laterais para a frente.
  8. Levante a parte superior do esterno, evitando empurrar as costelas para a frente. Distribua uniformemente a torção por toda a coluna.
  9. Termine deitando-se novamente de bruço no chão, da mesma maneira que a pose se iniciou.

A pose da cobra também integra a sequência de saudação ao sol.

Pose do guerreiro (Virabhadra)

A pose de Virabhadra também é conhecida como a pose do guerreiro. Pode parecer estranho dar o nome a uma pose de ioga em homenagem a um guerreiro, afinal de contas, os iogues são conhecidos pelos seus modos pacíficos, não é mesmo? A verdade é que um dos textos de ioga mais reverenciados – o Bhagavad-Gita – é o diálogo entre dois guerreiros famosos e temidos – Krishna e Arjuna – situados em um campo de batalha entre dois grandes exércitos que se arruinam para uma luta.

O que realmente está sendo comemorado nesta pose, e é ideal para todos os praticantes, é o “guerreiro espiritual” que bravamente luta com o inimigo universal: a auto-ignorância (avidya), a fonte de todo o nosso sofrimento.

Virabhadrasana I (veer-ah-bah-DRAHS-anna):
vira = herói; bhadra = bom / amigo; asana = pose

Confira abaixo o passo a passo para executar uma boa pose do guerreiro:

  1. Comece em Tadasana (pose da montanha).
  2. Coloque o pé esquerdo para trás. Alinhe o calcanhar esquerdo atrás do calcanhar direito e depois gire o pé esquerdo para fora em 45 graus, mantendo o pé direito à frente.
  3. Firme as bordas externas dos pés ao chão ao girar os quadris para que fiquem voltados para a frente.
  4. Dobre a perna direita para criar um ângulo de 90 graus.
  5. Inspire e levante os braços até que estejam acima da cabeça, na largura dos ombros, afastados e paralelos um ao outro.
  6. Estenda a ponta dos dedos enquanto com as palmas das mãos voltadas para dentro.
  7. Empurre as omoplatas e os ombros em direção ao cóccix.
  8. Sinta as omoplatas se juntarem levemente nas costas.
  9. Mantenha a cabeça neutra, olhando para a frente ou inclinada para trás, olhando levemente para cima em direção aos polegares.
  10. Para sair dessa pose, expire abaixando as mãos até os quadris. Inspire e pressione firmemente o pé direito, levando a perna esquerda para a frente. Expire, solte as mãos novamente em Tadasana.
  11. Respire fundo e repita com o outro lado pelo mesmo período de tempo.

Respiração: ponto importante nessa prática específica

Outra especificidade do Vinyasa Yoga é a super atenção depositada no processo respiratório. Normalmente, uma pessoa, sem a devida atenção, realiza cerca de 15 a 20 respirações por minuto. Contudo, nessa modalidade em específico, o número de respirações tende a cair significativamente, já que seus movimentos são lentos e conscientes.

Aproveite e espie dicas sobre os fundamentos do Hatha Yoga!

O Ujjayi Pranayama exige uma maior atenção e auxilia no exercício da concentração.

Falando nisso, nesse Yoga existe uma técnica respiratória na qual flui um leve e contínuo som que vem de dentro da garganta, por meio de uma suave contração da glote. Essa técnica é conhecida como Ujjayi Pranayama.

Além disso, esse pranayama ajuda a relaxar a mente e os pensamentos parece que desaparecem momentaneamente. Como resultado, o praticante encontra um profundo senso de paz e tranquilidade interiores. Praticantes de Vinyasa Yoga mais experientes relatam experimentar essa mesma sensação de plenitude em suas atividades do dia a dia. Ao que tudo indica, a mente adquire um novo hábito, mais saudável e mais eficaz, de se acalmar.

Em seguida chegamos a uma segunda especificidade fundamental na prática do Vinyasa, o ananta samapatti: “mente focada na respiração”. Ou seja, inspirações e expirações longas e suaves com total atenção enquanto se pratica o asana. A cada momento em que a mente vagueia, deve-se, gentilmente, trazê-la de volta para o estado de concentração e atenção a respeito da respiração.

E você, gostaria de dar início a uma prática de Yoga para iniciantes? Ou, que tal entrar numa aula de Ioga em um dos muitos cursos de Yoga espalhados por sua cidade?

Que tal saber mais a respeito das modalidades básicas do Yoga?

Talvez você prefira ainda experimentar uma aula de Yoga online para iniciantes ou praticar Yoga em casa, online, com a ajuda de plataformas especializadas e da nossa comunidade Superprof, que rapidinho pode te indicar os melhores e mais experientes professores de Yoga próximos a você! E de forma segura e comprovada!

Muitos praticantes e professores consideram o Vinyasa Yoga uma espécie de meditação em movimento.

Os benefícios do Vinyasa Yoga

Os benefícios proporcionados pela prática do vinyasa yoga são muitos e eles podem incluir:

  • Melhora da flexibilidade,
  • Aumento da felicidade interior,
  • Desenvolvimento do foco mental,
  • Condicionamento cardiovascular,
  • Queima de calorias,
  • Desenvolvimento muscular,
  • Alivia o estresse,
  • Ajuda no detox,
  • Dentre outros. 

Felicidade interior e foco mental

É interessante observar que muitas pessoas reclamam não possuírem a concentração ou paz de espírito necessárias para controlar os pensamentos e, dessa forma, adentrarem um estado mais profundo de consciência.

Contudo, quando se pratica Vinyasa Yoga de forma constante e adequada, o praticante ultrapassa essa dificuldade, já que a mente é fortemente trabalhada através do emprego de uma respiração controlada, com fluxo dinâmico e contínuo dos asanas, o que contribui para a liberação das tensões físicas, e amarras mentais. Esse estado auxilia na apreciação da tão desejada felicidade interior.

O Vinyasa Yoga também é chamado de meditação em movimento. Isso porque ele firma a mente e muda seu foco do externo para o interno, o que é em si um grande feito.

Condicionamento cardiovascular

A médio e longo prazos, essa prática yogui pode ajudar você a desenvolver e cultivar uma conexão corpo-mente-espírito muito mais profunda e, assim, trabalhar significativamente os aspectos físico e mental. Ademais, devido ao fato de a respiração ser também parte fundamental, a capacidade pulmonar, cardíaca e a resistência aumentam consideravelmente.

Força e flexibilidade

A curto prazo, o Vinyasa Yoga, além de aprimorar a força e a flexibilidade físicas, melhora a concentração na respiração e no corpo físico. Já nas primeiras aulas você perceberá o surgimento de uma nova atitude mais consciente e pacífica no seu dia a dia.

Alívio do stress

Como dissemos anteriormente, Vinyasa Yoga trabalha nos níveis físico, emocional, mental e espiritual, ajudando, assim, a conectar a mente ao corpo. Tal benefício, além de contribuir para o alcance da felicidade interior e do aumento do foco mental, também ajuda a aliviar a ansiedade e o estresse.

Quando você pratica conscientemente o Vinyasa Yoga, ele permite que você evite os pensamentos estáticos que atravessam sua mente. Ao se concentrar em inspirar e expirar, seu sistema nervoso central se acalma e isso tem um efeito extremamente positivo em seu corpo físico e espiritual.

O Yoga Vinyasa é uma excelente maneira de aliviar o estresse do dia-a-dia.

Isso sem contar que quando sua mente está relaxada, você tende a perder mais peso, contribuindo para a queima de calorias que veremos abaixo.

Queima de calorias

Essa prática de ioga ativa faz você se mover o que é excelente para as pessoas que passam a maioria do dia sentadas, já que sentar-se demais torna suas articulações rígidas, além de contribuir para o ganho de peso.

A movimentação fluida proporcionada pelo yoga vinyasa também queima calorias, o que ajuda a manter ou perder peso (isso se você queimar mais calorias do que consumir durante o dia).

Em 45 minutos de vinyasa, uma mulher de 40 quilos queima 415 calorias – mais do que as 334 calorias queimadas em 45 minutos de corrida ou 214 calorias em 45 minutos de polichinelos! Para queimar as 415 calorias, você deve fluir ativamente o tempo todo, durante toda a sessão de ioga (e não apenas por curtos períodos ou sempre descansando na pose de Criança entre um movimento e outro).

Respiração

Note que a estrutura da aula é de sequência fluida e vai em um progressivo crescendo. Cada movimento sincroniza-se com a respiração numa composição previamente preparada a cada aula. Seu principal objetivo é o de alinhar a respiração com o corpo e a mente.

As inspirações e expirações são cada uma guiada através da atuação criativa do flow, como também, às vezes, é chamada essa modalidade.

Detox

O calor criado no corpo enquanto praticamos yoga limpa o sangue grosso e impuro, tornando-o mais fino. Tal reação ajuda a melhorar a circulação sanguínea por todo o corpo. Mesmo inspirando e expirando, eliminamos toxinas através da respiração, induzindo assim uma desintoxicação total do corpo.

Com a prática regular, você descobrirá que ficará mais energizado e ativo ao longo do dia.

Resumindo…

Vinyasa Yoga é uma ótima forma de se exercitar fisicamente, pois ele realmente ajuda seu corpo a maximizar seu potencial. Apesar de seus muitos benefícios, Vinyasa por si só não é suficiente para ajudá-lo a perder peso, se esse for seu objetivo. Você precisa combinar sua prática de Vinyasa com atividades cardiovasculares e também ficar atento à sua dieta para que seu corpo entre em modo “perda de peso”.

Sendo assim, aproveite bastante da prática e dos benefícios da ioga vinyasa conscientemente, sem falsas esperanças. Afinal de contas te demos vários motivos para começar a praticá-lo desde já!

Vinyasa Yoga pode ser praticado tanto no estúdio especializado quanto no conforto da sua casa!

Aproveite e confira nossas dicas sobre o Ashtanga Yoga!

E você, gosta de movimentos rítmicos? Não liga para o suor? Quer conhecer melhor as posturas psicofísicas e o ritmo constante e fluido da prática de Vinyasa Yoga?

Opa, agora que você já sabe um pouco mais a respeito dessa modalidade de Yoga, que tal arregaçar as mangas, preparar o tapetinho e começar a praticar? Com toda a certeza essa prática lhe trará vários benefícios e poderá até mudar o seu olhar sobre o mundo e a vida!

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
avatar