Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Como se tornar conselheiro educacional

De Joseane, publicado dia 28/09/2019 Blog > Apoio Escolar > Orientação Vocacional > Saiba tudo sobre a carreira de orientador

orientação educacional no Brasil teve início como uma das vertentes da orientação profissional por volta de 1920. O primeiro passo foi dado através do Serviço de Orientação Profissional e Educacional, criado por Lourenço Filho, o então diretor do departamento de Educação do estado de São Paulo, em 1931.

Foi somente em 1940 que o termo “orientação educacional” deu as caras na legislação brasileira, especificamente no decreto-lei nº 4.073, de 30 de janeiro de 1942.

Cinco anos mais tarde, em 1947, foi criado o Instituto de Seleção e Orientação Profissional no Rio de Janeiro, difundindo pelo país a orientação profissional voltada ao desenvolvimento do aluno para o mercado de trabalho.

A Lei de Diretrizes e Bases nº 4.024/61 instituiu então a orientação educacional nas escolas de ensino primário e médio. A lei também estabeleceu regras para a formação do que seria o futuro profissional em orientacao educacional. A lei de diretrizes e bases da educação nacional prevê que o profissional em orientacao escolar, isto é, o orientador educacional seja formado em nível de pós-graduação.

Se você está interessado pela carreira de orientador educacional, esse artigo certamente vai te ajudar a melhor se encontrar na área de orientação escolar.

Se formar na profissão de orientador pedagógico

A orientação educacional é uma das áreas da educação. Assim, para exercer a função de orientador educacional é preciso conhecer as vertentes e diretrizes da educação, além de possuir as qualidades morais necessárias para trabalhar com as relações humanas e sociais.

Orientacao escolar para O maior compromisso do orientador educacional é com o aluno…

Conheça alguns dos objetivos da orientacao educacional:

  • Garantir o desenvolvimento pleno do aluno por meio de atividades contextualizadas que o integrem a tudo aquilo que exerce influência sobre sua formação.
  • Promover a mediação entre aluno, família, escola e comunidade, atendendo às necessidades educacionais e emocionais do educando.
  • Ajudar o aluno a construir uma visão, na qual ele se descubra, desenvolva e saiba seu lugar no mundo por meio da afetividade e da relação com os demais.
  • Orientar o aluno com base nos objetivos atuais de educação, visando à sua formação consciente.
  • Adaptar o aluno ao meio em que está inserido.

O foco da orientaçao educacional é o aluno em formação. Mas, concretamente, como o corpo discente se beneficia da orientação educacional?

Segundo o decreto-lei nº 72.846/73, que regulamenta o trabalho do orientador educacional, fazem parte das atribuições desse profissional:

  • Planejar e coordenar o funcionamento do serviço de orientação educacional em nível de escola e comunidade, dos órgãos do serviço público federal, estadual e autárquico.
  • Participar da elaboração do currículo pleno da escola.
  • Coordenar a orientação vocacional, a informação educacional e profissional, o processo de sondagem de interesses e aptidões e as habilidades do educando.
  • Participar do processo de identificação das características básicas da comunidade e da clientela escolar.
  • Sistematizar o processo de intercâmbio das informações necessárias ao conhecimento global do educando.
  • Participar do processo de recuperação e avaliação dos alunos.
  • Fazer o acompanhamento dos alunos e encaminhá-los para especialistas quando necessário.
  • Participar do processo de integração entre escola, família e comunidade.

Assim, o educando é o maior beneficiado pela atuação do orientador educacional, mas na verdade a escola também ganha, o corpo docente também é beneficiado, assim como a família e a comunidade já que esses alunos terão um maior acompanhamento em seu percurso escolar e, consequentemente, uma maior consciência dos seus deveres e responsabilidades.

O diploma e o trabalho de orientador educacional

Se você é um diplomado em Pedagogia, Gestão da Educação e Psicologia você pode se especializar na área de orientacao educacional e escolar. Somente com diploma Latu Sensus, isto é, diploma de pós graduação é possível atuar na área de orientacão escolar.

Orientador educacional online Orientar o aluno para que este possa vencer!

Uma vez que você obtiver o diploma de orientador ou orientadora educacional, você pode concorrer a vagas de concurso para orientador educacional e educador escolar. Além de poder concorrer aos concursos da área também é possível encontrar trabalho de educador pedagógico diretamente com as instituições de ensino e órgãos ligados a área de educação como associações, entre outros.

Na rede pública de ensino, a presença de um orientador em educação é obrigatória de acordo com leis e normas. A lei de diretrizes e bases da educação nacional prevê que o profissional em orientacao escolar, isto é, o orientador educacional seja formado em nível de pós-graduação.

Os profissionais dessa área são diplomados em pedagogia e especializados em orientação escolar.

Na rede particular de ensino, são as escolas que fazem sua contratação de forma direta. Para atuar como orientador educacional é necessário possuir diploma de pós graduação e alguns outros requisitos que vai depender de cada editar ou de cada vaga.

Confira os detalhes de uma vaga disponível para orientador educacional:

Orientador Educacional (Educação Infantil e Anos Iniciais do Ensino Fundamental).

A carga horária é de 175h mensais.

Horário: Disponibilidade para trabalhar todas as tardes e atuar em duas manhãs.

Pré-requisitos:

Ensino Superior Completo em Pedagogia – com habilitação em Orientação Educacional ou Psicologia/Licenciatura – Especialização em Psicopedagogia ou em Necessidades Educacionais Especiais.

Sólida experiência profissional na área.

Perfil desejado:

Bom relacionamento interpessoal, habilidade em comunicação, dinamismo, responsabilidade, organização, comprometimento e ética.

Esse é só um exemplo de uma vaga publicada para o cargo de orientador escolar. Mas pode servir de exemplo para ajudar os futuros profissionais em orientacao educacional a se situar na profissão e na sua busca por emprego na área de orientação.

Onde trabalhar como orientador educacional?

O orientador educacional trabalha em relação direta com o corpo discente, isto é, com os alunos.

psicologia e orientacao vocacional As instituições de ensino constituem o foco da orientação educacional…

Na maior parte do tempo, os orientadores educacionais atuam em instituições de ensino públicas ou privadas, acompanhando os alunos e lhes ajudando a ir mais longe.

O orientador educacional deve se manter atentivo aos alunos. Não basta estar presente na escola, ele precisa ir até o aluno, ficar a escuta deste, ser um observador. 

atuando como intermediador e ajudando a solucionar os possíveis conflitos escolares. Ele ou ela auxilia o corpo discente em relação às dificuldades de aprendizagem escolar, encaminhando casos específicos às instâncias:

  • jurídica,
  • de assistência social,
  • psicológica e de saúde, quando necessário.

O orientador educacional trabalha com o público infantil e de jovens alunos e sua missão é apoiar os mais diferentes perfis de estudantes, tais quais:

  • alunos com dificuldades escolares
  • os alunos que carecem de informações  e encaminhamento sobre o seu futuro profissional,
  • os alunos com algum tipo de deficiência,
  • os alunos que possuem algum problema de comportamento
  • os alunos que abandonam a escola ou reprovam,  etc.

O maior objetivo do orientador educacional é garantir o pleno desenvolvimento do educando em todos os aspectos, sejam eles, intelectuais, físicos, sociais, morais, políticos, educacionais entre outros.

O orientador educacional faz parte do quadro de funcionários da escola, sendo subordinado à direção e à supervisão pedagógica da mesma.

Como membro da equipe gestora, ele trabalha ao lado do diretor e do coordenador pedagógico, sendo ele o principal responsável pelo desenvolvimento pessoal de cada aluno, dando suporte a formação dos discentes como cidadão, à reflexão sobre valores morais e éticos e à resolução de conflitos.

Um orientador educacional pode atuar em associações, creches, universidades públicas e privadas, em escolas de idiomas e em escritórios de orientação vocacional, enfim, em todo e qualquer departamento que lide diretamente com crianças e jovens que precisem de orientação profissional, orientação acadêmica e ajuda para criar um projeto educacional.

Qualidades do profissional de orientação educacional

Para aqueles que exercem a profissão ou desejam trabalhar com orientação escolar e educacional é preciso saber que a área exige bastante.

Se tornar orientador pedagógico Empatia, ética, senso de justiça, abertura de espírito…qualidades essenciais de um bom orientador.

Além dos requisito educacionais e curriculares, isto é, possuir diploma de pós graduação na área de conselho em educação, é preciso, ainda, possuir algumas qualidades pessoais e relacionais que farão diferença quando do exercício da profissão.

Um bom relacionamento interpessoal é alcançado quando o profissional conhece a si mesmo e quando ele ou ela é capaz de se colocar no lugar dos outros (demonstram empatia), quando expressa as suas opiniões de forma clara e direta sem ofender o outro (assertividade), quando é cordial e possui um grande sentido de ética.

Na profissão de orientador educacional, possuir uma grande dose de empatia é, sem dúvida, o maior trunfo. Saber se colocar no lugar do outro, ajudar o outro (aluno, escola e comunidade) a se relacionar de forma positiva, ajudar o aluno a encontrar o seu caminho de forma a alcançar os seus objetivos.

É imprescindível que o orientador educacional possua abertura de espírito e um senso de escuta particularmente desenvolvidos.

Espera-se que os candidatos ao cargo de orientacao escolar demonstrem:

  • escuta atenciosa,
  • pensamento crítico,
  • adaptabilidade
  • e senso de análise.

Possuir um bom relacionamento interpessoal é essencial para exercer a função de orientador educacional. Exercendo um papel de mediador e facilitador de relações, o orientador deve também possuir um grande sentido de análise e de justiça qualidades necessárias para executar o trabalho de orientaçao escolar com sucesso.

Agora que você compreendeu um pouco mais sobre as qualidades que um orientador educacional precisa possuir. Que tal se tornar orientador pedagógico e ajudar o corpo estudantil mais de perto?

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
avatar