Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Onde trabalhar como orientador educacional?

De Joseane, publicado dia 17/09/2019 Blog > Apoio Escolar > Orientação Vocacional > O trabalho do conselheiro em educação

Ajudar os alunos em suas escolhas de orientação, ser um consultor em orientação educacional, promover a integração profissional dos alunos, enfim, seu desejo é trabalhar na área da educação como orientador ou conselheiro de orientação educacional?

Este é um projeto de carreira digno de palmas! Mas antes de se lançar nesse projeto, que tal conhecer um pouco mais da profissão de orientador educacional?

A orientação educacional no Brasil teve início como uma das vertentes da orientação profissional por volta de 1920. O primeiro passo foi dado através do Serviço de Orientação Profissional e Educacional, criado por Lourenço Filho, o então diretor do departamento de Educação do estado de São Paulo, em 1931.

Foi somente em 1940 que o termo “orientação educacional” deu as caras na legislação brasileira, especificamente no decreto-lei nº 4.073, de 30 de janeiro de 1942.

Cinco anos mais tarde, em 1947, foi criado o Instituto de Seleção e Orientação Profissional no Rio de Janeiro, difundindo pelo país a orientação profissional voltada ao desenvolvimento do aluno para o mercado de trabalho.

A Lei de Diretrizes e Bases nº 4.024/61 instituiu então a orientação educacional nas escolas de ensino primário e médio. A lei também estabeleceu regras para a formação do que seria o futuro profissional em orientacao educacional.

Na década de 80, a orientação educacional ganhou um novo viés, se diversificando e ampliando a sua área de atuação. Desde então esta área visa promover uma orientação voltada ao coletivo, preocupando-se não só com a formação profissional, mas também com a formação política e social dos alunos.

A lei de diretrizes e bases da educação nacional prevê que o profissional em orientacao escolar, isto é, o orientador educacional seja formado em nível de pós-graduação.

Se você se identifica com a área e gostaria de atuar como orientador, conheça algumas especificidades da profissão e descubra onde trabalhar como orientador educacional.

O trabalho do orientador educacional com os alunos

O orientador educacional trabalha em relação direta com o corpo discente, isto é, com os alunos. Os profissionais dessa área são diplomados em pedagogia e especializados em orientação escolar.

O que faz um orientador educacional? Contribua para o futuro de crianças e jovens, se torne um orientador educacional

Assim, a orientação educacional é uma das mais importantes áreas de atuação do Pedagogo. Na rede pública de ensino, a presença de um orientador em educação é obrigatória de acordo com leis e normas.

Esse profissional lida com os alunos, atuando como intermediador e ajudando a solucionar os possíveis conflitos escolares. Ele ou ela auxilia o corpo discente em relação às dificuldades de aprendizagem escolar, encaminhando casos específicos às instâncias:

  • jurídica,
  • de assistência social,
  • psicológica e de saúde, quando necessário.

O orientador educacional trabalha com o público infantil e de jovens alunos e sua missão é apoiar os mais diferentes perfis de estudantes, tais quais:

  • alunos com dificuldades escolares
  • os alunos que carecem de informações  e encaminhamento sobre o seu futuro profissional,
  • os alunos com algum tipo de deficiência,
  • os alunos que possuem algum problema de comportamento
  • os alunos que abandonam a escola ou reprovam,  etc.

O maior objetivo do orientador educacional é garantir o pleno desenvolvimento do educando em todos os aspectos, sejam eles, intelectuais, físicos, sociais, morais, políticos, educacionais entre outros.

O profissional em orientacao escolar zela pelo processo de aprendizagem e formação de cada um dos estudantes. Ele auxilia o professor da classe a melhor compreender os comportamento das crianças e jovens. Ou seja: enquanto o professor se ocupa em cumprir o currículo disciplinar, o orientador educacional se preocupa com os conteúdos atitudinais, o chamado currículo oculto.

Esse “currículo oculto” trata dos aspectos que as crianças aprendem na escola de forma não explícita, com os valores e a construção de relações interpessoais.

O orientador educacional deve se manter atentivo aos alunos. Não basta estar presente na escola, ele precisa ir até o aluno, ficar a escuta deste, ser um observador. 

Para melhor realizar o seu trabalho ele precisa antecipar certas situações. O orientador não pode ficar o tempo inteiro em sua sala, apenas recebendo alunos expulsos da aula ou que desrespeitaram um colega ou um professor. Ele deve ficar atento enquanto circula pelos espaços e convive com os estudantes no sentido de entender quais são os comportamentos das crianças e propor encaminhamentos adequados quando necessário.

Interessado pela área de orientação educacional? Veja aqui qual o caminho a percorrer para se tornar orientador.

A orientadora educacional na equipe de gestão escolar

Como já mencionado, o orientador educacional faz parte do quadro de funcionários da escola, sendo subordinado à direção e à supervisão pedagógica da mesma.

pegagogia e orientacao escolar Seja um colaborador ativo da orientacao escolar e mude o futuro de milhares de estudantes…

Como membro da equipe gestora, ele trabalha ao lado do diretor e do coordenador pedagógico, sendo ele o principal responsável pelo desenvolvimento pessoal de cada aluno, dando suporte a formação dos discentes como cidadão, à reflexão sobre valores morais e éticos e à resolução de conflitos.

É função do orientador empregar métodos pedagógicos e psicológicos para orientar os alunos no cotidiano. 

Embora o trabalho do orientador seja ficar em relação direta com os alunos, ele deve manter um bom relacionamento com os outros profissionais da escola em sua prática, e também com os pais dos estudantes.

Como parte da sua função, o orientador educacional deve participar ativamente do processo de integração da família/escola/comunidade, realizando ações que favoreçam o envolvimento dos pais no processo educativo.  É fundamental conhecer e respeitar os direitos da família na educação do orientando, assim como seus valores que, muitas vezes, podem divergir dos valores pessoais ou daqueles aceitos pela sociedade.

Para realizar seu trabalho da melhor maneira possível, a orientadora educacional precisa do apoio e da compreensão dos demais colaboradores e educadores da escola, da família e da comunidade em que a escola está situada, para que juntos possam traçar novos rumos e estratégias de ensino.

Ao mesmo tempo que o orientador educacional lida com os alunos, ele também lida com os professores e demais funcionários da escola. Todo o círculo de interação que envolve o processo de ensino e aprendizagem dos alunos faz parte do campo de atuação da orientaçao educacional. Trata-se de um trabalho circular e multidimensional que tem o aluno no centro mas que se expande a esfera do contexto escolar, a comunidade, a família.

O orientador, enquanto parte da gestão escolar, deve fazer por onde todas essas esferas trabalhem na mesma direção, com o objetivo de formar a criança e o jovem moral, politica e academicamente.

Saiba mais sobre a formação do orientador educacional, aqui.

O conselheiro em orientação escolar na iniciativa privada

Embora as escolas particulares não possuam a obrigação de possuir um orientador educacional no seu quadro de funcionários, essas instituições tem cada vez mais incluído a orientação educacional entre os seus serviços..

Vaga de orientador educacional O estudante é o centro do trabalho de orientação educacional…

Isso prova a importância da orientação pedagógica e a eficácia do trabalho do orientador educacional no percurso escolar dos alunos.

Os profissionais da educação compreenderam que o ensino vai muito além do aprendizado do português e da matemática, isto é, do conteúdo programático. Não basta ensinar os jovens a ler e a escrever, é preciso se interessar pelo percurso de cada estudante, vê-los não como parte de um todo, mas como indivíduos com necessidades diferentes, que merecem ser acompanhados de perto e formados em todas as esferas.

Isso dito, observa-se a crescente busca por profissionais capacitados em orientar crianças e jovens a melhor construir o seu futuro. Profissionais da educação, com qualidades humanas distintas, observadores atentos e conhecedores de processos e leis educacionais, isto é, os profissionais em orientação pedagógica e educacional.

O orientador educacional conhece bem a psicologia da educação e se utiliza dela para tentar entender os alunos e sua interação com o meio que os cerca.

Esse profissional pode atuar nas escolas públicas e privadas, mas também em associações e empresas, como veremos a seguir.

Quer saber quais são as qualidades necessárias para se tornar um orientador escolar? Leia aqui!

Outros locais de atuação do conselheiro escolar

Um orientador educacional pode atuar em associações, creches, universidades públicas e privadas, em escolas de idiomas e em escritórios de orientação vocacional, enfim, em todo e qualquer departamento que lide diretamente com crianças e jovens que precisem de orientação profissional, orientação acadêmica e ajuda para criar um projeto educacional.

orientacao pedagoica em empresas O orientador deve conhecer bem cada um dos seus alunos para melhor orientá-los

Ainda tem dúvida sobre as responsabilidades de uma orientadora educacional, confira a lista:

O que faz o orientador educacional?

  • Conhece a legislação educacional do país;
  • Orienta, ouve e dialoga com alunos, professores, gestores e responsáveis e com a comunidade;
  • Orienta os alunos em seu desenvolvimento pessoal, preocupando-se com a formação de seus valores, atitudes, emoções e sentimentos;
  • Participa da organização e da realização do projeto político-pedagógico e da proposta pedagógica da escola;
  • Ajuda o professor a lidar com as dificuldades de aprendizagem dos alunos;
  • Circula pela escola e convive com os estudantes.Ajuda o professor a compreender o comportamento dos alunos e a agir de maneira adequada em relação a eles;
  • Medeia conflitos entre alunos, professores e outros membros da comunidade;

Um orientador em educação também pode trabalhar por conta própria, oferecendo seus serviços de acompanhamento ao jovem e adulto que busca orientação para estabelecer um projeto de carreira, um plano de estudo entre outros.

Encontre seu orientador escolar e educacional aqui no superprof!

 

 

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
avatar