Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Evolução do universo de corte e costura

De Camila, publicado dia 25/06/2018 Blog > Artes e Lazer > Costura > História da arte de se costurar

Como nasceu a costura? E a moda?

E a moda “pronta para vestir” (prêt-à-porter)? E a alta costura?

Quanto aos desfiles de moda?

E se disséssemos que a moda está ligada à história do Titanic, você acreditaria?

Saiba tudo sobre o mundo de corte e costura!

De uma necessidade primordial – a roupa para se proteger -, a costura e a arte de criar roupas tornou-se uma atividade comercial e até mesmo de luxo e de imagem, com o prêt-à-porter e a alta costura.

De peles de animais a pequenos pedaços de tecido super refinados – a aclamados pelo mundo das passarelas – criados pela Victoria’s Secret, Superprof faz um tour pela grande história da costura e da moda!

Um pouco de história da costura

Moda, desfiles, vestidos bonitos e roupas sofisticadas: tudo começa na França no final do século XIX. O inglês Charles Frederick Worth é reconhecido como o inventor da alta-costura. Ele, inclusive, criou sua própria empresa que fora localizada no coração de Paris (rue de la Paix). Ele foi, de certa forma, o primeiro grande estilista ou designer de moda.

1868 foi um ano de transformações importantes no mundo da indústria têxtil: fora criada a Câmara Sindical da Costura e da Confecção em Paris. A “Cidade Luz” se torna, então, a capital da moda, atraindo muitos estrangeiros que começam a se estabelecer na capital francesa para realizar suas criações.

Várias pessoas interessadas em aproveitar a onda ligada ao recente e próspero mundo da moda correr para aproveitar a brecha, fundando suas casas de costura. Nomes como Jacques Doucet (1880), Madame Paquin (1891), as irmãs Callot (1888) e Paul Poiret (1904) podem ser citados e seus nomes encontrados em qualquer bom livro de história sobre o assunto.

O número de costureiras locais explode com 1636 trabalhadoras registradas em 1895, contra apenas 158 em 1850!

Estes números vêm de um artigo muito interessante escrito por David Zajtmann, coordenador pedagógico do Instituto de Moda (Paris, intitulado “1858-1929: a idade de ouro da Alta Costura na França”).

A criação de desfiles de moda com manequins vivos é creditada a outra britânica, Lady Duff Gordon, que começou a preparar apresentações com datas fixas para suas coleções. A família Gordon é composta por, nada mais, nada menos que sobreviventes do naufrágio do Titanic (!!!).

Que tal aprender a manusear uma máquina de overlock?

O percurso do Titanic e da história da moda se cruzam em determinado momento! Quem diria que a história do Titanic cruzaria a história da costura!

A reputação dos que possuíam este sobrenome, no entanto, sofreu muito na época, pois eles foram chamados de covardes por não voltarem ao tão famoso navio durante o acidente para ajudar outros passageiros do barco, já que o bote salva-vidas em que se encontravam estava longe de estar cheio.

Te ajudamos a decifrar o vocabulário do universo de corte e costura.

Voltando à história da costura, ideia de desfiles acaba sendo incorporada por várias casas de moda. Com o crescimento considerável desta prática, a Câmara Sindical da Costura estabelece um calendário de apresentações de coleções através de “manequins vivos”.

A indústria da moda nasce e se profissionaliza rapidamente

Depois de todos esses desenvolvimentos e progressos ligados à costura, é fundada na França uma Federação de Alta Costura e Moda.

A nova Federação ganha vida já possuindo uma centena de membros e três câmaras sindicais distintas: de Alta Costura, de Moda “Pronta para Vestir” (prêt-à-porter) criada por Costureiros e Estilistas, e de Moda Masculina.

Seu objetivo principal é o de promover a cultura da moda francesa e reforçar Paris no seu papel de capital mundial da moda.

Descubra como os homens começaram a fazer parte do mundo da costura.

Alta costura, um termo protegido

Você que o termo “alta costura” (em francês, “haute couture”) é um termo legalmente protegido na França?

Casas de alta costura como Christian Dior, Chanel ou Jean Paul Gaultier devem atender a vários critérios antes de receber este “selo”, tais como:

  • O trabalho deve ser 100% manual no ateliê de costura da empresa;
  • A equipe de costureiras e modelistas deve ter no mínimo 20 pessoas;
  • As criações do designer devem ter pelo menos 25 “looks” por coleção.

A licença emitida é válida apenas por um ano e deve ser renovada antes de se tornar permanente. Isso mostra o quão importante e levado a sério é o mundo da costura na capital da moda!

Conheça um pouco mais sobre a vida de grandes personalidades que marcaram a alta costura.

Os grandes avanços da costura

Pré-história

Os primeiros homens aproveitavam rapidamente os recursos naturais disponíveis ao seu redor para confeccionar roupas e construir abrigos para se proteger. As matérias-primas eram, na sua maioria, de origem animal, com o couro de vacas, bisontes e ovelhas.

Tais materiais eram curtidos e secos ao sol para, em seguida, serem montados com o auxílio de agulhas feitas a partir de pequenos ossos ou tendões de animais. Algumas agulhas de costura também eram feitas em marfim, provenientes de elefantes.

Agulhas de ossos e marfim foram as primeiras a serem utilizadas na pre-história. Ossos de animais era utilizados como agulhas por homens pre-históricos.

Para se ter uma noção de quando tudo isso aconteceu, é preciso, então, imaginar o ser humano durante o período Paleolítico, ouse seja, cerca de 21.000 anos atrás, pois é nesta época que a utilização de agulhas confeccionadas em osso e marfim se espalha.

As peles de animais peludos eram produzidas com o principal objetivo de proteger os homens do frio. O couro também foi usado para proteção corporal e era igualmente empregado para construir habitações, como as tendas típicas de índios norte-americanos. Estas últimas exigiam técnicas de costura relativamente complexas. Os índios também costuravam sapatos de couro – os famosos mocassins – para andar na neve e proteger os pés do clima gélido.

Na África, os homens usavam folhas de plantas costuradas umas às outras para fazer cestas. Tal técnica continua sendo utilizada e pode ser facilmente encontrada igualmente em cidades litorâneas brasileiras.

As primeiras roupas feitas e costuradas a partir de fibras naturais, aparecem, no entanto, somente em 4.000 a.C.

Você já escutou falar em entretela termocolante nas suas aulas de corte e costura?

Idade Média

O tempo passa e entramos na Idade Média, quando os europeus mais ricos usavam costureiras e alfaiates para confeccionar suas roupas. A costura era confiada majoritariamente às mulheres (o que ainda continua acontecendo…).

A primeira máquina de costura

1830 é um ano muito importante para a história da costura e da moda, pois foi quando Barthélémy Timonnier inventou a primeira máquina de costurar.

O primeiro exemplar desta “jóia rara” chegava a costurar seis vezes mais rápido do que a costura feita à mão!

O mesmo inventor francês também inventaria, logo em seguida, a primeira máquina de bordar, a máquina de costura de corrente e a de costura a um fio.

Outra invenção importante na história da costura é a do americano Walter Hunt: a máquina de dois fios, um sistema ainda em uso nos dias atuais.

Aprenda a fazer uma costura francesa!

Ferramentas de costura

Você começou agora ou ainda está pensando em começar um curso de corte e costura para iniciantes online ou um curso de croche e tem em mente que uma caixa de costura é composta apenas de linha e agulha?

Fato é que, quando começar a colocar a mão na massa, você sentirá falta de várias outras ferramentas!

Uma boa caixa de costura não pode contar apenas linha e agulha. O que você possui dentro da sua caixa de costura?

À linha e à agulha é aconselhável adicionar ainda uma agulha de tricô, uma agulha de crochê, um dedal, alfinetes, tesoura para tecido…

Para costureiras intermediárias e avançadas, uma máquina de costura, uma máquina de tricô, um overloque também são essenciais!

Botão, zíper, velcro, abridor de casa e fita de viés: todos esses são acessórios indispensáveis a serem incluídos na sua caixa de costura!

Você sabia que o Pinterest pode ser ótimo para ideias em corte e costura?

Desfiles de moda: a expressão da alta costura

Todos os grandes estilistas e grandes casas de alta costura exibem uma nova coleção pelo menos duas vezes por ano.

O objetivo? Apresentar público suas criações.

Estes desfiles reúnem o melhor do mundo da moda: estilistas consagrados, designers famosos, celebridades que ditam tendências, modelos conhecidas internacionalmente, imprensa especializada e editores de revistas de moda consagradas (Elle, Vogue, etc…).

O trabalho da alta costura não é necessariamente lucrativo. De fato, as peças atingem altos valores (algumas vezes superior a 100.000 euros). Sendo assim, penas algumas centenas de pessoas no mundo tem condições de comprar tais peças exclusivas de coleção de alta costura.

O objetivo em se investir tanto em desfiles de moda é o de atrair olhares para a marca, visando melhorar a sua imagem. As casas de moda, na maioria das vezes, vendem os acessórios apresentados nas passarelas, já que muitos deles são prêt-à-porter, como bolsas (tais como Louis Vuitton). Perfumes inspirados nas coleções também chegam às prateleiras das lojas a preços acessíveis (Chanel, Christian Dior, Giorgio Armani).

Ficou interessado, mas ainda não conhece as melhores casas de moda que participam das famosas Semanas de Moda (Fashion Week) ao redor do planeta? Então aqui vai uma breve lista:

  • Fendi
  • Viktor e Rolf
  • Valentino
  • Elie Saab
  • Zuhair Murad
  • Yves Saint Laurent
  • Jean Paul Gaultier
  • Casa Margiela
  • Maison Schiaparelli
  • Franck Sorbier
  • Giorgio Armani
  • Stephane Rolland
  • Yanina Couture
  • Chanel
  • Christian Dior
  • Azzaro Couture
  • Gucci
  • Louis Vuitton
  • Prada.

Fique por dentro das figuras que ficam constantemente na mira dos holofotes no mundo da alta costura.

Para concluírmos em grande estilo este breve apanhado geral sobre a história da costura e da moda, selecionamos algumas citações de costureiros e estilistas famosos que ajudaram – e ainda ajudam – a preencher as páginas dos livros!

Grandes estilistas conseguem se consagrar ainda mais durante desfiles de moda reputados. Os desfiles das Semanas de Moda atraem muita visibilidade para as grandes marcas.

O preto é a mais popular, a mais conveniente e a mais elegante de todas as cores.” Christian Dior

Vista-se mal e notarão o vestido. Vista-se bem e notarão a mulher.” – Coco Chanel

Para ser bela, basta à mulher usar um suéter negro, uma saia negra e estar ao lado do homem que ama.” – Yves Saint-Laurent

Jeans representa a democracia na moda.” – Giorgio Armani

O vestido deve seguir as formas do corpo de uma mulher, não o corpo seguir a forma de um vestido.” – Humbert de Givenchy

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...

Deixe um comentário

avatar