Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Pianistas: qual instrumento escolher?

De Fernanda, publicado dia 22/09/2017 Blog > Música > Piano > Os diferentes tipos de piano

Algumas notas tocadas pela novaiorquina Alicia Keys, um interlúdio do inglês Phil Collins e uma apresentação ao vivo da lenda Stevie Wonder… É verdade que o piano já emocionou milhões e milhões de pessoas! 

Por meio de diferentes artistas, compositores e músicos, o piano e suas teclas foram criados para embelezar o mundo com suas melodias, representar as dores da nossa sociedade através de suas notas e resgatar emoções até então enterradas profundamente dentro de nós.

Pode-se aprender o piano desde a infância, como o revolucionário Ray Charles, o prodígio Mozart ou a engajada Nina Simone. Pode-se aprender em diferentes equipamentos da mesma família, como o piano de cauda, o piano digital ou o piano elétrico.

As possibilidades são muitas: tocar piano em casa – com de um piano acústico – ou em qualquer outro lugar – com um piano digital; descobrir ou pular o estudo de teoria musical; aprender como autodidata; criar sons inovadores em seu sintetizador; ou simplesmente tocar o que estiver sentindo. Há opção para todos os gostos e bolsos.

Antes de se tornar um pianista profissional, um grande compositor ou um pianista amador, é necessário antes de mais nada aprender o instrumento.

É sempre aconselhável procurar pelos conselhos de um professor de música para encontrar o modelo mais adequado para você. Ou então basta ir até uma loja de música e pedir algumas dicas para os vendedores, eles são bons conhecedores dos equipamentos e podem lhe dar pistas úteis.

Venha descobrir o que leva os amantes da música a adorarem este instrumento virtuoso por excelência, em escolas de música, conservatórios ou aulas de teclado ou piano particular!

Piano para crianças: qual modelo escolher?

Quando iniciar os mais jovens ao piano? Qual a idade ideal para começar a estudar teclado e se tornar pianista?

Para a criança pequena, tudo começa com algumas sessões de iniciação musical na creche, na escola ou em alguma instituição. Ela vai descobrir vários instrumentos musicais, sons, melodias e ritmos de música. E, tenha certeza, passados alguns (poucos) anos, seu filho vai chegar em casa com essa bonita decisão: quero começar a tocar piano. Pois bem, e agora? Qual modelo do instrumento é mais adequando para seu filho? Quais modelos existem?

Saiba que o professor de música também é indispensável na hora de aconselhar os pais e o jovem músico na escolha do piano. Justamente, pelo fato de ele ter experiência efetiva na área, também é seu papel se envolver neste assunto!

Mas nenhum instrumento será bom o suficiente se o seu filho não gostar de tocar piano. Certifique-se de que seu ele esteja feliz em começar a tocar e goste do piano antes de fazer uma inscrição anual, por exemplo.

Nos fóruns, vemos o tempo todo como a mesma pergunta volta a cada tópico. É uma questão crucial entre os pais que procuram um piano para crianças de 6 a 12 anos, iniciantes e entusiastas do piano.

Na verdade, todos eles procuram idealmente as seguintes características no instrumento:

  • Que ele permita que a criança pratique e aprenda sozinha, que possua um teclado que não seja muito técnico e cuja complexidade a faça abandonar seu objetivo principal: tocar o piano.
  • Que não seja obsoleto ou fadado a perder seu valor nos primeiros meses de seu aprendizado.
  • Que esteja dentro de uma faixa de preço razoável para que respeite o orçamento direcionado para esta atividade extracurricular.

O piano elétrico parece ser a melhor escolha ao procurar um piano para seu filho. O instrumento costuma oferecer mais opções, como a bateria, a adição de fones de ouvido ou o controle de volume. Além de ser mais facil de encontrar propostas diferenciadas para o aprendizado, como um curso de teclado online, por exemplo.

Na verdade, ao contrário do digital, o piano acústico é conhecido por algumas desvantagens como:

  • O trabalho que dá para deslocar o piano de uma sala para outra e o lugar que ele ocupa em um cômodo (decisão ainda mais difícil se você mora em um apartamento pequeno com poucos cômodos).
  • O volume de som: ele não é regulável, seja qual for o modelo de piano acústico.
  • O preço: bem mais caro. Se você comprar um piano digital do mesmo valor, vai ter um instrumento muito mais polivalente. Por exemplo, por alguns poucos mil reais de investimento, você consegue comprar um piano digital de qualidade – incluindo funções como sequenciador, diferentes ritmos, uma grande quantidade de sons, podendo até gravar suas músicas – enquanto que com um piano acústico pelo mesmo valor você terá apenas o modelo básico, sem outras funcionalidades.

Como tocar piano de cauda?

Aprender a tocar em um piano de cauda é um desafio que permanece na ordem do tangível. No entanto, para notar o seu progresso, é importante definir claramente suas metas, suas vontades e seus desejos.

O trabalho da escuta deve ser tão profundo quanto o trabalho da técnica das mãos, dos dedos e da postura corporal. Seja em um piano elétrico ou piano de cauda, ​​o esforço é o mesmo.

Cada pianista tem sua própria peculiaridade, por isso é ideal ou mesmo crucial, se quisermos progredir rapidamente no piano, mergulhar no mundo musical e:

  • Compreender a estrutura da música aguçando os ouvidos.
  • Aprender com os gestos dos músicos.
  • Avaliar o nível de técnica na composição e na interpretação de uma obra musical.
  • Aprimorar seu ouvido, sua escuta e fazer esse exercício constantemente. Para conseguir isso, recorrera a vários métodos que acelerem o processo de formação:
    • ouça uma música várias vezes antes de tocar.
    • assista a concertos de piano ao vivo.
    • assista a vídeos de desempenho de pianistas profissionais.

É claro que para progredir no piano, você precisa treinar seu lado técnico, mas a prioridade maior na aprendizagem musical deve ser o prazer, pois é ele que influencia no talento, nas habilidades e nas competências musicais. É ele que faz uma sala de concerto se emocionar diante de um músico apaixonado pelo que toca.

Do mesmo jeito que aprender uma língua estrangeira, aprender a tocar o piano de cauda leva muito tempo, energia e dinheiro. E tudo isso às vezes pode ser agravado com a idade e a pressão da vida profissional.

Em geral, apenas os mais persistentes conseguem aprender um piano de cauda. Deixamos aqui algumas dicas para melhorar seu desempenho antes que de conseguir tocar suas músicas favoritas:

  • Estude o piano regularmente durante cerca de 15 a 30 minutos diários.
  • Não dê bola aos “haters”, esses que dizem que você é muito velho, sua mão é muito pequena ou muito grande.
  • Seja paciente: um dia você terá seus 15 minutos de glória tocando em um bar ou num concerto.

Como tocar o piano digital

Como se tornar um pianista? Um piano acústico precisa ser afinado uma ou várias vezes por ano. O teclado? Nenhuma!

Há muitas razões para pianistas profissionais e amadores preferirem os pianos elétricos e digitais aos pianos acústicos, que são muito pesados, volumosos e caros.

Projetado para substituir o piano acústico, o piano elétrico ou teclado digital é um bom compromisso para estudar, pois:

  1. Ele é menor: ocupa menos espaço, ainda mais se comparado a um piano acústico.
  2. Tem mais mobilidade: de fácil transporte, a maioria dos modelos pesa menos de 20 kg. É ideal para músicos em turnê.
  3. Mais resistente: você terá muito menos riscos e arranhões em seu instrumento.
  4. Possui um som de qualidade: sempre bem afinado, sem efeito de eco ou outro que possa alterar a qualidade do som.
  5. Menos ruído: graças às funções de fone de ouvido ou ajuste de volume, o teclado permite que você toque sem perturbar os vizinhos, a família ou os animais de estimação.
  6. Um baixo custo de manutenção: não requer nenhuma intervenção profissional para garantir o seu funcionamento.
  7. Um banco de vários timbres: sons de pianos e instrumentos de todos os tipos estão disponíveis para o pianista.
  8. Um sequenciador: uma ferramenta que permite gravar, fazer pequenos arranjos e reproduzir múltiplos instrumentos simultaneamente. Ideal para programar acompanhamentos musicais e enriquecer a melodia.
  9. Um metrônomo eletrônico interno: integrado ao piano, permite não perder o ritmo nem tempo.
  10. Um preço mais acessível: muito mais barato do que um piano acústico, você pode comprar um novo modelo de piano digital por menos de mil reais. Mais barato ainda se for um equipamento usado.
  11. Uma gravação mais simples com a capacidade de registrar várias faixas.
  12. Leitura de partitura: graças à sua interface que permite aprender ou decifrar uma música de um arquivo simples.
  13. A transposição de obras: as obras reproduzidas podem ser transpostas mais facilmente para outros instrumentos (trompete, saxofone, …) sem ter de reescrever a partitura ou aprender de cor.

Aprenda a tocar o piano elétrico

Depois da escola, podemos aprender o piano? Quanto gastar para adquirir um piano adequado aos estudos do meu filho?

64 teclas?

88 teclas?

Qual a tessitura?

Os pianos elétricos são muitos e tão diferentes entre si. Infelizmente, você não tem todo tempo ou dinheiro no mundo para examinar todos os modelos que você encontra nas lojas de música.

Assim, para aqueles que não gostam muito de ouvir os conselhos dos vendedores, que ganham muitas vezes uma comissão e podem fazê-lo comprar para o piano mais caro, vamos descobrir juntos as opções disponíveis em termos de piano elétrico…

Saiba como encontrar um bom profe para aula de teclado no Superprof!

Piano elétrico Wurlitzer

Composto por 64 teclas e um som único, este piano foi usado como suporte para muitas obras musicais da década de 1970.

Muito utilizado em escolas de música, diante da competição do piano elétrico Rhodes, ele oferece um som característico que é encontrado em álbuns de artistas como:

  • Supertramp.
  • Ray Charles.
  • Steely Dan.
  • Daft Punk.
  • The Doors.
  • Sun Ra.
  • Neil Young.
  • Queen.

O piano elétrico Roland RD-300 NX / RD-64 / RD-800

A marca Roland, que dispensa apresentações, oferece a gama RD com 3 modelos de pianos, que oferecem muita diversão:

  • RD-300 NX que tenta reproduzir o toque de um piano acústico. Custa cerca de 8.000 reais.
  • RD-64 que inclui piano, piano de cauda, ​​piano digital e sons de órgãos por cerca de 5.000 reais.
  • RD-800 por 15.000 reais.

Piano elétrico Korg SV1

Este piano tem um design especial, em estilo retrô e com botões de cromo. Além de seu software de edição de som, está disponível em 2 modelos:

Teclado com 73 teclas.
Teclado com 88 teclas.

O piano elétrico Kurzweil Forte

Fabricado pela marca Kurzweil, este piano possui características que deixam outros pianos para trás, incluindo o banco de timbres do tamanho de 16 GB , com alguns como:

  • Os pianos Rhodes.
  • Os pianos Wulitzer.
  • Clavinete.
  • Cravo.
  • Percussão.
  • Os pianos Celesta.
  • Os pianos Glockenspiel.
  • Os pianos com carrilhões.
  • Os pianos com sinos.

Com suas 88 teclas e aftertouch, este piano elétrico é composto por:

  • 23 controladores físicos programáveis.
  • Um compressor.
  • Um equalizador de 3 bandas.

Saiba como encontrar uma boa aulas de teclado para iniciantes no Superprof!

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (média de5,00 sob 5 de 1 votos)
Loading...

Deixe um comentário

avatar