Um anônimo disse: "O amor é como um boxeador que bate em todos os corações".

Tornar-se um boxeador profissional em sua categoria de peso - pesos pesados, pesos leves, pesos penas, etc. - implica em um curso de treinamento e uma boa dose de determinação e persistência.

Dedicação é a palavra chave para ser um bom lutador de boxe.
Lutar boxe profissionalmente exige paixão e determinação.

Entrar no ringue, seja no boxe, no boxe tailandês ou  para disputar campeonatos aqui no Brasil mesmo pode ser muito lucrativo para um lutador.

Por exemplo, em 2015, a luta entre Floyd Mayweather e Manny Pacquiao gerou US$600 milhões, incluindo ingressos vendidos, direitos internacionais e contratos de patrocínio.

Em média, os boxeadores franceses não realizam mais de 5 lutas por ano: apenas os campeonatos envolvendo títulos - campeonato da Europa ou título mundial - são divulgados, portanto fontes de lucro.

Aqui neste artigo, nossas reflexões sobre as aulas de boxe no caminho para se tornar um boxeador profissional!

Boxe profissional: o início do boxe amador

Veja se não faz sentido: há um começo para tudo - você precisa começar ingressando em uma academia com treino de boxe.

Participe de um clube de boxe

De preferência, escolheremos um clube de boxe afiliado à federação brasileira de boxe. Este clube também deve ter uma boa reputação no treinamento de boxeadores.

Para isso, você pode consultar as opiniões sobre o clube na internet, especialmente no império americano da web: Google.

É lógico que, para se tornar um boxeador profissional, você não vai entrar em uma sala de cardio-fitness que oferece sessões de boxe, muay thai, ou mesmo musculação apenas para fortalecer o corpo.

Você precisa encontrar um clube especialmente dedicado ao treinamento de boxe. Muitas vezes, os clubes oferecem uma ou duas aulas de avaliação gratuita antes de comprar equipamentos de boxe e pagar pela associação e licença.

Prepare-se antes de comprar os equipamentos para boxe.

Portanto, experimente várias disciplinas de boxe - boxe tailandês, francês, inglês, kick boxing, etc - para descobrir qual delas combina melhor com você.

Para os mais motivados, você também pode aprender uma, duas ou três disciplinas, indo para os diferentes horários da semana. Por exemplo, boxe francês de terça e quinta-feira, kickboxing na segunda, quarta e sexta-feira, e assim por diante.

É um programa com dores garantidas, pelo menos no começo! Mas o progresso certamente virá em seguida.

Converse com um treinador

Na sequência, faça ao treinador perguntas sobre sua experiência como boxeador e que tipo de treinamento iniciar. É aqui que você conhecerá os outros membros do clube.

Confrontar outras pessoas de diferentes níveis permite que você lute contra alguém mais experiente, que pode fornecer conselhos se o treinador estiver ocupado em outra dupla.

Vamos considerar um clube amador de boxe (ou kick boxing), no qual o treinador organiza combates corpo a corpo - socos e pontapés em luvas de boxe e escudo por rotação dos parceiros, para que cada um possa lutar com tantas pessoas diferentes quanto possível.

Não queremos ser um vencedor por nocaute, mas a técnica, precisão, resistência, toque e flexibilidade são processos importantes na aprendizagem.

Se você tiver os meios, opte por aulas particulares: um treinador particular poderá fazê-lo aprender mais rapidamente o giro dos pés, o salto, o golpe direto, os ganchos, os chutes (chute baixo, chute médio, chute alto), guarda e esquiva.

Você aprenderá o trabalho de pés, posicionamento, agilidade e resistência.

Comece com exercícios intensos

Os treinos de boxe começam em grande parte pelo aquecimento e consistem em exercícios técnicos, duelos corpo a corpo (30 a 60 segundos por parceiro), e exercícios de fortalecimento muscular.

A corda para pular, o saco de pancadas e os exercícios de treinamento com pesos aumentam de intensidade para aumentar o tônus ​​do corpo.

Três a quatro vezes por semana, planeje pelo menos 75 a 90 minutos de treinamento, movimentos técnicos, exercícios abdominais, pular corda e treinar em um saco de pancadas.

Além do treinamento de boxe, é preferível treinar várias vezes por semana também em outras modalidades: academia, corrida, musculação.

Conselho básico: sempre mantenha a guarda e olhe para a frente.

Os exercícios com peso são fundamentais para o seu treino para boxe.

É necessário, paralelamente às aulas de boxe, adotar uma dieta de atleta: uma dieta rica em proteínas (frango, peixe, ovos, frutas e legumes, abacate, nozes).

O treinamento também visa trabalhar a resistência das pernas e ombros, característica importante para manter a guarda, atacar e vencer o adversário.

As qualidades necessárias para se tornar um boxeador profissional

Para se tornar um boxeador profissional a longo prazo, é essencial construir uma condição física atlética e duradoura. Isto é, ser capaz de golpear com força, receber o adversário e manter a resistência durante as rodadas.

O boxe profissional é muito mais exigente para o corpo do que o amador. O primeiro envolve a realização de 12 rodadas de 3 minutos, enquanto o segundo exige "apenas" três rodadas.

Se você é bom no ringue de boxe, tem duas opções:

  • Tentar subir os degraus do boxe amador: os Jogos Olímpicos;
  • Preparar-se para uma carreira profissional de boxe .

No boxe profissional, não há proteção, as lutas podem ser longas e os golpes dominados. Lesões, portanto, não são incomuns. Daí o interesse em ter uma excelente preparação física.

Para se preparar para uma primeira luta, eis o que trabalhar:

  • Defesa;
  • Velocidade;
  • Confiança;
  • Autonomia.

Também é necessário adquirir um bom nível de resistência à dor, para absorver os golpes às vezes violentos.

Indo além do boxe amador: rumo às competições

Além das lutas de boxe amador, um futuro boxeador profissional deve criar uma lista dos principais prêmios aos quais deseja concorrer.

Para isso, você deve ser capaz de vencer uma primeira luta, depois outra, depois outra.

Por exemplo, para adquirir pontos considerados suficientes para participar de um campeonato oficial, são necessárias um número específico de vitórias em suas últimas lutas.

Mas antes de partir para tais campeonatos, é necessário deixar o meio amador.

Para isso, você pode começar pelas competições da sua cidade ou mesmo bairro. Trata-se de uma espécie de treino de boxe, onde você vai ganhando condições de vencer uma luta mais oficial.

Na esperança de um dia tentar o campeonato mundial ou o campeonato europeu, um boxeador também deve ser afiliado a organizações profissionais e a uma federação internacional.

O mundo do boxe também é cercado por sua parcela de marketing, publicidade, atividades lucrativas e formalidades administrativas.

Juntar-se a federações de prestígio, ganhar uma luta de boxe contra um grande campeão (por exemplo) permite que você se torne conhecido e aumente seus ganhos financeiros em até dez vezes.

Existem muitas federações internacionais de boxe: EUBC e EBU para a Europa, WBA, WBC, IBF e APB para internacionais.

O boxeador poderá participar das competições de maior prestígio de sua arte marcial e começar a fazer o seu nome, pelo menos no cenário nacional para começar.

Encontre um promotor e lutadores para desafiar

O boxeador profissional administra sua carreira como gerente de negócios, pois cabe a ele encontrar os lutadores a serem desafiados para aumentar sua renda.

Mas encontrar oponentes e organizar partidas não é necessariamente fácil se você não tiver uma rede de contatos.

De repente, um boxeador se junta a um promotor, um agente responsável por encontrar lutadores em sua categoria de peso. Sua remuneração geralmente é baseada na porcentagem dos ganhos de seu cliente (o boxeador): portanto, a remuneração do boxeador é parcialmente baseada no preço que o promotor oferecerá a ele para lutar na sua gama de boxe.

Portanto, a renda é calculada com base no retorno esperado do investimento.

No entanto, as receitas são obtidas principalmente graças a espectadores nas arquibancadas, ou seja, quanto mais prestigiado o pôster, maior o público e mais lucrativa a partida.

O mercado de boxe é, portanto, desequilibrado, caracterizado por uma forte demanda por lutas e uma oferta bastante escassa.

O seu sucesso no boxe depende de você e da equipe que você escolhe para acompanhá-lo.

O objetivo do boxeador, solicitando um promotor, é encontrar adversários cada vez mais poderosos, a fim de coletar prêmios cada vez mais altos e também ganhar cintos de campeão (campeão brasileiro ou campeão mundial).

Considere que pelo menos 20% dos lucros obtidos pelos boxeadores vão para o bolso de gerentes, organizadores, promotores e agentes.

Outro passo: obtenha uma licença profissional de boxe!

Ter um bom treinamento é essencial no mundo do boxe profissional.

Além das capacidades físicas do boxeador, este não ganhará o título de campeão - ou campeã - sem constituir uma equipe técnica precisa:

  • O treinador;
  • O preparador físico;
  • Um possível parceiro de treino;
  • Um médico esportivo;
  • Um fisioterapeuta.

Note que o sucesso de um boxeador profissional depende, é claro, da sua dedicação, mas também em sua perspicácia ao escolher a equipe que vai ajudá-lo a se preparar para vencer a cada dia mais lutas. Trata-se de um processo que vai acontecendo aos poucos: ninguém se torna um vencedor no ringue mundial de uma hora para outra.

Você está tentado a se tornar um boxeador profissional? Comece já procurando por um professor de boxe ou professor de muay thai próximo a você. Para isso, você pode acessar a nossa plataforma Superprof.

Lembre-se de que as aulas particulares são personalizadas e vão ajudar você a superar suas dificuldades e ser a cada dia melhor em seu propósito: se tornar um boxeador profissional e vencedor.

Então o que você está esperando? Inicie seu treino de boxe e prepare-se para colher os louros que a vida profissional na categoria há de trazer.

Precisando de um professor de Boxe ?

Você curtiu esse artigo?

5,00/5 - 2 nota(s)
Loading...

Marcia

Jornalista. Professora. Tradutora. Bailarina. Mãe. Mulher. Dedicada às minhas lutas diárias. Em constante transformação. Escrevo para vencer as inquietações e incertezas da vida.