"O otimista se parece com esse boxeador profissional que, recém-casado, anunciou aos amigos que não iria mais lutar". John Steinbeck (1902-1968)

Melhorar sua condição física, quando você pratica um esporte de combate, como o boxe em nível profissional, envolve preparação corporal intensa e de alto nível.

Desenvolver respiração, resistência, precisão, guarda, esquiva, socos e pontapés, superação de si mesmo etc. são os objetivos prioritários do treinamento profissional de boxe.

De acordo com o site Culture Boxing, Roberto Duran deve ser considerado o boxeador que registra a maior carreira na história do boxe, com 33 anos de 1968 a 2001, dos 16 aos 50 anos.

Muitos boxeadores gostariam de construir uma carreira profissional de boxe. Você é um deles? Então acompanhe o nosso post de hoje. Pensamos em maneiras de treinar para tentar alcançar essa ambição.

Escolhendo sua disciplina favorita de boxe

Esportes de combate e artes marciais não são uniformes. Alguns optam por praticar boxe francês, outros boxe inglês, outros ainda boxe tailandês, ou mesmo kick boxing... ainda que muitos gostem do boxe, cada um tem suas preferências específicas com relação à sua modalidade.

Em todos os casos, trata-se de artes marciais que conferem técnicas de autodefesa. Mas cuidado: durante uma possível briga ou assalto na rua, tome cuidado para não aplicar as técnicas de boxe aprendidas na sala de aula.

Porque em caso de lesão e queixa do agressor contra você, é você quem será considerado criminalmente responsável.

Escolha a categoria de boxe que mais lhe agrade e treine.

Pense, por exemplo, no que aconteceu com o boxeador francês Christophe Dettinger, filmado usando golpes de boxe durante uma demonstração dos Coletes Amarelos em 5 de janeiro de 2019...

Portanto, antes de embarcar na ambição de fazer carreira no boxe profissional, escolha qual tipo de boxe praticar. Para isso, recomendamos fazer pelo menos uma sessão de avaliação gratuita para uma, duas ou três disciplinas... ou quantas chamarem a sua atenção de início.

Às vezes, as lições podem ser fornecidas ao mesmo tempo (boxe francês com kick boxing, por exemplo). Basta que, para isso, elas sejam espalhadas por diferentes dias da semana. Vale dar uma olhada para descobrir qual o melhor estilo de boxe para você.

O boxe francês, por exemplo, tem como alvo o ataque ou o combate, e difere do boxe inglês, pois também usa chutes para golpear o oponente.

Também há uma outra modalidade de boxe, que é uma mistura de artes marciais asiáticas (incluindo boxe tailandês ou taekwondo), usa pés e punhos e também joelhos. No boxe tailandês, todos os golpes são permitidos (exceto nos órgãos genitais).

Algumas modalidades são, portanto, mais atléticas e estéticas do que outras (kick boxing e tailandês), enquanto as europeias (inglês e francês) são mais impactantes.

Quanto tempo um boxeador deve treinar?

Surge então a questão da duração e frequência do treinamento. Ser treinado em excesso representa o risco de lesões, enquanto o treinamento insuficiente impede que os praticantes se preparem adequadamente para uma luta no ringue.

Os competidores geralmente treinam entre 3 e 5 horas, 5 vezes por semana. Ou adotam apenas dois dias de descanso por semana.

O tempo de treinamento pode ser dividido da seguinte forma:

  • Movimentação e agachamento: 30 a 60 minutos;
  • Aquecimento: 30 minutos;
  • Exercícios com saco de pancada: 30 a 60 minutos;
  • Exercícios técnicos: 30 minutos;
  • Sparring: 30 minutos;
  • Fortalecimento muscular: 60 minutos;
  • Recuperação, abdominais e alongamento: 30 minutos.
É importante que o seu treino passe por todas as etapas.

Comece agora seu treino de boxe.

O conjunto forma um total hipotético de 5 horas, distribuído por um dia inteiro. Você deve saber que o corpo humano não pode ter o desempenho máximo exigido durante todo esse tempo.

Porque durante um exercício físico de alta intensidade, os tecidos musculares são preenchidos com lactatos (ácido lático), uma reação química da anatomia humana que impede a continuidade do esforço físico. Isso é chamado de transição para o limiar anaeróbico.

Isso é para repelir a acidose produzida pela transição de aeróbico (esforço pouco intenso) para anaeróbico (esforço muito intenso).

Uma alta intensidade só pode ser suportada pelo corpo por um determinado período de tempo - variável dependendo dos combatentes -, o que implica reservar outros exercícios (sparring ou exercícios em sacos de pancadas, por exemplo).

Treinadores e profissionais certamente o encorajarão a não exceder os limites do seu próprio corpo. Além disso, o esforço extra corre o risco de machucar você.

Também é importante treinar com uma equipe, e nunca totalmente sozinho. Com outros praticantes, você encontrará um ritmo de treinamento, conhecerá seus limites e aprenderá a aguentar por mais tempo: é o trabalho de resistência, construído gradativamente.

Vale lembrar que o treinamento sozinho só funciona se você conhece as técnicas e os exercícios de cor.

Equipamento de boxe para treinamento

O boxe não requer muito equipamento. Você terá que adquirir as peças obrigatórias de equipamentos, que são basicamente:

  • Luvas de boxe;
  • Tiras;
  • Protetor bucal;
  • Caneleiras;
  • Corda para pular;
  • Sapatos de boxe (em Muay Thai e kick boxing, algumas modalidades se luta descalço);
  • Capacete de boxe.

No clube de boxe, você progredirá em defesas, táticas e reflexos. Saiba onde acertar e socar, conheça todos os golpes - gancho, direita, uppercut, chute baixo, chute alto, chute médio, etc. - e aumente suas capacidades físicas em até dez vezes.

Prepare seu equipamento e treine boxe.

De qualquer forma, o bom boxeador estará acostumado a ter todas essas ferramentas em suas preparações esportivas...

Como tomar os golpes do oponente?

Quer você se junte a um clube de boxe inglês enquanto inicia ou prepara uma luta de boxe na esperança de derrotar o melhor lutador do momento, você está sujeito ao mesmo medo. É o de ser atingido por um oponente mais forte.

No boxe profissional, não há proteção corporal. Ficar de guarda e evitar os golpes é, portanto, muito mais importante do que ser afiliado um clube da Federação Internacional de Boxe! Portanto, evite se transformar em um saco de pancadas.

Como se tornar campeão do Brasil - ou ainda do mundo - se você tem medo de sofrer golpes? O medo de dar golpes vem, por outro lado, principalmente do desejo de não se machucar e do medo de não ser capaz de antecipá-los.

Então, o indivíduo se esforça para combatê-los, esquivando-se. Então, quando você abaixa os olhos ou os fecha (reação do corpo por medo de ser atingido), você não consegue mais ver de onde vêm as ações do oponente.

Portanto, é uma punição dupla: temos medo, somos atingidos, ainda temos medo, continuamos a sofrer rajadas de socos e pontapés de um lutador forte que só procura nos colocar no chão do ringue.

Portanto, não comece já enfrentando um boxeador maior, mais pesado, mais rápido e mais poderoso do que você.

O seu parceiro de treino pode ajudar a superar esse medo de ser atingido. Recomenda-se, portanto, encontrar um  parceiro de treino de nível equivalente, para acostumar o corpo a reagir melhor e absorver os golpes gradualmente. Tudo isso, no tempo para adquirir os reflexos automáticos para fazê-lo.

Esse tipo de treinamento também permite que você estude seus pés, movimentos laterais, salto, respiração e fôlego. O medo de ser atingido também pode vir de derrotas graves e traumáticas, que ocorreram desde o início.

Um programa de treinamento lento e progressivo deve, em teoria, eliminar esses medos.

Os principais exercícios de musculação do boxeador

No final de um treinamento de boxe, geralmente encontramos os equipamentos dos praticantes: as flexões, às vezes os burpees e os abdominais.

Aqui estão algumas dicas para fazer esses exercícios de construção muscular.

Flexões para boxe

É essencial manter o corpo ereto. Não abaixe até o nível dos quadris e não os levante. O corpo, da cabeça aos pés, deve formar um eixo reto.

Pernas, dedos dos pés e calcanhares devem estar totalmente unidos.

As mãos não devem ser colocadas muito alto no chão em relação aos ombros. A distância entre as mãos será um pouco maior que a distância entre os ombros.

Observe que existem dois tipos de flexões: as peitorais, com as mãos afastadas e os cotovelos para fora na posição baixa, e as do tríceps com as mãos juntas e os cotovelos ao longo do corpo na posição baixa. A cabeça deve estar elevada e no eixo da coluna vertebral.

Um artigo muito bom explica em detalhes como fazer as flexões para o boxe .

Boxe abs

Os abdominais são um dos pontos centrais do corpo para o boxe. De fato, a construção de músculos e o ganho permitem que o corpo se esforce para dar um golpe, ou se mova para dar um golpe oposto. Várias posições abdominais são possíveis.

É importante preparar o seu abdômen para lutar boxe.

Por exemplo, sente-se em uma superfície confortável e estável. Dobre os joelhos (você pode ter os pés apoiados por um parceiro) e comece o exercício expirando na subida. Geralmente, os joelhos são dobrados a 90°, com os pés apoiados no chão.

Finalmente, as mãos: são as que têm menos impacto nos abdominais. Nós as colocamos onde quizermos (atrás da cabeça, cruzadas no tronco, na cintura etc.), mas elas não são usados ​​para fazer o tronco subir.

Até aqui, você já sabe quase tudo para se tornar um boxeador profissional! A parte mais difícil ainda precisa ser feita: dar o primeiro passo.

E isso pode ser conseguido sem sair da sua casa. Basta acessar a nossa plataforma Superprof e contratar um treinamento de boxe para iniciantes.

Precisando de um professor de Boxe ?

Você curtiu esse artigo?

5,00/5 - 1 nota(s)
Loading...

Marcia

Jornalista. Professora. Tradutora. Bailarina. Mãe. Mulher. Dedicada às minhas lutas diárias. Em constante transformação. Escrevo para vencer as inquietações e incertezas da vida.