Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Desenhar e seus diferentes resultados

De Carolina, publicado dia 20/05/2019 Blog > Artes e Lazer > Desenho > Desenho e todas as suas formas

O desenho é uma atividade universal praticada por todos!

O desenho é uma das formas mais criativas que temos de nos expressarmos. Todo o seu processo envolve diretamente escolhas que fazemos e isso, querendo ou não, reflete aspectos de nossa personalidade!

Desde muito cedo, a gente desenha antes mesmo de aprender a falar. Meio de expressão e comunicação por excelência, o desenho possui muitas vocações!

Pode assumir muitas formas, mas a base permanece a mesma: maestria de formas, técnicas básicas, cores, trabalho de composição e perspectiva, etc.

Mas saiba que o desenho não é um talento inato que temos ou não. É possível, a qualquer idade, aprender a desenhar. E talvez essa seja a coisa mais importante!

Nesse sentido, o desenho é universal e todos podem aprender a desenhar.

Como Auguste Rodin disse:

“Não há realmente um estilo bonito, nem um desenho bonito, nem belas cores: há apenas uma beleza, a da verdade que se revela.”

Quais são os diferentes tipos de desenho? Quais são as suas características? Desenho para se divertir, para fazer rir, para o trabalho… As perspectivas são muitas quando você começa a desenhar!

Então vamos lá! Procure já por um bom profe de curso de desenho para desenvolver ou refinar suas habilidades artísticas e técnicas de desenho!

Desenho como veículo de expressão de si mesmo e do mundo

Todo desenho, de uma forma ou de outra, envolve sempre uma atitude do desenhista – que poderia ser chamada de desígnio – em relação à realidade. O desenhista pode desejar imitar a sua realidade sensível, transformá-la ou gerar uma nova realidade com características próprias.

Pensando nisso, por acaso você sabia que a palavra “desenho” é de origem portuguesa?

O desenho tem sido usado como forma de manifestação estética e de linguagem expressiva da humanidade desde tempos pré-históricos, como você deve imaginar.

É interessante notar que, nesse período, o desenho, considerado como forma de arte em geral, inseria-se muito mais em um contexto tribal e religioso, no qual as pessoas acreditavam que o resultado do processo de desenhar tinha uma “alma” própria. Sendo assim, o desenho era considerado mais um ritual místico do que um meio de expressão como qualquer outro.

Exemplo de arte rupestre no estado americano de Utah criada há quase dois mil anos.

À medida que a concepção dos conceitos artísticos foram se distanciando da religião, o desenho começou a ganhar autonomia e se tornou uma disciplina própria. E foi somente após o Renascimento que houve uma preocupação em se desenvolver um estudo sistemático e esquematizado do desenho, enquanto forma de conhecimento humano.

Daí, a partir do século XV, promovido também pela popularização do papel, o desenho começou a ser transformado no elemento fundamental da criação artística. Por meio da descoberta e da sistematização da perspectiva, o desenho passa a ser, de fato, uma forma de conhecimento e será tratado dessa forma por diversos artistas, entre eles, Leonardo da Vinci.

Podemos apontar como mestres do desenho nos séculos XV e XVI da Vinci, Albrecht Dürer, Michelângelo e Rafael. No século seguinte, o XVII, destacam-se Claude, Nicolas Poussin, Rembrant e Peter Paul Rubens. No século XVIII, Jean-Honoré Fragonard, Francisco Goya, Gionanni Battista Tiepolo e Antoine Watteau.

Seguindo o tema, no século XIX temos Jacques-Louis David, Edgar Degas, Theodore Gericault, Odilon Redon, Henri de Toulouse-Lautrec, Paul Cézanne e Vicent Van Gogh. Finalmente, podemos destacar no século XX, Max Beckmann, Willem de Kooning, Jean Dubuffet, Arshile Gorky, Paul Klee, Oscar Kokoschka, Henri Matisse, Jules Pascin e Pablo Picasso.

Bom, agora que citamos os que são considerados os mais importantes desenhistas de cada século, que tal você dar uma olhada na obra de cada um, notando curiosidades, técnicas, expressividade?

Quanto mais você conhecer e desbravar esse tema, melhor! Pode ter certeza! É como se você tivesse fazendo o seu dever de casa básico e, por meio desse processo, você pode se deixar se influenciar e sentir-se inspirado por tanta arte profícua e múltipla. O que o coração vê, muitas vezes, reflete na alma! Lembre disso!

Desenho criado em 1922 por Paul Klee, Senecio 2. Senecio, em latim, significa homem velho, embora o próprio desenho não revele se se trata de um velho ou não.

Tipos de desenho:

Como sabemos, o desenho é uma forma de arte extremamente variada. E é tão, mas tão, variada que existem tipos específicos de desenho, dotados de características bem próprias e que se adequam a cada tipo de desenhista e o que ele ou ela desejam retratar.

Vamos conhecer esses tipos?

Bom, mas primeiro é interessante notar que existem duas categorias base de desenho: o artístico e o técnico. Este último discutimos mais à frente.

Como a gente sabe, no desenho artístico, a criatividade e a liberdade do autor é maior, podendo, inclusive, manipular a realidade e acessar a sensibilidade do público. Já o desenho técnico é algo mais relacionado à precisão, exatidão, regras, envolvendo projetos que necessitam de estudo e de formação técnica para a sua realização.

O que é o desenho de memorização?

De acordo com o que o próprio nome indica, o desenho de memorização tem como ponto de partida as suas lembranças e memórias.

Não é preciso dizer que é necessária uma certa bagagem cultural, um certo repertório de lembranças do desenhista. Além disso, o nível de observação de quem desenha também influencia muito o resultado final, não é mesmo?

Em outras palavras, para esse tipo de desenho não consultamos nada a não ser a nossa memória e a qualidade e o detalhameno do resultado do desenho vai depender muito do conhecimento prévio que possuimos.

O que é o desenho de observação?

Comecemos com o desenho de observação primeiro.

Por quê?

Porque é uma das bases indispensáveis ​​no desenho!

Ilustrar algo não é nada complexo Isso é tudo que você precisa para começar a desenhar!

Seu professor de desenho certamente começará ensinando técnicas básicas através de exercícios e padrões simples.

Aprenda a representar o que você observa. Não é tão simples desenhar uma mão, não é mesmo?

Então, por que o desenho de observação é tão interessante?

  • Ele ensina a dominar seus traços,
  • Desenvolve seu senso de observação,
  • Reproduz o que você vê exatamente,
  • Permite praticar técnicas como: perspectiva, proporções, sombra e luz, lições de desenho online e várias outras.

O desenho de observação requer muita prática. De fato, seu objetivo é reproduzir um modelo idêntico. Para isso, é preciso saber como “desconectar” o cérebro o próprio do que acontece a seu redor, visando se concentrar na observação pura. Não raciocine, não interprete, não julge. Apenas observe!

Considere sua mão como uma extensão dos seus olhos e registre com ela aquilo que você também está registrando com sua visão no momento…

Desenhe um corpo, desenhe um rosto, desenhe uma natureza morta… Estes podem vir a ser exercícios difíceis no início, mas essenciais, findamentais, para que você se torne um desenhista versátil.

Uma vez que você dominou essa habilidade de retratar o que você vê, o mundo do desenho e sua grande diversidade se tornam acessíveis.

É claro que adquirir a capacidade de reproduzir perfeitamente um retrato, uma paisagem ou um objeto torna mais fácil se expressar através do desenho. Podemos então romper com essa realidade para permitir espaço para a criatividade e a imaginação!

Ter uma ideia é uma coisa, saber como materializá-la na folha em branco é outra. Graças ao desenho de observação, você adquirirá as técnicas essenciais.

O que é desenho de caricatura?

Quando você pode desenhar um retrato à perfeição, você pode facilmente se divertir fazendo caricaturas. Exagere os recursos, force as características físicas para fazer rir, tirar manha, etc… Esse é um exercício divertido que todos gostam!

O desenho de caricatura tem uma longa história de vários séculos…

Experimente todos os tipos de ilustração Desenhar pode servir para vários objetivos, escolha o seu!

Desde a antiguidade, encontramos vestígios em vasos gregos, por exemplo. Sua prática não é, em geral, generalizada, mas se desenvolveu ao longo dos séculos.

Se no início as caricaturas tomavam forma de gravuras e estampas, o desenvolvimento da impressora que data do Renascimento facilita a difusão dos desenhos paródicos. O verdadeiro nascimento do desenho satírico está ligado a um evento essencial na história da Europa e da França: a Revolução Francesa.

Os desenhos se tornam uma maneira de criticar a sociedade denunciando abusos políticos. Os jornais satélites se desenvolveram e as caricaturas se tornaram um meio universal de expressão. Este é o interesse do desenho: todos podem entender. Uma imagem de choque que ridiculariza uma personalidade tem mais impacto que palavras para ferir a imagem de alguém!

Você gosta da ideia de retratos humorísticos?

Para isso, você tem que ter boas bases no desenho. Desenho de um retrato caricaturado requer um bom senso de observação para detectar as características que podem ser exageradas na representação.

Tal como acontece com qualquer retrato, comece desenhando as principais características do rosto, certificando-se de preservar a semelhança óbvia com o assunto. Em seguida, elabore os detalhes que vão se tornar o centro de sua caricatura.

  • Olhos que caem?
  • Uma boca grande?
  • Uma testa desproporcional?

Todas essas escolhas vão depender do seu assunto.

Esse é o momento de se divertir, exagerar nos detalhes preservando a harmonia global do retrato. Caricatura não significa fazer o que quiser só com o objetivo de zoar. Deve ser possível identificar a pessoa representada à primeira vista.

Para praticar, tente pegar fotos de personalidades conhecidas e fazer suas caricaturas. Isso permitirá que você encontre automatismos e melhore seu golpe de lápis.

O que é um desenho criativo?

Nesse tipo de desenho o desenhista vai buscar elementos da realidade para criar uma nova realidade. Geralmente, é considerado o tipo mais difícil e mais desafiador. E, por isso mesmo, uma das formas de se desenhar mais gratificantes e criativas! Também pode ser chamado de desenho abstrato, já que representa uma figuração, uma representação outra do mundo real.

Nesse caso, o desenho pode ser classificado em duas formas bem distintas: o dirigido ou o livre.

Um desenho criativo dirigido possui o seu tema oferecido por outra pesssoa, mesmo que o desenho, em si, seja livre. Em outras palavras, a forma como você irá desenhar será de sua total escolha, mas ela precisa se ater ao tema que foi proposto.

Enquanto que em um desenho criativo livre depende, única e exclusivamente, apenas da imaginação e criatividade do desenhista. Em decorrência, uma das principais características desse desenho é a espontaneidade.

O que é o desenho da imprensa?

Da caricatura para desenho de imprensa, é um passo!

  • Você sempre olha as charges dos jornais e revistas?
  • Você gosta do seu lado sarcástico e provocativo?

Os cartunistas são especialistas em caricatura.

Veja materiais e tipos de ilustração Qual é a chave para um belo desenho?

O seu trabalho? Inspire-se das notícias para destacá-las através de cartoons e, em geral, denunciar e criticar os fatos da sociedade, da religião ou das notícias políticas. Eles olham o mundo através de seus desenhos.

Na França, o ataque de 2015 à equipe editorial de Charlie Hebdo colocou os cartunistas em destaque. Eles exercem um trabalho arriscado em um ambiente atual tenso.

O objetivo das charges de imprensa é fazer as pessoas reagirem, de fazer o leitor se questionar e questionar o mundo a sua volta. Para isso, o desenhista não deixa de usar provocações, humor negro, preconceitos, tabus, ironia…

O desenho da imprensa não pretende ser analisado literalmente. O que deve surpreender os leitores não é um desenho, mas sim a notícia que o inspirou. Os cartunistas não inventam o horror, eles acham isso em nossa sociedade. Eles apenas reagem ao que veem ao seu redor.

Não devemos esquecer que um cartunista é, acima de tudo, um jornalista que faz trabalhos analíticos. Em vez de escrever um artigo, ele deve enviar uma mensagem em um desenho curto. Para ser eficaz, deve ser impactante ao mesmo tempo em que faz rir!

Tantas coisas para aprender ao desenhar… Procure um bom profe para seu curso de desenho na comunidade Superprof!

O que é o desenho técnico?

Você tem uma mente mais cartesiana?

Uma alma de cientista?

O desenho técnico, também chamado de design industrial, design de produto é o oposto do desenho criativo. Essa disciplina essencial na engenharia consiste em representar protótipos e projetos de todos os tipos através do desenho de produtos.

Desenho de peças separadas ou projetos arquitetônicos requerem uma mente científica! Por isso, o desenho técnico é uma área onde precisão e rigor são essenciais.

O desenho industrial é particularmente importante porque é um meio de comunicação e transmissão de informações essenciais para elaborar e desenvolver novos conceitos e produtos.

Alguns exemplos?

  • Projetos de montagem,
  • Projetos arquitetônicos,
  • Produtos industriais (automotivo, aeronáutico…),
  • Eletrônica e seus diagramas.

A palavra-chave do desenho técnico? Precisão.

Antes de lançar uma peça específica para a produção, ela deve ter uma representação concreta de todos os ângulos. É aí que o desenhista entra. Seus desenhos, com seus diferentes pontos de vista, seus planos de corte, suas cotações, suas noções de perpectiva e de profundidade… Esse desenho representa o produto de forma abrangente, reunindo todas as informações úteis.

O desenho industrial deve ser entendido por todos os profissionais que trabalham em um projeto. É por essa razão que é um campo muito padronizado.

Desenho bom e prática têm tudo a ver Praticar é sempre importante para apurar a sua técnica!

Cada desenhista respeita os muitos padrões em vigor que determinam, por exemplo:

  • O formato dos desenhos,
  • Os traços usados,
  • Os elementos a mencionar no desenho,
  • O layout das visualizações.

Temos a imagem do desenhista em frente à mesa de desenho, trabalhando com seu compasso e seu esquadro. Hoje, no entanto, o trabalho mudou e os profissionais de design industrial trabalham em computadores com software de desenho. É uma profissão onde o rigor é essencial, mas que permite trabalhar em vários setores de atividades.

Principais características de alguns estilos de desenho

Caricatura

Forma: sabemos que o que chama atenção é o exagero. Portanto, deixe bem evidenciado nariz, olhos, boca ou qualquer outro elemento que represente a personalidade da pessoa.

Traço: em alguns lugares são traçados mais grossos, em outros, mais finos.

Cor e iluminação: caricaturas rápidas, de menos de 5 minutos, costumam ser feitas em branco e preto. Já as coloridas valem-se de cores realistas, intensas, resultado de sobreposições e mistura de tons.

Cartoon

Forma: as formas finais costumam ser muito próximas das iniciais. Ângulos, curvas e formas geométricas permanecem bem conservados.

Traço: as linhas externas são mais grossas que as internas.

Cor e iluminação: cores flat, ou seja, lisas. Os gradientes são raros, surgindo mais nos backgrounds.

HQ Clássico

Forma: as formas são realistas e as poses das personagens normalmente destacam a força e a sensualidade deles.

Traço: leve, marcado e com clareza.

Cor e iluminação: as sombras são marcadas; as cores, realistas e os brilhos, colocados em locais estratégicos, criando o volume do desenho.

Mangá

Forma: a pose, sem sombra de dúvidas, é a característica mais marcante do estilo Mangá, sendo bem forçada. Na face, os olhos são grandes ao mesmo tempo em que a anatomia do nariz e da boca é pouco definida. O cabelo costuma ser dividido em mechas. O penteado masculino é frequentemente retratado bem arrepiado.

Traço: muito limpo, muito fino e super definido. Como o desenho no Mangá é clean, os elementos interiores do corpo são bem presentes, mais não têm muitos detalhes. Enfim, o que ganha mais atenção é o contorno.

Cor e iluminação: as cores frequentemente são mais clarinhas e flat, lisas. As sombras marcadas criam profundidade e também o volume.

Doodle em inglês significa “rabisco” e a doodle art consiste na expressão organizada e criativa de tais “rabiscos”, rs! Fonte: flick de Jennifer Rouse – divulgação.

Doodle art

Forma: esse é um estilo caracterizado pelo equilíbrio entre elementos abstratos e concretos. Nesse sentido, a quantidade de uns e de outros é balanceada. A palavra-chave aqui é equilíbrio. Os padrões frequentemente marcam a Doodle art. Por exemplo, pontinhos em todas as curvas, retas diagonais em todos os quadrados, ou mini-estremas em todos os círculos.

Traço: Não sei se você sabe, mas doodle significa rabisco. Portanto, essa arte é basicamente composta de rabiscos organizados. Trabalhe a dinâmica de traço que você preferir, desde que eles resultem em um desenho.

Cor e iluminação: trabalhe no contraste, pois é ele que irá dar volume aos desenhos desse estilo.

Quais são as diferentes técnicas de desenho?

Discutimos os principais tipos de desenho a nível mundial. Antes de encontrar seu próprio estilo, você ainda terá que aprender as técnicas variadas para desenhar

Aprenda a técnica de desenho: lápis, pastel, carvão, pedra negra… Todas as ferramentas para aprender a usar.

Durante o seu curso de desenho online ou presencial, seu professor vai apresentar-lhe as várias ferramentas utilizadas pelos desenhistas. Dependendo do tipo de desenho que você deseja fazer, você tem várias maneiras mais ou menos adequadas.

Você provavelmente fez seus primeiros esboços com lápis ou lápis de cor. Sinta-se livre para variar as técnicas para descobrir novas possibilidades e obter resultados diferentes.

No desenho, a gente encontra:

  • Carvão vegetal: o essencial do desenho. É um ramo de arbusto transformado sob o efeito da combustão, de acordo com um processo relacionado à fabricação do carvão. O carvão vegetal é particularmente adequado para retratos.
  • A pedra negra: ao contrário do seu nome, pode ser preto, mas também branco. É semelhante ao carvão, menos bagunçado. A pedra branca pode desenhar em papel colorido, trazendo um toque de originalidade.
  • Sanguínea: como o nome sugere, eles são pigmentos vermelhos de terra, mas também ocre, marrom e até laranja. É ideal para desenhar volumes e formas.
  • Grafite: em outras palavras, o lápis! Essa é provavelmente a sua primeira ferramenta de desenho. Ele é muito útil para criar contraste e existe em versões diferentes, mais ou menos grosso, conforme necessário.

Você também pode mudar seu estilo facilmente alterando a técnica de desenho. Caneta esferográfica, tinta indiana, pastéis, etc… Você tem permissão para se expressar com tudo isso!

Lápis pronto?

Caso já domine as técnicas do desenho, você pode muito bem também procurar por um bom curso de pintura em tela ou a óleo na comunidade Superprof!

Em suma, desenvolver a capacidade de se expressar através do desenho certamente fará de você uma pessoa mais dinâmica e criativa! E a energia investida aqui pode resultar em desenhos e obras muito autênticos e expressivos! Vale a pena tentar, não acha?

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (média de3,50 sob 5 de 2 votos)
Loading...
avatar