Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Desenhar e trabalhar para a indústria?

De Carolina, publicado dia 06/02/2018 Blog > Artes e Lazer > Desenho > O que é o desenho industrial?

O desenho técnico, também chamado de design industrial, não tem uma conotação artística, mas requer habilidades gráficas precisas.

Os desenhistas técnicos são essenciais para os setores relacionados à engenharia.

  • Quais são suas missões?
  • Quais são as qualidades e habilidades necessárias?
  • Quais são as especificidades e os padrões do desenho técnico?

Descubra as muitas facetas dessa profissão para representar no papel os projetos imaginados por um arquiteto, engenheiro ou outro profissional.

Uma profissão predominantemente masculina, já que apenas 23% desenhistas são mulheres.

Descubra esse ramo desconhecido de diferentes formas de desenho…

Desenho industrial ou desenho técnico: o que é?

Em primeiro lugar, qual é o desenho técnico?

Como aprender a desenhar planos? Descubra a definição oficial de desenho técnico da indústria!

Consiste em representar elementos, produtos, edifícios, peças industriais, planos, precisamente, de acordo com suas diferentes visualizações.

Uma disciplina muito longe da imprensa de desenho, por exemplo!

Se anteriormente era feito manualmente em uma tabela de desenho, hoje o desenhista deixou o quadrado e a bússola. Ele trabalha principalmente em computador com software DAC (Desenho Assistido por Computador) ou CAD (Computer Aided Design) e 3D Studio Max.

O desenho técnico tem vários interesses:

  • A representação formal e descritiva de um conceito, para garantir que ele esteja em conformidade com o que o designer imaginou,
  • A comunicação técnica de dados para os negócios envolvidos na realização do projeto (planos, princípio de operação, design geral…).

O desenho técnico ou o design industrial podem ser utilizados em engenharia mecânica, engenharia civil, engenharia elétrica, mas também eletrônica. É essencial para a realização de um protótipo pelas equipes de engenheiros responsáveis ​​pela criação.

O design industrial leva em consideração todos os elementos das especificações dadas ao desenhista. As informações assim transmitidas dizem respeito às dimensões dos elementos, à sua forma ou aos materiais utilizados. Ao desenhar esboços e diagramas, o desenhista também participa da verificação da confiabilidade do projeto, da análise de risco, mas também dos custos de produção.

Seja para a criação de um produto industrial ou a realização de um projeto arquitetônico, o desenho (de caricaturas?) técnico é o primeiro passo que anuncia a realização de um conceito. É usado em vários setores de atividade:

  • Automóveis,
  • Aeronaves,
  • Construção mecânica,
  • Móveis,
  • High-tech,
  • Arquitetura…

O desenhista está no centro do processo de design do produto. Seus desenhos possibilitam o vínculo entre o designer e o fabricante. Ele tem que trabalhar em equipe com os engenheiros encarregados do projeto.

A história e as evoluções do design industrial

Para saber de onde vem o desenho técnico, devemos voltar ao século XV!

Em particular, ao grande artista Leonardo da Vinci! Ele começou a combinar o interesse científico com as habilidades artísticas: as artes visuais tornaram-se plataformas para representar ciência e inovação.

Portanto, foi necessário aguardar o período do Renascimento para que a perspectiva em três dimensões fizesse sua aparência. Os artistas da época perceberam que os objetos pareciam menores à medida que a distância com o observador aumentava. O pintor holandês Jan Van Eyck começou a usar o reflexo da luz para produzir desenhos cada vez mais realistas.

Durante o tempo da revolução industrial, tudo acelerou para o desenho técnico!

As invenções industriais e agrícolas se multiplicaram a um ritmo frenético, o que deu origem à necessidade de produzir desenhos de máquinas muito mais precisos e complexos. Pela primeira vez, vemos o termo “design industrial”, sendo essa técnica usada na maioria das indústrias mecânicas.

Com o passar dos anos, desenhar em papel deu lugar ao desenho através de software sofisticado, como LibreCad, CAD – DAC ou 3D Studio Max. O principal interesse desse tipo de software é permitir que o designer faça seus modelos em qualquer eixo com apenas o mouse!

Os diferentes tipos de desenhos industriais

O designer industrial tem a missão de realizar diferentes tipos de desenho.

Existem muitas categorias de desenho técnico: basta você encontrar aquele que você realmente ama!

Eles podem ser classificados em grandes categorias:

  • O esboço: esse é o primeiro passo de um projeto. Normalmente feito à mão, permanece aproximativo, mas dá uma primeira ideia do conceito. É útil durante a fase de design. Obviamente, encontramos o esboço em outras disciplinas, como o desenho da observação. Mas nunca em desenho de caricatura.
  • O esquema: é um desenho padronizado, feito a partir de símbolos que permitem representar rapidamente as funções e características de um produto, de forma simplificada,
  • O desenho geral: é um desenho de escala que representa o projeto como um todo, de forma não esquemática. É usado na fase de projeto e destaca as soluções escolhidas,
  • O desenho da definição: apresenta o produto completo. Existem todos os seus componentes e funções. É um documento útil quando o designer apresenta um projeto para um fabricante,
  • O desenho de fabricação: feito a partir dos desenhos de definição, o desenho de fabricação fornece indicações úteis para a fabricação dos elementos que compõem o produto final,
  • Desenho de detalhes: são zooms de determinada parte do projeto. Ao detalhar um elemento específico do todo, o designer pode, com esses detalhes, esclarecer um ponto particular. O desenho de detalhe é muitas vezes complementar ao desenho de fabricação para produção.

Quais são os padrões do design industrial?

O design industrial atende a padrões específicos. Ele deve ser claro para todos e facilmente compreensível. O desenhador técnico, portanto, está em conformidade com padrões normalizados. No Brasil, quem determina as normas do desenho industrial é a Associação Brasileira de Normas Técnicas, a ABNT, a NBR 8402 – Execução de carácter para escrita em desenho técnico – Procedimento.

Faça design de indústria e seja um especialista Mais um esboço talvez para planejar móveis!

É uma profissão onde o rigor na forma é indispensável. Entre os padrões que regem o design industrial, existem vários pontos importantes.

Escalas e formatos

Dependendo da finalidade do desenho técnico, nem sempre é possível representá-lo em tamanho real. Usamos escalas para reduzir ou ampliar o modelo para representá-lo em uma folha.

Os formatos também são padronizados. Existem 5 formatos:

  1. A 4: 210 x 297 mm
  2. A 3: 420 x 297 mm
  3. A 2: 420 x 594 mm
  4. A 1: 840 x 594 mm
  5. A 0: 840 x 1188 mm

As dobras também não são ao acaso. As folhas devem sempre ser dobradas para caber em uma pasta de tamanho A4.

Ao dobrar, o cabeçalho sempre aparece de modo a ficar visível sem o desdobramento da folha.

Isso facilita o arquivamento de documentos.

O cabeçalho

É um quadro que inclui uma série de informações obrigatórias sobre o desenho. Entre os elementos indicados estão:

  • O nome da peça,
  • A escala aplicada,
  • O nome do designer e da empresa,
  • O modo de projeção (europeu ou americano),
  • A data,
  • O formato do desenho.

As dimensões da ficha também estão claramente definidas, assim como sua posição na folha. Tradicionalmente, encontra-se no canto inferior direito do desenho. Dependendo dos métodos de classificação, essa posição pode variar. O objetivo da ficha é, de fato, ser capaz de identificar o conteúdo de um desenho sem ter que desdobrá-lo.

Os traços dos desenhos industriais também atendem aos padrões precisos definidos pelo padrão NBR 8402.

  • Traços grossos,
  • Traços finos,
  • Traços muito finos,
  • Traços interrompidos
  • Traços inteiros,
  • Traços mistos.

Essa variedade de recursos permite ao designer fornecer informações específicas sobre os elementos representados. Os traços interrompidos representam, por exemplo, os elementos ocultos e as linhas finas são tomadas novamente para a cotação.

As visualizações

Como desenhar um objeto de forma completa?

As visualizações estão no centro do trabalho do desenhista. O desenhista-projetor representa assim o objeto graças a diferentes visualizações, permitindo uma apresentação completa do objeto de todos os ângulos.

A arquitetura também precisa de design Este pode ser um esboço para algum projeto arquitetônico!

O desenho pode, portanto, representar 6 visualizações distintas: frente, parte traseira, esquerda, direita, superior e inferior.

Seu layout também é definido com precisão. Existem duas convenções: americanas e europeias.

De acordo com a Convenção Européia, os pontos de vista são posicionados levando em consideração o sistema de projeção. Concretamente, consideramos que quando encaramos o lado direito de um objeto, a visão que temos é projetada à esquerda. Vamos, portanto, representar a visão direita à esquerda do desenho. Em um desenho técnico, encontraremos:

  • A visualização superior representada sob a frente,
  • A visualização à esquerda mostra a direita da vista frontal,
  • A visualização inferior representada acima da vista frontal,
  • A visualização traseira na extremidade direita do desenho, ao lado da vista esquerda…

Os desenhadores em aulas de desenho (e o que você deve saber sobre ele!) também devem fazer representações em 3D com perspectivas e cortar planos conforme necessário.

Qual material para aprender design industrial?

Quer fazer um desenho 2D, objetos 3D ou modelagem 3D, mas você não sabe por onde começar? Superprof diz como adquirir o seu primeiro material para o designer profissional!

Como escolher o material do desenhista industrial? Com a ajuda de um tablet ou computador digital, torne-se um desenhista técnico experiente!

Lembre-se que existem duas maneiras de produzir um desenho técnico: através de um suporte de papel ou através de um meio digital. Para fazer uma maquete digital ou planos de execução em papel, você vai precisar de materiais diferentes.

Não deixe de se especializar com programas como CAD O tablet pode ser muito útil no design computadorizado

Para o desenho técnico em papel, o desenhista deve adquirir:

  • Ferramentas de medida, ferramentas de traços, ferramentas de geometria e ferramentas de corte,
  • Uma mesa de desenho inclinada,
  • Feltro calibrado ou lápis de grafite,
  • Papel de desenho de boa qualidade,
  • Uma régua de rolo,
  • Uma regra de corte,
  • Uma placa técnica de desenho,
  • Um clipe de papel, etc.

Saiba que existem muitos kits de iniciantes muito práticos para encontrar todo o equipamento necessário para fazer seu primeiro desenho técnico!

No que diz respeito ao desenho digital, a tarefa não é a mesma. Primeiro, certifique-se de comprar um bom computador com boa memória RAM para funcionar de forma rápida e eficiente. Também é possível adquirir alguns tablets digitais, como os da marca Apple, que são ideais para desenhar de casa.

 

 

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...

1
Deixe um comentário

avatar
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
Leonardo Recent comment authors
Mas recentes Mais antigos Mais populares
Leonardo
Convidado
Leonardo

Então Design Industrial e Design Projeto de produtos são o mesmo, só muda o nome.