Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Saiba como se tornar dançarino profissional e dar aulas

De Glicia, publicado dia 23/07/2018 Blog > Artes e Lazer > Dança > Como se tornar bailarino para ensinar coreografias?

Qual jovem dançarino nunca sonhou em fazer parte de uma companhia de balé renomada? Ou em atuar como bailarino em grandes musicais? A profissão de dançarino é o sonho de muitos amantes dessa arte que é a dança.

Entretanto, como o mercado de trabalho é bastante concorrido para o profissional de dança, alguns bailarinos optam por desempenhar outras atividades profissionais, como o ensino, por exemplo.

O profissional da área de dança deve conhecer técnicas de movimentação corporal como ritmo, equilíbrio, alinhamento e controle respiratório. Ele utiliza essas técnicas para criar  e executar coreografias em musicais, espetáculos de dança clássica ou dança e outros estilos de dança, teatro, shows, etc.

Para ser professor não é diferente: é necessário fazer uma formação ou especialização, seja em uma faculdade ou em uma escola de dança profissional. É  necessário, ainda,  ter conhecimentos aprofundados na área, conhecer tanto os conceitos técnicos quanto os teóricos, e sobretudo ser um excelente pedagogo. Esse último requisito é indispensável para quem deseja ensinar dança.

Algumas pessoas, apesar de possuirem um conhecimento extraordinário em um determinado assunto ou área, não sabem transmitir esses conhecimentos a outras pessoas. Por isso, é importante desenvolver suas habilidades pedagógicas e uma metodologia de ensino que possa ser adaptada de acordo com as necessidades de seus alunos.

Você poderá ensinar a dança e transmitir sua paixão pela arte de diferentes formas: professor particular, instrutor coreógrafo, professor do ensino fundamental e médio, etc. Cada modalidade de ensino exige conhecimentos e níveis de experiência diferentes.

Quer saber como trabalhar ensinando dança para crianças, jovens e adultos? Então leia nosso artigo e descubra nossas dicas.

Não deixe de ler: Guia para para dar aulas como instrutor coreógrafo.

Como ser um bom professor de dança?

Ser professor de dança não é para qualquer um. A disciplina exige um alto grau de comprometimento, anos de experiência e, claro, uma boa formação. É possível também dar aulas particulares na qualidade de professor autônomo. Nesse caso, o diploma não é uma exigência, mas é recomendado para que você possa justificar suas competências.

definir uma boa metodologia para ser um bom instrutor de dança Uma das maiores qualidades de um professor é ser pedagogo.

Para se tornar professor há, então, duas possibilidades:

  1. Ser dançarino amador, mas com muitos anos de experiência e ter bons conhecimentos na área de dança;
  2. Ter feito uma graduação em dança, de preferência uma licenciatura.

A faculdade de dança geralmente tem duração de 4 anos e possui dois tipos de habilitações: bacharelado e licenciatura. Um dos objetivos dessa graduação é formar profissionais capazes de criar, produzir e ensinar a arte da dança.

No bacharelado os estudantes são preparados para atuar como bailarinos, coreógrafos ou pesquisadores. Já na licenciatura, as aulas são voltadas a preparar futuros professores que poderão atuar na educação básica ou em escolas especializadas em dança.

A vantagem de ter feito uma graduação em dança é que essa faculdade forma profissionais capazes de atuar em qualquer aspecto relacionado à dança: bailarinos, pesquisadores, docentes, dramaturgos, coreógrafos, produtores, etc.

Todavia, mesmo que o diploma seja de grande importância, ensinar a dança requer antes de mais nada que você tenha conhecimento, experiência e boa pedagogia. Para chegar ao nível esperado, são necessárias diferentes etapas, mas há duas coisas que você deve saber e levar em consideração:

  1. A pedagogia, que pode ser uma habilidade inata em quem tem o desejo de ser professor
  2. A técnica, que exige estudo, comprometimento e persistência contínuos

Você pode ser um excelente dançarino profissional, possuir uma técnica impecável, mas ser um péssimo pedagogo. Ou seja, para ser um bom professor é necessário ter diferentes qualidades, tanto do ponto de vista técnico como teórico, ter estudando ou dançando profissionalmente e possuir boa metodologia de ensino.

Saiba como tornar-se professor de dança e viver da sua paixão.

Quais estilos de dança posso ensinar?

A dança é uma disciplina muito diversificada, que envolve muitos sentimentos e emoções. É considerada a mais completa das artes, pois envolve diferentes elementos artísticos como a música, o teatro, a pintura e a escultura, sendo capaz de exprimir e suscitar diferentes reações no espectador.

ensinar dança de salão Defina seu estilo e seu público alvo!

É impossível ser especialista em vários tipos de dança. Normalmente, os dançarinos têm uma ou duas especialidades principais. Por exemplo, balé e modern jazz, danças latinas e dança de salão, etc. Nosso conselho é que você foque naquilo que sabe fazer de melhor. Os alunos procurarão seus serviços de professor de dança com base em diferentes critérios.

O tipo de dança que você ensina pode ser um fator para atrair mais ou menos clientes. Crianças e adolescentes, por exemplo, preferem danças dinâmicas, que não demandam um nível técnico muito elevado e possam ser dançadas em grupo. Os jovens geralmente também buscam as danças “da moda”, então é interessante estar por dentro das últimas tendências para conseguir atender diferentes públicos e gostos.

Para ajudá-lo a saber quais tipos de dança são mais interessantes e/ou apropriados para você, nós fizemos uma classificação em 4 categorias:

  1. As mais procuradas: dança clássica, dança de salão, dança contemporânea, street dance;
  2. As que exigem mais técnica: dança clássica, tango argentino, dança do ventre;
  3. As mais exóticas: danças africanas, dança indiana e algumas danças orientais;
  4. As danças da moda: zumba, dança do ventre, modern jazz, street dance.

Essa lista poderá ajudá-lo a direcionar suas aulas de dança. Lembrando que esses são apenas alguns exemplos e que cabe a você descobrir qual estilo lhe agrada mais. Ou se, por acaso, você é especialista em algum estilo que não aparece nessa lista, isso não significa que não existam pessoas interessadas.

Danças latinas, valsa, dança clássica…quaisquer que sejam suas influências, você com certeza encontrará alunos que queiram aprender os ensinamentos que você tem a passar.

Para encontrar seus alunos e o público que vai contratar seus serviços é preciso fazer também um trabalho de comunicação, colocar anúncios em diferentes sites, em escolas, comércios locais, divulgar seu trabalho nas rede sociais…

Saiba também que dependo do estilo de dança que você quer ensinar e do estabelecimento no qual for trabalhar, outras competências podem ser exigidas de você. Para quem dá aula de zumba em academias,  é necessário ter alguns conhecimentos em aulas de ginástica, pois  além de uma dança, a zumba é também uma atividade fitness.

Nos últimos anos, ela tornou-se bastante popular em academias e estúdios de dança do mundo todo. Nas academias ela é ensinada como um exercício físico aeróbico, baseado em movimentos de danças latinas, tais quais o merengue, a cumbia, a salsa, o reggaeton, entre outras. Então, esteja preparado para essas eventualidades.

Descubra onde encontrar trabalho como dançarino.

Como e onde dar aulas de dança?

diferentes lugares para ensinar a dança O professor de dança pode atuar em escolas, associações, academias ou dar aulas em domicílio.

Como professor, você pode ensinar em diferentes lugares, dependendo do estilo de dança ensinado:

  • Escolas especializadas no ensino de diferentes tipos de dança;
  • Ensino fundamental e médio, seja no ensino público ou privado,
  • Academias, na qualidade de professor de zumba, dança de salão, dança do ventre, entre outras;
  • Conservatórios de dança e música;
  • Ensino superior, na qualidade de professor universitário;
  • Associações e ongs que promovam a educação e a cultura.

Você será recrutado de acordo com seu nível técnico, suas experiências (especialmente no ensino), suas habilidades, mas também de acordo com suas danças favoritas.

As oportunidades profissionais são múltiplas e diversificadas:

  • Aulas coletivas em um estúdio de dança;
  • Aulas individuais em domicílio;
  • Aulas à distância por webcam;
  • Instrutor de dança para necessidades pontuais (coreografia para casamentos ou festas de debutantes, por exemplo);
  • Oficinas de dança em escolas ou ongs;

No Superprof, você poderá ministrar todos os tipos de cursos e aulas particulares de dança. Basta fazer um cadastro e preencher seus dados, dando informações sobre suas experiências, sua formação e as danças que você ensina. Aconselhamos a propor várias atividades ou estilos de dança, a fim de atrair o máximo possível de alunos.

Leia também: Como dar aulas particulares de coreografia.

Como preparar sua primeira aula de dança?

Ser professor de dança, assim como de qualquer outra disciplina, demanda não apenas habilidades técnicas e teóricas. É preciso também muita dedicação, paciência e uma boa pedagogia. Para ensinar dança, você tem que estar atento às diferentes necessidades de seus alunos.

como preparar uma primeira aula cativante Para sua primeira aula tente oferecer atividades criativas, que despertem a curiosidade dos alunos.

Um bom professor é aquele que sabe escutar seus alunos, orientá-los e motivá-los a progredir cada dia mais. Já na primeira aula é necessário cativar a atenção do aluno, para que ele tenha vontade de continuar.

Por isso, é importante oferecer aulas dinâmicas e diferenciadas, aplicando sempre uma metodologia adaptada a cada aluno. Por exemplo, suas aulas de dança para crianças e adolescentes não serão iguais às aulas para adultos. Enquanto esses últimos preferem a dança de salão ou danças que podem ser praticadas individualmente, as crianças preferem as danças de grupo.

O ideal é tentar imaginar algo de especial para a primeira aula, algo que desperte a curiosidade do aluno e faça com que ele tenha vontade de fazer outras aulas. Você pode preparar uma aula de iniciação à dança, na qual poderá contar um pouco da história da dança, trabalhar a expressão corporal e a criatividade dos alunos.

O importante é saber propor cursos inovadores e interessantes. Além disso, você pode usar as mais variadas ferramentas educacionais para preparar suas aulas: videoaulas, tutoriais, formações curtas e gratuitas pela internet, etc. Tudo que possa vir a enriquecer seus cursos de dança deve ser levado em consideração.

 

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...

Deixe um comentário

avatar