Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Escrevendo um texto dissertativo

De Fernanda, publicado dia 18/09/2019 Blog > Apoio Escolar > Redação > O que é uma dissertação?

Está se preparando para prestar o vestibular ou o ENEM? Ou deseja aprimorar suas técnicas de escrita para redigir sua dissertação de mestrado?

Se você se encontra em um desses casos, certamente está preocupado com seu desempenho na hora de redigir a redação perfeita. Mas você sabe quais são as características principais de um texto dissertativo argumentativo?

Para produzir um bom texto desse gênero, é necessário estar atento às exigências de cada parte que o compõe – introdução, desenvolvimento e conclusão. Mas existem outras dicas que podem ajudá-lo a fazer uma ótima redação.

Vamos conferir?

O que é um texto dissertativo argumentativo ?

O que é um texto dissertativo? As obras dissertativas enquadram-se na categoria dos escritos expositivos, ao lado dos textos científicos, dos pareceres, das produções didáticas, dos verbetes que compõem as enciclopédias. Elas apresentam características essencialmente informativas.

É a modalidade de texto que tenta convencer o leitor sobre algo com base em raciocínio e evidências de provas. Ela deve ser escrita em terceira pessoa. A dissertação argumentativa não dá espaço para o leitor ter suas próprias conclusões uma vez que a conclusão já se encontra no texto. Este tipo de redação é a base que mantém o discurso forense por sua natureza persuasiva.

Algumas das principais características de um texto dissertativo incluem:

  • Apresentar um ponto de vista ou opinião do autor.
  • Realizar uma análise crítica.
  • Apresentar argumentos, fatos e/ou dados para justificar e/ou defender ideias.

Para que serve um texto dissertativo argumentativo ?

Este tipo de texto consiste na defesa de uma ideia por meio de argumentos e explicações, à medida que é dissertativo; bem como seu objetivo central reside na formação de opinião do leitor, ou seja, caracteriza-se por tentar convencer ou persuadir o interlocutor da mensagem, sendo nesse sentido argumentativo.

Normalmente os trabalhos de escrita desta natureza são elaborados no fim das pós-graduações ou dos mestrados. O objetivo é testar e preparar os alunos para investigações científicas mais profundas.

Da mesma forma, no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) esse é o tipo de texto solicitado aos alunos, cujo tema ronda questões de ordem social, científica, cultural ou política.

Outras avaliações e provas nacionais costumam cobrar com frequência esse gênero textual.

E que tal aprender a escrever uma carta?

Como fazer uma redação dissertativa argumentativa

Esse tipo de texto permite o desenvolvimento de uma tese, na qual quem escreve apresenta argumentos e contra-argumentos para defender sua idéia principal. O objetivo do texto é convencer o leitor de um ponto de vista. Para tal, é necessário apresentar argumentos consistentes. Caso você esteja estudando este tipo de texto par prestar o ENEM, é preciso estar ciente que ele privilegia abordagens que levam em consideração os direitos humanos e que promovam uma reflexão sobre o problema levantado.

É fundamental que o escritor esteja atualizado sobre os assuntos que estão em alta nos jornais, revistas, televisão, internet e outras mídias. É preciso estar por dentro também do que está sendo notícia no Brasil e no mundo. Isso significa que o candidato precisa demonstrar uma visão crítica e analítica sobre um determinado assunto da atualidade. Estar familiarizado com o tema será um ganho de tempo considerável na hora de escrever.

A estrutura do texto é um dos aspectos mais importantes para que uma redação seja bem escrita. Basicamente, um texto argumentativo-dissertativo é dividido em três etapas: introdução, desenvolvimento e conclusão.

1. Introdução

A introdução nada mais é que uma apresentação do tema e da abordagem que será utilizada ao longo do texto. É também na introdução que o candidato deve expor sua linha de raciocínio, bem como seus argumentos. Essa é uma etapa importante na estruturação do texto porque ela deve conter todos os elementos que permitirão ao leitor identificar seu posicionamento com relação ao assunto debatido. Uma boa introdução tem como objetivo deixar o leitor com vontade de continuar lendo o texto.

2. Desenvolvimento

Você apresentou sua tese e os argumentos para defendê-la na introdução. Agora chegou o momento de convencer os leitores de que essa tese tem uma lógica. Para que o seu ponto de vista seja compreendido, você precisa desenvolver os argumentos e exemplifica-los. Diferentemente de uma conversa, onde podemos utilizar diversos meios – e não somente o verbal – para transmitir a mensagem que queremos passar ao nosso interlocutor, num texto escrito a única maneira de comunicar nossas idéias é por meio das palavras. Sendo assim, a redação deve ser o mais objetiva possível. Descreva de forma clara e concisa suas idéias e dê exemplos concretos. Cada argumento deve ser apresentado em um parágrafo diferente e conter o máximo possível de elementos que ajudem o leitor a acompanhar sua linha de raciocínio.

3. Conclusão

A conclusão merece a mesma atenção especial que foi dada à introdução e ao desenvolvimento, pois ela retoma as principais idéias  expostas no texto para concluir seu ponto de vista. Muitas pessoas caem no erro de achar que a conclusão não tem tanta relevância e acabam apenas fazendo um copia e cola do que já foi dito anteriormente. Mas, é importante ter em mente que não se trata de repetir as mesmas frases e argumentos, se trata de propor uma solução ao problema levantado, tomando como referência os pontos abordados por você. Como dissemos no começo do artigo, os temas de redação propostos pelo ENEM estão na maioria das vezes ligados às questões sociais, políticas ou culturais. Assim, é interessante propor algum modo de solução que contemple a perspectiva dos direitos humanos, ou que traga uma intervenção por meio de ações sociais.

Descubra como escrever uma boa narrativa.

Como fazer uma redação perfeita?

Antes de começar a treinar para sua redação, saiba que o melhor caminho para aprender a escrever bem é a leitura. Ler aumenta o vocabulário, melhora o senso crítico e amplia nossos conhecimentos, abrindo a mente para novas possibilidades e perspectivas diferentes.

Todo tipo de leitura é válida (romances, poemas, artigos científicos, textos jornalísticos, etc.), mas como a redação do ENEM sempre aborda assuntos da atualidade, é melhor dar preferência à leitura de jornais e revistas informativas, que tratem sobre história, geopolítica e cultura geral, por exemplo. A internet também é uma fonte rica a ser explorada. Existe hoje em dia uma infinidade de sites, blogs e fóruns de discussão onde é possível obter informação e conhecimento de qualidade.

Para desenvolver suas habilidades de argumentação, escreva uma redação por semana. Ao terminar cada uma de suas redações, leia o texto em voz alta. Isso ajuda a perceber se algumas frases ficaram confusas, se as idéias estão bem conectadas entre si ou se há muitas repetições de palavras. O treino é fundamental para desenvolver as habilidades de escrita. Procure temas da atualidade, leia e estude textos que saíram em veículos de comunicação e use-os como base para escrever suas redações.

Para cada texto que você lê, faça um pequeno fichamento com as informações mais importantes. É interessante pegar pelo menos três textos diferentes que tratem do mesmo assunto. Assim você terá pontos de vista diferentes, o que te ajudará a definir sua própria linha de raciocínio.

Como fazer um texto descritivo?

Como fazer um bom texto? Para conseguir escrever a redação perfeita é preciso estudar e praticar.

Outro ponto importante são as aulas de portugues, pois como citamos anteriormente, conhecer bem a gramática é indispensável. Se você sente dificuldades com essa disciplina, talvez seja interessante procurar ajuda de um professor particular de português e redação para melhorar seu desempenho. Assim você terá aulas adaptadas em função das suas principais necessidades. Você poderá conversar com o professor e explicar quais são suas maiores dificuldades na hora de escrever e definir junto com ele quais são os pontos que você precisa trabalhar mais.

Separamos sete dicas infalíveis para escrever uma redação sem erros e tirar uma excelente nota:

  1. Dê preferência a uma linguagem simples. As vezes queremos escrever de forma rebuscada, usando palavras menos convencionais, mas sabe aquele ditado “menos é mais”? Pois é, na redação do ENEM, por exemplo, quanto mais simples e direta for a linguagem, maiores serão as chances de você conseguir comunicar suas idéias de forma correta. Mas, cuidado para não escrever um texto cheio de coloquialismos. Seu texto deve ser coerente, fluído e fácil de ler, mas o uso correto da língua portuguesa e da norma culta é essencial;
  2. Tente não repetir palavras desnecessariamente, pois a repetição deixa o texto cansativo. Para evitar isso use  sinônimos. Aproveite os dias que você escolheu para treinar a escrita e estude também alguns sinônimos. Assim você ampliará seu vocabulário e conseguirá pensar em palavras alternativas com mais facilidade na hora da prova;
  3. Vá direto ao ponto, seja objetivo! Um texto de qualidade consegue comunicar uma mensagem de forma clara e direta. Tente não repetir a mesma coisa o tempo todo. Como já citamos, na parte de desenvolvimento do texto você deve escrever um parágrafo para cada argumento. Em cada um deles você desenvolverá seu ponto de vista e defenderá sua tese;
  4.   A redação ideal deve conter cinco parágrafos, um para a introdução, três para o desenvolvimento e um último parágrafo para a conclusão. Trabalhando dessa forma você conseguirá apresentar pelo menos três argumentos diferentes e poderá embasar sua tese de forma mais consistente;
  5. A aparência do seu texto também é avaliada. Os corretores costumam fazer uma rápida análise da aparência do texto antes de começar a corrigir o conteúdo. Escreva um texto limpo, sem rasuras e com letra legível. Fique atento também à organização dos parágrafos e aos recuos;
  6. Proponha uma solução ao problema levantado. Seja coerente, aponte maneiras viáveis de solucionar a questão e não faça críticas desnecessárias. Uma coisa é expor seu ponto de vista sobre o assunto, outra bem diferente é criticar de forma depreciativa e sem nenhum fundamento;
  7. Por fim, mas não menos importante, releia o texto com muita atenção. Na hora da prova tente dividir seu tempo de forma a reservar pelo menos 15 minutos para a releitura da redação. Procedendo dessa forma você poderá corrigir pequenos erros e deixar o texto mais enxuto.
Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
avatar