No Brasil, a profissão de professor particular de música não é regulamentada por nenhuma legislação.

Assim, o custo arcado pelos alunos para aprender a manipular um piano pode variar muito: às vezes você encontra tarifas três vezes mais caras do que outras.

Há muitas razões que levam o preço de uma aula de música variar: localização, experiência, nível, o tipo de estrutura oferecida pela instituição de ensino, o estilo da música.... E por aí vai.

Diante da enorme oferta de aulas individuais, fazer aulas de teclado e escolher um bom professor pode ser tarefa difícil.

Você precisa reservar um tempo para fazer um levantamento dos diferentes preços cobrados em sua cidade. Mas uma coisa é certa: as aulas mais caras nem sempre são as com maior qualidade e com professores mais competentes!

Neste artigo o Superprof traz um presente para você: aqui estão algumas ideias para refletir sobre quanto custa uma aula de teclado ou piano e um breve panorama das tarifas praticadas pelo país.

A plataforma que conecta profes particulares e alunos
1a aula grátis!
Bia
5
5 (29 avaliações)
Bia
Piano
R$74
/h
1a aula grátis!
Fernando
5
5 (71 avaliações)
Fernando
Piano
R$119
/h
1a aula grátis!
Matheus
5
5 (15 avaliações)
Matheus
Piano
R$80
/h
1a aula grátis!
Davi
5
5 (13 avaliações)
Davi
Piano
R$90
/h
1a aula grátis!
Eduardo
5
5 (14 avaliações)
Eduardo
Piano
R$90
/h
1a aula grátis!
Vitor
5
5 (19 avaliações)
Vitor
Piano
R$75
/h
1a aula grátis!
Cesar zoppi
5
5 (10 avaliações)
Cesar zoppi
Piano
R$65
/h
1a aula grátis!
Vitor
5
5 (23 avaliações)
Vitor
Piano
R$100
/h
1a aula grátis!
Bia
5
5 (29 avaliações)
Bia
Piano
R$74
/h
1a aula grátis!
Fernando
5
5 (71 avaliações)
Fernando
Piano
R$119
/h
1a aula grátis!
Matheus
5
5 (15 avaliações)
Matheus
Piano
R$80
/h
1a aula grátis!
Davi
5
5 (13 avaliações)
Davi
Piano
R$90
/h
1a aula grátis!
Eduardo
5
5 (14 avaliações)
Eduardo
Piano
R$90
/h
1a aula grátis!
Vitor
5
5 (19 avaliações)
Vitor
Piano
R$75
/h
1a aula grátis!
Cesar zoppi
5
5 (10 avaliações)
Cesar zoppi
Piano
R$65
/h
1a aula grátis!
Vitor
5
5 (23 avaliações)
Vitor
Piano
R$100
/h
Ver todos os professores>

Por que fazer um curso de piano?

Antes de considerar o valor de uma aula de piano individual, vamos refletir sobre as razões de aprender este instrumento?

Se você está procurando um professor de piano, claro, você quer aprender piano.

Bem, caso você ainda não saiba disso: este instrumento traz muitos benefícios além do simples prazer de tocar música.

Partitura de música no papel.
Acertar as notas nem sempre é tarefa fácil para quem é iniciante. Seja em curso infantil ou adulto, tocar piano exige precisão e disciplina, e talvez por isso ele se torna cada vez mais popular!

Aprender música (seja fazendo aula de teclado online, aulas de violão, aulas de bateria ou aulas de violino, etc.):

  • aprimora suas habilidades cognitivas
  • reduz o aparecimento de doenças neurodegenerativas
  • ensina como superar dificuldades
  • faz você adquirir rigor e disciplina
  • estimula suas emoções e sua expressão
  • amplia a compreensão da música e sua formação musical (por meio dos objetivos das suas aulas de piano)
  • exercita três dos seus cinco sentidos (tato, audição, visão)
  • traz autoconfiança
  • aprimora as habilidades motoras
  • produz endorfina, o hormônio da felicidade

Além de praticar o instrumento, saber como fazê-lo significa também fortalecer o desenvolvimento pessoal.

Infelizmente, os preços não são tabelados...

Aula de piano: preço varia de cidade para cidade

Dependendo de onde você morar neste país-continente que é o Brasil, você vai desembolsar mais ou menos. Da mesma forma, suas aulas de piano particulares serão muito mais caras se você morar em Brasília ou no Rio de Janeiro.

Isso é normal, o custo de vida é maior na capital paulista do que em outros lugares.

Geralmente, as tarifas estão longe de ser homogêneas. Aqui está um rápido passeio pelos preços cobrados pelos professores na plataforma Superprof em todo o Brasil.

Para cada cidade, indicaremos o valor médio da hora/aula.

  • São Paulo: 76 reais
  • Rio de Janeiro: 81 reais
  • Vitória: 56 reais
  • Curitiba: 60 reais
  • João Pessoa: 50 reais
  • Salvador: 67 reais
  • Porto Alegre: 67 reais
  • Brasília: 82 reais
  • Recife: 52 reais
  • Fortaleza: 60 reais
  • Belo Horizonte: 74 reais
  • Florianópolis: 56 reais
  • Aracaju: 130 reais (valor médio elevado pois há poucos professores na região)
  • Natal: 67 reais
  • Manaus: 70 reais

Sabendo que entre todas essas cidades os preços ainda podem variar de 25 a 200 reais. Uma faixa bem ampla, não é mesmo? Portanto, existem mais fatores além da localização que influenciam na cobrança de valores.

A plataforma que conecta profes particulares e alunos
1a aula grátis!
Bia
5
5 (29 avaliações)
Bia
Piano
R$74
/h
1a aula grátis!
Fernando
5
5 (71 avaliações)
Fernando
Piano
R$119
/h
1a aula grátis!
Matheus
5
5 (15 avaliações)
Matheus
Piano
R$80
/h
1a aula grátis!
Davi
5
5 (13 avaliações)
Davi
Piano
R$90
/h
1a aula grátis!
Eduardo
5
5 (14 avaliações)
Eduardo
Piano
R$90
/h
1a aula grátis!
Vitor
5
5 (19 avaliações)
Vitor
Piano
R$75
/h
1a aula grátis!
Cesar zoppi
5
5 (10 avaliações)
Cesar zoppi
Piano
R$65
/h
1a aula grátis!
Vitor
5
5 (23 avaliações)
Vitor
Piano
R$100
/h
1a aula grátis!
Bia
5
5 (29 avaliações)
Bia
Piano
R$74
/h
1a aula grátis!
Fernando
5
5 (71 avaliações)
Fernando
Piano
R$119
/h
1a aula grátis!
Matheus
5
5 (15 avaliações)
Matheus
Piano
R$80
/h
1a aula grátis!
Davi
5
5 (13 avaliações)
Davi
Piano
R$90
/h
1a aula grátis!
Eduardo
5
5 (14 avaliações)
Eduardo
Piano
R$90
/h
1a aula grátis!
Vitor
5
5 (19 avaliações)
Vitor
Piano
R$75
/h
1a aula grátis!
Cesar zoppi
5
5 (10 avaliações)
Cesar zoppi
Piano
R$65
/h
1a aula grátis!
Vitor
5
5 (23 avaliações)
Vitor
Piano
R$100
/h
Ver todos os professores>

Professor de piano: preços diferentes em função da idade e do nível

Quando olhamos para a diferença de preço, percebemos que os professores particulares que cobram mais são mais experientes e mais velhos. Por outro lado, os mais jovens estão nas tarifas mais baixas.

Mãos tocando piano em preto e branco.
Quanto mais velho e mais experiente for o professor, mais valorizada será a aula de piano, seja ela em São Paulo - no Morumbi, na Vila Mariana ou em Santa Cecília - ou em Campo Grande.

Portanto, há uma relação entre idade e preço, quase lógica: quanto mais anos de experiência, maior a qualidade da formação e, portanto, mais cara a aula individual.

Um aluno de 25 anos no conservatório dificilmente pode cobrar mais de 25 reais a hora aula de piano. Bem, com certeza, sua formação musical é mais avançada do que a de um iniciante.

Saiba como encontrar

Mas ele não pode competir, em termos de valor, com um professor de cinquenta anos que já é pianista há várias décadas.

perfil dos professores cujas aulas são mais caras (acima de 50 reais) é o de pessoas que oferecem aulas de piano para todas as idades, todos os estilos musicais (especialmente jazz e aulas de piano clássico) e para todos os níveis.

São pessoas que têm mais experiência de piano do que outras.

Quando você paga por uma aula de teclado, você também paga pelo empenho e pelo diploma do profissional: um pianista graduado na EMESP Tom Jobim, por exemplo, ou um músico de sinfônica, um especialista em jazz ou piano clássico, com certeza pode reivindicar valores superiores a 60 reais.

Se você quiser qualidade, precisa pagar!

Por outro lado, os professores mais baratos (abaixo de 30 reais por hora) podem ser os mais amadores.

Em geral são perfis onde se valoriza mais os anos de exercício do que a formação acadêmica em si (seja com licenciatura ou bacharelado em universidades ou formação em grandes instituições renomadas de piano).

Aula de piano: preços de acordo com o nível de estudos

O nível de estudos também é uma variável que influencia no valor da hora aula particular de piano.

Na verdade, um aluno com uma formação que não é musical (comércio, línguas, humanidades, etc.), mas que aprendeu em uma escola de música na infância, por exemplo, provavelmente vai dar aula de teclado para iniciantes (aulas introdutórias ou de iniciação musical).

Por exemplo: Juliana, cadastrada em uma cidade no sudeste, estudou piano em uma escola específica na área. Ela é jovem estudante, graduanda em pedagogia, dá aulas para iniciantes de piano e também de outros instrumentos como violão, baixo e teoria musical.

Suas aulas de piano para iniciantes em casa custam 25 reais a hora.

Show de piano com banda no palco.
Seja Paulo, Ricardo ou Joaquim: quem toca piano em público cria uma rede social real, que vai muito além da online que estamos acostumados nos dias de hoje!

Já Ricardo, cadastrado na mesma cidade, tem em seu perfil muito mais experiência com ensino: é pianista de concerto e músico profissional. É professor de canto e piano e toca em grandes teatros nacionais e conservatórios dentro e fora do Brasil. Ele declara ser um pedagogo, dominar o piano e teoria musical com maestria.

O valor é muito maior: 80 reais por hora.

É claro que, quanto maior o nível, maior será o valor. As aulas de piano para principiantes são, portanto, menos dispendiosas do que as aulas particulares mais específicas, como para progredir na teoria musical ou na improvisação.

As aulas intensivas e preparatórias para ingressar em cursos de música em universidades ou instituições musicais de renome também não são baratas: chegam a ter uma média de 60 reais.

Então, agora sabemos que, dependendo do seu orçamento e dos seus objetivos, você vai ter que pesquisar bastante entre todos os perfis disponíveis.

Se você quer começar a tocar piano, aprender teoria musical e conseguir ler uma partitura, um professor particular estudante e amador (no sentido de músico não profissional) vai certamente atender as suas necessidades.

Por outro lado, se a sua ambição é se tornar um pianista profissional capaz de executar todos os estilos musicais e adquirir um alto nível de destreza, procure por um profissional mais velho (a partir de 40-50 anos), graduado em uma grande universidade ou instituição musical de preferência, e com boa experiência em ensino de piano.

Em outras palavras, escolha um especialista.

O que perguntar para seu futuro professor de teclado?

Antes de se comprometer e se precipitar na ânsia de aprender piano, você tem de fazer uma série de perguntas para o professor selecionado.

Concerto de piano no teatro.
O valor da sua aula de piano também está relacionado com a zona de diploma do seu professor!

Pergunte-lhe primeiro qual é sua experiência com piano. Investigue quais é a sua formação relacionada à música. Se ele é um pianista profissional, você já deve imaginar que as aulas provavelmente excederão 60 reais a hora.

Pergunte-lhe qual estilo de música ele ensina e quais as técnicas que ele domina.

Se ele propõe uma aula que exceda os 60 reais a hora, descubra o que justifica essa tarifa: é o método de piano, a pedagogia, a experiência em tal ou tal estilo (aulas de jazz, piano clássico, tango ou mpb)?

Será que ele vai ser capaz de se adaptar ao seu nível? Na verdade é importante comunicar o que você já conhece de música e piano: teoria musical, arpejos, acordes de piano, sabe como ler uma partitura... Por que você quer fazer aula de piano em casa?

Seu professor sabe como simplificar obras de piano e encontrar arranjos simples?

Peça para que ele diga quais são suas canções favoritas: por exemplo, a Para Elise, Marcha turca, a sonata Clair de Lune, prelúdio de J. S. Bach, etc.

Dependendo do seu perfil e da distância que o professor terá de percorrer, ele vai incluir na sua tarifa horária os custos relacionados ao tempo de deslocamento para chegar à sua casa.

Por fim, faltou mencionar a questão do material didático.

O fornecimento de livros didáticos e partituras já estão incluídos no valor cobrado pela aula, ou você vai ter que arcar com este custo adicional: metrônomo, método para piano, livro de teoria da música, agenda?

Caso você também queira utilizar métodos disponíveis na Internet e tutoriais, pergunte se ele apoia essa metodologia e se pode auxiliar nas suas aulas de piano on-line.

Agora só falta calcular quanto do seu salário mensal você pode reservar para suas aulas particulares. Em alguns meses, você vai se tornar um verdadeiro pianista!

Benefícios de se começar a fazer curso de piano

Agora que você já está por dentro dos preços das aulas de piano, chegou a hora de saber um pouco mais sobre os seus benefícios. Te mostramos, então, alguns dos motivos pelos quais começar a fazer um curso de piano com um professor particular no jardim de infância, ensino fundamental, médio ou até mesmo online para adultos é uma excelente iniciativa!

Tocar piano no parque ou na praça.
Já imaginou ser tão fera a ponto de tocar músicas no parque para a felicidade de todos que passam?! Quem é iniciante pode sonhar e quem é experiente pode ficar popular na sua cidade tocando para crianças e adultos!

Antes de apresentar os benefícios de tocar piano, você pode me dizer os benefícios de não o fazer? Em outras palavras, por que você ainda não toca ou não faz aula?

Vários adultos ao redor do mundo já perceberam que cursos de piano não são apenas para crianças. Isso porque nunca é tarde para aprender, não é mesmo?

A verdade é que o piano trás benefícios para todos, independente da idade. Na verdade, os adultos podem se beneficiar ainda mais de um bom curso.

Isso porque, na maioria das vezes, as crianças começam a fazer aula porque os pais mandam. Mas os adultos aprendem porque querem, e esse desejo faz toda a diferença!

Ao aprender dedilhar um teclado, você se aprimorará, principalmente, dentro de 5 aspectos:

  1. Intelectual;
  2. Emocional;
  3. Físico;
  4. Social;
  5. Pessoal.

Cada um desses pontos o afetará de maneira positiva e multifacetada. Vamos dar uma olhada em alguns dos vários aspectos desses benefícios.

1/ Intelectual

Se você acha que apenas as pessoas mais inteligentes deveriam se dedicar ao piano e que você não é inteligente o suficiente para fazê-lo, você está errado. Na verdade, o piano o deixará mais inteligente!

Melhora a memória

Você gostaria de se lembrar melhor das coisas? Pesquisas mostram que aulas de piano aumentam a memória de trabalho de adultos mais velhos.

Isso é especialmente verdadeiro depois de seis meses de aprendizado.

Este benefício aparece especificamente quando você lê. Em 1993, o Jornal de Psicologia Educacional vinculou tocar piano a uma melhor compreensão da leitura.

Melhora a velocidade do seu cérebro

Durante a infância e a adolescência, seus nervos passam por um processo chamado mielinização. Isso significa que seus nervos adicionam camadas de isolamento. Essas camadas ajudam os sinais a viajarem mais rapidamente pelo sistema nervoso (seu sistema nervoso inclui seu cérebro).

Piano é bom para o cérebro dos adultos que tocam.
Tem zona do cérebro que é alimentada e se desenvolve através da prática do piano!

Você sabia que os nervos mielinizados enviam sinais na velocidade de um carro de corrida de Fórmula 1? É verdade!

Os profissionais médicos têm associado esse processo ao desenvolvimento normal da infância e da adolescência. Mas pesquisas recentes mostram que a atividade adulta pode aumentar esse processo.

Um estudo notável liga esse processo à execução de piano. Portanto, ao dedilhar um piano, você pode aumentar a capacidade de seu cérebro de pensar melhor.

2/ Emocional

A musicoterapia ajuda a melhorar a saúde física e mental por meio da expressão de emoções. Quando você toca piano, você se fornece esta valiosa forma de terapia.

Diminui o estresse e a ansiedade

Em 2013, a National Library of Medicine publicou um artigo fascinante que mostrou que dedilhar o teclado de um piano alivia o estresse, além de reduzir a depressão em adultos idosos.

Como é que isso funciona?

A pessoa que toca supera as emoções negativas por meio de sons repetitivos que envolvem seu neocórtex. Esse efeito a acalma e reduz sua necessidade de ser impulsiva. Isso também a ensina a ouvir canções de uma maneira nova e construtiva.

Pessoas deprimidas tendem a "combinar sua música com seu humor". Mas o exercício no piano expande os horizontes musicais.

Sendo assim, quem toca é encorajado também a ouvir de um jeito edificante e construtivo, levando-o além do sentimento de vontade de se exercitar nas teclas do seu instrumento favorito. E isso o tira do “ciclo” de sentimentos sombrios e depressivos.

Aumenta o sentimento de felicidade

Manipular um piano faz mais do que remover emoções negativas. O ato as substitui por emoções positivas - de várias maneiras. Por exemplo, o que é melhor do que ouvir música alegre e edificante? Tirá-la você mesmo!

Teclas de piano com coração.
Seja aluno iniciante em São Paulo ou profissional que dá cursos online: dedilhar essas teclas pretas e brancas deixa todo mundo feliz!

Quem não assistiu a um filme ou programa de TV inspirador e gostaria de poder tirar a canção-tema em um teclado?

3/ Físico

Alguns professores comparam o piano ao futebol e por um bom motivo. Assim como jogar futebol, manipular as teclas de um piano traz benefícios físicos... mas sem contusões!

Aumenta a força e a destreza das mãos

Apertar as teclas de um piano é como levar os dedos à academia de ginástica. Conforme você se exercita regularmente, seus dedos inevitavelmente se fortalecem.

A velocidade dos dedos também aumenta. Ainda assim, força e velocidade sozinhas não serão sua maior recompensa.

Seus dedos se beneficiarão com o aumento da destreza. Os movimentos repetitivos do dedilhado irão aguçar suas habilidades motoras finas.

Seus dedos também ficarão mais ágeis nas teclas com o tempo. Como resultado, você descobrirá melhor o que significa “controlar”, não apenas no teclado, mas na vida em geral.

Você pode até ficar melhor em abrir o frasco de azeitonas!

Melhora a coordenação ocular (olho - mão)

Você não precisa ser ambidestro para dedilhar um piano, mas dedilhar o teclado com frequência o ajudará a desenvolver a ambidestria (ambidestro significa que você pode usar as duas mãos igualmente bem).

Quando você toca, seu cérebro deve dizer a cada mão para realizar ações separadas. Suas mãos direita e esquerda tocarão notas diferentes ao mesmo tempo, seguindo ritmos diferentes e movendo-se em direções opostas.

Aperfeiçoar essa habilidade o beneficia além do teclado. Esses benefícios incluem tempos de reação melhorados, capacidade atlética e agilidade.

As habilidades com o teclado podem até expandir suas habilidades de digitação, tornando-o mais produtivo no trabalho (se digitar for parte do seu trabalho, obviamente).

4/ Social

Praticar piano não apenas melhora sua mente e seu lado emocional, mas também conecta você às pessoas e ao mundo ao seu redor.

Expande sua (verdadeira) rede social

Você está olhando muito para as telas de computador, celular e tablet? Se lançar em um relacionamento com seu piano oferece uma fuga satisfatória do mundo virtual. É uma experiência sensorial e cinética em todos os sentidos. Não há nada de fingido nisso.

Tirar músicas em um piano também coloca você em contato com outras pessoas reais, no espaço e no tempo real. Mais importante ainda, você interage com o professor, geralmente semanalmente.

Você também pode interagir com outros alunos, professores e - é claro - seu público, sempre que executar alguma canção para outras pessoas.

Inspira outras pessoas

Quando mencionamos executar algo para os outros, estamos na verdade mencionando um benefício que vai além de você mesmo.

Isso porque quando você toca para os outros ouvirem, você está dando a eles um presente: o dom do som. Ao fazer isso, você pode acalmar sua ansiedade, aumentar sua alegria e inspirá-los na direção certa.

Levando em conta que “é mais abençoado dar do que receber”, dar sua apresentação dessa forma acaba sendo uma bênção para você, novamente de uma forma indireta.

Como um bumerangue, o presente voltará para você antes mesmo do esperado!

Aluno e professor de piano.
Aula particular é uma opção muito popular para quem é totalmente iniciante.

5/ Pessoal

Dominar o teclado do piano melhora sua qualidade de vida como pessoa. Embora seja difícil explicar todas as maneiras como isso acontece, destacamos algumas vantagens pessoais que você pode atingir durante seu curso e seu treino em casa, online ou na casa de um amigo.

Melhora sua habilidade de gerenciamento de tempo

Já se sentiu como se estivesse perdendo tempo, andando em círculos, indo a lugar nenhum? Aprender piano é uma ótima maneira de resolver esse problema.

Talvez você já tenha ouvido o velho ditado: “A prática leva à perfeição”. Bem, é verdade, mas mais do que você pode imaginar.

Seja qual for a música em que você esteja aprendendo, a prática torna-a perfeita. Quaisquer que sejam as habilidades de teclado que você esteja desenvolvendo, o exercício também as torna perfeitas.

Mas a experiência com o piano também ajuda a aperfeiçoar seus hábitos de gerenciamento de tempo na vida em geral, e isso vai muito além do teclado.

Ao ansiar pela atividade diária (e você o fará!), você aprenderá a reservar um tempo regular para as coisas que importam.
Conforme você trabalha com suas escalas e músicas, você também aprende a separar pequenos momentos de tempo para atingir uma meta maior.

Isso porque você aprende a dividir um projeto maior (como uma música) em objetivos menores, como um compasso e uma frase de cada vez.

Conforme você se exercita, você aperfeiçoa a arte do gerenciamento do tempo. Dominar essa habilidade com o teclado irá equipá-lo para um gerenciamento de tempo mais responsável em outras áreas de sua vida.

Contribui para que você se torne uma pessoa mais completa

Sua vida é como um quebra-cabeça sem peças. A música é uma daquelas peças que esperam para ser colocadas no lugar.

Quando você aprende piano, você coloca aquela peça onde ela pertence e torna a imagem global mais completa. Quando você não o faz, você deixa um buraco na imagem.

Se dedicar ao piano melhora você como pessoa nos aspectos mental, emocional, físico e social.

Se você nunca aprender a dedilhar suas músicas favoritas, ficará aquém da pessoa que poderia ter se tornado. Você deixará de experimentar as alegrias e realizações que poderiam ter sido suas.

Precisando de um professor de Piano ?

Você curtiu esse artigo?

4,67/5 - 6 nota(s)
Loading...

Fernanda

Socióloga e mestre em Letras Modernas pela Sorbonne. Entre França e Brasil, trabalho com jornalismo e projetos socioeducativos há 20 anos. Apaixonada por música, cinema e yoga. Acredito na cultura e na educação como pilares de transformação da sociedade.