Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Os valores praticados pelos professores de piano no Brasil

De Fernanda, publicado dia 27/10/2017 Blog > Música > Piano > Quanto custa aprender a tocar teclado?

No Brasil, a profissão de professor particular de música não é regulamentada por nenhuma legislação.

Assim, o custo arcado pelos alunos para aprender a tocar piano pode variar muito: às vezes você encontra tarifas três vezes mais caras do que outras.

Há muitas razões que levam o preço de uma aula de música variar: localização, experiência, nível, o tipo de estrutura oferecida pela instituição de ensino, o estilo da música…. E por aí vai.

Diante da enorme oferta de aulas individuais, fazer aulas de teclado e escolher um bom professor pode ser tarefa difícil.

Você precisa reservar um tempo para fazer um levantamento dos diferentes preços cobrados em sua cidade. Mas uma coisa é certa: as aulas mais caras nem sempre são as com maior qualidade e com professores mais competentes!

Neste artigo o Superprof traz um presente para você: aqui estão algumas ideias para refletir sobre quanto custa uma aula de teclado ou piano e um breve panorama das tarifas praticadas pelo país.

Por que fazer aulas de piano?

Quais as vantagens de tocar teclado? Acertar as notas nem sempre é tarefa fácil. Tocar piano exige precisão e disciplina.

Antes de considerar o preço de uma aula de piano individual, vamos refletir sobre as razões de aprender este instrumento?

Se você está procurando um professor de piano, claro, você quer aprender a tocar piano.

Bem, caso você ainda não saiba disso: tocar este instrumento traz muitos benefícios além do simples prazer de tocar música.

Aprender música (seja fazendo aula de teclado online, aulas de violão, aulas de bateria ou aulas de violino, etc.):

  • aprimora suas habilidades cognitivas
  • reduz o aparecimento de doenças neurodegenerativas
  • ensina como superar dificuldades
  • faz você adquirir rigor e disciplina
  • estimula suas emoções e sua expressão
  • amplia a compreensão da música e sua formação musical (por meio dos objetivos das suas aulas de piano)
  • exercita três dos seus cinco sentidos (tato, audição, visão)
  • traz autoconfiança
  • aprimora as habilidades motoras
  • produz endorfina, o hormônio da felicidade

Além de praticar o instrumento, saber como tocar significa também fortalecer o desenvolvimento pessoal.

Infelizmente, os preços não são tabelados…

O preço de uma aula de piano varia de cidade em cidade

Dependendo de onde você morar neste país-continente que é o Brasil, você vai desembolsar mais ou menos. Da mesma forma, suas aulas de piano particulares serão muito mais caras se você morar em Brasília ou no Rio de Janeiro.

Isso é normal, o custo de vida é maior na capital paulista do que em outros lugares.

Geralmente, as tarifas estão longe de ser homogêneas. Aqui está um rápido passeio pelos preços cobrados pelos professores na plataforma Superprof em todo o Brasil.

Para cada cidade, indicaremos o preço em média.

  • São Paulo: 76 reais
  • Rio de Janeiro: 81 reais
  • Vitória: 56 reais
  • Curitiba: 60 reais
  • João Pessoa: 50 reais
  • Salvador: 67 reais
  • Porto Alegre: 67 reais
  • Brasília: 82 reais
  • Recife: 52 reais
  • Fortaleza: 60 reais
  • Belo Horizonte: 74 reais
  • Florianópolis: 56 reais
  • Aracaju: 130 reais (preço médio elevado pois há poucos professores na região)
  • Natal: 67 reais
  • Manaus: 70 reais

Sabendo que entre todas essas cidades os preços ainda podem variar de 25 a 200 reais. Uma faixa bem ampla, não é mesmo? Portanto, existem mais fatores além da localização que influenciam na cobrança de valores.

Preços diferentes em função da idade e do nível do professor

Quando olhamos para a diferença de preço, percebemos que os professores particulares que cobram mais são mais experientes e mais velhos. Por outro lado, os mais jovens estão nas tarifas mais baixas.

A variável idade e experiência, muito sensível ao preço de uma sessão de música. Quanto mais velho e mais experiente for o professor, mais valorizada será sua aula de piano para o aluno.

Portanto, há uma relação entre idade e preço, quase lógica: quanto mais anos de experiência, maior a qualidade da formação e, portanto, mais cara a aula individual.

Um aluno de 25 anos no conservatório dificilmente pode cobrar mais de 25 reais a hora aula de piano. Bem, com certeza, sua formação musical é mais avançada do que a de um iniciante.

Saiba como encontrar

Mas ele não pode competir, em termos de preço, com um professor de cinquenta anos que já é pianista há várias décadas.

perfil dos professores cujas aulas de música são mais caras (acima de 50 reais) é o de pessoas que oferecem aulas de piano para todas as idades, todos os estilos musicais (especialmente jazz e aulas de piano clássico) e para todos os níveis.

São pessoas que têm mais experiência de piano do que outras.

Quando você paga por uma aula de teclado, você também paga pelo empenho e pelo diploma do profissional: um pianista graduado na EMESP Tom Jobim, por exemplo, ou um músico de sinfônica, um especialista em jazz ou piano clássico, com certeza pode reivindicar valores superiores a 60 reais.

Se você quiser qualidade, precisa pagar!

Por outro lado, os professores mais baratos (abaixo de 30 reais por hora) podem ser os mais amadores.

Em geral são perfis onde se valoriza mais os anos de prática do que a formação acadêmica em si (seja com licenciatura ou bacharelado em universidades ou formação em grandes instituições renomadas de música).

Preços de acordo com o nível de estudos

O nível de estudos também é uma variável que influencia no preço da hora aula particular de piano.

Na verdade, um aluno com uma formação que não é musical (comércio, línguas, humanidades, etc.), mas que aprendeu a tocar em uma escola de música na infância, por exemplo, provavelmente vai dar aula de teclado para iniciantes (aulas introdutórias ou de iniciação musical).

Por exemplo: Juliana, cadastrada em uma cidade no sudeste, estudou piano em uma escola de música. Ela é jovem estudante, graduanda em pedagogia, dá aulas para iniciantes de piano e também de outros instrumentos como violão, baixo e teoria musical.

Suas aulas de piano para iniciantes em casa custam 25 reais a hora.

Já Ricardo, cadastrado na mesma cidade, tem em seu perfil muito mais experiência com ensino: é pianista de concerto e músico profissional. É professor de canto e piano e toca em grandes teatros nacionais e conservatórios dentro e fora do Brasil. Ele declara ser um pedagogo, dominar o piano e teoria musical com maestria.

Seu preço é muito maior: 80 reais por hora.

É claro que, quanto maior o nível, maior será o preço. As aulas de piano para principiantes são, portanto, menos dispendiosas do que as aulas particulares mais específicas, como para progredir na teoria musical ou na improvisação.

As aulas intensivas e preparatórias para ingressar em cursos de música em universidades ou instituições musicais de renome também não são baratas: chegam a ter uma média de 60 reais.

Então, agora sabemos que, dependendo do seu orçamento e dos seus objetivos, você vai ter que pesquisar bastante entre todos os perfis disponíveis.

Se você quer começar a tocar piano, aprender teoria da música e conseguir ler uma partitura, um professor particular estudante e amador (no sentido de músico não profissional) vai certamente atender as suas necessidades.

Por outro lado, se a sua ambição é se tornar um pianista profissional para tocar todos os estilos de música e adquirir um alto nível de prática, procure por um profissional mais velho (a partir de 40-50 anos), graduado em uma grande universidade ou instituição musical de preferência, e com boa experiência em ensino de piano.

Em outras palavras, escolha um especialista.

O que perguntar para seu futuro professor de teclado?

Antes de se comprometer e se precipitar na ânsia de aprender a tocar piano, você tem de fazer uma série de perguntas para o professor selecionado.

Como se tornar um pianista a um custo menor? O preço da sua aula de piano também está relacionado com o diploma do seu professor!

Pergunte-lhe primeiro qual é sua experiência com piano. Investigue quais é a sua formação relacionada à música. Se ele é um pianista profissional, você já deve imaginar que as aulas provavelmente excederão 60 reais a hora.

Pergunte-lhe qual estilo de música ele ensina e quais as técnicas que ele domina.

Se ele propõe uma aula que exceda os 60 reais a hora, descubra o que justifica essa tarifa: é o método de piano, a pedagogia, a experiência em tal ou tal estilo (aulas de jazz, piano clássico, tango ou mpb)?

Será que ele vai ser capaz de se adaptar ao seu nível? Na verdade é importante comunicar o que você já conhece de música e piano: teoria musical, arpejos, acordes de piano, sabe como ler uma partitura… Por que você quer fazer aula de piano em casa?

Seu professor sabe como simplificar obras de piano e encontrar arranjos simples?

Peça para que ele diga quais são suas canções favoritas: por exemplo, a Para Elise, Marcha turca, a sonata Clair de Lune, prelúdio de J. S. Bach, etc.

Dependendo do seu perfil e da distância que o professor terá de percorrer, ele vai incluir na sua tarifa horária os custos relacionados ao tempo de deslocamento para chegar à sua casa.

Por fim, faltou mencionar a questão do material didático.

O fornecimento de livros didáticos e partituras já estão incluídos no valor cobrado pela aula, ou você vai ter que arcar com este custo adicional: metrônomo, método para piano, livro de teoria da música, agenda?

Caso você também queira utilizar métodos disponíveis na Internet e tutoriais, pergunte se ele apoia essa metodologia e se pode auxiliar nas suas aulas de piano on-line.

Agora só falta calcular quanto do seu salário mensal você pode reservar para suas aulas particulares. Em alguns meses, você vai se tornar um verdadeiro pianista!

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (média de3,00 sob 5 de 1 votos)
Loading...

1
Deixe um comentário

avatar
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
Claudia Deltregia Recent comment authors
Mas recentes Mais antigos Mais populares
Claudia Deltregia
Convidado
Claudia Deltregia

Sempre perguntem se o professor possui formação em música e no instrumento . Verifiquem o currículo. Há professores que sequer atingiram o nível intermediário ao instrumento e começam a ensinar. E ainda cobram caro para mascarar um profissionalismo que não possuem.