Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Oriente Médio: dicas para preparar sua viagem

De Glicia, publicado dia 11/02/2019 Blog > Idiomas > Árabe > Quais cuidados para viajar nos países árabe?

Os países muçulmanos, do norte da África ao Oriente Médio, são muitas vezes evitados por turistas do mundo todo que preferem visitar a Europa, América ou Ásia.

Ora, visitar os países árabes pode abrir sua mente para novas perspectivas: aprender a língua árabe, descobrir a cultura islâmica, conhecer a história do mundo árabe e muçulmano, seu legado literário e arquitetônico.

Além disso, os países árabes estão passando por um “boom” turístico. De acordo com dados do Banco Mundial, a Arábia Saudita atraiu 18 milhões de turistas para seu solo em 2016, tornando-se o primeiro país árabe mais visitados do mundo.

Quanto ao norte da África, países como Marrocos, Egito e Tunísia totalizaram quase 28 milhões de visitantes internacionais só em 2014. Entretanto, alguns países ainda sofrem com clichês e preconceitos.

E você, tem vontade de conhecer um país de cultura e língua árabe? Se sim, você conhece as precauções que devem ser tomadas antes da sua viagem?

Neste artigo trouxemos algumas dicas para quem deseja visitar o Magrebe ou o Oriente Médio. Continue lendo!

Devemos evitar de visitar os países de cultura árabe ou muçulmana?

Primeiramente, deve-se notar que é fundamental dissociar os povos árabes da religião muçulmana. Há muitos árabes praticando judaísmo ou cristianismo e, mais amplamente, milhões de pessoas são muçulmanas, mas não árabes.

cultura islâmica, como conhecer Uma das atrações dos países árabe são os souks, grandes mercados ao ar livre.

Viajar para países árabes pode ser desencorajador para algumas pessoas. Isto acontece porque em países de cultura ocidental, os países orientais  têm má reputação, especialmente por causa de alguns fatores:

  • O choque cultural que eles causam;
  • O tratamento que é dado às mulheres na sociedade;
  • Os diversos conflitos religiosos;
  • O terrorismo ligado ao fundamentalismo islâmico de grupos como Daesh ou Al-Qaeda.

Ainda podemos encontrar muitos outros fatores que explicam o desinteresse pelos países árabes: a “Primavera Árabe em países como Tunísia, Egito e Líbia, os conflitos entre judeus de Israel e os palestinos, a guerra na Síria e no Iraque, as leis islâmicas xiita no Irã, ou ainda os fundamentalistas sunitas na península árabe.

Todos estes conflitos e problemas fazem com que a maioria dos turistas não manifeste interesse pelos países árabes, na maioria dos casos por medo. De todos os países árabes, o Marrocos aparece como um dos mais seguros para viajar. E não por acaso que se trata do país de cultura islâmica mais procurado, em especial a cidade de Marrakech.

No entanto, o sincretismo religioso raramente se aplica aos turistas, embora seja de rigor adotar, por respeito, alguns códigos sociais e costumes locais, muitas vezes bem diferentes da cultura ocidental.

Mas, isto não significa que os países árabes sejam assim tão perigosos ao ponto de evitarmos visitá-los. O Brasil mesmo é um país com alto índice de violência, onde um turista pode ser roubado ou agredido se ele estiver no lugar errado, na hora errado! Para viajar com segurança em qualquer lugar do mundo, é preciso ser cauteloso e saber respeitar as pessoas locais.

Antes de embarcar: as medidas que você deve tomar

Naturalmente, a primeira coisa a se pensar antes de organizar uma viagem é se seus documentos estão em dia. Verifique a validade do seu passaporte e certifique-se de que ele está válido durante o período em que você estiver fora do Brasil.

o que saber antes de ir a um país árabe Prepare sua viagem para evitar contratempos.

A segunda coisa a fazer é reservar uma passagem de avião para o destino que deseja visitar. O sites de comparação de preços podem te ajudar a encontrar a passagem mais barata na data que você deseja embarcar.

Para  isso, a referência no quesito comparador de vôos é o site Skyscanner, que busca os possíveis vôos de acordo com as datas que você deseja e de acordo com os aeroportos mais baratos.

Você deseja viajar em Julho de 2019? Basta selecionar o mês desejado, entrar o país de saída e chegada e pronto. O site calcula para você as melhores ofertas de vôos com os melhores preços. Países como Marrocos são relativamente baratos, tanto no que se refere ao preço das passagens quanto à estadia.

Uma vez sua passagem comprada, a próxima etapa é se informar sobre as condições de imigração do país: a espinhosa questão dos vistos. Os brasileiros podem viajar sem visto para muitos países do mundo, mas para ter certeza é preciso se informar antes junto ao consulado.

Além do visto, alguns países exigem a posse de um passaporte válido por 6 meses após a data de retorno: este é o caso da Argélia, Egito e Irã. Fique atento!

Quais são as zonas e regiões de risco que devem ser evitadas nos países árabes?

Já que dissemos que alguns países são desencorajadores, vale ressaltar qu, há alguns em que você não deve, de fato, ir!

porque não visitar algumas regiões do oriente médio? Você sabe quais são os países árabes a serem evitados?

O Iraque e a Síria são dois países em guerra, respectivamente desde 2003 e 2011. Se você quer estudar árabe e explorar os encantos do oriente em Damasco ou Bagdá, esqueça esta idéia por enquanto – mesmo que Damasco seja o berço da civilização árabe.

Há muitas áreas também a serem evitadas no sul da Argélia, próximas às fronteiras do território iraniano. Por causa, está o terrorismo de grupos fundamentalistas islâmicos, bem como tensões e instabilidades políticas.

Você pode encontrar facilmente na internet, em sites oficiais e governamentais, informações sobre os países e zonas a serem evitadas. Informe-se antes de comprar suas passagens.

Assim, o sul da Argélia, toda a Líbia, o oeste do Egito, a região do Sinai, o Iêmen, a Síria, o Iraque e as fronteiras iranianas são fortemente desaconselhados, a menos que haja razões imperiosas.

Na África, é recomendado evitar de ir à Somália e ao redor do Chifre da África, áreas em guerra desde 1991, onde os shebabs – grupos islâmicos salafistas jihadistas cometem atentados suicidas com grande frequência.

E 2018, entre os países do mundo árabe, apenas Marrocos, Emirados Árabes Unidos, Omã e Kuwait foram considerados seguros, ou seja, em vigilância normal, segundo as autoridades mundiais.

Quais são os códigos sociais a serem respeitados nos países islâmicos?

Depois de alguns meses de aulas de árabe e de conhecer um pouco melhor a cultura islâmica, surge geralmente uma vontade de viajar para um dos muitos países de língua árabe e aprofundar seus conhecimentos, não é mesmo?

Antes de partimos ao encontro da cultura árabe, é preciso quebrar diversos preconceitos e estereótipos. O povo árabe possui uma história milenar, língua e cultura de extrema riqueza e uma literatura fascinante. Além disso, os povos antigos árabes deixaram um legado científico e matemático que contribuiu a dar notoriedade às antigas civilizações do Oriente Médio.

Nos dias atuais, são denominados “árabes” os países nos quais a população fala o idioma árabe, totalizando 22 países que tem essa língua como idioma oficial, desde o oceano atlântico e norte da África, até a parte oriental do Mar Mediterrâneo e Golfo Árabe.

culinária e gastronomia árabe Se alguém te convidar para comer em um país árabe, recusar será mal visto!

Se você decidir ir a um país praticante  da religião muçulmana, e onde o árabe é uma das línguas oficiais, há – como em todos os lugares – códigos sociais a serem respeitados, cujo desrespeito corre o risco de ferir os costumes locais.

É preciso ser empático com a população local quando viajamos para outros países e sobretudo, não se deixar levar pelo que geralmente é dito nos grandes veículos da mídia internacional.

Vejamos as coisas que você NUNCA deve fazer em algum país árabe:

  • Criticar o Estado ou a Monarquia (no caso do Marrocos);
  • Recusar um convite para comer ou para tomar um chá;
  • Entrar em uma mesquita sem ser convidado;
  • Criticar a religião e os costumes islâmicos;
  • Exibir publicamente seu relacionamento amoroso (beijos ou abraços). As demonstrações de afeto em público são vistas como falta de pudor;
  • Fotografar o momento da oração, algo extremadamente importante para os muçulmanos;
  • Visitar uma mesquita com os ombros nus. Assim como em igrejas católicas, é preciso estar com roupas adequadas para visitar;
  • Adaptar-se ao uso do véu para as mulheres. Não obrigatório na Turquia, Marrocos ou nas grandes cidades modernas, mas bastante adequado em áreas rurais remotas.

A maioria dos países do mundo obedece a uma codificação social, a  qual devemos respeitar. Quando estamos em outro país ou mesmo na casa de outras pessoas, é natural que  nos adaptemos aos costumes do local.

Da mesma forma que devemos respeitar as regras de polidez quando estamos  no Japão (se curvar para cumprimentar alguém), devemos também respeitar as regras impostas aos códigos sociais nos países árabes.

Veja aqui mais algumas regras de boa conduta social que servem não apenas para quando for visitar algum paìs árabe, mas para muitas outras situações:

  • Aceitar o convite para comer, mesmo se não estiver com fome;
  • Tirar os sapatos antes de entrar na casa de alguém;
  • Não criticar a religião local e não buscar argumentar contra os costumes que você considera “errados”.

Qual país do norte da África ou do Oriente Médio você gostaria de visitar? Para aproveitar ainda mais sua viagem, não se esqueça de conferir o site do Superprof  para encontrar as melhores aulas de árabe!

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (média de2,00 sob 5 de 1 votos)
Loading...
avatar