Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

A redação nos cursos de Comunicação

De Fernanda, publicado dia 23/10/2019 Blog > Apoio Escolar > Redação > Texto jornalístico no ensino superior

Saber escrever uma boa redação hoje é fundamental. Seja para obter uma boa nota no vestibular, no Enem, em provas em geral, mas também existem situações reais do cotidiano que exigem um domínio completo da escrita. Na área da comunicação isso não é diferente. Você saberia dizer o que é um texto jornalístico e qual a sua função? E quais cursos do Ensino Superior possuem a redação como disciplina ou foco?

Vamos abordar tudo isso nesse artigo!

Os tipos de redação jornalística

Descubra os diferentes textos jornalísticos. Tipo de texto: jornalístico

Os textos jornalísticos têm como principal objetivo comunicar e informar aos leitores sobre diferentes assuntos, como política, economia, cultura e entretenimento. Esses textos hoje podem ser encontrados em suportes variados, como jornais, revistas, redes sociais, blogs, sites, rádio, televisão….

Em geral, para escrever o texto jornalístico, é preciso passar por algumas etapas: coleta de informações, entrevistas, pesquisa. Depois desse momento, a pessoa que escreve o texto tem a função de transformar essas informações sobre determinado fato/assunto e transmiti-las aos leitores de maneira clara e eficiente.

Para isso, algumas técnicas básicas são utilizadas, e uma das mais importantes é o lide. O lide é um elemento fundamental para a funcionalidade do texto jornalístico, que expressa a função das linhas iniciais de uma matéria, no intuito de atrair e conduzir o leitor aos demais parágrafos. Nele, estão as principais informações do fato ocorrido. Em geral, todas essas perguntas são respondidas:

  1. O quê? (qual o fato ocorrido?)

  2. Quem? (quais pessoas envolvidas no fato ocorrido?)

  3. Quando? (dia/horário em que ocorreu o fato)

  4. Onde? (local em que ocorreu o fato)

  5. Como? (de que maneira ocorreu o fato)

  6. Por quê? (se estiverem evidentes, quais são as causas do fato ocorrido)

Como existem diferentes gêneros textuais jornalísticos, a redação jornalística é amplamente abordada em provas nacionais, como o Enem e os vestibulares. Além disso, hoje em dia, com a grande diversidade dos canais de comunicação – redes sociais, blogs, sites, Youtube, etc – os textos jornalísticos estão cada vez mais presentes em nosso cotidiano. Por isso, é fundamental saber diferenciar os diferentes gêneros e suas principais características. Confira alguns dos mais populares:

Notícia

Gênero mais comum cuja função da linguagem é informativa. Em resumo, trata-se de um relato impessoal sobre algum fato. Há algumas maneiras de escrever uma notícia, e algumas delas são:

  • Sequências narrativas: narrativa curta a respeito do fato ocorrido;

  • Sequências descritivas: descrição mais detalhada dos fatos ocorridos;

  • Sequências explicativas: explicações específicas a respeito do fato ocorrido.

Artigo de Opinião

Tem o objetivo de informar sobre um assunto com a característica principal de manifestar o posicionamento do articulista (autor do texto) a respeito dele.

Editorial

O Editorial também tem o objetivo de informar os leitores e exprimir o parecer do veículo de comunicação sobre os fatos.

Crônica

Um dos gêneros que mais se aproxima da literatura, a crônica traz um relato de fatos do cotidiano, com a característica de transmitir a subjetividade/análise do cronista (autor da crônica) a respeito do assunto.

Reportagem

Textos jornalísticos mais longos e completos do que as notícias. Seu objetivo principal é descrever os fatos de forma mais aprofundada. Dessa maneira, a reportagem também traz outros elementos que enriquecem o texto, como relatos dos envolvidos, visões opostas, opiniões de especialistas, dados e estatísticas, entre outras informações.

Um dos principais tipos de reportagem é a investigativa, na qual o jornalista mergulha em uma situação ainda não comprovada (política ou social, por exemplo) e a estuda, para conseguir provar sua veracidade ou não. Pode ser um fato conhecido que será explicado de maneira mais completa ou, até mesmo, algo que o próprio jornalista descobriu e vai mostrar ao público pela primeira vez.

Resenha crítica

Texto assinado e escrito em terceira pessoa, que expressa opinião e discursa sobre alguma alguma produção em particular. A resenha crítica, ou apenas crítica, faz uma avaliação, por meio de argumentos positivos ou negativos, a respeito de produtos culturais como livros, artes visuais, filmes, peças de teatro, etc. O texto se constitui de introdução, apresentação, apreciação e conclusão, não necessariamente nesta ordem.

Classificados

Encontrado sobretudo nos veículos impressos, como jornais e revistas; hoje os classificados também podem ser encontrados na internet, sob a forma de anúncios.

Os classificados são textos curtos que trazem informações sobre vendas, trocas, empréstimos, aluguéis, empregos, entre outros. A principal função é expor o objeto do classificado, sem deixar de lado a persuasão, ou seja, a intenção de convencer o leitor.

A importância da redação na publicidade

Peça para outra pessoa ler sua redação e testar a objetividade

A publicidade exerce um papel tão importante como formadora de opinião que autores dizem que a mesma atua em esferas antes específicas dos meios educacionais, jurídicos, religiosos, mudando conceitos, regras, interferindo nos costumes e comportamentos outrora tidos como tradicionais.

Saber escrever um bom texto publicitário é uma das habilidades essenciais quando se trata de atrair e conquistar clientes e consumidores. A redação publicitária está presente em todas as mídias de propaganda, como anúncios em jornais e revistas; banners; postagens e artes nas redes sociais; roteiros de comerciais para TV; sites e blogs; spots de rádio; textos para vídeos (online ou não), entre outros.

Todo o processo de divulgação das empresas e das marcas passa pelo processo da redação. E uma boa redação publicitária deve conter alguns elementos essenciais, como:

  • Clareza
  • Concisão
  • Interesse
  • Proximidade do público-alvo
  • Persuasão

Quais os cursos possuem matéria de redação?

Entre todos os cursos de graduação, existem alguns que tem um foco maior em redação, muitas vezes sendo alvo de uma disciplina ou módulo integral. Vamos conferir a descrição de alguns cursos graças ao portal Guia da Carreira:

Jornalismo

O profissional formado no curso de Jornalismo é responsável por buscar, investigar, redigir e transmitir notícias, através dos meios de comunicação (jornais, revistas, internet, televisão, etc.).

O jornalista participa ativamente de todos os processos de produção de notícias como, por exemplo: a investigação, apuração, organização, resumo e a redação.
O profissional especializado em Jornalismo pode assumir diferentes cargos nesta área, tais como:

  • Repórter
  • Redator
  • Assessor de Imprensa
  • Repórter Investigativo
  • Editor
  • Chefe de Reportagem

Um dos objetivos deste profissional é a divulgação de informações e suas principais atividades são: coletar, redigir, editar e publicar notícias.

Ainda assim, a profissão atrai aqueles que gostam de escrever. Apesar da rigidez técnica dos textos noticiosos, algumas vertentes do jornalismo permitem que o escrito se abra mais e ouse um pouco. Por isso, essa profissão é indicada para quem gosta de redação.

Editoração

Para publicar um livro, coluna de jornal, artigo para revista ou sites como este aqui é necessário muito mais do que um conteúdo de qualidade.

São vários os fatores que devem ser considerados antes da publicação. É preciso, por exemplo, saber qual é o público-alvo que se deseja atingir e selecionar os conteúdos mais relevantes para essas pessoas. É preciso também cuidar dos aspectos visuais do texto, como o tipo e tamanho da fonte utilizada e as imagens (fotografias, ícones, ilustrações, etc.) que acompanharão esse conteúdo.

Editoração ocupa-se de todas as etapas nos processos de edição e publicação de obras de ficção e não-ficção. Um profissional desta área lida com a seleção, edição e revisão de material para os mais diversos tipos de mídia impressa (jornal, revista, livro, panfleto, cartaz, etc.), eletrônica (e-books, mídias interativas) ou digital (internet, celular).

Uma das primeiras etapas da Editoração é a elaboração de textos. Este profissional elabora os mais diversos tipos de material escrito, como por exemplo:

  • Textos publicitários
  • Obras literárias (poesias, contos, novelas, romances, etc.)
  • Artigos ou colunas para revistas e jornais
  • Material didático
  • Documentos oficiais
  • Informativos empresariais.

Publicidade

Publicidade e Propaganda utiliza criatividade e técnicas de comunicação para divulgar produtos, serviços, ideias e marcas. Ela pode ser empregada para construir a imagem de empresas, causas e pessoas junto a um público-alvo específico e seus profissionais têm um campo de trabalho bastante amplo, que vai além das agências de Publicidade e Propaganda.

Saiba mais sobre a carreira na Publicidade e Propaganda, como é o mercado de trabalho para estes profissionais e onde estudar!

O publicitário é responsável por planejar, criar, avaliar e coordenar campanhas publicitárias para diferentes mídias (TV, Internet, impressos, rádio etc.). Ele pode atuar também dentro das empresas, traçando estratégicas de comunicação, além de assessorar marcas e pessoas (como artistas, políticos, celebridades, etc.).

Letras

O profissional formado em Letras é um estudioso do funcionamento da Língua Portuguesa, de idiomas estrangeiros e suas respectivas literaturas.

Quem se forma em Letras pode seguir a carreira acadêmica, tornar-se tradutor, intérprete, pesquisador e muito mais.

Vamos conhecer algumas das áreas em que este profissional pode atuar e as principais atividades que desenvolve em cada uma delas:

  • Tradução – Traduz textos em português para outros idiomas ou vice-versa. Pode traduzir desde obras literárias até bulas de remédio.
  • Editoração – Edita textos dos mais variados tipos: obras literárias, acadêmicas, anúncios, etc. Define o formato e adapta os textos para os diferentes tipos de mídia.
  • Revisão – Realiza revisões em textos, corrigindo tanto a ortografia e gramática como a estrutura do textos (divisão dos capítulos e parágrafos, citações, etc.) a fim de que o texto esteja dentro das normas exigidas.
  • Interpretação – Atua como intérprete e estabelece a comunicação entre duas pessoas que não falam o mesmo idioma. Pode traduzir simultaneamente reuniões, palestras e até transmissões ao vivo de eventos internacionais.
  • Produção Textual – Escreve os mais diversos tipos de textos: obras literárias (romances, novelas, prosas, etc.), crônicas e colunas para jornais e revistas, textos publicitários utilizados como peças de marketing, conteúdo para sites, blogs e muito mais.
  • Ensino – Atua como professor de Língua Portuguesa, Redação ou Literatura nos ensinos fundamental e médio. Ministra aulas de outros idiomas. Realiza palestras e cursos sobre vários temas relacionados à língua falada e escrita.

Escrever bem para se comunicar bem

Aproveite para treinar suas habilidades de argumentação

Bem, como vimos acima, saber escrever uma boa redação ou um bom texto jornalístico é uma porta de entrada para muitas profissões. Mas não só.

Hoje em dia, podemos afirmar que o texto jornalístico talvez seja o gênero textual mais lido, pois possui o maior alcance nos diversos setores da sociedade.

No jornal impresso, nas revistas, no Facebook, no Instagram e até no Whatsapp: a linguagem jornalística está presente em todos os canais. Portanto, dominar esse gênero textual também é um passo para se comunicar bem nos dias atuais.

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
avatar