Música Reforço escolar Idiomas Aulas particulares Artes e Lazer Esporte
Compartilhar

Melhores películas temáticas de boxe

De Fernando, publicado em 09/03/2018 Blog > Esporte > Boxe > Unindo o cinema e o ringue

Encontrar um filme sobre a nobre arte do boxe – do burlesco de Charlie Chaplin ao drama de uma verdadeira história sobre o boxeador Rubin Carter – não é difícil.

O boxe e os esportes de combate despertam tanto interesse que foi criado até um gênero específico: o filme de boxe .

Todos nós temos nossos tipos favoritos de filmes: filme de ação, filme de guerra, filme animado, filme de ficção científica, filme de terror, blockbusters, biografias… Não esqueceremos os bons filmes da História do cinema contemporâneo, como os de Hitchcock, Woody Allen, Martin Scorsese, Clint Eastwood, Tarantino, Polanski, Ford Coppola, os irmãos Coen, D. Fincher, D. Lynch e os de Ken Loach.

A lista dos melhores filmes para ver é longa.Mas agora vamos focar no aspecto didático de um filme que retrate a vida de um campeão do mundo do boxe, para quando você está sem as luvas de boxe no ringue.

Agora um top 10 com os melhores filmes de boxe, uma referência interessante para você aprender mais curiosidades sobre o esporte.

cenas de combate são frequentes Vitórias e derrotas são retratadas no cinema

1. O campeão

Este filme americano foi dirigido por Charlie Chaplin (1889-1977) em 1915.

Todos conhecemos o personagem lendário Carlitos, um dos pivôs da história do cinema no século 20, que fez parte em mais de 80 filmes durante uma carreira de quase 70 anos.

Em O campeão, vemos Charlot, um vagabundo, vestir luvas de boxe para assumir o papel de  sparring –  um parceiro de treinamento para ajudar um campeão a se preparar para uma luta – do boxeador Bob Uppercut para ganhar um pouco dinheiro.

Quando se trata do turno do ilustre Charlot, vemos que ele secretamente esconde uma ferradura debaixo da luva para derrubar os oponentes.

O vagabundo, em seguida, torna-se um boxeador, e acrobaticamente aceita o desafio o desafio em uma última luta.

Este filme  é parte da história do boxe e continua sendo um bom entretenimento!

2. A série “Rocky”

Um dos mais lendários e mundialmente famosos, Rocky é uma série de filmes escritos e dirigidos pelo ator americano Sylvester Stallone.

No total, existem oito filmes feitos desde 1976, retratando a história de ficção de um boxeador ítalo americano, dos bairros pobres e populares da Filadélfia, e se torna campeão mundial de boxe: Rocky Balboa.

Rocky subiu a escadaria a escada nos treinos, se tornou uma surpresa e derrotando Apollo Creed, o campeão de boxe da história.

Passado durante os anos de Reagan (1980-1988) e até hoje, a série de trilogias tornou-se a aposta para homenagear o verdadeiro boxeador Chuck Wepner – que quase derrubou Muhammad Ali – enquanto transmitia a imagem do Sonho americano.

3. Touro indomável

Esta biopic  -um filme biográfico – é um dos melhores dos melhores filmes da história do cinema, traçando a carreira de Jake LaMotta (1922-2017), lançado em 1980.

Esta obra-prima em ascensão do “Bronx Bull” foi dirigida por Martin Scorcese e estrelado por Robert De Niro como Jake LaMotta.

O cenário deslumbrante mostra J. LaMotta, de um passado muito modesto, que luta por vinte anos por notoriedade através de suas vitórias no combate corpo a corpo contra grandes nomes como Sugar Ray Robinson e Marcel Cerdan, o atleta torna-se campeão mundial dos pesos médios entre 1949 e 1951.

E o filme traz também o declínio e a inevitável queda do campeão …

A crítica do filme? Pode-se dizer que Scorcese tem muito interesse na vida privada do boxeador em detrimento às suas lendárias lutas.

Quase todos os críticos de cinema dirão que esta é uma das referências no filme de boxe.

Talvez um dos motivos que fizeram você querer fazer boxe esteja no cinema!

Boxeadores também são temas habituais Prepare-se para uma sequência de golpes no cinema!

4. Quando éramos reis

Fãs da nobre arte – um termo que remete ao boxe – dizem que este filme é um dos melhores filmes revelando o poder de grandes competidores.

Este documentário, lançado em 1996, retrata a luta mítica entre Muhammad Ali e George Foreman em Kinshasa (anteriormente Zaire, atual República Democrática do Congo), em 30 de outubro de 1974.

Esta luta foi apelidada de “The Rumble in the Jungle”, em português “a luta na floresta”, e foi Muhammad Ali – Cassius Clay na época- que colocou George Foreman no chão com nocaute (KO) na oitava rodada.

O filme evoca, além do final mítico do campeonato mundial, as táticas de Ali, surpreendendo com golpes ainda pouco utilizados pelos boxeadores na época e o clima em que este foi organizado, incluindo a ditadura de Mobutu.

O filme recebeu o Oscar de melhor documentário em 1997.

5. Hurricane – O Furacão

Dirigido em 1999, o Hurricane é um filme biográfico que evoca a difícil jornada do boxeador Rubin Carter (1937-2014), também conhecido como Furacão.

À medida em que ele começa a ser conhecido do público em geral, um boxeador internacional na categoria dos médios conhecerá o auge e a descida no inferno.

Carter aprende boxe na prisão – encarcerado por várias ofensas em seu período de gângster – e torna-se profissional.

Classificado no top 10 em 1963, ele ganhou e conseguiu alcançar o improvável: tornar-se um dos candidatos sérios para o título mundial.

Ele continuou sua ascensão meteórica até ser acusado, em 1967 e 1976, de um possível triplo assassinato em 1966.

Pronto para vestir suas luvas de boxe?

Como aprender luta no cinema Boxe feminino também está no cinema

6. Boa de briga

Dirigido por Karyn Kusama em 2000, este filme coloca o boxe feminino no centro das atenções através de uma jovem com um passado doloroso e de uma categoria social desfavorecida.

Girlfight foi bem recebido pela crítica quando foi lançado.

Original do Brooklyn, vinda de uma família com uma mãe suicida e um pai alcoólatra e violento, expulsa de várias escolas, Diana Guzman encontra no boxe um refúgio e um subterfúgio para se afastar das dificuldades da vida que ela está tentando fugir.

Ela canaliza sua raiva no saco de pancadas no clube de boxe e encontra uma alegria de viver, identificando-se com outros grupos sociais mais do que com aqueles de seu mundo social, feito de desespero e violência.

7. Ali

Entre a lista de filmes sobre a nobre arte, Ali está entre os mais bem feitos.Uma biografia da lenda do esporte Muhammad Ali, destacando seus triunfos e controvérsias entre 1964 e 1974.

Lançado em 2001, o filme conta a história e a vida do boxeador  famoso, entre sua coroação do campeão mundial em 1964 em sua primeira luta contra Sonny Liston, até sua luta contra Foreman em Kinshasa em 1974.

Invicto no ringue de boxe, o filme também narra o ativismo do boxeador, que mudará seu nome de Cassius Clay para Muhammad Ali, se alistou com a  Nação do Islã  e se aproximou do militante dos direitos humanos,  Malcolm X .

Encarnada por Will Smith, descobrimos na tela que um dos melhores comediantes do cinema também pode ser um ótimo ator dramático nessa obra feita em torno do boxe e Muhammad Ali.

Ele é um dos grandes conhecidos por frases de boxeadores.

8. Menina de ouro

Entre os filmes recentes, é impossível tratar filmes de boxe sem evocar uma obra-prima de Clint Eastwood.

Se nossos leitores adoram o boxe, você deve absolutamente ver o filme Menina de ouro (2004).

O ex-treinador de boxe, Frankie (Clint Eastwood) dirige uma pequena academia de boxe com seu parceiro “Scrap” (Morgan Freeman), um ex-boxeador.

Uma jovem mulher – Margaret “Maggie” Fitzgerald – entra para o clube de boxe e faz com que Frankie – em um jogo de atuação fenomenal – se torne seu treinador de boxe apesar da relutância inicial.

Com treinamento intensivo e os conselhos de Frankie, “Maggie” (Hilary Swank) ganhou notoriedade ao vencer as vitórias por nocaute logo na primeira rodada.

Frankie então mostra seu desejo de parar, acreditando que as coisas estão indo longe demais.

Ele organiza uma última luta, pelo título mundial: uma luta contra Billie (interpretada pela boxeadora Lucia Rijker), que se transforma em um grande drama. Vamos parar por aqui e evitar maiores spoilers, ok?

Um filme tocante sobre uma boxeadora com um destino trágico, talvez um dos mais belos filmes de boxe dos últimos anos.

9. A luta pela esperança

Lançado em 2005, este filme dirigido por Ron Howard encenou a história de James J. Braddock (1905-1974), campeão mundial de peso pesado americano de 1935 a 1937.

Jim Braddock, ex-boxeador encarnado por Russel Crowe, abandonou o boxe após uma série de derrotas traumáticas.

No início da década de 1930, ele tentou melhorar financeiramente enquanto os Estados Unidos estavam presos na Grande Depressão e ele resolve fazer pequenos trabalhos pouco gratificantes e desinteressantes para sobreviver com sua esposa.

No entanto, ele é incitado a lutar contra o número 2 do mundo, luta que termina com sua triunfante vitória na terceira rodada.

Agora considerado o desafiador favorito do número um do mundo, uma luta decisiva para sua carreira está em ascensão, contra Max Baer.

Qual o seu filme favorito de lutas? A preparação do atleta faz parte de muitos roteiros

10. Victor Young Perez

Dirigido em 2013, este filme muito bom lembra a vida de Victor Younki (1911-1945), o boxeador mais jovem de todos os tempos coroado campeão duplo da França (1931-1932) e campeão mundial do peso mosca no mesmo ano.

Brahim Asloum, boxeador e ator profissional, encarna o destino trágico do boxeador Victor Younki.

De nacionalidade tunisina –  ainda sendo uma colônia francesa – e judeu, ele se mudou para Paris no início da década de 1930.

Enquanto o clima político, econômico e social está se deteriorando em toda a Europa, Victor Younki não deixa de sofrer as consequências do anti-semitismo e o surgimento do fascismo.

Enquanto Hitler liderou a Alemanha nazista desde 1933, Younki concorda em lutar em Berlim logo após a noite dos cristais de 1938.

Preso após denúncia pela Gestapo francesa em Paris, foi enviado ao campo de extermínio de Auschwitz em 21 de setembro de 1943.

Apelidado de “o campeão”, ele é convocado para o boxe no campo, durante as partidas arbitradas pela SS, em que o vencedor recebe uma ração extra de comida, enquanto o perdedor é executado.

Vencedor de todas as suas partidas, ele teria morrido em 22 de janeiro de 1945, baleado por um SS que ele derrotou antes no ringue de boxe.

Um filme trágico em que Brahim Asloum desempenha o papel de Victor Younki – também conhecido como Victor Young Perez – e descreve meticulosamente os estragos da barbárie nazi e da guerra contra o talento de suas vítimas.

Essa é uma boa maneira de encontrar na tela um dos melhores boxeadores franceses .

Compartilhar

Nossos leitores curtem este artigo
Este artigo trouxe a informação que você estava procurando ?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...

Deixe um comentário

avatar