É isso mesmo: você é um professor certificado. Você terminou sua formação e é hora de entrar em ação para dar aulas e conseguir alunos para suas aulas de yoga (saiba como). Ainda assim, você tem dúvidas sobre a maneira correta de realizar suas aulas de yoga? Isso é perfeitamente normal, pode ter certeza, especialmente se é a sua primeira vez.

Porque o objetivo da yoga é ganhar serenidade todos os dias. Por isso, nós lhe damos todas as ferramentas que permitirão que você comece nas melhores condições. Dessa forma, você poderá ensinar para seus alunos e praticantes o caminho certo para relaxar e esquecer de todas as suas preocupações. Comece com itens essenciais para se preparar para uma boa aula de yoga.

A preparação pode ser um passo um pouco assustador para alguns; no entanto, é essencial para o bom funcionamento do curso.

Faça alongamentos para fazer asanas difíceis
Um bom professor ajuda seus alunos a melhorar constantemente

Você poderia, por exemplo, articular sua sessão de yoga em torno de:

Um tema: um fio comum

Toda boa aula de yoga (saiba identificar as boas!) segue um tema. Isso pode ser muito específico, como atrair abundância ou tão simples como aumentar a flexibilidade do quadril. Ter essa ideia em mente ajuda a criar uma sequência coerente e inspiradora.

Você vai querer apresentar esse tema no início da sessão e continuar deixando claro como as posições estão conectadas ao tema maior. Você pode até ler uma citação ou sugerir um momento pra meditar.

Posturas: escolha um programa construído e variado

Seja qual for o tema, você deve incluir posições variadas durante suas aulas.

Por exemplo:

  • a pinça => para fortalecer os músculos abdominais;
  • o triângulo => para afinar a cintura;
  • o peixe => para melhorar a forma como respira;
  • o arco => para melhorar o funcionamento do sistema cerebral.

Algumas posturas têm contraindicações. Portanto, você precisará adaptar os exercícios de acordo com seus alunos.

Horário: seja pontual

A maioria das aulas de estúdio no Brasil duram uma hora aproximadamente. Os primeiros 10 minutos geralmente começam com um exercício de respirar e algumas partes delicadas ao chão. Os próximos 20 minutos incluirão sequências de fluxo dinâmico (Vinyasa) ou posições mantidas por 3-6 respirações (Hatha).

Nos próximos cinco minutos, você vai trabalhar a posição que trabalhou durante o restante da sessão. Cinco minutos adicionais podem ser dedicados ao equilíbrio de posições. Os próximos 10 minutos devem ser dedicados a posições sentadas e tensas. Os últimos dez minutos podem ser o momento pra meditar (sentado, por exemplo).

Finalmente, articule todos esses elementos com transições suaves.

Segurança: seu papel é muito importante

Além de um fluxo lógico, você também quer que seus alunos sejam adequadamente aquecidos e preparados para cada postura. Você nunca deve começar uma sessão com uma determinada posição sem aquecer corretamente a coluna e outras partes do corpo que ela exigir.

É importante que os professores de yoga (entenda como ser um bom) ao dar aulas de yoga iniciantes ou avançados, compreendam a anatomia e o corpo humano para garantir que garantam a segurança de seus alunos.

Se você pratica em casa, tenha muito cuidado em ouvir seu corpo e veja como ele reage a determinadas posições.

Elementos necessários para uma prática segura:

  • uma esteira de yoga: geralmente fornecida em aulas grupais;
  • uma toalha para colocar na esteira;
  • um pequeno cobertor: útil para a sessão de relaxar ao final.
Os melhores professores de Yoga disponíveis
Jéssica
5
5 (17 avaliações)
Jéssica
R$75
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Ana beatriz
5
5 (41 avaliações)
Ana beatriz
R$155
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Paola
5
5 (11 avaliações)
Paola
R$85
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Hariana
5
5 (14 avaliações)
Hariana
R$16
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Carolina
5
5 (30 avaliações)
Carolina
R$90
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Debora
5
5 (16 avaliações)
Debora
R$120
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Lívia
5
5 (25 avaliações)
Lívia
R$150
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Caroline
5
5 (29 avaliações)
Caroline
R$100
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Jéssica
5
5 (17 avaliações)
Jéssica
R$75
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Ana beatriz
5
5 (41 avaliações)
Ana beatriz
R$155
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Paola
5
5 (11 avaliações)
Paola
R$85
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Hariana
5
5 (14 avaliações)
Hariana
R$16
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Carolina
5
5 (30 avaliações)
Carolina
R$90
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Debora
5
5 (16 avaliações)
Debora
R$120
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Lívia
5
5 (25 avaliações)
Lívia
R$150
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Caroline
5
5 (29 avaliações)
Caroline
R$100
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Vamos lá

Conheça o nível de seus alunos

O que é muito importante para um professor é adaptar-se ao nível de seus aprendizes de yoga. Em aulas individuais, é fácil. Você pede para a pessoa fazer diferentes movimentos e vê como ela consegue executá-los.

Por outro lado, com um grupo, você encontrará diferentes níveis: de alguém que tem feito yoga há muito tempo até quem acabou de começar.

Yoga é praticada até pelos animais!
Como configurar uma boa dinâmica de grupo?

Seu objetivo será acompanhá-los no caminho do bem-estar, tanto físico como mental. Você precisará fazer com que os de nível avançado desejem continuar a praticar e os iniciantes a tentar, uma, duas, três, quatro vezes, a superar seus limites.

Nota: alguns novatos podem ter uma apreensão sobre a disciplina. Especialmente aquele que não é flexível. Depende de você para que ele se sinta à vontade.

Você entende que um instrutor de yoga também é um treinador. Ele deve acompanhar todos aqueles que querem seguir o mesmo caminho que ele. Para ajudá-lo, pense em seus anos de treinamento, quando você também era um aluno. Quais pontos você gostou de sua professora? Você sentiu falta de alguma coisa na maneira de ensinar da sua professora?

Todo ser humano comete erros. É normal. Tome isso em consideração para ajudar seus próprios alunos.

Aprenda a sentir o clima de seu grupo

Fanny, uma das nossas SuperProf Yoga nos diz que ela oferece alternativas aos diferentes participantes com base em seus níveis. O ideal é se adaptar à energia do grupo como um todo para não deixar ninguém para trás. A yoga é uma disciplina aberta a todos (independentemente da idade, gênero e condição física). Assim, você verá rapidamente que você terá diferentes perfis de alunos.

Alguns só querem relaxar. Outros querem lutar contra o estresse e aprender a gerenciar suas emoções. Enquanto outros são apaixonados e desejam se destacar. Você precisará aprender rapidamente a conhecer cada um de seus praticantes para configurar uma dinâmica de grupo em que todos se sintam à vontade.

Às vezes, pode ser um pouco mais difícil para você fazer as posições de yoga feitas para seus alunos. Já na próxima sessão de yoga, você sabe que estará com experts e, assim, você poderá ir mais longe escolhendo posições mais difíceis.

Seja para ensinar Vinyasa Yoga, Ashtanga Yoga, Kundalini Yoga ou Hatha Yoga, esses conselhos (veja 6 deles) valem para todo tipo de yoga.

Claro, isso também se aplica (especialmente) à yoga pré-natal, com mulheres que têm um corpo que se transforma. Isso tem muitas consequências sobre seu humor e físico. Você terá que aprender a conhecer e gerenciar para trazer a paz desejada. Assim, você descobrirá rapidamente que o humor do grupo pode mudar de acordo com:

  • Seu público e sua abordagem da yoga;
  • Estação do ano: no verão, as pessoas estão mais cansadas por causa do calor;
  • Tempo de aula;
  • Mas também seu próprio humor e seu dinamismo.

Divida sua aula em respiração - aquecimento - postura - relaxamento

Dependendo da forma de yoga que você pratica, as sessões irão evoluir pouco. No entanto, geralmente elas ocorrem em várias fases distintas e importantes que você precisará incorporar.

Seja um bom professor de yoga
A única coisa que você precisa é um tapete para praticar!

Para começar sua aula de yoga (descubra quanto cobrar por ela), sugerimos que você deixe as pessoas esquecerem as coisas que aconteceram ao longo do dia (se a sessão for realizada à noite) ou os elementos que poluem suas mentes. Assim, movimentos preliminares para relaxar são uma boa introdução. Dê tempo suficiente para permitir que todos deixem para trás tudo o que pesa em suas consciências.

Você vai associar exercícios de respirar (chamados pranayama) que permitem que eles descubram suas emoções. Ao controlar o seu ritmo respiratório, você aprenderá a reconhecer aquele que faz você relaxar e aquela que, pelo contrário, faz você se estressar, ter raiva ou medo.

Quando seu público estiver totalmente focado no que está acontecendo dentro de seu corpo, você pode aquecer. Então, você segue posturas de yoga (asanas) de acordo com a natureza da sua classe.

Escolha a ordem de todas as que o seu instrutor propuser e o tempo de espera (geralmente cerca de 3 minutos). Não se esqueça de oferecer também a seus participantes um momento de relaxar entre cada postura (exceto em yoga dinâmica que consiste em realizar as diferentes posturas em uma sequência fluida e intensa). Convide-os a associar cada gesto com o ritmo respiratório adequado (inspiração e expiração). Ajude as pessoas que ainda estão lutando ser mais flexíveis fisicamente para ir o mais longe possível, sem forçar.

Embora a meditação esteja presente em cada etapa da sessão, o final do curso também deve oferecer um momento para relaxar - pela última vez, antes de retomar a vida diária. Todos os músculos são então relaxados e os mais experientes serão capazes de apreciar plenamente os benefícios da yoga. Parabéns, acabou de terminar sua primeira sessão!

Uma boa dica é você ver alguns vídeos de aula de yoga online, no Youtube por exemplo, para ter exemplos de boas práticas (mas só as boas, hein?).

Os melhores professores de Yoga disponíveis
Jéssica
5
5 (17 avaliações)
Jéssica
R$75
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Ana beatriz
5
5 (41 avaliações)
Ana beatriz
R$155
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Paola
5
5 (11 avaliações)
Paola
R$85
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Hariana
5
5 (14 avaliações)
Hariana
R$16
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Carolina
5
5 (30 avaliações)
Carolina
R$90
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Debora
5
5 (16 avaliações)
Debora
R$120
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Lívia
5
5 (25 avaliações)
Lívia
R$150
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Caroline
5
5 (29 avaliações)
Caroline
R$100
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Jéssica
5
5 (17 avaliações)
Jéssica
R$75
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Ana beatriz
5
5 (41 avaliações)
Ana beatriz
R$155
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Paola
5
5 (11 avaliações)
Paola
R$85
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Hariana
5
5 (14 avaliações)
Hariana
R$16
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Carolina
5
5 (30 avaliações)
Carolina
R$90
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Debora
5
5 (16 avaliações)
Debora
R$120
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Lívia
5
5 (25 avaliações)
Lívia
R$150
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Caroline
5
5 (29 avaliações)
Caroline
R$100
/h
Gift icon
1a aula grátis!
Vamos lá

Desenvolva sua própria sessão de yoga individual

Todos os iogues profissionais dizem: a prática da yoga deve ser feita regularmente. E por isso muitos professores optam por oferecer o yoga em casa, se deslocando até o aluno e assim o mesmo fica mais à vontade e tem uma continuidade nas aulas.

Então, seja para você ou para seus alunos, entre cada sessão na escola de yoga, você deve planejar sua sessão individual a ser realizada diariamente. A primeira pergunta a se fazer: quanto tempo eu tenho para uma boa sessão? Apenas 15 minutos ou 1 hora?

Avalie precisamente quanto tempo você pode se dar para relaxar o mais rápido possível. Se você não pode isolar-se por uma hora por dia, não tem problema. Adapte o número de posturas em função das outras etapas. Pense que você também terá que adicionar uma fase de meditar e relaxar no início e no final da sessão. Existe uma lista de professores de yoga curitiba, vale a pena conhecer para quem é da região! (:

Então pergunte-se o que você deseja praticar hoje. Para obter uma maior qualidade de sono? Para controlar o seu estresse? Para relaxar seu corpo?

Misture equilíbrio e força para praticar a atividade
Desafie sempre o seu próprio corpo com a yoga

Encontramos um depoimento na internet de um sofrólogo e especialista em yoga pré-natal.

Veja como ela configura sua sessão pessoal:

  • Ela começa com uma fase de aquecimento que inclui meditação (com trabalhos pra respirar) e alongamento;
  • Ela se concentra em uma posição que ainda não domina completamente, de acordo com o que ela quer;
  • Depois disso, ela se concentra em uma postura que ainda não controla (tendo o cuidado de ouvir seu corpo e não forçar);
  • Ela dá sequencia com um momento de calma;
  • Ela termina com uma sessão de meditação que lhe permite retornar, pouco a pouco, ao mundo real, adicionando música ou deixando que o silêncio a envolva.

Em relação às posições, escolha de acordo com sua vontade. O mais importante é fazer você feliz e, acima de tudo, praticar diariamente.

Plano de aulas para iniciantes

Tenha em mente que tais práticas são para a vida: seu objetivo será promover o equilíbrio do aluno, mas isso tudo não acontece em uma semana. É preciso persistir e motivar as pessoas a fazer o mesmo. Com o passar do tempo, você vai ganhando experiência para desenvolver seu próprio método. Enquanto isso, podemos dar algumas dicas para o início da sua carreira.

Como dissemos, sua sessão pode se dividir em 4 partes: respiração, aquecimento, postura e relaxamento.

Exercícios de respiração

Normalmente, respira-se pelo nariz, tanto na inspiração quanto na expiração. O ar passa pelo corpo levando oxigênio e energia. O final resulta em uma redução da ansiedade. Especialmente para os iniciantes, é necessário enfatizar essas práticas que tanto beneficiam a saúde. Aqui vão algumas opções de respirações para o início da sessão:

  • Diafragmática;
  • Lábios franzidos;
  • Abelha;
  • Alternada pela narina;
  • Ressonante.

É importante ajustar essa parte antes de partir para qualquer movimento na prática da yoga.

Exercícios de aquecimento

Há movimentos de yoga que consistem em aquecer o corpo para só então partir para a aula, de fato. Também é uma parte importantíssima, visto que negligenciá-la poderia resultar em lesões e acidentes. Nessa parte, você pode trabalhar alongamentos, solturas articulares e outras atividades que promovem a agilidade do aluno. Movimentos circulares, além de alongar o pescoço, puxando a cabeça para um lado e para o outro é uma boa pedida.

Nesse rol, é importante trabalhar as mais diversas partes do corpo, como ombros, coluna, quadril e mãos. Sim, não podemos nos esquecer de nenhuma parte que será usada nas práticas posteriores.

Exercícios de postura

Um dos pontos fortes da yoga é a postura. Ela traz uma conscientização de cada membro, que leva ao autoconhecimento, uma noção a cada vez mais ampla de si mesmo. É por isso que os benefícios se estendem também ao emocional. Não é à toa que o método chega a ser indicado até mesmo por médicos como medida complementar para certos tratamentos.

Após aquecidos, chegou a hora de os seus alunos começarem a trabalhar a postura. Estamos falando da cereja do bolo, da parte da aula que mais trará benefícios. Mais uma vez, dizemos que é necessário adequar tais posturas ao nível dos alunos. É importante iniciar pelas mais simples e fazê-las corretamente do que acabar indo além do que a sua classe está preparada para cumprir.

Se for atender alunos particulares, você pode reservar horários especiais na semana para cada nível. Assim, com grupos homogêneos, será mais fácil fazer com que a turma toda evolua em conjunto. Aqui vão alguns exemplos de postura que você pode propor.

  • Tadasana - montanha;
  • Trikonasana - triângulo;
  • Baddha konasana - trono;
  • Dhanurasana - arco;
  • Uttanasana - flexão para frente;
  • Surya Namaskara - saudação ao sol;
  • Garudasana - águia;
  • Kapalabhati - respiração do fogo.

Exercícios de relaxamento

O ato de relaxar promove maior sensibilidade, uma vez que equilibra o sistema nervoso, diminuindo as tensões do dia a dia. A tendência também é reduzir o estresse muscular, muitas vezes adquirido em movimentos de repetição que realizamos em nossa rotina de trabalho. Assim, não se pode considerar como completa uma aula que não inclui esse momento.

Seguem algumas sugestões de movimentos:

  • Guerreiro I, II e III;
  • Cruzar as pernas e torcer o tronco;
  • Pés na parede;
  • Ponte.
Posição clássica de alongamento
Veja um exemplo de alongamento na ioga. Fonte: Pexels.

É claro que algumas variações vão depender também do tipo de yoga aplicada. Existem diferenças de método entre uma e outra modalidade. É fundamental que você as conheça para aplicar aquelas que mais têm a ver com o seu perfil. É basicamente o mesmo raciocínio válido para o aluno que busca um instrutor.

Algumas modalidades de aula de yoga

Vamos citar aqui algumas das principais modalidades dessa prática:

  • Vinyasa - Uma das formas mais modernas. Também tem grande popularidade. Na prática, mais se assemelha a um esporte e as sequências vão ficando mais difíceis à medida que o aluno avança de nível. Também pode ser realizada online, sem que o aluno saia de casa. A saúde agradece de qualquer forma;
  • Vidya - A palavra vidya significa sabedoria. Trata-se de um estilo quase clássico, que visa mais a iluminação da mente do que as habilidades do corpo. Através de mantras e ásanas, a consciência corporal atinge o seu despertar e o aluno avança e autoconhecimento;
  • Hatha ioga - Estamos falando de uma modalidade medieval. Ela busca basicamente o equilíbrio entre duas vertentes de energia, como masculina e feminina, sol e lua. Tolerância, compaixão e caridade também são importantes para quem deseja tornar-se verdadeiramente um praticante. Alguns, inclusive, tornam-se vegetarianos a partir dessa consciência que adquirem;
  • Iyengar - Baseada nos ensinamentos de um guru, estimula a força e flexibilidade. São técnicas, sequências e tempos que fazem parte de uma metodologia que está em desenvolvimento no Brasil. Por essa razão, nem sempre você vai encontrá-la próximo à sua casa, ainda que more em grandes cidades como São Paulo ou Brasília. Vamos pensar no grande diferencial que você ganha ao tornar-se instrutor nessa modalidade. Entretanto, uma certificação será necessária para poder exercer essa profissão.

Qual a trilha sonora de uma aula de ioga?

Uma dúvida muito comum dos professores com pouca experiência diz respeito à playlist usada nas sessões. Especialmente quando se tem alunos particulares que, muitas vezes, acompanham sem sair de casa, há grandes questionamentos nesse sentido. Se o receio é incomodar o aluno ao compartilhar um áudio, o melhor a fazer é conversar com ele a respeito. Entretanto, existem algumas músicas específicas que você pode usar em suas sessões.

Pessoas em aula de ginástica
Já se imaginou ouvindo uma música agradável enquanto copia os movimentos do seu instrutor? Fonte: Pexels.

Uma trilha sonora é importante para alinhar a prática, promover maior entrosamento e motivação dos alunos, uma vez que eles tendem a seguir o ritmo dos movimentos propostos. Pense que uma aula não é algo estático como uma foto. Você terá diversos momentos de interação, descontração e concentração. Dessa forma, a música vai funcionar como complemento. Em alguns casos, ela ajuda até mesmo os alunos mais tímidos a se soltarem.

Para ajudar você que está começando, preparamos uma trilha sonora especial. É claro que existem diversas variações e você pode se organizar da forma que melhor se adequar aos seus alunos. Mas é sempre bom contar com um ponto de partida. Vamos lá?

  • Porto Seguro - Bien dormir;
  • Jornada Emocional - Beta Alpha Theta Wellen Waves;
  • Aceita os erros - Oasis relaxamento;
  • Chuva forte - Moon salutation;
  • A trilha sonora de ioga - Brainwaves Mark;
  • Pensamentos reconfortantes - Meditative Music Guru;
  • Bons Sonhos - Isabella Jenkins;
  • Canções de ninar - Agua del mar;
  • A felicidade é aqui - Fiirst genesis;
  • Alivia a tensão - First genesis;
  • Baba Hanuman - Krishna Das
  • Ganesha - Wah!
  • Gayatri mantra - Deva Premal;
  • Purnamadah - Shantala
  • Mul Mantra - Snatam Kaur
  • Mere Gurudev - Krishna Das
  • Om namo bhagavate - Deva Premal
  • Heartson Celebration - Stevin McNamara
  • For you - Angus and Julia Stone
  • What do you mean? - Justin Bieber

Embora todas essas músicas sejam adequadas para o programa de ioga, você precisa observar o seu grupo de alunos (ou o aluno individual). Consegue perceber que, dentro dessa playlist, existem alguns estilos diferentes? Você pode testar o que funciona de forma mais adequada para cada aula para investir na trilha certa, que realmente fará o seu aluno sentir-se satisfeito com as aulas. E lembre-se: os resultados, inclusive aqueles relacionados à saúde dependem da motivação.

É difícil dar aulas de ioga?

Essa é uma insegurança comum no início da carreira. Ao olhar a estrutura básica de uma aula, o professor que acabou de receber a sua formação, fica desesperado, acreditando tratar-se de um cronograma muito difícil de seguir. Ele sente que tem diversos detalhes para lembrar e ainda precisa manter a naturalidade e o engajamento com o aluno. É normal que isso pareça muito em um primeiro momento. Entretanto, à medida que você ganha experiência, as coisas vão se tornando mais naturais, embora você esteja o tempo todo aplicando técnicas.

Lembre-se sempre de conversar com outros professores mais experientes para obter algumas dicas valiosas, que certamente vão ajudá-lo nesse primeiro momento. Uma vez que você se acostuma com a rotina, não haverá mais segredos: é só seguí-la e o seu curso vai ser um sucesso com todos os perfis de alunos. Tenha em mente também que é normal sentir essa insegurança e talvez até cometer certos erros. Mas isso não deve se tornar algo recorrente: uma vez percebidas as falhas, é sempre tempo de corrigí-las e buscar aprimoramento em atualizações, por exemplo.

Outra ideia que também pode ser válida é assistir a vídeos de aulas em canais da internet. Busque páginas confiáveis, que realmente levem em conta o profissionalismo na prática e inspire-se. Nada melhor do que ter acesso ao que outros instrutores mais experientes fazem, não para copiá-los, mas para ter base para desenvolver o seu próprio método.

Se é disso que você precisa, segue um vídeo de uma aula completa:

Aula completa para iniciantes, para você se inspirar a preparar as suas!

Já se formou e está iniciando a sua carreira como instrutor? Então não deixe de se cadastrar na nossa plataforma Superprof para encontrar alunos perto de você. Ainda que as aulas sejam online, a visualização mútua de perfis ajuda a conseguir engajamento com o seu real público alvo.

>

A plataforma que conecta profes particulares e alunos

1ª aula gratuita

Gostou desse artigo? Deixe uma nota!

4,38 (8 note(s))
Loading...

Carolina

Jornalista, pós-graduada em mídias digitais, mestre pela Sorbonne (França) em turismo, patrimônio e meio-ambiente. Minha formação em diferentes áreas permite que eu escreva com liberdade e interesse.