Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Como surgiu o alfabeto latino?

De Joseane, publicado dia 20/01/2019 Blog > Idiomas > Latim > Saiba tudo sobre o sistema de escrita do latim

A história de Roma está igualmente relacionada à história do seu modo de escrita. Qual teria sido o alfabeto usado por Cícero,Virgílio ou Júlio César nos primeiros séculos do Império Romano?

As letras romanas passaram por muitas influências ao longo dos séculos.  Antes de se tornarem as letras do alfabeto romano tal qual conhecemos atualmente, elas não passavam de uma escrita cuneiforme que nasceu quase quatro séculos antes de nossa era.

Um pouco confuso né? Mas se vocês está pronto para aprender mais sobre as origens e desenvolvimento do alfabeto romano e o sistema de escrita em latim? Superprof vai conta tudo!

Análise cronológica do alfabeto romano

Como vocês já podem imaginar, as letras romanas que utilizamos atualmente não surgiram de uma hora para outra. Ao contrário, o sistema de escrita romano tem muita história para contar.

A grafia das letras maiúsculas e minúsculas sofreram várias influências e muitas modificações antes de se tornar as letras que conhecemos atualmente, as quais estudamos nas aulas de latim.

Sistema de escrita do latim O sistema de escrita do latim passou por várias modificações antes de chegar ao modelo atual

Breve retorno à invenção da escrita e as influências que a sucederam:

  • 3.700 aC: os sumérios desenvolvem a idéia da fonética sistêmica. Eles usam um alfabeto cuneiforme que será amplamente divulgado e adaptado dando origem a outros alfabetos. A língua suméria parece ser a mais antiga linguagem escrita conhecida. A escrita era principalmente pictográfica e linear: os sinais fonéticos se referiam às vogais, enquanto os logogramas ou ideogramas se referiam mais a uma ideia, uma coisa, antes de se referir a um som,
  • 3 100 aC: Os hieróglifos do Egito antigo fizeram sua aparição quando os egípcios pegaram emprestada a ideia de escrita, logogramas e fonografia dos sumérios. A escrita egípcia é acima de tudo figurativa. Os personagens representam diretamente objetos e vários seres vivos: plantas, deuses, homens, animais … No entanto, três categorias de signos foram apresentadas por especialistas: a palavra sinais (ideogramas) que designam um objeto ou uma ação, os sinais fonéticos (fonogramas) para uma consoante ou série de consoantes e os determinantes que indicam o campo léxico da palavra,
  • 2500 aC: A escrita cuneiforme é concluída na Mesopotâmia. A escrita dos mesopotâmios é capaz de transmitir qualquer ideia,
  • 2000 aC: escribas egípcios desenvolvem um alfabeto de 26 signos que se espalha rapidamente entre escravos, mercenários e estrangeiros presentes no Egito,
  • 1500 aC: aparece o alfabeto proto-sinaítico derivado dos hieróglifos egípcios. Também chamado de alfabeto proto-cananeu, trata-se de um alfabeto linear (em oposição a um alfabeto cuneiforme), composto por 23 signos. É o ancestral do alfabeto fenício,
  • 1000 aC: Os fenícios usavam o alfabeto proto-sinaítico e o transformavam em um alfabeto simplificado, consonantal e não pictográfico. Foi usado para transcrever fenícia, uma língua semítica. É um abjad porque só nota sons consonantes. Este alfabeto espalhou-se pelo Mediterrâneo através dos mercadores e evoluiu de acordo com as culturas presentes no país de origem,
  • 850 aC: os gregos se apropriam do alfabeto fenício adicionando vogais. Este é o primeiro alfabeto verdadeiro porque ele nota cada consoante e cada vogal por um grafema separado. Não há mais sílabas anotadas e ainda hoje é o alfabeto usado na Grécia. Este alfabeto não tem ligação com os scripts anteriores, o linear B e o silabário cipriota, que foram usados ​​para escrever o grego até então,
  • 775 aC: os etruscos são invadidos pelos gregos e adotam o alfabeto grego adaptando-o para formar o que se tornará o alfabeto etrusco que será usado na Roma Antiga mais tarde,
  • 650 aC: Os romanos usam o alfabeto etrusco para escrever a língua latina e espalhar uma versão modificada em toda a Europa: o alfabeto romano ou latino.

Como se pode verificar, o sistema de escrita da região do Lácio não data de ontem. O estudo da história antiga do latim prova e mostra a evolução de um dialeto e da sua escrita que vem de uma longa data.

Quer saber como falar latim? Veja aqui!

O que é o alfabeto romano?

O alfabeto romano, em sua versão arcaica, tinha apenas 20 letras. Não existia as letras G, J, U, W, Y e Z.

Como escrever em latim? A máquina de escrever é uma invenção dos nossos tempos!

Muitas das letras (assim como em muitas línguas antigas) são diretamente derivadas de letras gregas na escrita latina, sem qualquer mudança de grafia: A, B, E, I, K, M, N, O, T e X. L o uso de K é muito raro, utilizando a letra C no lugar.

Algumas letras foram redesenhadas para formar as letras C, L, S, P, R e D do alfabeto romano. As letras V, F e Q, que não eram mais usadas pelos gregos, encontram sua função dentro do Império Romano.

No século terceiro, o G, Y e Z foram adicionados pela derivação do alfabeto grego e especialmente para facilitar a escrita de palavras de origem estrangeira. Foi necessário esperar pela Idade Média para ver a aparição de J, U e W que facilitou a escrita de certas palavras, além de ter ajudado a  distinguir certas consoantes das vogais.

De fato, o J e o U serviriam de consoantes e de vogal concomitantemente.

O alfabeto romano deu origem ao nosso alfabeto latino.

Conheça algumas palavras do latim que figuram na língua portuguesa.

Os diferentes tipos de letras no sistema romano

Aprender uma língua que não é a nossa língua materna já não é das tarefas mais fáceis! E quando se trata de uma língua que nem ao menos é falada nos dias atuais? Assim como o grego antigo, o latim já não é mais falado e leva o título de língua morta o que não facilita em nada a sua aprendizagem.

Diferentes tipos de escrita do latim Você consegue identificar esse tipo de letra do latim?

Mas nem por isso deixa de ser algo que possa ser aprendido. Por essa razão, o estudo dos diferentes tipos de escrita é um meio efetivo para o aluno de aprender a pronunciar bem os fonemas latinos e abordar essa linguagem de maneira fonológica.

Para escrever seu alfabeto, os romanos têm quatro tipos de letras principais. Seu uso depende do meio escolhido e do destinatário do texto escrito:

  • a capital
  • a Capitalis Quadrata,
  • a Rustica
  • e a Cursiva

A letra capital romana é destinada a monumentos. Está gravado em pedra ou mármore. Nos locais onde se imprimiam as letras (bem depois do império grego e da república romana), os imprimidores colocavam as letras maiúsculas no topo dos armários onde as letras eram armazenadas. Alto em latim se diz caput, daí a origem da palavra capital para se referir as letras maiúsculas.

Do início da escrita romana, as palavras eram escritas todas juntas, somente mais tarde passam a ser separadas por pontos. No século 2aC, a escrita usando as letras capitais é a mais corrente.

A letra cursiva é usada no cotidiana para escrever cartas, atos comerciais, leis … É também a escrita usada pelos estudantes. Eram grafadas em diferentes suportes de acordo com o uso: papiro, tablete de cera, madeira ou barro e usava-se um estilete, uma pena ou um pincel para escrever em latim. Por se tratar de objetos frágeis que se acabavam rapidamente com o tempo, fica difícil saber quando apareceu a escrita cursiva.

O percurso das letras cursivas é mais rápido e simples que o das letras maiúsculas ou da letra rustica. É um sistema de escrita difícil de decifrar por causa da rapidez com que se escrevia e pelo fato de que as letras estão ligadas entre si e as palavras não são separadas por sinais gráficos.

Gradualmente, a letra cursiva “moderna” aparece. Não usa mais apenas letras maiúsculas, mas também minúsculas desde o século quatro. É essa evolução que dá origem aos escritos dos impérios visigodo, franco e britânico.

A letra quadrata é usada para escrever os primeiros livros em pergaminho, chamados códices (montagem de várias folhas de papiro). Essa letra era grafada com a ajuda de um calamus (reed cut) ou uma pena. A quadrata é usada principalmente para escrever manuscritos de prestígio, porque é mais longa para escrever do que a letra cursiva. A forma das letras é quadrangular e bem proporcionada.

A letra quadrata se assemelha a capital, mas as abreviaturas são raras. Até aqui ainda não havia pontuação ou separação entre palavras.

A escrita rústica foi usada entre os séculos 1o e 9o. É uma evolução da letra quadrata. A leta rústica era grafada com o calamus. Era gravada às vezes no bronze, no marfim ou na pedra porque ocupava menos espaço do que a letra capital romana. A letra rústica era mais estreita do que a quadrata e suas formas eram mais flexíveis.

Quer aprender a falar latim? Saiba como aqui!

O sistema romano de numeração

Seria exagero pensar que as belas letras romanas deram origem ao seu sistema de numeração? O C poderia ser uma abreviação de centum (cem) e o M de mil. Mas não é assim! O sistema de numeração dos romanos é uma história antiga que mais uma vez devemos aos etruscos, uma história a mais a estudar quando se quer realmente aprender a falar latim.

Tatuagem com números romanos A escrita em números romanos é comumente encontrada nos relógios!

Sistema de numeração dos romanos:

I: um,
V: cinco
X: dez
L: cinquenta
C: cento
D: quinhentos
M: mil

A escrita se faz da esquerda para a direita, da maior número para o menor. Então temos que somar para saber com qual número estamos lidando. Uma regra: nunca repetimos um número mais de 4 vezes.

Por exemplo, 9 não se escreve VIIII, mas IX, isto é, o número 10 menos 1.

Como ler o número 4999 então?

Essa deixaremos você adivinhar!

Atualmente não é obrigatório usar o sistema numérico romano, que fora substituído pelo árabe (para a nossa alegria!).

 

 

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
avatar