Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Modelando vestimentas: mini guia de fabricação

De Camila, publicado dia 16/05/2018 Blog > Artes e Lazer > Costura > Como fazer uma modelagem para costurar

O universo do corte e costura é considerado predominantemente feminino. No entanto, com o passar dos anos, cada vez mais homens entram neste mundo, mostrando que conseguem dominar as técnicas tão bem quanto as mulheres.

No passado, o aprendizado nesta área era passado de mãe para filha, ou então aprendido de maneira autodidata através de revistas consideradas, na época, exclusivamente femininas.

Segundo estudo feito por Joel Carrion Pinheiro para sua dissertação na UFRGS em 2012, “as mulheres estão ocupando profissões tradicionalmente masculinas, mas o contrário não acontece com a mesma intensidade. Profissões como (…) operadoras de máquina de costura ainda empregam 90% ou mais de força de trabalho feminina, e os homens continuam ampla minoria.”

Pinheiro continua, apontando que “entre os fatores que podem explicar este fato está o machismo. Muitos homens não aceitam ou temem não ser aceitos em profissões geralmente consideradas femininas. Outra explicação pode ser questão de status social e econômico, já que ocupações identificadas como femininas costumam ser desvalorizadas e pagar menores salários, porque culturalmente são tidas como extensão natural dos afazeres domésticos e cuidados familiares, ou seja, exigiriam menos qualificação“.

No entanto, aprender a costurar e bordar não é fácil.

Se a costura é fácil para alguns, ela também pode ser considerada uma monstro de sete cabeça para os iniciantes que nunca tiveram nenhum contato com a prática.

Que tal aprender a fazer moldes das roupas que você mais gosta? Costurar pode ser fácil para alguns, mas muito difícil para outros.

Depois de costurar à mão e executar vários “projetos” (bainha de calças, um vestidinho de verão, um top tomara que caia, uma camisetinha básica fofa, uma saia longa ou ainda uma bolsa de praia com o auxílio de tutoriais na internet) bate aquele desejo de avançar nos “dotes costureiros” e dar o próximo passo.

É essencial ter em mente que é sempre possível progredir e se tornar um profissional da costura de mão cheia!

O aprendizado mais simples começa através do domínio da utilização dos kits básicos de costura. Gradualmente, aprende-se a utilizar todos os apetrechos presentes dentro de uma grande caixa de costura até, finalmente, ser capaz de escolher o bom tecido para um novo projeto e se lançar na máquina de costura.

O último passo para se tornar um profissional completo é adquirir a capacidade de confeccionar um molde de um modelo a ser costurado em tamanho real.

Seja para se costurar um vestido para uma criança ou uma mulher adulta, um colete feito à mão ou uma capa de almofada, não se pode escapar de uma regra fundamental: é preciso ter um molde básico em mãos a ser seguido.

Como costurar de fato um lindo vestido, bons shorts, roupas e acessórios sem molde?

Neste artigo, tentamos explicar de maneira fácil como fazer um molde de costura de A a Z.

E fique esperto para não perder nossa seleção de truques utilizados por quem é fera em corte e costura!

O material necessário para fazer um molde costura

Para criar você mesmo o seu molde de maneira gratuita, é  necessário, antes de mais nada, obter alguns instrumentos de trabalho básicos.

Fazer uma modelagem personalizada envolve precisão e minúcia. Para garantir ambos, é preciso estar bem equipado.

Primeiramente, as cinco ferramentas básicas:

  • régua,
  • lápis,
  • fita adesiva,
  • lápis, lapiseira ou giz (de preferência o de alfaiate, especial com a ponta fina),
  • tesoura de papel.

Do papel em branco ao molde

Para facilitar a costura de cada um dos novos moldes, a costureira iniciante terá que desenhar as peças a serem cortadas no tecido primeiramente no papel.

Existem papéis específicos para modelagem e eles podem ser comprados em uma loja de tecidos. No entanto, o conhecido papel kraft também pode ser utilizado, ou ainda folhas de cartolina.

Os papéis são vendidos em rolos e o preço varia de acordo com sua qualidade, espessura e local onde é comprado.

Existem vários materiais que podem ser utilizados na hora de se desenhar e cortar um molde.

Você sabia que escolher a agulha certa para sua máquina de costura torna todo o processo mais fácil?

Régua para costura

Flexível e muito prática, ela é ideal para traçar cada milímetro na hora de traçar o desenho do molde no tecido. Sua flexibilidade e precisão da marcação faz com que ela seja colocada facilmente nas curvas deste mesmo tecido.

Uma régua dessas tem geralmente 50 cm por 5 cm, possuindo marcações sobre toda a sua superfície. Assim, fica fácil alinhar a borda de um tecido com a medição desejada para desenhá-la.

Esquadro de ângulo reto

Como na aula de matemática, o esquadro é utilizado para obter ângulos de 90 graus perfeitos na hora de traçar o moldes. Este tipo de régua é muito utilizado na modelagem, pois o ângulo reto é comum na hora da costura.

Réguas como o esquadro e a régua curva são ferramentas básicas para um modelista. O uso de réguas específicas é essencial para um bom resultado final.

Fique por dentro de algumas dicas práticas para quem está começando a se dedicar ao mundo do corte e costura.

Régua de modelagem com formatos curvos

Esta ferramenta torna possível traçar as curvas naturais encontradas tanto no corpo das mulheres, quando dos homens, meninas e meninos. Utilizá-las como guia é bem mais fácil do que fazer um desenho à mão livre.

Para o modelista que copia as linhas dos modelos da roupas, a régua curva ajuda a produzir belas imagens precisas, eficientes e rápidas.

Marcador de moldes

Esta é uma ferramenta que possui uma roda dentada montada em uma alça, feita de ferro, plástico ou madeira. Ela permite marcar o local de uma peça no papel.

Alguns modelistas não gostam de utilizá-lo, pois é fácil perder a precisão ao manuseá-lo, acarretando na marcação errônea de uma linha.

Com estes materiais em mãos, você está pronto para começar.

Se ligue em como fazer uso da sua nova máquina de costura.

Como tirar as medidas?

Se não partirmos de um molde básico já existente ou se não usarmos uma peça de roupa antiga que já vestimos e que copiaremos os contornos, teremos de tirar algumas medidas antes de começar a criar o molde.

Para esta tarefa, precisaremos de 2 pessoas, pois uma tira as medidas da outra. Fique de pé, descalço e braços caídos ao longo do corpo.

Confira os passos para fazer medições em uma mulher:

  1. Coloque uma fita na cintura,
  2. Coloque outra na pélvis (abaixo dos quadris),
  3. Fique na altura ombro do modelo,
  4. Desenhe uma linha guia na base do pescoço do modelo e na borda do ombro com um lápis,
  5. Mantenha a fita métrica  ao redor do peito, cintura e pélvis.
  6. Meça a distância da cintura até a marcação (fita) da pélvis,
  7. Meça a distância do pescoço até a cintura, tanto nas costas quanto na frente,
  8. Calcule, en seguida, o comprimento de uma ponta a outra do ombro,
  9. Meça o meio das costas (nas omoplatas) e do peito,
  10. Meça a profundidade do decote e a altura dos braços (distância das axilas até a cintura).

Para fazer medições em um homem, o processo é o mesmo.

Aprenda o que fazer com as sobras de tecido que se acumulam?

Técnicas para fazer um molde de costura

Fazer um molde à mão livre não é assim tão fácil quanto se imagina. Mas super é viável se você seguir um bom método.

Então, como fazer seu próprio molde com todo o material e medições em mãos?

Use um molde pronto

Quando iniciante, usar um molde de costura existente pode ser reconfortante.

Para começar, nada melhor do que “apenas” modificar uma modelagem básica, personalizando-a de acordo com suas próprias medidas: adapte os comprimentos, aumente ou encurte a parte do meio no trapézio, adicione um decote, insira detalhes, amplie o tamanho…

Um bom modelista tem sempre uma fita métrica em mãos. Modelagem, tesoura e fita métrica: trio inseparável!

Surpreenda-se com as várias alternativas de recuperação de calças jeans.

Pegue uma peça para duplicar

É muito frequente termos duas ou três calças jeans ou camisetas preferidas em nosso armário, que colocamos com mais frequência do que outras, até elas se desgastarem completamente.

Ao invés de remendá-los ou comprar outros novos, por que não duplicá-los?

Um truque simples para fazer um novo molde: colocar uma blusa, uma saia, uma camiseta sobre um papel de modelagem, prendendo cada extremidade da peça sobre a superfície.

Agora só resta traçar os contornos no papel para criar o molde da sua roupa favorita.

Confira algumas dicas essenciais para conseguir fazer a bolsa de tecido dos seus sonhos!

Faça um molde sob-medida

Como conseguir isso?

Colocando no papel as medidas. Para tal, é melhor partir de um molde básico personalizado, criando suas próprias curvas e formas em cima dele

Mas atenção: este deve ser um trabalho minucioso ao longo da costura, pois o menor erro de cálculo e medição nas larguras ou comprimentos, será perceptível após a costura.

Utilizando um manequim

Método complexo e exigente (certamente não o mais ideal para um iniciante), quando bem dominado, ressalta ainda mais o trabalho de costura, permitindo uma maior liberdade criativa. Ele é conhecido como “moulage

Moulage (do francês, “modelagem”) é a criação do modelo diretamente no manequim de costura. Ele é usado mais frequentemente por alfaiates na hora da confecção de ternos masculinos.

Esta técnica exige um bom nível de conhecimento de costura, pois o tecido é cortado e alinhavado diretamente no manequim, sendo moldado, fixado e cortado já em “três dimensões”.

Se a moulage for bem feita, “artista modelador” obterá um tecido com um corte que será transcrito no papel para criar os moldes finais e, finalmente, a peça definitiva.

Atenção: para chegar em um nível para se fazer moulage, é preciso dominar a anatomia do corpo humano, assim como ter um manequim de costura no tamanho da pessoa que portará a peça pronta.

Você já pensou em costurar suas próprias almofadas?

Algumas precauções ao desenhar sua modelagem

Algumas regras gerais devem ser seguidas na hora de se fazer uma modelagem, seja ela para bolsas, roupas ou alguma outra peça em tecido. Tais regras possibilitam um costura final bem sucedida em sem maiores complicações.

Na hora de cortar os contornos do futuro molde – seja das medidas tomadas, seja de uma peça já pronta – é necessário calcular 1 cm a mais para fora da borda.

A regra do 1 centímetro não pode ser esquecida! Lembre-se sempre de cortar seu molde com 1 cm de folga antes de costurar!

Preparamos ainda algumas dicas para quem deseja costurar sua própria gravata-borboleta.

Mas por quê?

Isto representa a largura da costura na máquina de costura ou no overlock, de modo a não cortar o tamanho da peça a ser costurada.

O segundo passo é verificar a exatidão dos ângulos retos.

Em uma peça moldada, os ângulos retos são numerosos: ângulos do fundo das pernas das calças, ângulos das cavas ou do comprimento, etc.

Se eles não estiverem com 90 graus precisos, a costura final não dará uma linha contínua, o que pode causar pequenos problemas estéticos na hora da prova.

É importante verificar se os pontos e as dobras estão marcados.

Para não ficar perdido em meio a tantas peças cortadas, recomenda-se anotar o nome do molde na frente, atrás, na parte superior e inferior.

Aconselhamos que você pendure seus moldes, assim que terminar, na parede ou nas costas de uma cadeira que eles se mantenham organizados.

E é isso! Quem disse que era difícil fazer um vestido ou ter aulas de costura e encontrar cursos de alfaiataria feitos sob medida?

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (média de4,00 sob 5 de 1 votos)
Loading...

Deixe um comentário

avatar