"É preciso desconfiarmos dos engenheiros, as coisas começam pela máquina de costura e acabam na bomba atómica."
Marcel Pagnol (1895-1974)

Comprar uma boa máquina para aprender a costurar pode ser muito caro. No entanto, se seu desejo vai além de liberar a criatividade que transborda dentro de você, vale a pena - se é que não seja extremamente necessário - investir em um aparato de boa qualidade e, preferencialmente, de fácil manipulação.

Quando se é um costureiro iniciante (ou costureira iniciante), instalar uma máquina pela primeira vez para fazer estrear no mundo de corte e costura pode acabar dando mais trabalho do que se imagina.

No entanto, fazer uso desta nova ferramenta não é nenhum bicho de sete cabeças.

O modo de operação de uma máquina de costura mecânica é diferente do de uma eletrônica, já que esta última permite ajustes automáticos, fazendo com que alguns trabalhos sejam executados de maneira mais simples.

Não há necessidade de arrancar os cabelos na hora de colocar sua máquina para funcionar pela primeira vez. Seu novo brinquedo requer apenas algumas "manhas" no início da sua utilização. Com o tempo, você pega o jeito e seus gestos se automatizam, fazendo com que você a manipule com intimidade e fluidez.

Dicas de costura!
Com um bom curso de corte e costura, é possível descobrir seu talento nessa nova profissão! Procure agora seu professor!

Como coloca a agulha na máquina?
Onde passar a linha de costura?
Como carregar a bobina?
Como fazer a bobina girar?
Como acionar o controlador de velocidade?
Como escolher e ajustar o programa de pontos correto para costurar?
Como utilizar os moldes na hora de costurar?

Essas são apenas algumas da várias dúvidas que os costureiros de primeira viagem possuem na hora em que começam a pilotar suas máquinas.

Se este é o seu caso, então confira mini-guia que o Superprof preparou para te orientar na hora de usar a nova máquina de costura.

E fique esperto para não perder nossa seleção de truques utilizados por quem é fera em corte e costura!

Peças e partes de uma máquina de costura

Faça um curso de corte e costura online com o professor ideal!

Você comprou uma máquina básica, aparentemente fácil de utilizar com a esperança de não precisar ler o manual antes de instalá-la? Então pode tirar seu cavalinho da chuva, pois entender como seu novo brinquedinho funciona é essencial para conseguir fazer bom uso dele.

Descubra as diferentes partes de uma máquina de costura:

  • Almotolia: recipiente plástico com espécie de bico dosador bem fino, utilizado para pingar óleo na máquina;
  • Bobina: geralmente, localizado embaixo da máquina é o local para colocar um dos carretéis que será utilizado na costura;
  • Braço livre: máquinas de costura denominadas de "braço livre" propiciam maior facilidade ao coser tubulares como, por exemplo, mangas de camisas, bainhas de calças, roupas íntimas ou protetores de berço com este formato;
  • Caseador ou abridor de casa: em forma de gancho com uma ponta bem afiada, serve para cortar o tecido demarcando a casa onde será inserido o botão da roupa, quando a mesma for fechada. Está disponível em vários tamanhos;
  • Controlador de velocidade: com este recurso é possível regular a velocidade da costura, evitando que se ultrapasse o limite que deseja coser (baixa velocidade); e possibilitando que uma extensa área de tecido seja costurada rapidamente;
  • Isolador de dentes: este item é recomendado para a realização de cerzidos e trabalhos com bastidor, propiciando a confecção de bordados e monogramas;
  • Pedal: conectado à tomada e à máquina, o pedal é acionado quando pressionado pelo pé de quem costura. Quanto mais força o pedal receber mais rápido a máquina realizará a costura;
  • Pontos decorativos: são utilizados para valorizar a peça e, ao contrário dos pontos comuns, podem e merecem ficar à mostra, pois como o nome indica, eles ajudam a decorar a roupa. Por este motivo, são comumente usados em aplicações e acabamentos de tecidos;

Procurando por um professor ou um curso de corte e costura em SP?

É essencial conhecer bem sua ferramenta para conseguir utilizá-la.
Independente de qual seja a sua, é preciso conhecer bem suas partes e os tipos que existem!
  • Pontos flexíveis: este recurso é recomendado para a costura de malhas e tecidos elásticos, pois não interfere na possibilidade de expansão do pano durante o movimento;
  • Regulador da tensão do fio: este utilitário permite controlar a utilização do fio de forma bem esticada ou mais frouxa. Muitas vezes a tensão do fio é decisiva para um acabamento satisfatório;
  • Sapata: é a peça que firma o tecido na máquina possibilitando a costura da área exata. Também pode ser chamada de sapatilha e conta com diversos modelos indicados para cada determinado tipo de tarefa: casear; pregar botões; fazer bainha; pregar zíper entre outras funções.

Após a identificação das partes, chegou a hora de instalar o "brinquedo". Comece colocando seu equipamento em uma superfície plana, limpa, arrumada e luminosa: uma mesa, uma bancada ou um móvel. Providencie uma área de trabalho iluminada.

Posicione a ferramenta de costura com a agulha à esquerda (para boa visibilidade).

Agora é só começar!

Tentamos também explicar de maneira fácil como fazer um molde de costura de A a Z.

Montando sua máquina de costura

Quando se começa, tudo parece difícil. No entanto a costura e o bordado deixarão de ser um grande mistério a partir do momento em que você instalar sua máquina, pois as boas configurações do aparelho permitem a execução de boas costuras.

Confira alguns ajustes básicos que são usados para todos os trabalhos de costura (consertar um zíper, fazer uma bainha, costurar couro, fazer uma bolsa, uma capa de almofada, etc.).

Você sabia que escolher a agulha certa para sua máquina de costura torna todo o processo mais fácil?

Instalar a agulha

Para encaixar corretamente uma agulha no aparelho, o lado plano da agulha deve ser direcionado para trás, com sua ranhura na direção de origem da linha.

Levante a alavanca da agulha.

Desparafuse o parafuso de fixação da agulha e empurre a agulha até a base (com a mão esquerda). Por fim, aperte o parafuso de aperto com uma pequena chave de fenda com a outra mão.

Preparamos ainda algumas dicas para quem deseja costurar sua própria gravata-borboleta.

Prepare uma bobina

Uma máquina de costura usa duas fontes de linhas de costura:

  1. O carretel principal
  2. O carretel da bobina.

Coloque o carretel na bobina antes de começar a costurar calças jeans, por exemplo.

Passe o fio de costura pela guia e na bobina. Coloque o carretel de execução: a bobina enche e o carretel pára automaticamente quando estiver cheio.

Coloque a bobina sob a placa da agulha, deixando a extremidade do fio do lado de fora.

Que tal fazer um curso de corte e costura? Em seus cursos a distância, sua aula online ou suas aulas presenciais com seu professor, você vai conhecer o passo a passo de todos esses conteúdos.

Passar o fio na agulha da máquina pode ser mais complicado do que se imagina.
Seja um profissional da moda!

Fique por dentro de algumas dicas práticas para quem está começando a se dedicar ao mundo do corte e costura.

Passando o fio pela máquina de costura

Agora, o fio deve ir até a agulha.

As máquinas de costura industriais mais modernas permitem um manuseio um pouco mais simplificado do que o de um modelo antigo.

Pegue o fio do carretel, coloque o fio no buraco da agulha para a esquerda e para baixo ao longo da ranhura prevista para ela, até o topo da alavanca da agulha. Em seguida, traga o fio de volta para baixo, onde se encontra a guia do fio.

O próximo passo é passar o fio através do passador. Em seguida, gire a roda de direção para executar um movimento para cima e para baixo da agulha para que ela junte a linha superior com a inferior.

Surpreenda-se com as várias alternativas de recuperação de calças jeans.

Como funciona uma máquina de costura?

O portal Máquinas União traz elementos importantes para que você entenda como funciona esse motor que você irá tanto manusear para realizar seus produtos. Confira:

O mecanismo automático, geralmente, é muito simples, porém o maquinário que faz o seu acionamento é um pouco mais elaborado, pois é baseado em um conjunto de engrenagens, polias e motores.
As máquinas de costura são fabricadas a partir de uma ideia básica: sistema de ponto entrelaçado.

Costura com ponto entrelaçado

Este método se difere, totalmente, da costura feita à mão. No ponto simples, feito à mão, a linha é presa ao olhal da agulha. A costureira passa a agulha com o fio presa em dois pedaços de tecido, de um lado para o outros, várias vezes, direcionando a agulha para dentro e para fora dos pedaços, unindo-os.
As máquinas de costura passam somente a parte da agulha pelo tecido. Nesse equipamento, o olhal da agulha se localiza logo após sua ponta e não no final. Assim, a agulha é presa à barra de agulhas, que é movimentada para cima e para baixo pelo motor através de uma série de engrenagens e cames. Quando o ponto é passado pelo tecido, puxa-se um pequeno laço do fio de um lado para o outro. Um mecanismo prende este laço e o entrelaça em um outro pedaço ou em outro laço no mesmo pedaço do fio. Parece complicado, mas não é.

Senhor está costurando com uma máquina de costura..
Confecção, moldes, medidas, modelagem.... Todo conteudo sobre essa grande arte pode estar no seu curso de iniciantes.

Ponto cadeia

O cadeia é o ponto entrelaçado que se caracteriza por ser o mais simples. Para criar um ponto cadeia, o mecanismo deve entrelaçar uma única parte da linha nela mesma. O pano que está sobre uma placa de metal abaixo da agulha, é pressionado por um calcador.
No início de cada ponto, a agulha puxa um laço. Um mecanismo entrelaçador, que se desloca junto com a agulha, prende este laço antes que a agulha volte a subir. Quando a agulha entra no tecido, novamente, o novo laço passa através do laço anterior. O entrelaçador prende o fio novamente e entrelaça-a em torno do próximo laço. Dessa forma, cada volta da linha mantém a próxima no lugar.
O ponto de cadeia apresenta como principal vantagem, o fato de que ele pode ser costurado muito rapidamente. Porém, não é muito firme, levando em consideração que toda a costura pode ser desfeita caso uma ponta solte.

Ponto trança

O ponto trança é o ponto mais forte usado pela maioria dos equipamentos. O gancho de engate e o conjunto do fuso são os elementos mais importantes do mecanismo deste tipo de ponto.
Fuso: consiste em um carretel posicionado abaixo do tecido. É montado no centro de um engate rotativo, que é movimentado pelo motor junto ao movimento da agulha. A agulha puxa um laço, ergue-se novamente à medida que os mecanismos de alimentação deslocam o tecido e, logo após, empurra outro laço. Mas, em vez de unir os laços diferentes, o mecanismo de ponto os junta com outro pedaço de fio que acaba se desenrolando do fuso. Assim que a agulha empurra um laço da linha, o engate rotativo prende o laço com um gancho. Enquanto o engate gira, puxa o laço em torno da linha que sai do fuso, formando um ponto bastante firme.

PROCESSO DE FUNCIONAMENTO

  1. O motor elétrico fica conectado a uma polia motora através de uma correia de acionamento. A polia movimenta o longo eixo de acionamento superior, que é conectado a diversos elementos mecânicos que se diferem. A extremidade do eixo gira uma manivela, que puxa a barra da agulha para cima e para baixo. A manivela movimenta o braço tensionado do fio;
  2. O tensionador se desloca em sincronia com a barra de agulhas, descendo para reproduzir uma folga suficiente de modo que uma volta seja formada abaixo do pano. Logo após, o braço sobe para tensionar o laço depois que ele é liberado pelo gancho de engate;
  3. Na parte superior do aparelho, há um carretel, do qual a linha sai, passando pelo braço de tensão e um disco de tensão. Ao girar o disco, a costureira pode regular a tensão do fio fornecida à agulha. A tensão deve ser maior quando o material que estiver sendo costurado for mais fino, e menor quando o material for mais grosso;
  4. A correia que aciona o eixo de acionamento inferior é o primeiro elemento encontrado ao longo do eixo superior. A extremidade do eixo inferior é conectada a uma série de engrenagens cônicas em conjunto que acionam o conjunto de ganchos de engate. O eixo de acionamento inferior aciona, também, as articulações que são responsáveis por movimentar o mecanismo de alimentação;
  5. O motor é controlado por um pedal, que permite que a costureira controle a velocidade. O pedal, ao ser pressionado, acelera o motor, que por sua vez, acelera todos os processos na mesma proporção. Não é interessante como as partes dessa configuração estão todas interligadas? O processo é sincronizado de maneira impecável, independente da velocidade em que o motor está girando;

Faça aulas ou cursos para dominar a base de informações sobre como produzir suas próprias peças de roupas!

Confira algumas dicas essenciais para conseguir fazer a bolsa de tecido dos seus sonhos!

Antes de começar a costurar

Depois de selecionar o programa de pontos - o comprimento e a largura do ponto, se ele será em zigue-zague ou reto -, você pode começar a praticar.

Chegou a hora de colocar a peça e "apertar o play" (ou melhor, o pedal).

O que fazer?

  • No início, dê preferência aos tecidos finos, pois eles são mais fáceis de costurar;
  • Coloque o pano sob a agulha;
  • Abaixe a sapata;
  • Comece a costurar deslizando o tecido para avançar.

Em uma escola de artes ou em suas aulas de costura para iniciantes, uma dica sempre é ressaltada para evitar que as costuras se desfaçam: fazer um ponto de costura no sentido contrário.

Quando?

No começo e no final do trabalho.

Para isso, costure alguns pontos pra frente e pressione o botão de reversão pra fazer alguns pontos de volta. Dependendo do tipo do equipamento, há ou não um botão reverso no corpo do dispositivo.

Aprenda também como usar retalhos para costurar em sua aula!

A máquina muda a direção da alimentação do fio. Então continue em frente. Isso reforça as costuras.

Algumas dicas para liberar o tecido:

  • Levante a sapata
  • Corte os fios com o cortador (uma pequena lâmina afiada que fica atrás da sapata).

Confira esse video com informações sobre o primeiro acesso ao seu equipamento!

Começando a costurar

Para montar peças e fazer uma roupa (ou qualquer outro elemento confeccionado que precise ser costurado), deve-se SEMPRE respeitar uma margem de costura.

Ela, geralmente, é de 1 cm ou 1,5 cm. Isso evita que a borda fique enrugada depois da peça costurada.

Para tal, prenda a extremidade dobrada de um tecido com alfinetes de segurança. Remova-os à medida que as partes forem sendo costuradas.

Nada como ter alfinetes de segurança para dar e vender enquanto estamos costurando com nossa máquina!
Você sabe como produzir tipos de blusa diferentes? Pergunte para o seu professor como fabricar sua própria blusa ou calça! Você pode estudar o basico em uma escola ou por meio de um video tutorial.

Se você quiser mudar pra outra parte do tecido sem girar - por exemplo, para costurar em um ângulo reto - você tem que girar o volante superior no lado direito do aparelho para levantar a agulha.

Então você pode mover o tecido à vontade e girar para outros pontos diferentes.

Trabalhe por etapas: treine primeiro em um pedaço de pano usado e, em seguida, tente fazer um pequeno acessório simples quando se sentir suficientemente confortável.

Você já pensou em costurar suas próprias almofadas? E sua própria saia? E em fazer cursos de modelagem?

Dedicar tempo, organizar-se e praticar permite que você progrida, melhore seu nível, avalie a velocidade do equipamento e guie o pano sob a agulha.

Que tal escolher um bom professor para aprender a costurar?

Como escolher uma boa máquina de costura

Para começar a costurar você não precisa gastar uma fortuna em equipamentos. Mas saiba que é importante reservar um orçamento mínimo caso o seu objetivo maior seja fabricar aquela linda peça de roupa.

Que tal fazer uma aula exclusiva de modelagem?

Aparato mais barato ou profissional?

Não se preocupe: você não precisa comprar o produto mais caro do mercado para ter qualidade. Mas também não precisa apelar para o equipamento mais barato apenas na tentativa de economizar, pois vai acabar saindo muito mais caro depois, uma vez que uma ferramenta de má qualidade pode quebrar os pontos de costura.

Nossa sugestão? Adquira um modelo barato de marcas conhecidas (ex.: Singer). Uma boa dica é visitar os grupos de discussão sobre o assunto e verificar a pesquisa de opiniões de consumidores. Quem sabe você não descobre uma marca desconhecida e barata de boa qualidade?! Na dúvida, opte por modelos e marcas que já são reconhecidos por sua qualidade. A chance de errar é mínima!

Optar por um modela barato de uma marca reputada é um bom investimento.
Quais as melhores técnicas para aprender como fabricar suas próprias roupas, vestidos, tirar medidas.... Que tal se tornar um aluno de corte e costura? Faça cursos na área!

Manual ou automática?

Sinceramente.... Isso é uma questão de gosto pessoal e costume.

A principal diferença entre o modelo mecânico e o eletrônico é o método de seleção e de modificação dos pontos: o mecânico está equipado com uma alavanca ou manípulo que, mecanicamente, permite a escolha do ponto de costura e outro botão pra a modificação de comprimento do ponto ou largura. Dito isso, saiba que um modelo que facilita no processo de costura também custa mais caro.

O mesmo conselho de antes serve pra este tópico: uma automática muito barata certamente não vai durar muito tempo nem terá uma performance muito boa.

E uma overloque?

É um tipo de equipamento de costura industrial que efetua simultaneamente a costura e o acabamento das bordas. São utilizados pelo menos dois grupos de fios, sendo um alimentado pela agulha e outro pelo looper. É possível ainda a utilização de um conjunto de facas, uma fixa outra móvel, que cortam o tecido no instante antes da costura. A quantidade de pontos por minuto deste tipo é elevadíssimo, podendo chegar a nove mil pontos por minuto.

Para o aluno que está começando agora no universo do curso de corte e costura para iniciante, não é preciso se preocupar. O melhor a fazer é aprender a dominar, antes de mais nada, o maquinário básico.

Caso você se torne um viciado em costura, aí sim! A overloque se tornará rapidamente sua melhor amiga e você produzirá maravilhas!

Imagine você, dominando todas as técnicas de fabricação de roupas (seja vestido, saia, calça)? E então, já tem todo o conteúdo e as informações para se tornar um profissional da moda?

Que tal verificar as inscrições para um curso na área e conquistar aquele certificado que tanto sonhou?

Precisando de um professor de Costura ?

Você curtiu esse artigo?

4,00/5 - 4 nota(s)
Loading...

Camila

Aventureira linguística, curiosa por natureza, artista por opção, viajante apaixonada e redatora por vocação.