Música Reforço escolar Idiomas Aulas particulares Artes e Lazer Esporte
Compartilhar

Receitas tradicionais típicas de territórios franceses

De Camila, publicado em 17/03/2018 Blog > Artes e Lazer > Culinária > Culinária regional da França

França, o reino mais lindo depois do céu !
– Hollandais Grotius –

A frase acima mostra como os franceses possuem um orgulho e um nacionalismo especial pelo seu país. Quando falamos da culinária francesa então, tal orgulho aumenta exponencialmente!

Na verdade, de uma região para outra, a natureza, as casas e as perspectivas podem ser radicalmente diferentes…

Esta grande variedade é detectada ainda em costumes locais e nas identidades culturais.

Tais diferenças são igualmente encontradas nos pratos regionais, para o prazer das nossas papilas gustativas.

A brasserie parisiense não é igual ao bistrô de Marselha ou o auberge de Aveyron.

Além disso, a comparação de gastronomias locais típicas ser a fonte de indignação e conflito!

Oferecemos uma curta aula de cozinha francesa que reúne as áreas geográficas de França que contribuem para a incomparável riqueza da culinária do país.

Nada melhor do que conhecer mais sobre a tradição culinária no território francês!

As maravilhas do Sudoeste

Esta uma uma região super vasta que reúne Guyenne, Gascogne, Pays basque, Béarn e Haut-Languedoc (atenção para os nomes dos locais: preferimos colocá-los na língua local para evitar mal entendidos de tradução!).

A primeira coisa que vem à mente é a generosidade e a luz do sol nas mesas locais: dá para pensar na história dos três mosqueteiros, especialmente no personagem Porthos!

A aves domésticas estão por toda a parte: galinhas, perus e pintadas (também conhecida como galinha d’angola) estão entre as melhores da França. À la basquaise, frango ao “pot Henri IV” ou simplesmente assado: uma delícia independentemente de como for preparado.

Os locais que servem comida nas cidades francesas podem ser bem diferentes. Na França, um café é diferente de um bistrô que é diferente de uma brasserie…

O foie gras pode ser escolhido de acordo com o animal preferido: os gansos do Périgord ou os patos do Gers. Magrets, aiguillettes, pernas confitadas e fritas são tão nobres quanto o famoso fígado de pato (ou ganso).

Em d’Artagnan, gostamos de dizer: “pato feliz é sinônimo de pato saboroso“. Ênfase na qualidade e na quantidade do que é servido.

E quantos príncipes souberam apreciar as revoltas de trufas pretas provenientes de planaltos calcários típicos desta região!

A carne ainda é representada pela salsicha de Toulouse, o presunto de Bayonne, a carne de porco preta de Bigorre e as várias raças bovinas.

O bezerro de Solomiac seria o mais lindo do mundo, enquanto a carne bovina de Chalosse seria uma rival de peso para a de Kobe.

Tudo isso acompanhado de um bom aligot quando está frio, ou alho Lomagne para dar aquela apimentada, et voilà!

As pastagens dos Pyrénéens são o lar de várias fábricas de queijos especiais: os vales de Aspe e Ossau, entre outros, são minas de ouro para os amantes da especialidade láctea.

As cabras são são mais encontradas em Quercy, com seus queijos cabécous e rocamadours.

Do lado das sobremesas, a maçã assada é a estrela, sempre acompanhando as tordas juntamente com o armagnac; o pastis landais é combinado ao brioche.

Os bolo russo e basco são outro orgulho dos chefs confeiteiros locais.

A famosa garrafa de vinhos não é deixada de lado, já que a excelência dos vinhedos de Bordeaux é incomparável.

A presença de frutos do mar é favorecida pela ampla abertura ao Oceano Atlântico: ostras em Hossegor e Arcachon, tradições de pesca entre os bascos, trutas e salmões dos rios dos Pyrénéens

Que tal conhecer um pouco mais sobre a história por trás da gastronomia francesa?

As fofuras do Sudeste

O Languedoc é famoso pelo seu cassoulet.

Em todo o Sul, as tradições culinárias da Espanha deixaram sua marca: sangria, tapas, gazpacho, paella

A bacia do Mediterrâneo demanda e a cozinha atende: o azeite é um ingrediente obrigatório!

O peixe é abundante no Mediterrâneo, e o robalo – mais iodado – é o mais procurado. E quanto a um bom “sole” (sim, este é o nome de um peixe famoso por lá!)! Uma pequena maionese ou aioli é usada para decorar o prato.

A “Catalunha francesa” utiliza bastante tomates e vegetais de verão em suas receitas.

A lula, fideuà escargots ficam com sabores autênticos e inimitáveis. Para finalizar a refeição com chave de ouro, um creme catalão ou de cerejas de Céret (as primeiras a amadurecerem na França).

Frutos do mar também são estrelas do cardápio. Peixes são altamente apreciados na região Sudeste da França.

A Provence também possui uma identidade forte e seus restaurantes são personagens poderosos.

Os “bolos do padeiro” têm um lugar de privilégio e orgulho no interior, bem como a “guardiane de taureau“, que fica ótimo servido com o arroz de Camargue!

Os jogos de sabores brotam nos pratos graças às ervas da Provence e as plantas aromáticas que enriquecem a cultura gastronômica local. Um bom cordeiro com tapenade, ou olivade como aperitivo: um deleite!

Melões de Cavaillon, pissaladière niçoise e socca (pasta de grão de bico) aparecem no verão para receber os visitantes da região.

Os vinhos são conhecidos por nomes famosos como Minervois, Corbières, Côtes-du-Rhône, Ventoux e Châteauneuf-du-Pape.

Os queijos mais degustados são produzido em de Auvergne, Forez ou em  pastagens no alto das montanhas: cantal, reblochon, artisons

Os sabores do Centro

No coração da França, os hábitos ancestrais foram preservados e os pratos principais são feitos à base de molhos e peixes de água doce.

A Bourgogne adora o cozido e o bœuf bourguignon, que pode ser degustado com um bom vinho branco ou tinto!

Berry se esforça para preparar suas receitas com condimentos de todos os tipos: ensopados, guisados, terrines

O nougat de PoulignySaintPierre impera entre os queijos! Ele pode ser acompanhado de um poirat de Berrichon, primo das tortas com maçãs de Gascons.

Cercado de mil lagos (que são de fato muitos mais numeroso!), os Combrailles também se esforçam para preparar boas refeições: carpa recheada, bagre defumado, rillettes de poiscaille

Lentilhas e legumes antigos ainda são amplamente cozidos por chefs orgulhosos da história que sua região carrega.

Os Nivernais acompanham a abundância da raça Charolês, que alimenta uma boa parte do território francês com carne bovina

Os vinhos chanturgues, côtesd’auvergne e SaintPouçain (muito consumidos pelos reis do país) compõem a carta de vinhos, sem contar com o famoso vinho de Bourgogne!

Mas se todos esses pratos são um sucesso dentro do território francês, saiba que o mesmo fora do país!

Você sabia que a França possui deliciosas receitas conhecidas nos quatro cantos do planeta?

Os ventos do Oeste

Aqui, sentimos a brisa do mar há quilômetros de distância!

O Oeste é uma região aberta para o Atlântico, com peixes em abundância e as melhores ostras da França, em Marennes-Oléron em particular – mas que também estão presentes na Bretagne e na Normandie!

No interior, no entanto, os cereais são mais utilizados e a criação de gado é grande, favorecendo também a produção de produtos lácteos, como os famosos queijos: queijo de cabra nos Charentes, camembert normand, manteiga de qualidade superior, livarot, etc.

Alcachofras da costa, feijões de Paimpol, cebolas de Roscoff… Os entusiastas de jardinagem não ficarão desapontados!

E como não evocar a vieira e a lagosta da Bretagne, com um azul tão característico?

Que delícia comer um prato da culinária francesa preparado com lagosta! A lagosta também é bastante apreciada na cozinha francesa!

As ovelhas de Cotentin deixam aquelas de Navarre com ciúmes! Por outro lado, o andouille é encontrado nos pratos da região e certamente não fica parado na dispensa!

Os vinhos do Loire, reputados por serem mais leves do que os do sul, encontram são encontrados em inúmeros domínios e vinhedos.

Os crepes, finalmente, são extraordinários e podem oferecer diversidade suficiente para manter um restaurante inteiro.

Especialidades do Norte e do Leste

Nesta região, as especialidades são numerosas, não limitadas à cerveja ou à batata frita (todas bem saborosas, por sinal!).

Melhor do que a beterraba açucaradas da Picardie ou a endívia ao molho béchamel – pouco apreciada por crianças pequenas – há ainda bons mexilhões, maroilles speculoos

Os peixes são comuns, vindo, por exemplo, do porto de Boulogne-sur-Mer.

O Champagne adquiriu um lugar especial em ocasiões especiais. É o símbolo da celebração e do sucesso.

À beira do rio Reno, os vinhedos da Alsace adquiriram nobreza na Idade Média.

Flamekueches estão aqui para proteger nosso estômago contra o congelamento em épocas de frio. As couves e as batatas são preparadas de forma surpreendente, assumindo novos gostos. E a choucroute, que maravilha!

A torta de ruibarbo reina na Lorraine, bem como a de ameixa ou quetsche.

Os frios embutidos são muitos até Lyon, onde a culinária de pratos assados com salsicha vale o desvio no trajeto.

Confira nossa seleção de dez especialidades francesas.

Paris: síntese da diversidade nacional

Embora claramente no norte do país, Paris atua como uma verdadeira encruzilhada da civilização para as diferentes províncias do “reino”…

Entre os bretonnes de Paris e os muitos auvergnats que procuravam uma fortuna melhor, existe uma abundância de diferentes culturas, mantendo suas próprias inspirações, e, muitas vezes, se arriscando em misturas engenhosas…

Desde o século XIX, , a cidade da luz dá o tom para a restauração (negócio dos restaurantes): em Paris encontramos todos os tipos de estabelecimentos gastronômicos, regionais ou estrangeiros.

Pedacinhos de toda a França podem ser encontrados em Paris. Paris reúne um pouco de cada cozinha típica francesa.

As cervejarias locais remetem a muitas imagens positivas, enquanto os chefs reputados estão felizes ao preencherem a agenda de seus restaurantes.

Assim, em um único bairro, podemos provar a cozinha de todos – ou quase todos – os cantos da França!

Atravessar essas belas cidades e o suntuoso interior do país permite a associação de uma gastronomia local com um solo muito específico, cuja alma nasce das paisagens.

Compartilhar

Nossos leitores curtem este artigo
Este artigo trouxe a informação que você estava procurando ?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...

Deixe um comentário

avatar