"Se apenas uma particularidade do pensamento japonês fosse mencionada, seria a visão da natureza. No Ocidente, considera-se que o que faz a nobreza do homem é a sua capacidade de raciocinar [...] Os japoneses acreditam que o homem é apenas parte da natureza, que dominar a natureza é presunçoso, e é necessário colocar-se no mesmo nível da natureza para viver em osmose com ela." - Kondô Seeichi, atual Comissário da Agência para Assuntos Culturais do Japão

O alfabeto japonês é muitas vezes visto como uma barreira nos estudos dessa língua rica e culturalmente interessante.

Mas você não deve parar por causa disso, nem desanimar se quer dominar o japones. Sem mais desculpas, começamos. O japonês é falado por 130 milhões de falantes, por que não você?

E se a gente disser para você que nenhum idioma é mais difícil que outra para aprender?

Melhor, que o japonês é realmente fácil de aprender?

Pronto para a partida?

Os melhores professores de Japonês disponíveis
1a aula grátis!
Maurício
5
5 (36 avaliações)
Maurício
R$70
/h
1a aula grátis!
Sho
5
5 (20 avaliações)
Sho
R$50
/h
1a aula grátis!
Cecília
5
5 (15 avaliações)
Cecília
R$40
/h
1a aula grátis!
Rika
5
5 (15 avaliações)
Rika
R$70
/h
1a aula grátis!
Maru
5
5 (25 avaliações)
Maru
R$80
/h
1a aula grátis!
Massumi
5
5 (119 avaliações)
Massumi
R$50
/h
1a aula grátis!
Victória
5
5 (25 avaliações)
Victória
R$30
/h
1a aula grátis!
Henry
5
5 (12 avaliações)
Henry
R$48
/h
1a aula grátis!
Maurício
5
5 (36 avaliações)
Maurício
R$70
/h
1a aula grátis!
Sho
5
5 (20 avaliações)
Sho
R$50
/h
1a aula grátis!
Cecília
5
5 (15 avaliações)
Cecília
R$40
/h
1a aula grátis!
Rika
5
5 (15 avaliações)
Rika
R$70
/h
1a aula grátis!
Maru
5
5 (25 avaliações)
Maru
R$80
/h
1a aula grátis!
Massumi
5
5 (119 avaliações)
Massumi
R$50
/h
1a aula grátis!
Victória
5
5 (25 avaliações)
Victória
R$30
/h
1a aula grátis!
Henry
5
5 (12 avaliações)
Henry
R$48
/h
1ª aula gratuita>

Melhores métodos para que você fale japonês

Encontrar um suporte de estudo não é realmente difícil quanto se pensa.

15 minutos japonês

Esse método é muito famoso e reúne várias lições compatíveis ao nível básico e ao nível intermediário. Podemos afirmar que é uma bíblia para os autodidatas.

O objetivo é o estudo do japonês com a prática diária: 15 minutos por dia durante duas semanas.  Ele também permite treinar a expressão oral com os dois CDs presentes no material didático. Com as aulas de conversação e cursos online, pelo Youtube, você vai progredir de maneira rápida, intensa, regular e efetiva.

Minna no nihongo

Minna no nihongo é um dos livros de métodos mais conhecidos nesse campo. É também o mais utilizado em todas as escolas no Japão.

Pensando em fazer um curso de japones online?

Vá para o Japão e coma todas as especiarias locais
Já pensou comer essa comida deliciosa todos os dias?

É destinado a alunos principiantes que desejam dominar essa linguagem silábica.

O método vem em vários volumes, permitindo que você adquira alguns conceitos básicos e se familiarize com as regras.

Em cada capítulo do livro, a gente descobre duas a três regras de gramática e listas de vocabulário japonês.

Japonês em 30 dias

Esse método de japonês é bom para que quer o básico antes de uma viagem de turismo, por exemplo.

Ele propõe também uma prática diária com diálogos, exercícios, explicações gramaticais, listas de vocabulário.

Através dele, você aprenderá a se comunicar em situações do cotidiano como: apresentar-se, fazer um pedido no restaurante, perguntar o caminho, conversar sobre o trabalho, etc.

Japonês - Guia de Conversação para Viagens (Folha de São Paulo)

Esse método ensina o básico de conversação para uma viagem de turismo ao Japão. Com ele, você vai saber se expressar em situações comuns como: se apresentar, pedir um quarto no hotel, seu pedido no restaurante, conversar sobre o seu trabalho, etc.

Falar japonês no dia a dia

É um livro de aprendizagem com o conteúdo básico do dia a dia.

O método ensina sem ter que saber como escrever hiragana katakana ou dominar a caligrafia.

As páginas contêm frases simples que podem ser reutilizadas localmente no dia a dia no Japão.

Para praticar apresentação, encomendar comida, conhecer roupas, encontrar alojamento, procurar trabalho...

Japonês com mangá

Quem nunca ouviu sobre os mangás? Podemos imaginar que você sabe o que é um mangá, mas aqui está a definição para quem ainda não conhece: uma história em quadrinhos, uma série dividida por volumes e desenhada por um mangaka. As histórias  evocam aventuras, bem como amor e motivos cômicos. Sua adaptação em desenhos animados é chamada Anime, uma diminuição da palavra animēshon.

Existem diferentes tipos de mangás, que lhe agradarão mais ou menos de acordo com os seus gostos, bem como com a sua faixa etária. É assim que os tipos de gibis japoneses são divididos, como uma série, que pode ser para crianças, adolescentes ou adultos. O que queremos dizer com tipo é, portanto, claramente o público alvo do mangá.

Portanto, ler mangá parece ser uma maneira divertida de assimilar frases e expressões, além de descobrir os aspectos culturais! Isso é possível graças a sua leitura.

Sem contar que esse é um excelente mergulhar em uma maneira autodidata de aprendizado do japonês!

O Superprof elencou os dez mangás mais populares e bacanas para você mergulhar nesse universo incrível!

  • 1. One Piece por Eiichiro Oda
  • 2. A lenda do mangá: Dragon Ball
  • 3. Hunter X Hunter: um mangá popular no mundo
  • 4. O culto Death Note
  • 5. Um mangá popular: Naruto
  • 6. Slam Dunk: basquete japonês
  • 7. Tite Kubo Bleach
  • 8. Detetive Conan: um sucesso global
  • 9. Jojo's Bizarre Adventure: impressionante!
  • 10. Fullmetal alchemist, de Hiromu Arakawa

Como se virar no Japão sem entender a língua?

Lembramos o filme Encontros e Desencontros - Lost in translation (2003), dirigido por Sofia Coppola, onde dois americanos - Bill Murray e Scarlett Johansson - se encontram no Japão "sem lenço e sem documento", totalmente perdidos no grande universo de Tóquio. Então, aprenda a se virar sozinho no país!

O filme captura a essência dos clichês da vida no país e ilustra o quão necessário é poder falar algumas palavras japonesas em uma viagem ao país.

Portanto, as aulas de japones são muito importantes para progredir e estar confortável uma vez lá, tanto em termos de pronúncia quanto de leitura do alfabeto japonês ou do vocabulário japonês.

Aqui estão algumas escolas de idiomas que ajudarão você a se tornar um craque no universo nipônico!

Dokodemo

Para treinar na terra do sol nascente, encontre sua escola. Assim, o sonho de aprender japonês em Shibuya (Tóquio) vai se materializar!

Em japonês, dokodemo significa "em todos os lugares", "em qualquer lugar". É uma organização especializada no ensino para estrangeiros na Terra do Sol Nascente.

Ela apresenta estrutura de curso e assistência para encontrar moradia no local. A Dokodemo está localizada em seis escolas: Sapporo, Tóquio, Kyoto, Osaka, Fukuoka e Okinawa.

Dokodemo é uma instituição muito dinâmica e oferece uma ampla gama de serviços:

  • Organização de intercâmbios linguísticos,
  • Suporte para alojamento na casa de uma família,
  • Suporte personalizado para encontrar uma casa,
  • Estágios profissionais em empresas,
  • Treinamento para entrar em uma universidade.

Cursos para todos os níveis - básico, intermediário e avançado - são para todos, desde uma simples estadia de idiomas de três meses até um curso intensivo de dois anos.

Conheça a cultura japonesa e cultive-se
O país do sol nascente: onde tudo é para ser descoberto

O Instituto Japonês

O objetivo principal desse organismo não é o ensino, mas oferecer estadia a estudantes. O aprendizado se passa graças a imersão através da prática e intercâmbio linguístico.

É o ideal para praticar todos os dias com nativos ou com seu professor de japonês.

O instituto oferece cursos mas também soluções para ajudar na acomodação em uma família local ou com a moradia.

Programas da Fundação Japão

Vinculada ao Ministério das Relações Exteriores do Japão, a Fundação oferece programas, contemplando projetos na área de Intercâmbio Artístico e Cultural; Ensino de Língua Japonesa e Estudos Japoneses e Intercâmbio Intelectual. O prazo de inscrição, realizada em inglês ou japonês, varia entre novembro/dezembro, anualmente.

KAI Japanese Language School

O espaço linguístico é uma instituição com estudantes de mais de 40 países em Tóquio.

Ele oferece cursos intensivos, aulas grupais e professor particular de japones.

O curso individual tem a vantagem de ter um professor nativo a sua disposição. Ele vai dar o curso de maneira personalizada, de acordo com suas necessidades.

Falando sobre o método educacional da escola, ele é adaptado ao público colocando a compreensão oral no centro do processo de aprendizado (saiba como é).

Os melhores professores de Japonês disponíveis
1a aula grátis!
Maurício
5
5 (36 avaliações)
Maurício
R$70
/h
1a aula grátis!
Sho
5
5 (20 avaliações)
Sho
R$50
/h
1a aula grátis!
Cecília
5
5 (15 avaliações)
Cecília
R$40
/h
1a aula grátis!
Rika
5
5 (15 avaliações)
Rika
R$70
/h
1a aula grátis!
Maru
5
5 (25 avaliações)
Maru
R$80
/h
1a aula grátis!
Massumi
5
5 (119 avaliações)
Massumi
R$50
/h
1a aula grátis!
Victória
5
5 (25 avaliações)
Victória
R$30
/h
1a aula grátis!
Henry
5
5 (12 avaliações)
Henry
R$48
/h
1a aula grátis!
Maurício
5
5 (36 avaliações)
Maurício
R$70
/h
1a aula grátis!
Sho
5
5 (20 avaliações)
Sho
R$50
/h
1a aula grátis!
Cecília
5
5 (15 avaliações)
Cecília
R$40
/h
1a aula grátis!
Rika
5
5 (15 avaliações)
Rika
R$70
/h
1a aula grátis!
Maru
5
5 (25 avaliações)
Maru
R$80
/h
1a aula grátis!
Massumi
5
5 (119 avaliações)
Massumi
R$50
/h
1a aula grátis!
Victória
5
5 (25 avaliações)
Victória
R$30
/h
1a aula grátis!
Henry
5
5 (12 avaliações)
Henry
R$48
/h
1ª aula gratuita>

Brasileiros podem ser fluentes em japonês?

Então, como aprender a falar japonês e ser fluente no idioma? Se você quer encontrar um emprego no Japão, é melhor saber se expressar oralmente!

E, novamente, uma vez lá, você terá que praticar. É por isso que é absolutamente necessário conhecer a língua, seu kanji, hiragana e katakana para morar e trabalhar lá.

Vamos dar uma definição. O que significa conversar fluentemente uma vernáculo estrangeiro?

É ser capaz de se comunicar diariamente com colegas, clientes, amigos, etc.

Basicamente, você deve ser capaz de responder às perguntas que lhe são feitas e perguntar também.

Sabendo que no português do Brasil usamos poucas palavras para se comunicar diariamente. Pense que você não terá que saber todo o vocabulário japonês. Até porque isso é quase impossível!

E, novamente, as 600 palavras mais frequentes representariam 90% dos textos em português. Então, com cerca de 1000 de vocabulário em japonês, você pode se considerar "fluente". Claro, dominar um idioma não é significa somente conhecer uma lista de vocábulos. Você também entrar em contato com a gramática, a conjugação e a cultura japonesa. Mas isso é bastante encorajador, não é?

Fazer ou não fazer o seu JLPT?

O JLPT, Japanese-Language Proficiency Test - Teste de Proficiência da Língua Japonesa, certifica seu nível internacionalmente. Existem dois certificados:

  • JLPT 1: o nível mais alto,
  • O JLPT 2.

Muitas pessoas pensam que, para ser fluentes em japonês, é preciso ter o JLPT 1. No entanto, os dois diplomas ainda têm suas imperfeições.

Cultura japonesa é mais
Quem disse que não há um nativo que queira conversar com você?

O JLPT é um exame de audição, leitura e compreensão. Em nenhum momento você fala japonês. Ouvir, entender e ler são suficientes para passar no exame. Agora, todos sabemos que a expressão oral é a parte mais difícil quando aprendemos um idioma. Mas poucos certificados de proficiência avaliam a fala em uma língua estrangeira...

Ou seja, a maioria é um diploma que atesta seu nível na escrita: leitura, escrita e compreensão.

Japonês não é mais difícil que outra língua estrangeira

Mas de onde vem essa ideia: é difícil dominar o japonês? O japonês (como aprender?) não é mais difícil que outro idioma.

A princípio, ele é muito mais fácil que os caracteres chineses para um lusófono. Se expressar é fácil, escrever é mais complicado, mas não impossível. Isso é apenas mais uma desculpa para não seguir em frente com as aulas de japonês...

Estudar japonês é fácil quando a gente sabe por onde começar.

Suponha que nenhum idioma seja mais difícil que outro para aprender. Costuma-se dizer que o português é muito complicado. Tudo depende do ponto de vista, não é? As letras são fáceis de memorizar, mas a gramática, a conjugação e a leitura são uma verdadeira dor de cabeça. A pronúncia também será complicada para alguns, especialmente os asiáticos.

Aprenda bem o japonês

Se você quiser aprender a falar fluentemente, aqui estão algumas dicas que devem ajudá-lo antes de ir para a terra do sol nascente ou simplesmente fazer estudos de japones.

Motivação a longo prazo

O aprendizado chinês é mais difícil que o japonês? A dificuldade é algo muito abstrato, não é? De qualquer forma, saiba que isso requer disciplina e motivação.

Vamos ser claros: a queda na motivação é natural. Não se culpe se você tiver uma queda na vontade de seguir em frente com os estudos, de vez em quando. Isso é perfeitamente normal!

O importante é ter um objetivo claro. Qual é o seu objetivo?

Tornar-se bilíngue não requer a mesma motivação e o mesmo trabalho. Se você quer simplesmente dominar alguns aspectos básicos, com certeza será mais fácil. Saber ler e escrever também requer mais trabalho que apenas dominar a expressão oral.

Para ter motivação a longo prazo, é necessário, acima de tudo, que o japonês seja uma paixão para você. Se estiver aprendendo apenas para "mandar bem", esqueça.

O japonês também é muito contextual, construído com sutilezas em vez de uma comunicação mais direta.

Ao contrário das línguas inglesas ou romanas, em japonês há três sistemas léxicos a serem conhecidos: hiragana, katakana e kanji.

Mas tenha cuidado, só porque você é apaixonado não significa que você não enfrentará quedas mais ou menos grandes.

Comer japonês todos os dias: sonho de muitos
Tem sushi e yakissoba também!

O mais difícil é passar as primeiras barreiras à motivação que são:

  • A paixão: no início, tudo é novo, você aprenderá frases japonesas todos os dias, vai melhorar o kana, pronunciar corretamente... Então, depois de um tempo, ele se tornará repetitivo e chato. Se você conseguir passar essa primeira barreira e realizar tarefas repetitivas como o aprendizado de vocabulário sem queixar-se, você realmente é um grande apaixonado pelo universo nipônico,
  • O fracasso: claro, quando você aprende, há aspectos mais complexos que outros. Em japonês, se a pronúncia é bastante simples, escrever (hiragana katakana e kanji) pode ser complicado e você pode querer desistir. Lembre-se de uma coisa: o fracasso não existe. É possível cometer erros, mas você sabe o que? Aprendemos muito melhor com os erros que com os sucessos,
  • Perseverança: às vezes, os seus estudos podem passar para o segundo plano. Você pode enfrentar um momento pessoal difícil, ter muito trabalho no escritório, seus filhos passam por uma prova importante... O que vai fazer com que continue é, obviamente, a perseverança. Mesmo que, por um período de tempo mais ou menos longo, aprender japonês não é sua prioridade, a chave é retornar para continuar progredindo.

Grau de dificuldade

Certas línguas demandam um primeiro contato para que o estudante consiga avaliar o grau de dificuldade que ele encontrará, e se aquele estudo realmente é para ele. Em alguns pontos podemos dizer que:

  • A história da língua e da escrita é tão complexa quanto o idioma. Mesmo com todos os estudos na área de filologia a cerca de sua origem, não existe nenhuma evidência concreta que ligue esse vernáculo a uma única família linguística. Sabe-se que ela tem muitas influências, principalmente do chinês e do coreano.
  • A aprendizagem de línguas é complexa e requer investimento em todos os momentos. Para aqueles que desejam os estudos para uma viagem ao país, para o aluno que deseja ir para a terra do sol nascente fazer um curso de japonês durante as férias ou para quem quer um dia trabalhar por lá, é importante dominar as noções básicas de vocabulário e linguagem.
  • Kanji, Hiragana Katakana, Kana, a escrita não poupa os alunos ocidentais. Felizmente, é possível começar a se expressar com as romaji, um sistema de romanização da escrita, como acontece também com os caracteres chineses e pinyin. Esse sistema é praticado para dominar a fonética mais facilmente.
Conheça as várias riquezas da língua japonesa
Visite os tradicionais castelos da Terra do Sol Nascente
  • Sendo autodidata ou fazendo aulas de japonês, é preciso redobrar os esforços para pronunciar corretamente, decifrar e escrever os ideogramas. Algumas plataformas plataformas estão disponíveis com lições e fichas de vocabulário em sites especializados na língua e caligrafia japonesa.

Estudos diários

Além disso, dominar um idioma como esse leva muito tempo. Você não se tornará fluente em uma hora de aulas semanais (pronto, falei).

Como progredir com números e caracteres japoneses? Trabalhe o seu japonês diariamente!

O importante é encontrar o seu ritmo e praticar muito regularmente, mesmo que seja apenas 10 minutos por dia.

Praticar todos os dias é muito mais fácil que de vez em quando.

Para conseguir isso, devemos criar um hábito saudável, uma rotina positiva. Você tem motivação, agora você precisa de disciplina.

Por isso, aconselhamos você a configurar momentos do dia: ouvir o rádio, assistir TV, fazer uma leitura de um mangá...

Isso não é óbvio no início, você realmente precisa confiar em sua motivação no início da aprendizagem. No Youtube, há alguns vídeos de motivação de pessoas que aprenderam línguas em trinta dias. É sobretudo criar um ritual e cumpri-lo além de trinta dias. Mas não se engane! O japonês, como outras línguas, pedem mais de 30 dias de aprendizado.

5 dicas para dominar o japonês facilmente

  • Esteja motivado: quando aprendemos um idioma, a motivação é o fator mais importante. Por que você quer o japonês? Para uma viagem ao país? Para trabalhar em Kyoto? Para impressionar seus amigos com suas frases japonesas? Seja qual for o seu objetivo, ele deve estar suficientemente implicado para motivá-lo a longo prazo. Porque sim, nenhum conteúdo pode ser aprendido apenas em algumas semanas e requer trabalho, rigor e consistência. Se você não conseguir liberar um tempo para seus estudos, é melhor não começar.
  • Exponha-se ao máximo: vamos partir do princípio que você não tem um pai japonês, se sim, será muito mais fácil! Mas você certamente tem tudo o que precisa para mergulhar nesse universo todos os dias. Mangás, dramas, bangumis, videogame, música, há muitas opções!
  • Mesmo que você não entenda tudo no início, a escuta é a palavra-chave da aprendizagem. Seu ouvido vai gradualmente acostumar-se aos sons, tons, musicalidade, a sintaxe e as frases utilizadas frequentemente. Na linguística, isso é chamado INPUT. Essa é a fase de aprendizagem em que as informações são armazenadas. Quanto mais tempo você passar nessa fase, mais fácil será fazer o OUTPUT, ou seja, dizer o que você lembrou e assimilou.
  • Encontre um professor de japonês: de preferência, um japonês nativo que pode guiá-lo e ajudá-lo durante seu curso de japones e em suas discussões. Claro, se é um brasileiro que aprendeu japonês também funciona. Ele pode acompanhá-lo e ajudá-lo a entender melhor os códigos de cortesia, por exemplo, frases e nuances que você não conhece.
  • Praticar, praticar e praticar: o OUTPUT é essencial para a fase de aprendizagem. Ao estudar qualquer idioma, entender e saber decifrar o alfabeto não é suficiente. É absolutamente necessário falar! Mesmo que cometa erros, não importa. É melhor que repetir uma frase em sua cabeça e nunca dizer isso por medo de cometer um erro gramatical. E se você não fala, quem vai corrigi-lo? Não devemos esperar para ser perfeitamente bilíngue para ousar se expressar. Cometer erros, esquecer o vocabulário, brincar de quebra-cabeça com o vocabulário é parte integrante do processo de aprendizagem, você não vai perder nada com isso, ao contrário.
  • Conhecendo o kana na ponta dos dedos: os kanas (hiragana e katakana) são a base do japonês escrito. Se você quer ir à fase escrita, é essencial conhecê-los de cor para poder escrever e ler sem pensar. Estudar japonês escrito só pode ser feito uma vez que essa fase tenha sido adquirida.

Procurando por professores adequados ao seu perfil para frequentar a aula ideal? O Superprof tem experiência nesse assunto! Basta se inscrever no site e pronto! Saiba que a maioria dos professores faz a primeira aula gratuita, para você poder avaliar a oportunidade e decidir o melhor programa. Comece já suas aulas particulares!

Precisando de um professor de Japonês ?

Você curtiu esse artigo?

1,67/5 - 3 nota(s)
Loading...

Carolina

Jornalista, pós-graduada em mídias digitais, mestre pela Sorbonne (França) em turismo, patrimônio e meio-ambiente. Minha formação em diferentes áreas permite que eu escreva com liberdade e interesse.