Todo tipo de trabalho que envolva a criação de vestimentas pode ser visto como uma arte que, se olharmos para a história da humanidade é, de certa forma, milenar.

Passada de geração para geração, seja entre pessoas de uma mesma família ou colaboradores da indústria, a arte da costura ainda resiste e, ao mesmo tempo, está aberta às disrupções promovidas pela tecnologia, por exemplo.

Até por conta das inovações, podemos compreender que, hoje em dia, apesar de ainda existir pessoas que são capazes de produzir manualmente peças incríveis com sobreposições e efeitos de cores - o que é algo super complicado -, já é possível confeccionar essas mesmas peças utilizando maquinário mais sofisticado.

Desse modo, está claro que saber corte e costura significa saber manipular todo tipo de máquina de costura para a produção em larga escala, com a possibilidade de crescimento de negócio próprio - caso haja aí o desejo de empreender nesse setor - ou, então, conseguir algo fixo como parte do time de uma empresa.

Pois é, as afirmações acima mostram muito bem que o mercado da moda está sim se ampliando a cada ano, permitindo com que os profissionais dessa área possam atuar na indústria. Só para se ter uma ideia, grande parte da costura industrial produzida no mundo é totalmente feita a partir de máquinas de costura super modernas. Infere-se aí, tanto o talento frente à respectiva arte quanto a habilidade técnica com relação ao maquinário.

Se você já trabalha com costura industrial ou planeja fazer um curso nessa área, acompanhe este artigo até o final para ter uma noção da importância de saber como trabalhar com tabelas de medidas específicas e fazer desse conhecimento uma oportunidade sólida para quem está em busca de aperfeiçoamento ou até mesmo uma nova profissão!

O que significa costura industrial?

O trabalho que envolve a costura industrial tem por regra algumas aplicações específicas relacionadas ao domínio do uso de máquinas de costura, tanto para artigos na área têxtil quanto na produção de vestuário em geral.

E para que esse profissional venha a ser chamado para produzir dentro de uma organização, por exemplo, ele tem que ter o mínimo de experiência, conhecimento e especializações - lembrando que muitas pessoas que trabalham no setor de moda (processo fabril de larga escala) possuem expertises em trabalhos com couro, artigos finos, entre outros estilos e materiais.

Feito à mão!
Mesmo quem trabalha com máquinas de costura precisa ter habilidade para criar detalhes manualmente!

Por conta disso, podemos dizer que a costura industrial está relacionada ao processo de fabricação feita por meio de maquinários, sempre levando em conta normas de segurança e qualidade.

Todavia, é interessante destacar que essa pessoa responsável por manipular a máquina para a produção de peças de vestuário, também tem o domínio de fazer a costura de forma manual, o que nos faz concluir que não é porque ela desenvolve seu trabalho com equipamentos modernos de costura, que deixará de ter um olhar clínico, bem como um talento nato para trabalhar detalhes de uma peça.

O curso de costura para iniciantes!

Todo curso que tem uma relação direta como uma determinada profissão tem a capacidade de promover mais do que uma oportunidade no mercado de trabalho, contanto que o estudo tenha o acompanhamento de um profissional capacitado e com vasta experiência no setor. Com o curso de costura, não seria diferente.

O interessante disso tudo é que quem tem vontade de começar a trabalhar com moda sob medida, pode buscar opções de cursos de costura para iniciantes em várias regiões do país, desde curso de costura presenciais até online.

São aulas que proporcionam conhecimentos básicos, colocados na prática, habilitando o aluno a manusear máquinas de costura doméstica e overloque, além de técnicas relacionadas à modelagem de peças masculinas, femininas e infantis.

Do mesmo modo, o futuro profissional de corte e costura também aprende a fazer todos os tipos de barras e acabamentos, bem como costuras mais elaboradas, a partir de métodos que auxiliam muito na produção e comercialização de vestimentas, tais como, saias, blusas, vestidos, calças, shorts, coletes e camisas.

Mas, é importante considerar que todo iniciante que está a buscar um bom curso de corte e costura, deve sempre primar pela qualificação da escola ou do profissional (em caso de aulas particulares), mesmo porque, a cada encontro, ele vai se deparar com novos conceitos acerca dos tipos de costuras trabalhados na indústria e comércio, entendendo, assim, como é cada etapa de criação de uma roupa.

Qual o conteúdo do curso de modelagem industrial?

Aula de corte e costura!
Grande parte das aulas de costura são feitas na prática!

Geralmente, as instituições que oferecem aulas de modelagem industrial costumam desenvolver seus conteúdos a partir do público que querem atingir, podendo ser desde o iniciante até quem já domina algumas técnicas de costura.

Apesar disso, acaba sendo mais comum a procura por pessoas que já contam com o mínimo de conhecimento na área, sendo que alguns tópicos do conteúdo programático da matéria podem trazer alguns fundamentos, tais como:

  • Conhecimento da estrutura dos tecidos;
  • Dicas de como escolher tecidos ideais para a confecção de vestimentas;
  • Dicas de como reconhecer o lado avesso e direito dos tecidos;
  • Noção básica de como fazer o preparo dos tecidos;
  • Como fazer o risco e o corte correto nos tecidos;
  • Confecção com tecidos planos utilizando máquinas industriais;
  • Como fazer o reconhecimento e adequação dos tipos de silhueta;
  • Quais as principais composições do vestuário;
  • Como os acabamentos finos manuais são feitos;
  • Dicas de como passar o ferro (tendo em vista cada tipo de tecido).

É pertinente levar em conta que grande parte dessas aulas são práticas, sendo que os alunos desenvolvem habilidades em vários tipos de máquinas, técnicas de desenho da modelagem no papel, passando por costura no retalho e detalhes de acabamento na costura industrial.

Curso de modelagem industrial para aperfeiçoar seu conhecimento!

Para quem já trabalha com corte e costura (em um processo fabril de larga escala), ao fazer um curso de modelagem industrial, é garantido considerável aperfeiçoamento, posto que ter domínio nessa área é fundamental para a otimização do custo de produção, além de assegurar a qualidade das peças.

A aula de modelagem industrial proporciona ao aprendiz a capacidade de saber ajustar o tamanho da vestimenta, tendo em vista a numeração do modelo, sendo que, além disso, o desenvolvimento da grade do molde, faz com que diversas numerações de um mesmo tipo de vestuário sejam, assim, criadas a partir de um processo de produção específico.

Tipos de costurar!
Existem dois processos de costura: a Moulage e a Modelagem Plana!

A presença de um modelista industrial, em todas as etapas de costura, e imprescindível, uma vez que estamos a falar de um profissional que, conhecendo as técnicas, é capaz de iniciar todos os procedimentos de corte e costura, de forma bi ou tridimensional, ou seja, realizado por meio de dois processos: a modelagem plana e a moulage.

Mas o que seria a Modelagem Plana?

Em um curso de modelagem industrial o aluno pode ter noções de Modelagem Plana que, basicamente, emprega cálculos geométricos e tabelas de medidas para que, no papel, os diversos moldes sejam então traçados.

Significa que, utilizando fita métrica, bem como alguns equipamentos específicos, todas as dimensões são determinadas pelo profissional de modelagem, o qual tira as medições, rente ao corpo da pessoa que vai vestir a roupa, sendo que as anotações colocadas nas tabelas de medidas servem para o desenvolvimento de bases da modelagem.

E o que é Moulage?

Conhecida como Draping, a Moulage é uma técnica voltada à modelagem tridimensional, que serve para fazer todo tipo de roupa, desde uniformes de ginástica até modelos mais estilosos de alfaiataria .

Sendo um dos principais contrastes com a modelagem plana tradicional (a qual trabalha com duas dimensões) a Moulage tem a ver também com a criação de peças para a confecção de vestuários no âmbito da indústria, muito embora é também uma técnica utilizada em outros estilos, principalmente, na alta costura.

A costura industrial e o mercado de trabalho!

Há no Brasil muitas pessoas talentosas que dominam as técnicas de costura. Mas, também há tantas outras que sonham em fazer dessa atividade uma verdadeira fonte de renda, afinal, não é à toa que todos os anos novas vagas nos cursos de corte e costura industrial são abertas.

Oportunidades!
Quem se especializa em costura industrial aumenta as chances de conseguir um emprego novo!

E começar a estudar nessa área pode gerar grandes chances de conseguir um emprego novo (mesmo para quem estuda com o objetivo de costurar para si mesmo), pois estamos a falar de um setor que, de certa forma, ainda enfrenta uma grande defasagem de mão de obra, principalmente ao que se refere a modelistas e cortadores industriais.

Isso significa que quem planeja trabalhar com costura e, assim, fazer um curso na área para se especializar ainda mais, poderá se deparar com um espaço importante no mercado de trabalho, já que as vagas vigentes, além de experiência relacionada às noções básicas da profissão, também estão pedindo especialização em áreas mais técnicas.

E se você tem em mente essa estratégia de cada vez mais buscar o aperfeiçoamento, saiba que, uma vez inserido nesse setor industrial da moda, seu trabalho estará cada vez mais relacionado à confecção de todo tipo de peças, seja para as grandes marcas e coleções, seja para a fabricação de uniformes de escolas e empresas, além de tantas outras áreas.

Precisando de um professor de Costura ?

Você curtiu esse artigo?

5,00/5 - 4 nota(s)
Loading...

Erico

Professor, roteirista, redator e CEO da ecKOa Conteúdos, além de músico nas horas vagas.