A encadernação artesanal possui uma trajetória muito interessante, porém tão pouco conhecida. Mas, antes de qualquer coisa, é importante destacar que encadernar é organizar a união de todos os arquivos de uma obra, sendo que o volume compacto dela é feito a partir de uma costura sólida de cada um desses documentos.

Uma obra arquivada, quando bem feita, auxilia na preservação total de documentos, além de permitir o manuseio fácil das folhas com o conteúdo escrito para que, assim, seja possível a compreensão do respectivo material.

Para se ter uma ideia acerca da importância de um trabalho de encadernação bem feito, muitos materiais com registros antigos de escritas, até hoje preservados, só foram possíveis de serem organizados graças a essa técnica que, apesar de ser utilizado para anotações ou guardar arquivos, também traz um aspecto de nostalgia, de admiração, fazendo com que a encadernação artesanal tenha uma conotação de obra de arte.

Trata-se de uma técnica que apesar de muito popular, ao longo da história, não evoluiu muito, pois pouco espaço foi dado à respectiva atividade. Por outro lado, é interessante notar que os trabalhos de encadernação vem conquistando novos admiradores, em virtude de ter como principal influenciador a tecnologia.

Pois é, embora seja um tipo de arte que existe desde a época dos Egípcios - os quais criaram a primeira forma de proteção de seus documentos -, a arte artesanal ainda é muito valorizada nesse aspecto, mesmo podendo ser substituída por máquinas.

Tudo bem feito!
As técnicas de encadernação geralmente trabalham com a organização das folhas para um acabamento perfeito!

Sem dúvida, é uma técnica que sempre será pensada como mais uma opção para o embelezamento na produção de livros ou cadernos. Ou seja, para ser algo extremamente exclusivo!

Considerando que as técnicas de costura para encadernação são diversas, é interessante notarmos que cada uma delas são bem peculiares. Até por isso, elas retratam um pouco do período histórico da região geográfica onde cada qual fora desenvolvida, sem falar nas condições em cada obra de arte foi criada.

Se você tem interesse em saber um pouco mais sobre a encadernação artesanal, acompanhe um dos principais conceitos de cada modo de encadernação, os quais até hoje são utilizados, levando em conta os estilos: Funcional, Estético e Customizado.

O que é costura para encadernação?

Criada para proporcionar a união de páginas de livros e documentos manuscritos ou impressos, os quais precisavam ser conservados por muito tempo, a encadernação possui outras finalidades, em que podemos destacar:

  • Agendas - um item super simples que até hoje é confeccionado a partir da técnica de encadernação manual;
  • Álbuns de fotografias - na encadernação para álbuns de fotografia, o papel utilizado no miolo do respectivo álbum possui uma gramatura capaz de comportar todas as fotos. Geralmente o resultado é lindíssimo.
  • Livros de receitas - para desenvolver um trabalho de encadernação voltado às dicas de receitas, é possível tanto produzir primeiramente o livro para depois receber as receitas, como também fazer a encadernação das folhas já com os textos manuscritos ou impressos;
  • Trabalhos acadêmicos - para que seu trabalho escolar fique ainda mais apresentável é interessante reunir todo o conteúdo já impresso e, depois, encadernar as folhas manualmente utilizando o estilo de costura desejado;
  • Caderno de assinaturas - para quem não sabe, geralmente se usa caderno de assinatura para determinados eventos, como aniversários, noivados, chá de panelas, chá de fraldas e muito mais, sendo que é possível fazer um trabalho de arte bem bonito para quando os convidados deixarem a assinatura ou um recado de recordação, possam assim ser surpreendidos com uma obra de arte bem feita.

Como é a costura para encadernação?

Muito usada na esfera comercial e industrial, o processo de costura para encadernação é tecnicamente chamada de blocagem e além da confecção de livros, cadernos e apostilas, tem como finalidade o processo de juntar folhas soltas, reunindo anotações ou textos avulsos sobre determinado assunto - sempre com o intuito de preservação do material.

Organização!
Sem dúvida, as técnicas de encadernação são verdadeiras obras de arte que deixam o livro novinho!

Em seu sentido estrito, o processo de encadernação parte do princípio de organização de documentações, por meio de costura sólida, para que se forme um volume compacto, o qual será coberto com uma capa de proteção. Essa capa, no entanto, muitas vezes é trabalhada a partir de detalhes que serão essenciais para um belo acabamento.

O trabalho de junção das folhas, caracterizados pelo processo de encadernação, pode ser feito utilizando sistemas de perfuração, colagem ou serrotagem. E para quem não sabe, o método de serrotagem consiste na criação de uma fenda em diagonal no dorso do livro, utilizando um serrote apropriado para tal. Essa abertura, no entanto, receberá as cordas que vão fazer toda a costura no livro.

5 técnicas de costura para encadernação

Muitas pessoas que desejam aprender a costurar, saber como trabalhar utilizando técnicas de forração de tecidos e confecção de miolos, muitas vezes deixam de lado esse sonho por, de certa forma, não terem tido nenhum contato prévio com essas técnicas. Por conta disso, essas pessoas acabam achando que não são capazes de desenvolverem esse tipo de atividade.

Fazendo aulas!
Técnicas de forração de tecidos fazem parte de um curso de costura para encadernação!

Todavia, é interessante destacar que é possível sim aprender com facilidade qualquer tipo de trabalho relacionado às técnicas de encadernação artesanal. Tanto é que, atualmente, existem por aí inúmeros tipos de processos de encadernação, sendo que muitas deles podem ser facilmente identificados como os mais valorizados e utilizados no mercado.

O Método da Costura é o processo mais variado, o qual se caracteriza a partir de algumas opções que, por sua vez, podem ser escolhidas dependendo de como se deseja que um livro ou um caderno, por exemplo, tenha o acabamento ideal para a sua finalidade.

É interessante destacar algumas das principais técnicas de costura, sendo que, para tal, é necessário também dominar alguns métodos comumente utilizados, bem como os processos de encadernações, como a Brochura, por exemplo que, feita em grande escala,  muitas vezes é trabalhada de maneira automatizada, ao passo que também pode ser produzida dentro de um método totalmente artesanal. Um método que possui muita singularidade quanto a cada um de seus estilos, onde podemos destacar alguns dos mais utilizados, que são:

  • Diamond - técnica bem diferenciada que utiliza de uma costura, a qual resulta no desenho de um diamante na lombada do livro;
  • Girdle - essa técnica que significa Cinturão foi desenvolvida no período medieval com o intuito de tornar o transporte dos livros ainda mais fácil. Deste modo, os respectivos objetos podiam ser carregados presos no cinturão para que as mãos ficassem livres;
  • Longstitch - essa é uma técnica de costura longitudinal destacada na lombada do livro. Há dezenas de variações do longstitch, sendo que uma das mais utilizadas é o Buttonhole;
  • Coptic - essa técnica é chamada de Copta e trabalha a costura trançada, ficando visível na lombada do livro;
  • Criss-Cross - os trabalhos dessa técnica se caracterizam pelo fato de que tanto a capa quanto a contra capa e a lombada podem ser feitas separadamente;
  • Skewer - essa técnica é basicamente a utilização de uma longa peça de metal ou madeira, a qual irá conectar todas as folhas do livro ou do caderno;
  • Leporello - essa técnica não utiliza linha ou fios para a encadernação. Na verdade, o que é trabalhado são as uniões entre as folhas, causando a ilusão de que as mesmas foram formadas por uma folha muito cumprida;
  • Romanesque - esse tipo de encadernação se destaca pelo desenho cruzado, os quais formam linhas fixas ao conjunto das folhas e a respectiva capa do caderno ou do livro;
  • Japonesa - formada por um conjunto de costuras, o resultado dessa técnica é a formação de um desenho diferente na capa do caderno, sem precisar dobrar as folhas ao meio;
  • Triple Chain - utilizada para costurar somente três conjuntos de folhas, essa técnica tem como característica principal a ligação das linhas que lembram os elos de uma corrente;
  • Limp - essa técnica faz uso tanto de tecido quanto de couro, sendo que as folhas do caderno são costuradas utilizando uma linha presa em uma corda;
  • Springback - trata-se de um técnica de costura embutida capaz de dar flexibilidade ao livro em razão da separação entre a lombada da capa e a do miolo.
Fazendo dinheiro!
Fazendo um bom curso de encadernação artesanal é possível semear um bom retorno financeiro!

Pois é, nunca é demais lembrar que a possibilidade de ter uma renda extra com encadernação artesanal é uma realidade vigente no Brasil.

E se você se interessa por esse tipo de negócio, não deixe de pesquisar as melhores formas de produzir e vender uma ampla variedade de peças criadas a partir de técnicas de encadernação, em que podemos destacar blocos de notas, cadernos, agendas e álbuns, além de outros produtos.

O detalhe disso tudo é que você pode aprender como produzir muitas dessas peças de forma rápida e com uma grande margem de lucro... Fazendo isso, você amplia sua área de atuação, abre novas oportunidades e, o que é melhor, ainda ganha um dinheiro bacana!Faça um curso de costura!

Precisando de um professor de Costura ?

Você curtiu esse artigo?

3,50/5 - 2 nota(s)
Loading...

Erico

Professor, roteirista, redator e CEO da ecKOa Conteúdos, além de músico nas horas vagas.