Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Para que serve a nota do ENEM?

De Myla, publicado dia 19/06/2019 Blog > Apoio Escolar > ENEM > Como entender o resultado do exame nacional do Ensino Médio?

O Exame Nacional do Ensino Médio, o ENEM enfrentou um grande caminho desde sua concepção. De lá para cá, muita coisa aconteceu e vários foram os desafios. E pouca gente sabe que, de início, seu objetivo era o de meramente avaliar a qualidade do ensino médio no Brasil.

O exame nacional se tornou “o maior vestibular do país”, agremiando milhões de candidatos inscritos por todos os recantos dessa vasta nação. Pensa bem, no mundo inteiro existe apenas um outro exame admissional ao ensino superior maior que o ENEM, o Gāo Kao, o exame nacional da República Popular da China!

Você gostaria de conferir um painel com mais informações sobre o Exame Nacional? Seja bem-vindo, puxe uma cadeira e não desgrude sua atenção da tela!

O ENEM ao longo de sua evolução superou muitos desafios e vem se firmando como a principal forma de ingresso em uma instituição de ensino superior no Brasil. Divulgação: Logotipo do ENEM – Inep.

Atualmente, a nota do ENEM pode ser aplicada com quais finalidades?

O Exame Nacional do Ensino Médio acontece uma vez ao ano, durante dois dias de prova, englobando 10h e meia de avaliação, nas quais o candidato deve responder 180 questões agremiadas em quatro grandes áreas do saber e elaborar uma redação bem redigida, se quiser realmente ter chances de abocanhar uma das vagas de graduação.

Basicamente, o ENEM serve para conseguir uma bolsa em faculdade particular, através do ProUni, o Programa Universidade para Todos, uma iniciativa do governo federal que oferece bolsas integrais e parciais de estudo em faculdades particulares.

Além disso, o ENEM serve também para entrar na universidade pública sem fazer vestibular, por meio do SiSU, Sistema de Seleção Unificada, outro programa do governo federal que classifica cadidatos a uma vaga em universidades públicas, aplicando apenas a nota do exame nacional.

O ENEM também auxilia na obtenção de financiamento estudantil (Fies ou Fundo de Finaciamento Estudantil) para auxiliar o pagamento da faculdade privada. A taxa de juros é baixa e o estudante apenas começa a pagar a dívida a um ano e meio depois de formado. Ademais, para se inscrever no Fies é obrigatório também cumprir o requisito de renda familiar do candidato.

E, por fim, mas não menos importante, o Exame Nacional pode ser utilizado para se conseguir uma vaga de graduação ou intercâmbio em uma instituição de ensino superior estrangeira!

Sim, nesse sentido, através de uma iniciativa do governo federal na tentativa de se internacionalizar o ENEM, várias parcerias têm sido firmadas entre instituições europeias, sobretudo em Portugal, França, Inglaterra, Irlanda, Canadá e EUA e o Inep, autarquia do MEC responsável pela idealização e aplicação do Exame Nacional desde seu surgimento.

Usar a nota do ENEM para ingressar nas universidades particulares

Como já mencionado, o resultado do Exame Nacional oferece acesso ao Ensino Superior em instituições particulares e universidades públicas brasileiras, através do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), tão bem como acesso a algumas universidades no exterior.

Podemos dizer que hoje o ENEM já se consagrou como a principal porta de entrada do Ensino Superior no Brasil. Ao longo desses últimos 21 anos, muitos foram os avanços alcançados, e tudo indica que temos ainda um longo caminho pela frente.

Em sua primeira edição, no ano de 1998, houve meros 115 mil participantes e o exame nacional surgia como uma mera avaliação individual do Ensino Médio. Sua mais recente aplicação contabilizou nada menos do que milhões de inscritos. É algo como se toda a população de um dos países nórdicos, a Dinamarca, comparecesse para responder às questões em cada dia. É um número surpreendente!

É bom lembrar ainda que essa avaliação também é realizada por aqueles alunos que têm interesse em ganhar bolsa integral ou parcial em universidade particular por meio do Programa Universidade para Todos (ProUni) ou em obter financiamento através do Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (Fies).

Além disso, dentre os anos de 2009 e 2016, o exame serviu também como certificação de conclusão do Ensino Médio em cursos de Educação de Jovens e Adultos (EJA), o antigo Supletivo, substituindo o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja), que havia sido cancelado e voltou a ser realizado a partir de 2017. E, ainda, sabemos que em algumas universidades, o ENEM substituiu o tradicional vestibular.

O cálculo da nota do ENEM segue o sistema de Teoria de Resposta ao Item (TRI) que pretende medir com máxima precisão o grau de conhecimento do candidato, inclusive nos casos em que ele chuta a resposta.

A nota do ENEM para o ingresso em faculdades públicas

A forma mais direta de usar sua nota do ENEM a fim de ingressar em uma universidade pública é através do Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Esse é um processo seletivo totalmente informatizado que utiliza a nota do ENEM como critério exclusivo para classificar candidatos a vagas em universidades federais e estaduais.

Considerado como uma iniciativa do governo federal para incentivar o acesso ao ensino superior gratuito, o Sisu acontece duas vezes ao ano, uma vez a cada semestre. As inscrições, gratuitas, são realizadas pela internet. Não é necessário exigência de renda para a participação e pode se inscrever quem participou do ENEM do ano anterior, obtendo nota maior do que zero na redação.

Embora não exija uma nota mínima para a realização da inscrição, cada universidade participante do Sisu pode exigir um desempenho mínimo no ENEM para concorrer a uma vaga em seus cursos. Além disso, cada faculdade também possui liberdade para atribuir pesos diferentes às provas do ENEM, em cada uma das suas 5 grandes áreas, incluindo a redação.

Observe que as notas de corte variam de acordo com diversos fatores. A reputação da universidade, a procura pelo curso, o turno e a modalidade de concorrência (cotas ou não) são alguns dos elementos que podem influenciar muito a nota mínima para conseguir uma vaga no Sisu. Cursos tradicionalmente muito concorridos, como medicina e engenharia, podem requerer notas acima de 700 para se ter alguma chance. Já em graduações menos procuradas, é possível o ingresso com cerca de 500 pontos no ENEM.

Além disso, desde 2016, o Sisu serve também para preencher vagas remanescentes em universidades públicas de todo o país, incluindo vagas ociosas em fases mais adiantadas dos cursos de graduação. Essa é uma mão na roda para aqueles alunos que já estão cursando uma faculdade particular e querem tentar uma transferência para uma instituição pública.

Claro que o principal critério, nesses casos, para ingresso na universidade pública é a nota do ENEM, além do desempenho acadêmico do candidato e a reputação da faculdade (conceito da instituição perante o MEC) em que ele encontra-se matriculado.

Você já parou e pensou sério sobre a possibilidade de estudar fora? É possível se candidatar a várias universidades estrangeiras utilizando a sua nota do ENEM.

Usar a nota do ENEM para estudar em Portugal

Desde 2014, quando o primeiro acordo entre o MEC e a Universidade de Coimbra foi assinado, tem sido possível utilizar na nota do ENEM para ingresso em uma faculdade portuguesa.

Qualquer aluno brasileiro que tenha feito o ENEM e que não possua dupla nacionalidade europeia pode se candidatar para estudar em Portugal utilizando o ENEM.

Note que alguns cursos contam com pré-requisitos, como cursos de música, arquitetura, história da arte e, portanto, talvez exijam uma prova especial para ingresso na instituição e isso dependerá exclusivamente do edital de cada curso, específico a cada instituição de ensino.

Além disso, na página de cada universidade você encontrará o edital de abertura e o formulário para preenchimento online de sua candidatura.

Note que os canditados a uma vaga em universidade portuguesa não devem ser nacionais de um Estado-membro da União Europeia e nem residir legalmente há mais de dois anos, de forma initerrupta, em Portugal.

Sobre o Processo Seletivo

Os candidatos são selecionados conforme o desempenho no ENEM. O ano de realização, as notas de corte mínimas exigidas no Exame Nacional e os pesos específicos para cada área de conhecimento e curso de graduação variam conforme a universidade.

A escala de classificação portuguesa, de 0-200, é adotada na maioria dos casos. Ou seja, nesta situação, como a escala do ENEM é de 0-1000, ela será dividida por 5.

Além disso, vale lembrar que o termo licenciatura, em Portugal, é empregado para se referir ao curso superior de forma geral e não ao grau universitário brasileiro que dá direito ao exercício do magistério, como acontece aqui no Brasil.

Estudar no exterior com a nota do ENEM

Além de ser a principal via de acesso ao ensino superior no Brasil, o Exame Nacional do Ensino Médio atualmente também abre as portas a instituições estrangeiras. No exterior, em razão dos acordos cooperativos firmados entre o MEC e várias universidades portuguesas, Portugal sai na frente: já são 37 instituições portuguesas que aceitam o ENEM para ingresso em seus cursos, contabilizando mais de 1,2 mil estudantes brasileiros contemplados com uma vaga.

Além da terrinha de Camões, a França, Irlanda, Reino Unido, Canadá e os EUA são os outros países que igualmente aceitam a nota do ENEM em seu processo de candidatura a uma vaga em um curso de graduação.

É comum a exigência de que o aluno tenha sido aprovado no Brasil em carreiras correlatas às que disputa na terra da Torre Eiffel.

Já o processo para obtenção de uma vaga em uma universidade francesa costuma ser um pouco mais elaborado do que o das portuguesas. Isso ocorre porque é comum a exigência de que o aluno tenha sido aprovado no Brasil em carreiras correlatas às que disputa na terra da Torre Eiffel.

Em relação aos EUA, o processo de ingresso também é diferenciado. Além de uma boa pontuação no SAT (Scholastic Aptitude Test, o “Enem americano”), poder oferecer um ótimo histórico escolar, com boas notas de ensino médio, cartas personalizadas de recomendação bem redigidas, participação em atividades extracurriculares, e a comprovação de conhecimento do idioma inglês, fazem todo o diferencial do candidato nesse processo.

De forma muito semelhante, exigências parecidas são feitas pelas universidades inglesas, para uma qualificação mais abrangente em relação ao candidato, além de apenas aquela da pontuação obtida em testes acadêmicos. Ademais, geralmente, lá as instituições aceitam a nota do ENEM aliada à nota do vestibular local. Preste atenção nisso, pois pode variar de curso para curso e segundo a universidade.

Já há alguns anos a Irlanda tem se tornado um destino muito atraente para quem pensa em investir em um curso superior no exterior. Pensando nisso, o programa Government of Ireland: International Education Scholarship, um programa governamental, já concedeu bolsas de estudo de até 25 mil euros a mais de 60 brasileiros.

Além disso, você sabia que várias faculdades na Irlanda têm parceria com faculdades no Brasil? Isso abre as portas para que estudantes brasileiros estudem na Irlanda por um período ou um ano, em programas de intercâmbio entre os dois países.

Mas, peraí, será que esses intercâmbios valem a pena se eles não garantem um diploma?

Bem, depende dos seus objetivos, claro! Caso você esteje buscando apenas a experiência de estudar na Irlanda, fazer um intercâmbio em uma faculdade irlandesa valerá super a pena para você. E sem dúvidas será um experiência super enriquecedora!

E aí, animou?! Qual tal levar mais a sério a oportunidade de você cursar uma graduação no exterior?

Pense melhor a respeito e se isso é algo que faz sentido para você, busque mais informações, converse com a sua universidade e descubra quais parcerias internacionais ela possui, pesquise quais são as possibilidades também em outras instituições e toda boa sorte do mundo!

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
avatar