Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Curso de cozinha: cozinhando ratatouille

De Sophia, publicado dia 28/10/2019 Blog > Artes e Lazer > Culinária > Receita francesa de legumes para o verão

“Sim, todo mundo tem o direito de cozinhar, mas alguns deveriam se abster de fazê-lo” Rémy de “Ratatouille”

A cozinha francesa é famosa pelos seus pratos e restaurantes premiados. Mas, grande parte da alma da culinária desse país reside nos pratos reconfortantes da cozinha familiar. De fato, parece que os franceses gostam não só de comer, mas de cozinhar também. Segundo uma pesquisa conduzida pela Harris Interactive em 2016, 22% dos entrevistados consideram-se “peritos ou peritos intermediários” nas artes culinárias. Já no nível intermediário se encontram 47% dos entrevistados, o que mostra que mais da metade dos consultados tem alguma intimidade com os fogões.

Obviamente, não há nenhum segredo particular que torna os franceses mais talentosos na cozinha. Por isso, se você está interessado em testar a sua sorte nos fogões, porque não começar por um dos grandes clássicos da culinária francesa? Estamos falando, é claro, do ratatouille! Além de ser um prato saudável e equilibrado, seu preparo é menos complicado do que se pode imaginar quando se pensa na culinária francesa. Ervas da Provença, pimentões, anéis de legumes, cebola, azeite: vamos lá, está na hora de testar os conhecimentos adquiridos no seu curso de gastronomia online!

 

A grande história do ratatouille

Popularizado pelo filme que leva seu nome, o ratatouille na verdade é um dos pratos mais famosos da culinária francesa. Trata-se de uma receita típica do sul da França e do Mediterrâneo em geral que costuma agradar a todos, seja preparada em um restaurante francês no Japão ou por uma avó na Provença. Simples de fazer e muito saborosa, esta receita tradicional é também muito saudável, já que está composta praticamente só por vegetais.

Mas este sucesso do ratatouille é algo relativamente novo, já que, embora o prato exista há muito tempo, durante anos ele era rejeitado por muitos franceses.

Seu nome original vem de uma palavra em occitano (dialeto falado em algumas partes do sul da França): “ratatolha”, que significa guisado de legumes.

Mas quando foi criado o ratatouille?

aprenda a cozinhar ratatouille O ratatouille é um prato típico da Provença

Trata-se de uma receita relativamente jovem, ao contrário de muitos pratos clássicos europeus que têm suas raízes na Antiguidade. É no Século XIX que se encontram as primeiras referências ao ratatouille em livros, especificamente no Jornal das Ciências Militares do Exército Terrestre e Marítimo, publicado em 1831.

Na época, o ratatouille era descrito como um “prato de vegetais muito diluídos, entre os quais flutuam aqui e ali algumas costelas de vitela ou de ovelha”.

Alguns anos mais tarde, em 1847, Simon Jude Honnorat escreveu em seu dicionário outra definição:

“Restos de uma refeição, alimentos requentados, um guisado ruim, sopa para ratos”

Desnecessário dizer que; na época, o ratatouille não era servido em restaurantes.

Mas, a demora para que o ratatouille chegasse nos pratos dos franceses não se deve tanto ao seu sabor duvidoso, mas sim ao fato de que os legumes que contém demoraram muito tempo para chegar na Europa. Por exemplo: foi só no Renascimento que a berinjela chegou à Europa, vinda diretamente da Índia.

Foi também no Século XVI que o tomate chegou da América, para o deleite das papilas gustativas européias. Quanto à abobrinha, foi só no Século XIX que ela foi introduzida nos pratos tradicionais europeus.

É por essa razão que o prato, tal como o conhecemos hoje, tardou muitos anos para atingir sua forma atual.

Embora o cozido de legumes não tenha sido bem recebido no Século XIX, em meados do Século XX isso mudou e o ratatouille se tornou um prato popular e apreciado. Muito semelhante ao tradicional frango basquaise, o ratatouille é hoje uma receita com um status icônico e que muitos chefs tentam repaginar regularmente. Para completar, o prato ganhou nova projeção para além da França com o lançamento do filme de animação “Ratatouille” em 2007.

 

Uma receita de ratatouille entre muitas outras

como aprender a cozinhar um bom ratatouille Ingredientes básicos de um bom ratatouille

Como todo bom clássico, a receita de ratatouille pode variar muito de um cozinheiro para outro. Cada família tem seus truques secretos para deixar o prato ainda mais saboroso.  Para começar, apresentamos aqui a receita básica de ratatouille. Trata-se de um bom ponto de partida para que logo, conforme você avance no seu curso de culinária e se sinta mais à vontade na cozinha,  você possa experimentar variantes e criar sua própria receita!

Ingredientes para 4 pessoas:

  • 600g de abobrinha,
  • 600g de berinjela,
  • 600g de tomates,
  • 300g de pimentões vermelhos e amarelos
  • 200g de cebolas,
  • 15g de alho,
  • 125ml de azeite de oliva,
  • 5 folhas de manjericão,
  • 1 ramo de cheiros (bouquet garni),
  • Sal e pimenta

Para começar a receita, pegue uma panela grande.

Verta um pouco de azeite no fundo da panela e depois coloque o alho e a cebola cortados em pedaços. Refogue-os por alguns minutos, mexendo com uma colher de pau.

Descasque os tomates e corte-os em tiras. Coloque-os na panela para começar a fazer um molho.

Corte as abobrinhas, em cubos ou rodelas, como preferir, e depois doure-as em uma frigideira com óleo. Faça o mesmo com as berinjelas.

Escorra os legumes e adicione-s à panela com os tomates. Adicione os pimentões cortados em pedaços.

Se a mistura estiver um pouco seca e sem molho suficiente, você pode adicionar outro tomate.

Finalmente, tempere com o ramo de cheiros (tomilho, louro, salsinha, etc), sal e pimenta.

Para que o ratatouille fique perfeito, cozinhe em fogo baixo por 40 minutos, checando de vez em quando e mexendo se necessário. Por último, adicione as folhas do manjericão.

Parabéns! O seu ratatouille está pronto para ser servido!

 

O que você precisa saber para cozinhar o ratatouille perfeito

ingredientes orgânicos cozinha curso A alma do ratatouille está nos ingredientes: escolha-os bem!

Algumas dicas podem te ajudar a tornar seu ratatouille ainda melhor!

Antes de tudo, é importante ressaltar que, na França, o ratatouille é considerado um prato de verão. Isso porque, embora ele seja servido quente, a maioria de seus ingredientes são legumes de verão.

Devido ao clima mais favorável do Brasil, você pode fazer o prato em qualquer época do ano, mas tente assegurar que as abobrinhas, berinjelas e, principalmente, os tomates estejam maduros, tenros e saborosos. Se possível, tente comprar legumes orgânicos e frescos, pois, uma vez que eles são a alma do prato, a sua qualidade interfere diretamente no resultado final.

Melhor ainda: se você tiver a possibilidade de ter a sua própria horta, você pode cultivar todos esses vegetais você mesmo! Com isso, não só saberá que os legumes estão frescos e sem aditivos ou agrotóxicos, mas também terá o orgulho de saber que preparou seu ratatouille do começo ao fim.

Isso dito, se você for viajar para a França e quiser experimentar um ratatouille autêntico, o ideal é fazê-lo entre junho e outubro, aproveitando a colheita dos meses de verão.

Outra dica para maximizar o sabor da receita é prepará-la de um dia para o outro (ou pela manhã para comer no jantar). O ratatouille é o típico prato que fica ainda mais saboroso depois de descansar algumas horas, dando tempo para que os sabores se integrem uns aos outros.

Por último: normalmente o ratatouille é servido quente, mas também pode ser comido frio sem nenhum problema: um almoço rápido para levar ao trabalho ou para fazer um pique-nique.

 

Vá além: variantes do ratatouille

curso de cozinha francesa Seja com wok ou na grelha, há muitas formas de experimentar a forma de cozinhar um ratatouille

A receita original de ratatouille é feita com abobrinhas, berinjelas e tomates. Também adiciona)se alho, cebola, pimentões e os temperos (tomilho, salsa, louro, sal, pimenta, etc).

Mas isso pode ser só o começo: não hesite em ampliar ou brincar com a receita original!

Por exemplo: por que não adicionar alguns vegetais ou modificá-los?

Não gosta de berinjelas? Substitua-as por alho-poró, couve, ervilhas, etc. Isso permite que você varie os sabores e reinvente a receita para surpreender seus convidados. Embora o ratatouille perfeito seja feito com ingredientes frescos, sua receita também é uma forma excelente de combinar ingredientes que estão parados na sua geladeira, dando a eles uma vida nova e evitando o desperdício.

E porque não combinar o ratatouille com outros ingredientes?

Seja com arroz, massas, purê de batata… O ratatouille é um prato que combina bem com muitos outros alimentos e acompanhamentos, porque seu molho ajuda a dar vida até ao ingredientes mais secos e sem graça.

Desta forma, você pode adaptar a receita aos seus gostos ou necessidades, comendo o ratatouille de diferentes maneiras e nunca ficando entediado atrás do fogão ou à mesa.

Você não precisa ser um chef ou ter feito um curso de gastronomia para seguir uma receita e começar a cozinhar. Mas é verdade que, conforme você avance no seu curso de culinária, vai ganhar mais conhecimentos e confiança para experimentar e criar suas próprias receitas!

 

Onde aprender a cozinhar ratatouille?

A receita de ratatouille é geralmente passada de família a família, de geração em geração, graças ou boca à boca. Como todo clássico que se preze, os avós e pais ensinam seus filhos e netos a reproduzir a receita de família. Dessa forma, o prato acaba integrando a memória afetiva de cada um e, nem mesmo a receita do melhor chef francês pode-se comparar à ratatouille preparada pela sua avó.

Mas não se preocupe! Não precisamos nascer na França para poder preparar este prato delicioso. Você pode aprender a preparar o ratatouille sozinho, seguindo a receita acima em casa. Como já se comentou, o grande truque está na qualidade dos ingredientes e na paciência de cozinhar a fogo baixo e não em técnicas culinárias rebuscadas.

A primeira vez pode não ser perfeita, mas é a persistência e o treino que fazem um bom cozinheiro. Então não desista, pegue suas panelas, facas e colheres e continue cozinhando até chegar ao seu ratatouille ideal. E, se você quiser ir mais longe, pode se matricular em um dos muitos cursos de gastronomia ou cursos de culinária presenciais e online. Com um professor você aprenderá novas receitas, além de truques e técnicas que te darão mais independência e criatividade na cozinha!

 

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
avatar