Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Qual a diferença entre um controlador e um sintetizador?

De Fernanda, publicado dia 17/08/2019 Blog > Música > Piano > Os diferentes tipos de teclado

Ao contrário do que muitos podem pensar, o teclado é um instrumento que surgiu há poucos anos e teve ume evolução muito rápida e ampla. Hoje em dia, o termo teclado abrange uma grande diversidade de instrumentos de teclas, cada um com sua função, suas características, sua forma e finalidade.

Se você pretende fazer aulas de teclado, seja iniciante, intermediário ou avançado, é extremamente importante conhecer todas as variações desse instrumento digital.

Os teclados

Torne-se músico ou professor Teclado é um termo genérico que agrupa diferentes tipos de instrumentos digitais de teclas. Você sabe qual a diferença entre eles?

Os instrumentos de teclas, tais como o cravo e o piano surgiram durante o século XVI, bem antes da criação dos teclados ou pianos digitais. De fato, desde o início do século XX, os instrumentos de teclas já vinham ganhando constantes aperfeiçoamentos. Um exemplo disso foi a criação dos instrumentos eletromecânicos, como o Ondes Martenot, e dos órgãos eletrônicos, os quais passaram a usar osciladores e divisores de frequência para produzir formas de ondas.

O teclado surgiu nos anos 1960 por meio do trabalho de Robert Moog, fundador da Moog Music Inc. Os primeiros teclados eram comercialmente inacessíveis, já que custavam mais de U$10.000. Além disso, eram muito grandes (mediam quase a dimensão de uma parede), possuíam inúmeros cabos e eram muito ruins no quesito afinação.

O termo genérico teclado se refere ao instrumento de teclas cujo mecanismo de funcionamento é digital e eletrônico. Ele surgiu no final dos anos 50 com os órgãos eletrônicos, instrumentos de dois teclados e pedaleira. Foi apenas no início dos anos 80 que alguns fabricantes criaram o órgão eletrônico portátil, que se tornou o teclado tal qual o conhecemos hoje.

Dotado de teclas bem mais leves que as do piano, o teclado tem no máximo 5 oitavas. Em geral, possui uma grande variedade de timbres e recursos digitais, podendo simular diferentes instrumentos como o cravo, o órgão e até o piano.

Teclados: arranjador

Mais populares e comuns aqui no Brasil, os teclados arranjadores possuem ritmos e timbres variados. Um instrumento arranjador possui diferentes estilos de acompanhamento musicais (pop, jazz, rock, balada, samba, bossa nova, dance, e muitos outros), acompanhados por parte rítmica (bateria), baixo, strings, cordas (violão, guitarra), metais (trompete, trombone, etc.). Uma das grandes vantagens deste tipo de teclado é: seu preço acessível para iniciantes, a possibilidade de tocar sozinho e a portabilidade. Por outro lado, em comparação com os demais tipos de teclado, o arranjador pode ser considerado como um dos mais simples, portanto pode ter suas limitações em questões de timbres.

Iniciantes: em geral os teclados arranjadores de níveis iniciantes normalmente já possuem programas instalados para aprendizagem, utilização simplificada do equipamento e muito ritmos e timbres para facilitar a experiência do iniciante. Em geral, os iniciantes começam suas aulas com instrumentos das marcas Casio ou Yamaha.

Semi e Profissional: Os arranjadores de nível profissional são os teclados mais utilizados por músicos da noite, que tocam sozinhos e necessitam principalmente dos ritmos de acompanhamento. Porém, são largamente utilizados por músicos de igrejas e músicos que tocam canções regionais, como forró. Eles já possuem unidade de memória externa, como pen drive, e opções para criação de timbres e acompanhamentos.

Faça aulas de teclado para iniciantes!

Teclado erudito ou popular: o professor irá se adaptar às suas necessidades e objetivos de aprendizagem.

Faça uma aula de teclado em São Paulo!

Teclado: sintetizador

O sintetizador pode ser considerado como um teclado de nível mais avançado do que o arranjador. É um instrumento de teclas cuja função é produzir sons gerados artificialmente, usando diversas técnicas. Ou seja, enquanto um arranjador é especialista em ritmos e acompanhamentos, um sintetizador é voltado para timbres. 

Feito também para a composição ou importação, o teclado sintetizador é ideal para músicos que tocam em bandas. Em geral, ele costuma possuir mais opções de saída e conexão que o arranjador.

O sintetizador é composto por diferentes partes:

  • controlador voltaico (as teclas)
  • matriz de som (source)
  • os filtros (graves, agudos)
  • saída de som

Com o sintetizador, você consegue produzir sons sem a necessidade de outros instrumentos.

O instrumento cria sons através da manipulação direta de correntes elétricas (sintetizadores analógicos), leitura de dados contidos numa memória (sintetizadores digitais), ou manipulação matemática de valores discretos com o uso de tecnologia digital incluindo computadores (modulação física) ou por uma combinação de vários métodos. No estágio final, as correntes elétricas são usadas para causar vibrações no diafragma de caixas de som, fones de ouvido, etc. O som sintetizado é diferente da gravação de um som natural, onde a energia mecânica da onda sonora é transformada em um sinal que então é convertido de volta à energia mecânica quando tocado (embora o método de sampling mascare esta distinção).

Você pode conectar seu sintetizador em caixas de som, fones de ouvido ou computadores.

Procurando por uma aula de teclado online?

Teclado: controlador

Em geral, é o teclado mais leve e mais barato do mercado. E por quê? Porque ele é apenas um controlador de outro instrumento.

Com diferente número de teclas, o controlador na maioria das vezes não possui timbres, e tem a simples finalidade de controlar outros instrumentos digitais através de MIDI (comunicação entre instrumentos digitais). Ele pode controlar uma bateria eletrônica, computadores, módulos de som, etc. Portanto, nesse instrumento, há apenas uma saída USB e uma entrada para o sustain: isso significa que o controlador sempre precisa ser conectado a um outro computador para que você consiga emitir sons. O seu computador, além disso, precisa de programas como um VST, ou seja um instrumento virtual, ou um DAW (digital audio workstation), que tenha VSTs.

Há uma variedade muito grande de controladores, pois esses instrumentos são utilizados não só por pianistas e tecladistas, mas por todos que trabalham com produção: em estúdio, eventos, etc.

Mas atenção: é importante que você tenha um bom computador para a reprodução de sons.

Pianos Digitais

O objetivo do piano digital é produzir sons do piano acústico. Esses sons são guardados digitalmente na memória do teclado. Portanto, suas teclas são mais pesadas, os timbres são de piano e existem os pedais. A única diferença é que o instrumento não é acústico, mas digital. A desvantagem do piano digital em relação aos teclados é que ele tem poucos timbres, além de ser de difícil transporte, pois é pesado.

Há diversos modelos de piano digital, inclusive com mobiliária.

Existe também uma variedade desse instrumento no mercado que são pianos digitais, especializados no timbre de Piano e mas também Arranjadores, ou seja, possuem ritmos e timbres também. Dois bons exemplos são os DGX-530 e DGX-640 da Yamaha.

Teclado Workstation

Por que aprender a tocar teclado? Imagine a alegria de apresentar sua música para outras pessoas. Felicidade não tem preço!

As workstations são estações de trabalho, ou seja instrumentos muito mais complexos. Além de serem teclados completos, envolvem síntese de sons e sequenciadores para composição, arranjos de partes musicais ou peças musicais completas. São amplamente utilizados em estúdio, porém também são máquinas perfeitas para os maiores palcos.

Como são teclados top de linha no mercado, são instrumentos extremamente caros. Por isso, em geral são utilizados por profissionais, pois necessitam de amplo conhecimento técnico.

Atenção: cada teclado tem sua função. Por isso, antes de comprar o seu instrumento, identifique todas as suas necessidades e finalidades. 

Por fim: há muitas razões para pianistas profissionais e amadores preferirem os pianos elétricos e digitais aos pianos acústicos, que são muito pesados, volumosos e caros.

Em suma: projetado para substituir o piano acústico, o piano elétrico ou teclado digital é um bom compromisso para estudar, pois:

  1. Ele é menor: ocupa menos espaço, ainda mais se comparado a um piano acústico.
  2. Tem mais mobilidade: de fácil transporte, a maioria dos modelos pesa menos de 20 kg. É ideal para músicos em turnê.
  3. Mais resistente: você terá muito menos riscos e arranhões em seu instrumento.
  4. Possui um som de qualidade: sempre bem afinado, sem efeito de eco ou outro que possa alterar a qualidade do som.
  5. Menos ruído: graças às funções de fone de ouvido ou ajuste de volume, o teclado permite que você toque sem perturbar os vizinhos, a família ou os animais de estimação.
  6. Um baixo custo de manutenção: não requer nenhuma intervenção profissional para garantir o seu funcionamento.
  7. Um banco de vários timbres: sons de pianos e instrumentos de todos os tipos estão disponíveis para o pianista.
  8. Um sequenciador: uma ferramenta que permite gravar, fazer pequenos arranjos e reproduzir múltiplos instrumentos simultaneamente. Ideal para programar acompanhamentos musicais e enriquecer a melodia.
  9. Um metrônomo eletrônico interno: integrado ao piano, permite não perder o ritmo nem tempo.
  10. Um preço mais acessível: muito mais barato do que um piano acústico, você pode comprar um novo modelo de piano digital por menos de mil reais. Mais barato ainda se for um equipamento usado.
  11. Uma gravação mais simples com a capacidade de registrar várias faixas.
  12. Leitura de partitura: graças à sua interface que permite aprender ou decifrar uma música de um arquivo simples.
  13. A transposição de obras: as obras reproduzidas podem ser transpostas mais facilmente para outros instrumentos (trompete, saxofone, …) sem ter de reescrever a partitura ou aprender de cor.

E você, por acaso tem interesse em começar a fazer aulas de teclado online?

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
avatar