Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Descubra a variedade dos principais teclados musicais

De Fernanda, publicado dia 18/08/2019 Blog > Música > Piano > Quais são os instrumentos de teclas?

Os instrumentos de tecla são conhecidos pela forte base teórica musical. Por sua amplitude e versatilidade sonora, são muito utilizados em composição, além da execução e estudos musicais.

Teclados digitais, arranjadores, cravo, órgão, sintetizadores… Você saberia pontuar as particularidades de cada um desses instrumentos?

Caso pretenda começar suas aulas de piano acústico ou de teclado, é muito importante conhecer toda essa diversidade, bem como as funções, os timbres e as principais características de cada teclado.

Os teclados digitais

Aprenda o piano elétrico! Quais as melhores metodologias para tocar bem um teclado elétrico ou digital?

O termo genérico teclado se refere ao instrumento de teclas cujo mecanismo de funcionamento é digital e eletrônico. Ele surgiu no final dos anos 50 com os órgãos eletrônicos, instrumentos de dois teclados e pedaleira. Foi apenas no início dos anos 80 que alguns fabricantes criaram o órgão eletrônico portátil, que se tornou o teclado tal qual o conhecemos hoje.

Dotado de teclas bem mais leves que as do piano, o teclado tem no máximo 5 oitavas. Em geral, possui uma grande variedade de timbres e recursos digitais, podendo simular diferentes instrumentos como o cravo, o órgão e até o piano.

Teclado arranjador

Mais populares aqui no Brasil, os teclados arranjadores possuem ritmos e timbres variados. Um instrumento arranjador possui diferentes estilos de acompanhamento musicais (pop, jazz, rock, balada, samba, bossa nova, dance, e muitos outros), acompanhados por parte rítmica (bateria), baixo, strings, cordas (violão, guitarra), metais (trompete, trombone, etc.).

Teclado sintetizador

O sintetizador é um instrumento de teclas cuja função é produzir sons gerados artificialmente, usando diversas técnicas. Ou seja, enquanto um arranjador é especialista em ritmos e acompanhamentos, um sintetizador é voltado para timbres. O instrumento cria sons através da manipulação direta de correntes elétricas (sintetizadores analógicos), leitura de dados contidos numa memória (sintetizadores digitais), ou manipulação matemática de valores discretos com o uso de tecnologia digital incluindo computadores (modulação física) ou por uma combinação de vários métodos. Você pode conectar seu sintetizador em caixas de som, fones de ouvido ou computadores.

Há também outros tipos de teclado, como os controladores, workstation e pianos digitais. 

Teclados acústicos: o piano

Por que aprender a tocar teclado? E você, gostaria de contratar um professor particular de piano?

Procurando por uma aula de teclado online?

Ao todo, o piano possui 88 teclas, 7 oitavas e 1/4 de oitava. Seu mecanismo de funcionamento é acústico: quando as teclas são acionadas, existe uma peça chamada martelo que atinge as cordas e faz as notas vibrarem.

Dentro do instrumento, há um prolongamento da tecla do piano, que forma uma espécie de alavanca. Quando a tecla está em repouso, o martelo permanece abaixado. Quando a tecla é pressionada, seu prolongamento sobe e o martelo atinge uma corda, que vibra e produz o som. Se o pianista bate forte na tecla, o martelo atinge a corda com força, gerando um som mais intenso.

Pedais são também um componente importante do piano. Os pianos têm geralmente dois ou três pedais:

  • Pedal de sustentação: sua função é a de prolongar a duração das notas
  • Pedal central: responsável por deixar o som em menor intensidade.
  • Pedal surdina: sua função é suavizar os sons emitidos pelo piano.

Tipos de piano

  • piano de cauda tem a armação e as cordas colocadas horizontalmente. Necessita por isso de um grande espaço pois é bastante volumoso. É adequado para salas de concerto com tetos altos e boa acústica. Existem diversos modelos e tamanhos, entre 1,8 e 3 m de comprimento e 620 kg.
  • piano vertical tem a armação e as cordas colocadas verticalmente. A armação pode ser feita em metal ou madeira. Os martelos não beneficiam da força da gravidade.

Faça aulas de teclado para iniciantes!

Outros teclados acústicos

O órgão

O órgão é considerado um dos instrumentos mais antigos de toda a música ocidental e o primeiro dos instrumentos de teclas.

A história do órgão se inicia no século III a.C, com a criação do hydraulos (ou órgão hidráulico) pelo engenheiro grego Ctesíbio de Alexandria. A invenção foi desenvolvida a partir da associação entre uma flauta típica grega, o aulo, com o sistema hidráulico de injeção de ar comprimido nos tubos.

A mecânica consistia em abrir a passagem do ar para os tubos através de uma válvula parecida com uma tecla. Para que tal acontecesse o ar era mantido em pressão por processos hidráulicos (pressão de água). O órgão possuía apenas uma fila com 7 tubos de diferentes comprimentos, correspondendo cada tubo a uma nota. A fila de tubos duplicou e triplicou, até que foi incorporado um mecanismo de seleção dessas filas de tubos, que mais tarde se vêm a chamar registos. O conjunto de tubos de uma fila tem o mesmo formato e características, emitindo um timbre próprio. Assim sendo, num órgão existem tantos timbres diferentes, quanto o número de registos (filas) existentes.

O hydraulos foi amplamente usado durante vários séculos em festividades, no circo e em anfiteatros, até o surgimento do órgão pneumático no século IV, movido por foles manuais. Esse último sistema é ainda fabricado até hoje.

A introdução de órgãos nas igrejas é tradicionalmente atribuída ao Papa Vitaliano no século VII. Pelo vínculo que estabeleceu ao serviço do culto, prestado ao longo de séculos na Liturgia Cristã, carrega uma estatuto inigualável na Música Sacra.

Os órgãos podem ser classificados em vários tipos, vamos aqui citar apenas alguns deles:

  • Positivos (órgãos menores com poucos registros)
  • O órgão de estudo
  • O órgão de coro
  • O órgão barroco
  • O órgão ibérico
  • O órgão romântico
  • O órgão sinfónico
  • O órgão de teatro/cinema
  • ….

O cravo

Não podemos confundir o fortepiano com o cravo. O cravo não pode ser considerado um antepassado do piano por dois motivos: foi criado posteriormente e não possui suas mesmas características técnicas. Por exemplo, o som do cravo não é produzido pelas batidas de martelo. O som é produzido por pequenas unhas de plástico – o plectro -, que são como se fosse palhetas de um violão. Elas ficam montadas nas peças chamadas saltadores, e à medida em que você aciona o teclado, as peças sobem e a unha de plástico fere a corda.

Além disso, o cravo não alcançou o mesmo sucesso que o piano.

O cravo mais antigo, completo, ainda preservado, veio da Itália, o exemplar mais velho tendo sido datado de 1521. Esses primitivos instrumentos italianos não lançam qualquer luz sobre a origem do cravo uma vez que representam uma forma já bastante aperfeiçoada do instrumento. Os fabricantes italianos do cravo construíram instrumentos de manual simples (um único teclado), de construção muito leve e relativamente pouca tensão nas cordas. Este desenho sobreviveu entre os fabricantes italianos durante séculos, com muito pouca alteração. Os instrumentos italianos são considerados agradáveis mas discretos quanto ao seu tom e são apropriados para acompanhamento de cantores ou outros instrumentos. Próximo ao final do período histórico, instrumentos maiores e mais elaborados foram construídos, principalmente por Bartolomeo Cristofori.

O período musical de apogeu da utilização do cravo é o Barroco (1600 – 1750 aproximadamente), onde ele foi mais utilizado na história da música, aparecendo em grandes composições de Johan Sebastian Bach. O cravo era usado para a música de câmara e orquestral, bem como no teatro – Mozart se utiliza do instrumento em recitativos até 1791, em La Clemenza di Tito. Não apenas o órgão, mas o cravo também era utilizado nas igrejas, nas cantatas e oratórios. Com o surgimento do Romantismo, o cravo vai sendo cada vez menos usado, pois não correspondia mais aos novos ideais estéticos que apareciam.

No ponto máximo de seu desenvolvimento, o cravo perdeu para o piano o favoritismo que desfrutava. O piano rapidamente evoluiu a partir de suas origens semelhantes ao cravo e o conhecimento tradicional, acumulado, dos construtores de cravo gradualmente se dissipou.

Qual a finalidade das aulas de piano? Por que aprender a tocar teclado? Quais são suas aspirações pianísticas?

O acordeão

No Brasil também chamado popularmente sanfona e gaita, o acordeão tem origem alemã. Ele é composto por um fole, palhetas livres e duas caixas harmônicas de madeira. É muito utilizado em diversos gêneros musicais populares brasileiros e o seu som pode variar de notas agudas até as mais graves. O som é criado quando o ar que está no fole passa por pequenos tubos nos castelos que o direcionam até as palhetas: é a pressão do ar que faz as palhetas vibrarem e gerarem o som. Quanto maior o tamanho da palheta, mais grave o som produzido.

O acordeão pode ser composto por um teclado de um piano posicionado na vertical: em cima ficam as notas mais graves e em baixo as mais agudas.

Suas categorias se dividem conforme a quantidade de baixos, sendo essa a sua característica fundamental. O acordeão pode ser de:

  • 4 baixos;
  • 8 baixos;
  • 48 baixos;
  • 60 baixos;
  • 80 baixos;
  • 120 baixos.

Os baixos são botões tocados com a mão esquerda que exercem função ou de baixo (como a tuba numa banda ou a mão esquerda em uma valsa para piano), tocando notas e acordes, num ritmo determinado pelo estilo de música (podem também ser pisados o baixo e o acorde simultaneamente para exercer a função do teclado em uma banda de rock) ou de baixo-livre (como os pedais em um órgão), mais usado em peças clássicas e dobrados. Além destes tipos, existe, atualmente, o acordeão de baixo solto, que é construído como o campo esquerdo do piano, sendo possível formar acordes mais sofisticados.

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
avatar