Sabemos que Rio de Janeiro é a capital do samba. Mas não só desse ritmo musical. Como grande metrópole cultural e histórica, o Rio é cidade de muitos ritmos e melodias. Para descobrir onde aprender a tocar piano, a fórmula é simples: avalie o quando pode pagar, sua disponibilidade e sua localização. Seja em conservatório, centro cultural, faculdade, escolas particulares ou então com professores autônomos que dão aulas de piano em casa.

O Rio de Janeiro é uma cidade grande, com mais de 6,32 milhões de habitantes. Se contarmos a região metropolitana, são mais de 12 milhões de pessoas. Sabe-se que a história da cidade se mistura com a histórica da música brasileira. Por trás de seus diferentes bairros, Lapa, Leblon, Copacabana, Ipanema, quantas canções não foram criadas e tocadas num piano? Quantos intérpretes e compositores cariocas já enriqueceram o patrimônio cultural brasileiro e internacional? Seja no samba, chorinho, bossa, mpb, rock, pop...

Por isso, não desanime: você está no lugar certo e vai encontrar o local ideal para seguir suas aulas de teclado para iniciantes!

Escola de Música Villa-Lobos: estudar piano no Rio

Aprender música no Rio.
Você sabe onde estudar teoria musical e piano clássico?

Criada em 1952, a princípio era um centro popular de ensino de arte. Hoje faz parte da Secretaria de Estado de Cultura. A Escola possui quatro tipos de cursos, todos com duração de 3 anos (menos os livres): Formação Musical, gratuito, para alunos de 8 a 15 anos, com inscrições anuais via edital; Básico em Música, pago e semestral, sem processo seletivo e voltado para alunos a partir de 13 anos; Técnico, voltado para alunos com Ensino Médio completo ou em curso, é gratuito e proporciona habilitação profissional; e finalmente os cursos livres, que são pagos e possuem temática diversificada.

A Escola é mais adequada para aqueles que buscam formação teórica consistente, e sua vantagem está sobretudo no preço, pois alguns curso de teclado ou piano são de graça. Além dos cursos, a Escola de Música Villa Lobos incentiva à participação em grupos artísticos, como o Coro de Câmara Adulto, Grupo de Choro Corando Baixinho, Grupo de Jazz, Orquestra Sinfônica e Orquestra Popular. Alguns nomes que passaram pela escola e deixaram suas marcas no mundo musical são Maximiniano Cobra, Tim Rescala, Tato Taborda, Jorge Versilo, Biafra, Téo Lima e Marcus Vinicius Nogueira (Rua Ramalho Ortigão, 9, Centro. Tel.: 21 2232-6405).

Para os paulistanos: já descobriram onde estudar piano em sua cidade?

Fernando
Fernando
Profe de Piano
5.00 5.00 (45) R$120/h
1a aula grátis!
Matheus
Matheus
Profe de Piano
5.00 5.00 (10) R$80/h
1a aula grátis!
Rebeca
Rebeca
Profe de Piano
5.00 5.00 (10) R$30/h
1a aula grátis!
Vitor
Vitor
Profe de Piano
5.00 5.00 (18) R$85/h
1a aula grátis!
Crhistoffer
Crhistoffer
Profe de Piano
5.00 5.00 (12) R$40/h
1a aula grátis!
Davi
Davi
Profe de Piano
5.00 5.00 (7) R$70/h
1a aula grátis!
Moira
Moira
Profe de Piano
5.00 5.00 (26) R$90/h
1a aula grátis!
Márcia
Márcia
Profe de Piano
5.00 5.00 (7) R$75/h
1a aula grátis!

Estudos avançados de piano: Instituições de Ensino Superior

Já descobriu onde estudar o piano em Fortaleza?

Se você sempre gostou de tocar bateria, compor melodias e, desde pequeno já convive com noções musicais, a graduação em música pode ser uma boa alternativa. Com um mercado versátil, o curso permite que o estudante opte pela modalidade de licenciatura ou bacharelado.

Se você escolher a modalidade bacharelado pode compor, reger e interpretar obras eruditas e populares, atuando como compositor, maestro, intérprete, gravar trilhas sonoras e até criar jingles para filmes e comercias publicitários.

Já se você optar pela licenciatura, pode também dar aulas de música em escolas do ensinos Fundamental e Médio.

No processo seletivo, a maioria das universidades exige o mínimo de experiência com música. Além disso, por vezes há um teste de conhecimentos gerais e uma prova de aptidão, na qual são avaliados técnica e habilidades em música.

Mas fique atento: algumas cursos dão mais foco à música clássica/erudita, enquanto outros mais à música popular. Informe-se antes para saber qual curso está mais adequado aos seus objetivos como músico.

Além disso, muitas Instituições oferecem cursos livres de piano, portanto vale a pena investigar!

Quer aprender piano em Salvador? Descubra aqui!

Conservatório Brasileiro de Música - Centro Universitário

Criado em 1936, certamente uma das escolas mais conhecidas na cidade. Em graduação, há bacharelado e licenciatura em Música e bacharelado em Música e Tecnologia. Já na pós-graduação, Musicoterapia, Regência Coral, Educação Musical. Além da formação universitária, o Conservatório Brasileiro de Música traz programas para iniciantes ou experientes em todos esses instrumentos musicais: piano, teclado, bateria, bandolim, clarineta, flauta doce, flauta transversa, guitarra, percussão, regência, saxofone, trombone, trompete, violão, violino, violoncelo. Essas aulas são individuais, com 1 hora de duração uma vez por semana. Cada professor determina o valor por mês, cerca de 350 reais. O Conservatório ainda mantém a Camerata de Violões, a Clínica Social de Musicoterapia, Núcleo de Pesquisa, TV CBM, além de organizar eventos, seminários, palestras e outras atividades relacionadas à música (Av. Graça Aranha, 57. Centro. Tel.: 21 3478-7600).

Onde estudar piano na capital carioca.
O Conservatório Brasileiro de Música é uma instituição renomada no Brasil inteiro.

O erudito na Escola de Música – Universidade Federal do Rio de Janeiro

Sua origem remonta ao Conservatório de Música, fundado em 1848, posteriormente Escola de Belas-Artes (1855), Instituto Nacional de Música (1889) e finalmente Escola Nacional de Música (1937). A estrutura atual da Escola de Música foi estabelecida em 1965, quando, por força do Decreto nº. 4.759, do Governo Militar, a Universidade do Brasil transformou-se em Universidade Federal do Rio de Janeiro. Voltada para a formação de músicos na área erudita e clássica, oferece graduação em Música (bacharelado e licenciatura) com 26 habilitações e Pós-graduação stricto sensu. A Universidade ainda oferece cursos de extensão: musicalização infantil, curso básico e curso intermediário. Esses cursos são pagos, no valor de 300 reais para o semestre. A Escola possui uma excelente infraestrutura com Biblioteca, Museu Delgado de Carvalho, Museu Virtual de Instrumentos, Salas de apresentação, Laboratórios de música e tecnologia diversos, centros de estudos e pesquisas, além de promover concertos, semanas temáticas, festivais, encontros e projetos especiais. Por fim, mantém diversos conjuntos estáveis, com destaque para o UFR Jazz Ensemble, Violões da UFRJ e Orquestras (Rua do Passeio, 98. Lapa. 21 2222-1029).

E se você testasse as aulas de teclado online?

Música Popular no Instituto Villa-Lobos – Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Uni-Rio)

O instituto tem sua origem no antigo Conservatório Nacional de Canto Orfeônico (CNCO), idealizado pelo músico Heitor Villa-Lobos em 1942. A escola oferece graduação em Música (bacharelado e licenciatura). O diferencial está na oferta de um fluxograma específico em bacharelado para mpb e arranjo, e outro para piano. Saiba que é o lugar para você que tem interesse na formação de música popular. A pós-graduação ofertada é em stricto sensu (mestrado e doutorado). Há ainda seminários, encontros, concertos e festivais temáticos (Av. Pasteur, 296. Urca. Tel.: 21 2542-3311).

Agora, se você mora em Brasília, quer algumas dicas para saber onde estudar piano?

Projetos sociais com piano no Rio de Janeiro

Muitas associações desenvolvem programas sociais para crianças e jovens ingressarem no mundo da música pela prática de instrumentos como piano. O objetivo de todas elas é dar acesso à cultura musical mas também contribuir para a transformação por meio da educação e da sociabilização possibilitadas pela música.

  • Escola de Música da Rocinha: funcionando há mais de 20 anos, a Escola se localiza no coração da maior favela do Brasil, e dá acesso a crianças e jovens de 6 a 17 anos ao universo musical, em todas as suas formas. O projeto possui chancela da UNESCO e os resultados são comprovados e surpreendentes tanto no rendimento escolar dos alunos quanto no reconhecimento nacional de suas diversas manifestações. Suas linhas de ação são: musicalização, teoria e técnica, prática de conjunto e apoio à formação para o trabalho na área da música. Há estudos de diversos instrumentos: piano/teclado, violão, cavaquinho, percussão, flauta doce, flauta transversa, clarinete, saxofone e canto coral. Além dos cursos, promove eventos e encontros musicais, além de manter três grupos estáveis: Coro Infantojuvenil, Grupo Chorando à Toa e Orquestra de Câmara (Av. Niemeyer, 776/17º, São Conrado. Tel.: 21 3322-6358).
  • Projeto Villa-Lobos e as Crianças: criado em 2008, o projeto tem como objetivo formar jovens talentos de comunidade carentes por meio da música. O Projeto, dirigido por Turíbio Santos, conta com o apoio do Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM) e dos Museus do Rio de Janeiro. Anualmente são selecionados 10 novos alunos, integrando um corpo de 60 alunos. No projeto da Escola de Música Villa-Lobos, todos seguem aulas regulares de música, totalizando uma duração de 3 anos, além de participar de três orquestras: a filarmônica, a de cordas e a popular.

Recife também dispõe de diversas instituições que oferecem aulas de piano.

Escolas de música e conservatórios para aprender piano no Rio de Janeiro

De acordo com seu orçamento disponível e seu tempo, as escolas e os conservatórios são ótima opção para quem quer aprender o piano no Rio. Popular, erudito, mpb, samba, jazz, rock, sertanejo, chorinho... Confira as escolas de maior destaque:

  • Escola Portátil de Música: criada em 2000 por um grupo músicos de choro, a escola começou com cerca de 50 alunos na Sala Funarte. Em pouco tempo, já na UFRJ, agregava 100 estudantes e, em seguida, os alunos triplicaram no casarão da Glória. Hoje em dia, suas aulas acontecem no campus da Uni-Rio, na Urca. A EPM possui 35 professores e mais de 1.100 alunos de piano, flauta, clarinete, saxofone, trompete, trombone, contrabaixo, violão, cavaquinho, bandolim, pandeiro, percussão, canto e canto coral – além das turmas de apreciação musical, teoria musical, harmonia, prática de conjunto etc. O foco da EPM é o ensino do choro e da música popular brasileira em geral, e é preciso ter alguma familiaridade com o instrumento que se quer tocar, com limite mínimo de 12 anos de idade. Cada aluno paga uma taxa semestral de 400 reais, com direito a uma aula de instrumento; uma aula de apreciação musical; uma hora de ensaio do bandão; e uma hora de roda de choro. Uma opção excelente e acessível para amantes de choro e música brasileira em geral.
  • Escola In Concert: em Ipanema desde 1992, a escola oferece aulas de piano, teclado, violão, bateria, baixo, canto, guitarra, cavaquinho e percussão. Os encontros na Escola In Concert são individuais ou em dupla, um vez por semana, com 1 hora de duração. Certos instrumentos, como bateria ou piano, exigem aulas particulares (Rua Visconde de Pirajá, 303. Ipanema. Tel.: 21 2287-5136).
  • BSB Musical: a rede conta com dezesseis unidades no Brasil e oferece o ensino de variados estilos musicais. Na BSB Musical há aulas de piano clássico, piano popular, teclado, violão, bateria e guitarra até acordeom, viola caipira e flauta doce (Rua São Clemente, 411. Botafogo. Tel.: 21 3176-3684).
  • Cigam: a escola funciona desde 2008 na Rua Santa Luzia. Os cursos livres da Cigam incluem piano, bandolim, baixo, bateria, canto, cavaquinho, flauta, guitarra, percussão, sax, trompete, violão ou violão de 7 cordas. (Rua Santa Luzia 799/701, Cinelândia. Tel.: 21 2524-2170).
  • Intermúsica: com sede em Ipanema, Leblon e Copacabana, oferece aulas de piano, teclado, baixo, guitarra, violão, bateria, flauta, gaita, percussão, saxofone, violino e cavaquinho. Também há aulas de musicalização infantil, baby class, violino. Na Intermúsica os cursos são abertos para todas as idades (Rua Visconde de Pirajá, 444. Ipanema. Tel.: 2287-5471).
  • Elite Musical: possui nove unidades no Grande Rio (Botafogo, Barra, Centro, Méier, Recreio e Campo Grande, além de Caxias, Nova Iguaçu e Niterói), oferece aulas de piano, teclado, violão, guitarra e bateria. A Elite Musical oferece duas horas semanais de aula, uma prática e a outra teórica.

Sabia que Porto Alegre tem excelentes locais para se aprender música?

Onde aprender teclado no rio de janeiro.
Depois da sua aula de piano, dar um mergulho no mar. Ou vice-versa. Programa perfeito!

Aulas particulares de piano no Rio de Janeiro

Enfim, para ter aulas de piano ou teclado e desenvolver um estilo em particular (samba, choro, rock, blues, funk...) ou aprofundar técnicas específicas, as aulas particulares são a melhor opção. Há professores independentes no Rio de Janeiro que possuem formação e experiência de altíssima qualidade.

Mas nem sempre é fácil encontrar um professor que se desloque até a sua casa e que atenda todas as suas necessidades. Não se pode improvisar quando o assunto é um professor de música particular. Existe uma grande diferença entre tocar bem e ensinar bem. Se o professor não for um bom educador e não entender de pedagogia, os conteúdos nunca serão transmitidos para o aluno de maneira certa.

Mais do que simplesmente praticar, com um professor você vai pode realizar trocas de conhecimento sobre a música, descobrir segredos do seu instrumento e conseguir finalmente tocar aquelas notas de sua música preferida à perfeição.

Descubra onde tocar piano em BH!

Precisando de um professor de Piano ?

Você curtiu esse artigo?

0,00/5, 0 votes
Loading...

Fernanda

Apaixonada por educação, música e cinema, é especialista nos encontros e desencontros das línguas.