Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Exames difíceis e o trabalho do professor particular

De Carolina, publicado dia 18/04/2019 Blog > Aulas particulares > Ter aulas particulares > Aulas particulares antes de fazer aquela prova?

Quando fazer aulas particulares?

As provas de fim de bimestre, trimestre, semestre, de ano, as recuperações, os vestibulares, o Enem… Elas estão se aproximando rapidamente e você teme que seus filhos não passem nelas?

Para colocar todas as chances do seu lado, as aulas particulares vão solucionar as dificuldades de seus filhos em uma ou mais matérias.

O objetivo principal das aulas em domicílio é oferecer toda a base necessária para que o estudante vá bem nas provas e nos exames. Seja por meio da aprendizagem de alguns conceitos, pela consolidação de noções já adquiridas ou então pela assimilação de dicas, conselhos e truques que façam a diferença.

Outro papel do professor particular é motivar seus alunos a estudarem num momento tão delicado e estressante. A assimilação dos conteúdos nessas horas, sob pressão, pode ser mais lenta e complicada.

De forma mais geral, a aula particular permite que eles organizem suas revisões de forma eficaz, aprendendo uma metodologia de trabalho mais eficiente!

Aulas particulares para preparar as provas de fim de ano

Dá aquele frio na barriga só de pensar que seus filhos precisam tirar notas boas nas provas de fim de ano? Se não, risco de recuperação ou bomba?

Então, por que não pedir a ajuda de um profissional para que ele dê aulas sobre o conteúdo das provas para seu filho?

Depende da escola, mas muitas vezes as provas são escritas:

  • português, história, geografia, matemática, física, química, biologia…

Por que não considerar aulas particulares sobre vários pontos que estão bloqueando seu filho na aula?

Matemática, por exemplo, é uma matéria frequentemente solicitada em aulas particulares.

Faça aulas particulares para passar no vestibular Estudar pode ser um grande desafio sozinho

Seu filho tem dificuldade em algum desses assuntos?

A aula particular (até nas férias) permitirá que seus filhos entendam um teorema ou lei da eletricidade e a implementem através de exercícios conduzidos individualmente com um professor competente.

Considere um horário de aula semanal se ele não tiver muitas dúvidas ou várias horas de aulas por semana se precisar de uma atualização mais profunda.

Preparar para o vestibular e Enem com aulas particulares

Anualmente, mais de 8,5 milhões de estudantes realizam suas inscrições no Enem – Exame Nacional do Ensino Médio. Além disso, as universidades abrem suas inscrições para os alunos prestarem o vestibular. Só na USP – Universidade de São Paulo, cerca de 136.736 mil candidatos se inscreveram em 2016.

Certamente uma etapa delicada na vida dos estudantes – uma etapa que irá definir a sua vida acadêmica e profissional. Para muitos, esses exames são motivos de estresse e angústia. E por quê?

  • Há o medo de fracassar no Enem, o que dificulta ainda mais o ingresso na universidade e impossibilita a obtenção de bolsas e auxílios financeiros.
  • Há também o medo de fracassar no vestibular e ter de passar mais outro ano se dedicando exclusivamente a esses estudos.

Diferentes formas de aulas particulares existem para revisar adequadamente esse importante teste concluindo o ensino obrigatório e o início dos estudos superiores.

  • Aulas particulares

Nessas aulas, que acontecem geralmente em domicílio, o professor acompanha a evolução do aluno gradualmente, e tem o papel de dar conselhos, orientar, motivar e revisar os conteúdos. Claro, tudo isso com uma metodologia que facilite a vida do aluno, fazendo com que os estudos deixem de ser um pesadelo.

Por um período de tempo específico ou ao longo do ano, esse é o tipo de curso mais solicitado. O professor, especializado em uma matéria ou conteúdo, vai à casa do aluno, avalia seu nível e o acompanha à medida que as aulas vão avançando, ajudando-o a compreendê-las e a completar as tarefas.

O apoio do aluno é personalizado, permitindo uma progressão mais rápida que em sala de aula. Aulas intensivas de suporte nos últimos meses antes do exame também podem ser consideradas. Elas permitirão que seus alunos alcancem, pelo menos, limitem seu atraso, consolidem seus conhecimentos e se preparem melhor para o dia D.

Como profissional da educação, seu papel é trazer uma contribuição concreta para o estudante, com o desafio de transmitir o máximo de conhecimento possível nesse período de preparação.

Aprendendo para o ENEM As aulas de espanhol na escola nem sempre são suficientes para preparar o aluno para a vida universitária.

O professor particular especialista na preparação de exames e avaliações deve ter didática e metodologia eficazes. Seus alunos precisarão de um programa rigoroso de estudos, sem deixar que a desmotivação abale seu emocional.

Professores particulares estão empenhados em ajudar seus alunos a ter sucesso na escola. O apoio escolar pode começar cedo, com uma pequena ajuda nos trabalhos de casa.

  • As aulas em pequenos grupos

Fornecida em organizações especializadas, essa fórmula permite que os alunos trabalhem vários assuntos ao mesmo tempo. Geralmente, esses cursos acontecem durante as férias escolares. A vantagem dessa fórmula é compartilhar e ajudar uns aos outros enquanto desfruta de um espírito de equipe que eleva o grupo.

  • Intensivão para o vestibular e Enem

Durante uma semana, geralmente durante as férias escolares, os estudantes aprofundam diferentes temas, dentro de grupos que geralmente não excedem a 10 pessoas. Com duração de mais de uma semana, o intensivão pode ser uma noite em claro em um sábado (mas por que fazer aulas particulares nos finais de semana?). Um curso de preparação pode ser considerado em caso de lacunas em um ou mais assuntos.

Superprof coloca você em contato com estudantes ou professores graduados e em atividades que podem dar aulas individuais ou em pequenos grupos (4 a 5 alunos no máximo).

Se você estiver mais interessado em revisar um tópico, também poderá perguntar a um professor em particular se ele / ela aceita que os grupos compartilhem os custos. Alguns professores também oferecem aulas particulares pela webcam, se você não pode se deslocar facilmente.

Mas se é por webcam ou ao vivo, há uma idade para ter aulas particulares?

Faça reforço escolar para passar de ano O professor pode dar dicas de como se organizar para os estudos

Prepare para uma prova de nível superior com aulas particulares

O Brasil é um dos campeões de aulas particulares. Ajuda para a lição de casa e aulas particulares em domicílio não param, tanto no ensino fundamental e médio.

Elas também podem ser muito úteis se você estiver preparando para uma prova de nível superior. Aqui estão algumas delas e as aulas particulares podem de dar uma boa preparação:

  • Concurso municipais, estaduais e federais para ser funcionário público
  • Exames de fim de ano nas universidades
  • Provas para mestrado ou doutorado
  • Provas para a OAB (Ordem dos Advogados do Brasil)

Por que não aproveitar as férias para ter aulas particulares e preparar para um de seus exames?

Nessa hora, o professor pode dar dicas e obter conselhos importantes:

  • principais técnicas para estudar: fichas de estudo. Atenção: as fichas devem ser um resumo e não uma cópia da aula!
  • treinar com simulados, testes de lógica, testes rápidos: quanto mais testes o estudante fizer, menos nervoso ficará. Alguns estudantes entram em pânico apenas ao saber que estão sendo testados. Daí a importância de “banalizar” a avaliação.
  • informar-se sobre as provas e passar as informações aos alunos;
  • se manter sempre atualizado em relação aos conteúdos, abordagens, habilidades e competências exigidas em cada exame.

Um professor particular de cursos preparatórios é também um profissional especialista de grande responsabilidade, pois o aspecto emocional e o aspecto psicológico dos alunos estão em jogo. Por isso, é importante que ele seja informado e atualizado. Tanto para passar segurança a seu aluno, como para não deixar nenhuma orientação importante de fora!

Além disso, nesses tipos de prova, independente de seus estudos (letras, ciências, matemática), você será obrigado a escrever bem o português nos textos que vão demonstrar seu nível na língua.

Além do conteúdo do texto, os examinadores vão observar seu domínio das regras gramaticais, sua ortografia, seu estilo de escrita, etc. Tudo conta para sair na frente da concorrência e ser bem avaliado pelo professores.

Pense sempre que, se o examinador estiver em dúvida sobre a sua nota, a balança vai pesar a seu favor se seu português estiver impecável!

Infelizmente, muitos brasileiros não dominam sua língua materna. Somente 8% da população tem condições plenas no idioma, de acordo com uma pesquisa realizada em 2016 pelo Instituto Paulo Montenegro e a ONG Ação Educativa.

Por isso, pensar em um professor particular de português pode ser uma boa estratégia para aqueles que desejam prestar uma prova de nível superior ou especializada, como as citadas acima.

Onde fazer uma avaliação da orientação escolar? Eventos como Universidade de portas abertas é uma boa maneira de ter uma ideia do seu caminho universitário.

Prepare para testes de idioma com aulas particulares

Se você planeja fazer parte de sua escolaridade no exterior, é essencial dominar bem a língua estrangeira do país anfitrião. Para isso, você terá que passar por um teste de idioma com a maior pontuação possível.

Com isso em mente, as aulas particulares de idiomas podem ser muito úteis!

Inglês: exames TOEFL e TOEIC

O teste TOEFL é o teste de inglês mais usado no mundo, reconhecido por mais de 9 mil instituições de ensino superior, universidades e agências em mais de 130 países, incluindo Austrália, Canadá, Reino Unido e Estados Unidos.

Se você deseja estudar um semestre (ou mais) em uma universidade anglo-saxônica, esse teste será solicitado pelo corpo docente da universidade para provar que você tem um bom conhecimento da língua de Shakespeare.

Se você está procurando um diploma para o mundo profissional, é mais apropriado passar o TOEIC para melhorar suas habilidades no mercado de trabalho.

O teste TOEIC também é cada vez mais solicitado no currículo pelos recrutadores.

Como passar com sucesso nos exames de idiomas? Através de aulas particulares
Já imaginou se tornar um profissional de inglês com um professor nativo?

Você sempre remou durante as suas aulas de inglês e tem que passar no TOEFL daqui a algumas semanas?

Você conseguiu um estágio na Austrália e a empresa está pronta para lhe dar o visto precioso se você mostrar o TOEIC?

Faça aulas particulares para passar de ano Como se preparar da melhor forma para a prova?

Dê a si mesmo algumas horas de aulas particulares de idiomas com um falante nativo. Quer melhor maneira de praticar o inglês, tanto escrito quanto oral, e revisar os pontos gramaticais essenciais que você nunca entendeu na aula?

Francês: exames DELF e DALF

A França é um dos países com mais oferta de universidades gratuitas no mundo! Além disso, elas são abertas para os alunos estrangeiros. Porém, para entrar em uma universidade francesa, é preciso dominar o francês e passar por um teste de proficiência.

Existem dois principais testes de proficiência em francês:

  • Diploma de Estudos de Língua Francesa (DELF)

O DELF é destinado para certificar os vários níveis da língua francesa. Ele segue o Quadro Europeu de Referência das Línguas, ou seja, os níveis A1, A2 (básico 1 e 2), B1 e B2 (intermediário 1 e 2) e C1, C2 (avançado 1 e 2).

  • Diploma Aprofundado em Língua Francesa (DALF)

Já o DALF avalia os alunos com nível avançado na língua francesa.

Basta verificar qual é o teste cobrado para as universidades nas quais você tem interesse de entrar.

Alemão: exames TestDaf e DHS

Outro país, outro diploma. Os estudantes que desejam entrar em uma instituição de ensino superior na Alemanha geralmente são obrigados a passar em um teste de idioma. Existem vários exames:

  • O TestDaf é uma avaliação do nível de domínio do idioma alemão para estrangeiros que:
    • pretendem ingressar em uma universidade na qual a língua é a oficial;
    • precisam de um certificado oficial reconhecido por países germanófonos que ateste suas habilidades linguísticas.

    A prova em questão é desenvolvida, distribuída e avaliada pelo TestDaf Institute com sede em Hagen, na Alemanha. O exame pode ser feito em locais credenciados pelo Centro de Testes oficial do certificado. As provas podem ser encontradas em 80 países ao redor do mundo. No Brasil, o responsável pelos exames é o Goethe-Institut.

  • O DSH, um exame organizado pela universidade anfitriã, é obrigatório se você não tiver um certificado alemão que ateste um nível avançado.

É bom saber que o Instituto Goethe oferece 6 exames (Zertifikat) reconhecidos mundialmente. Para preparar melhor suas diversas  provas, cursos intensivos na língua de Goethe permitirão que você progrida e ganhe confiança para o dia D.

Espanhol: exame DELE

Hoje, o inglês não é mais suficiente para os estudantes se juntarem a uma grande empresa internacional. A terceira língua mais falada no mundo, depois do inglês e mandarim, o espanhol é uma boa alternativa ao alemão, chinês (línguas mais complexas e especialmente muito mais longas para aprender).

Para validar o seu nível de espanhol, você pode passar o Diploma de Espanhol como Língua Estrangeira (DELE). Você também pode considerar fazer o teste Elyte, mais orientado para a linguagem da economia.

Por que não aprender italiano? Um perfil ítalo-brasileiro é original e pode fazer você se destacar da concorrência quando entrar no mercado de trabalho. Superprof também dedicou um artigo sobre as 5 boas razões para aprender italiano.

Mais uma vez, as aulas de idiomas com os nativos são excelentes para aprender a dominar a linguagem do amor.

Prepare os seus exames da melhor forma possível, tendo aulas particulares durante a semana!

Português para Estrangeiros: o exame Celpe-Bras

Organizado pelo Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), o CELPE-Bras avalia a compreensão oral, a compreensão escrita, a produção oral e a produção escrita da Língua Portuguesa, e é conferido em quatro níveis: intermediário, intermediário superior, avançado e avançado superior.

Aceito por firmas e instituições de ensino como comprovação de competência na língua portuguesa e, no Brasil, é pré-requisito para que estudantes estrangeiros possam realizar cursos de graduação e pós-graduação no Brasil, oferecidos pelo governo e por meio dos Programas de Estudantes-Convênio de Graduação (PEC-G) e de Pós-Graduação (PEC-PG).

O exame tem uma Parte Escrita e uma Parte Oral:

  • PARTE ESCRITA (com duração de 3 horas) – duas tarefas integrando compreensão oral e produção escrita e duas tarefas integrando leitura e produção escrita;
  • PARTE ORAL (com duração de 20 minutos) – interação a partir de atividades e interesses mencionados pelo examinando na ficha de inscrição e conversa sobre tópicos do cotidiano, de interesse geral, com base em elementos provocadores.

É verdade que aprender português é legal, mas validar o conhecimento e as habilidades linguísticas com um certificado reconhecido é ainda melhor. Nós vamos dar alguns passos importantes para você conseguir se preparar para esse exame, acompanhando suas aulas particulares:

  • Para começar sua preparação para o Celpe-Bras, nossa primeira dica é identificar seu nível em português. Para fazer isso, consulte as provas anteriores no site oficial: lá você encontra todos os exames desde 1998! É um exercício difícil porque você precisa ser capaz de se autoavaliar.
  • Uma vez isso feito, nós lhe damos um segundo conselho: o de preparar os objetivos dos estudos. Esses objetivos dependem do nível de interesse e do tempo que você tem disponível para se preparar para o exame. Tenha cuidado, esses objetivos devem ser os mais precisos possíveis: dizer “melhorar sua expressão oral” não é muito encorajador. Por outro lado, “ler 3 artigos de três jornais brasileiros por dia” é um objetivo adequado que o levará adiante. Para determinar essa lista de metas, consulte o modelo de prova e o manual do candidato, também disponíveis no site oficial.
  • Por fim, uma terceira dica para preparar seu exame: encontrar um parceiro de trabalho. Preparar um exame sozinho não é apenas chato, mas deixa pouco espaço para críticas e espaço para melhorias. Você pode trabalhar em conjunto ou em pequenos grupos, ou optar pelo apoio de professores.
  • Você também pode procurar cursos particulares que ofereçam oportunidades para a criação de textos orais ou escritos com propósitos diversos em diferentes contextos e dirigidos a interlocutores variados (colegas, amigos, autoridades, diferentes seções de jornais ou revistas, entre outros) e que promovam a discussão de aspectos textuais e discursivos que poderão auxiliar sua compreensão e produção oral e escrita na Língua Portuguesa.

Conselhos para obter o Celpe-bras. Como conseguir um bom resultado no Certificado de Proficiência em Língua Portuguesa para Estrangeiros?

Aulas particulares para otimizar seu método de revisão

Fazer aulas em casa também ajuda a melhorar sua metodologia de trabalho. Um bom professor sabe ser pedagogo. Ele vai, portanto, ensiná-lo a melhor maneira de estudar, a fim de economizar tempo em suas revisões.

Para se sair bem em uma prova ou um exame importante, um elemento chave pode ser a metodologia de ensino. Seja para revisar uma aula de inglês, redigir uma redação ou resolver equações matemáticas: é preciso seguir certas técnicas de estudos.

Um dos papeis do professor de aulas particulares é ensinar as diferentes técnicas para a revisão dos conteúdos. Seja qual o for o perfil de seus alunos!

Uma dessas técnicas mais utilizadas é a de fichas de estudos. Use e abuse delas!

O professor pode ajudar seus alunos na hora de redigi-las, resgatando elementos das aulas e sublinhando os trechos mais importantes, que precisam ser colocados em fichas. Por exemplo: conceitos resumidos, dados geográficos, fórmulas matemáticas – tudo é válido, se bem redigido e de maneira bem resumida. O importante é que as fichas sejam legíveis e claras.

Outra função do educador é sempre pedir aos alunos para que estejam com seus deveres e exercícios em dia, passados a limpo. Organização e disciplina são elementos mínimos para esses estudos preparatórios.

O professor pode pedir para seus alunos lerem os conteúdos em voz alta. Na verdade, esse método auxilia na memorização dos conceitos, sobretudo para aqueles que possuem uma memória auditiva.

A memória determina nossa individualidade como pessoas e como povos: eu sou quem sou porque me recordo de quem sou (…) Se eu esquecesse quem sou, não seria ninguém ou seria outro (Izquierdo, 2000)”.

Prepare para o Enem com aulas particulares Redação, português, tudo é importante na hora do concurso ou vestibular

Aqui estão alguns pontos que o professor particular pode trabalhar com você em termos de métodos de trabalho:

  • Organização do tempo
  • Gestão de trabalhos de casa
  • Aprendizagem e gestão de anotações
  • Curso sobre como escrever uma revisão
  • Gerenciamento de revisões

Em resumo, a aula particular é uma opção para escavar seriamente se você estiver preparando uma competição ou um exame, do ensino fundamental, passando pelo ensino médio ao ensino superior.

Se você é mais “revisões atrasadas”, descubra as aulas particulares da noite!

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
avatar