Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Descubra o tango argentino com o seu par!

De Joseane, publicado dia 26/11/2018 Blog > Artes e Lazer > Dança > Dançar em casal faz bem para o relacionamento

“O tango é um pensamento triste que se pode dançar” Enrique Santos Discépolo

São numerosas as pesquisas que apontam a dança como uma atividade terapêutica, podendo trazer benefícios para a saúde física e mental das pessoas.

Dançar zumba, valsa, tango, dança do ventre, dança de salão, e toda outra dança traz benefícios mil para a saúde.

O tango, por exemplo, favoriza o equilíbrio e a estabilidade e é considerado uma excelente terapia para as pessoas que sofrem do mal de Parkinson.

Dançada a dois , o tango argentino é conhecido mundo a fora. Une sensualidade e musicalidade, ideal para ser praticado em casal.

Se trata de uma dança cheia de técnicas, onde se dispensa energia trabalhando o corpo de forma saudável. Para aqueles que buscam uma atividade a praticar em casal, aprender a dançar tango pode ser uma excelente ideia.

Cuide da sua saúde se divertindo, comece uma aula de dança a dois.

O tango argentino: um show de beleza e sofisticação

Impossível falar do tango sem mencionar o seu país de origem: a Argentina!

A origem do tango tem a ver com a história da Argentina e o seu contexto sócio-econômico. Explicamos: no final do século XIX, a Argentina acaba com o sistema escravocrata e o país atrai muitos expatriados europeus, incluindo italianos, franceses, espanhóis e alemães.

Esses novos habitantes são um verdadeiro presente para a Argentina, que estava em busca do desenvolvimento economico. Buenos Aires, a capital, abriga muitos imigrantes em suas terras. Naquela época a habanera e a guajira são as músicas mais populares.

Como surgiu o tango? O Tango nasceu no atual bairro de La Boca em Buenos Aires

A cultura musical é inspirada nos estilos latino-americanos, mas também pelas culturas africanas até então presentes. 

Porém, os novos habitantes de Buenos Aires não tiveram todos a mesma sorte e o sonho do novo continente se tornou rapidamente um pesadelo para alguns. Os expatriados mais pobres acabaram amontoados em moradias precárias juntamente com os ex-escravos no bairro de La Boca, perto do porto.

Músicas e festas evoluem gradualmente e a mistura de estilos leva os habitantes de La Boca a inventar a milonga, nome dado antigamente ao tango.

Naquela época, o tango é essencialmente dançado pelos homens. A presença de mulheres no bairro não era muito comum. Pouco a pouco os homens acabaram por criar alguns passos do tango entre eles ou na companhia de prostitutas, uma situação que não ajudará a reputação da dança.

No início do século 20 o tango chega é levado a Europa, mas precisamente a França onde fora bastante apreciado. Desde então, o tango passou a ser considerado como uma dança respeitável.

Instrumentos como o violino, o piano e especialmente o bandoneon, foram adicionados aos tambores e guitarras. Os temas abordados pelas canções são bem pesados ​​e retratam a melancolia e a tristeza dos expatriados europeus que vieram para a Argentina para começar uma nova vida.

A dança evolui ao longo do tempo, já que, ao contrário da valsa, não possui nenhuma regra específica.

O tango hoje é reconhecido como uma dança de casal, e explora o seu lado sedutor e sofisticado.

O tango: uma dança de improvisação

O tango argentino é frequentemente visto como uma dança difícil.

Quem já teve a oportunidade de ver um show de tango certamente teve a impressão de que se trata de algo impossível de aprender…

De fato, os debutantes no tango ficam perdidos diante dessa dança que é na verdade uma dança de improvisação, diferentemente de outras danças como a salsa, a rumba, a valsa, etc, que possuem passos bem marcados.

Para dançar o tango, basta aprender os passo de base e depois se deixar levar pela música. Mas isso se aplica apenas às mulheres. Para os homens, a coisa é um pouco mais complicadas já que os cavalheiros devem aprender a guiar a parceira. 

Como dançar tango argentino? Extravagância e sensualidade na dança mais popular da argentina

Tá, talvez exageramos um pouco ao dizer que “basta” aprender os passos de bases. Na verdade, por se tratar de uma dança que não possui regras fixas, a melhor maneira de aprender a dançar tango é observando e praticando. Existem diferentes formas de se dançar tango, primeiramente começa-se com passos básicos e mais lentos e aos poucos vai acelerando e variando na coreografia.

A palavra de ordem no tango é a improvisação! Nas milongas, locais onde se dança o tango, a improvisação começa antes mesmo da festa começar.

A tradição diz que os homens é que convidam as mulheres a dançar.

Para tanto, o homem deve observar uma mulher insistentemente para atrair o seu olhar e só então poder convidá-la. Tudo é feito com os gestos. É claro que não se trata de uma regra inquebrável, mas a maioria das milongas na Argentina respeita esse processo.

Uma vez na pista de dança, o casal deve se posicionar. O peso da mulher deve repousar no ombro do homem que serve de contrapeso. O homem guia a mulher empurrando-a ligeiramente ou trazendo-a para mais perto dele. Todos os gestos são muito discretos e leves, o que torna muito complicado de entender a técnica do tango quando você é apenas um espectador.

Mas, como saber quais passos efetuar?

Existem alguns passos básicos que devem ser aprendidos tanto para homens como para mulheres. Uma vez que essas etapas sejam adquiridas e dominadas, cabe ao casal decidir quando colocá-las.

É por isso que o tango exige uma boa sintonia entre os parceiros, mas também com relação a música. Durante a dança, alguns momentos são reservados para a improvisação de passos. Esta é uma oportunidade para a mulher se expressar acariciando a perna de seu parceiro, por exemplo.

É sobretudo a música que dita o ritmo da dança e dos passos a serem executados. É preciso sentir bem a música!

E aí, ainda tem dúvida de qual dança escolher para dançar em casal?

Dançando o tango a dois

Como já dissemos, a melhor maneira de aprender a dançar o tango argentino é praticando. O segredo está na prática, quanto mais você dançar, mais técnicas você vai desenvolver.

Aula particular de tango argentino No tango vale tudo! Sinta a música e se deixe levar…

E aliás, essa regra se aplica para qualquer tipo de dança (dança do ventre, salsa, merengue, bachata, rumba, rock, zumba, kizomba, mambo, dança contemporânea, dança oriental, flamenco, jazz, dança clássica, dança africana, etc.), mas sobretudo para dança a dois.

Uma dica para você que está começando é dançar com uma pessoa que possua um nível melhor do quemo seu.  Dançar com alguém que possui mais prática vai ajudá-lo a aprender passos diferentes e outras técnicas.

A palavra de ordem de ordem é dançar, se deixar levar sem medo. Não há do que se envergonhar, até por que, como já referido, o tango é uma dança de improviso, se você cometer um erro ninguém vai nem perceber!

Se você quer ter as aulas de tango em casal e ambos forem iniciantes saiba que terão que dar duro para progredir. Uma sugestão é que vocês encontrem um grupo para começarem a praticar e progredir juntos.

Onde ter aula de tango em casal?

Aqui mesmo no superprof você pode encontrar um professor de dança que lhes dê aulas particulares de tango.  O professor de dança saberá como orientá-lo e estará atento ao seu progresso.

Saiba que também é possível aprender a dançar tango de forma autodidata e sem sair de casa, graças aos tutoriais na internet, DVDs de dança ou livros sobre o tango.

Mas, embora possa parecer prático e econômico, essa técnica vai exigir muito de você e se você nunca dançou…não podemos garantir que aprender tango sozinho vá funcionar para você.

Uma das melhores soluções é realmente ter algumas aulas e depois frequentar festas de tango, salsa e outras danças de salão para exercitar o seu “molejo”. Depois fica mais fácil de evoluir na dança.

Tenha aula de tango com o “boy” ou a “mina” que tu gostas!

Dançar faz bem, mas dançar com quem a gente gosta é ainda melhor.

E saiba que praticar uma atividade juntos melhora o relacionamento do casal, então não hesite em começar a ter aulas de tango com o seu amor.

Quais os benefícios de dançar? Melhore o seu relacionamento afetivo dançando tango….

O tango é uma dança que exige muita escuta e comunicação entre o par, sem necessariamente ter que falar. Se trata na verdade de se expressar utilizando os sentidos e os gestos. Os dois pombinhos devem estar em sintonia para que a dança dê certo. Já observou um casal dançar e sentiu a boa energia entre os dois? É de dar inveja não é mesmo?

Pois bem, dançar juntos ajuda o casal a desenvolver uma linguagem corporal que é só deles. A dança cria elos e melhora a intimidade do casal, é algo realmente incrível e bonito. Além disso, o tango é uma dança sensual, que vai ajudar até a reviver a chama do casal se preciso for.

Lembre que o tango é uma dança de beleza e sofisticação! Invista no figurino, e isso serve tanto para a mulher quanto para o homem. Não hesitem em transbordar sensualidade, o tango é isso!

 

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
avatar