Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Descubra as origens do alfabeto árabe

De Fernanda, publicado dia 06/11/2018 Blog > Idiomas > Árabe > Como aprender o idioma árabe?

Com quase 25 países reconhecendo o árabe como língua oficial, e muitos outros dos quais é a segunda língua, o número de falantes usando o alfabeto árabe é considerável!

Mas de onde vem o alfabeto árabe? Qual a sua origem?

Os historiadores se esforçaram para encontrar o verdadeiro ponto de partida para a criação da língua árabe.

Mas alguns traços ao longo da história nos permitem conhecer sua evolução ao longo dos séculos. História que você vai descobrir abaixo …

Porque aprender o alfabeto ou a caligrafia árabe também é dar um pequeno mergulho no passado. Por fim, descubra nossos diferentes métodos para aprender o alfabeto árabe on-line ou diretamente no smartphone!

A língua árabe é uma das mais faladas no mundo

Antes de aprender o alfabeto árabe, parece importante mergulhar na história da língua, sua evolução e sua influência atual.

Onde aprender árabe? Quantos oradores árabes existem no mundo? Do Magrebe ao Oriente Médio, passando pela Indonésia até a Europa: a língua árabe é falada em todo o mundo!

Ainda mais sabendo que encontramos o árabe hoje no mundo inteiro. Estima-se que haja cerca de 300 milhões de falantes no planeta cuja língua materna é o árabe. Se incluirmos pessoas usando-a como segunda língua, esse número sobe para mais de 420 milhões de falantes.

Sabe-se também que é a língua sagrada da religião muçulmana e, portanto, o idioma do Alcorão, que tem cerca de 1 bilhão de seguidores em todo o mundo.

O número de pessoas que usam a língua árabe, da simples noção linguística ao árabe bilingue, é portanto considerável.

Mas em termos de classificação das línguas maternas em todo o planeta, o árabe é o oitavo idioma mais falado no mundo, atrás do mandarim, inglês, hindi, espanhol, português, francês, inglês e o indonésio.

Além disso, os países que usam o idioma árabe como oficial são:

  • Os 22 Estados membros da Liga Árabe: Arábia Saudita, Egito, Tunísia, Marrocos, Iêmen, Palestina, Líbano, Jordânia, Omã, Catar, Bahrein, Sudão, Líbia, Comores, Djibuti, Emirados Árabes Unidos, Kuwait, Mauritânia, Iraque, Somália, Síria e Argélia,
  • Israel
  • Eritrea
  • Chade

Conheça a história do alfabeto antes de aprender o idioma

O árabe é, como o alfabeto hebraico, uma língua semítica de raízes antigas, que remonta ao século II da nossa era.

Com mais de 18 séculos de evolução linguística e cultural, a língua árabe sofreu muitas mudanças.

As origens antigas do idioma de Maomé.Foi em Petra que as letras árabes nasceram com os nabateus.

Considera-se que é uma língua que abriga muitos dialetos – o árabe dialetal como o árabe marroquino “Darija” – e um árabe moderno padrão, um árabe literário (línguas oficiais dos países árabes) que permite que todos os falantes de árabe se entendam.

Para entender melhor, vamos a um pouco de história:

O alfabeto árabe deriva do primeiro sistema de escrita pré-histórica conhecido até hoje: o alfabeto proto-sinaítico

Trata-se de uma escrita consonantal cujos fenícios – do nome da civilização instalada na Palestina e no Líbano, que dominaram o Mediterrâneo durante quase mil anos no primeiro milênio – seriam inspirados a desenvolver seu sistema linguístico.

O alfabeto fenício deu origem ao aramaico: os arameus eram um povo nômade que se estabeleceu no primeiro milênio aC na Síria, que desempenhou um papel determinante na propagação das línguas semíticas.

Enquanto o aramaico se espalha e fala sobre a Ásia Menor no Paquistão, ele se torna a língua internacional do Império Aquemênida Persa.

É, portanto, uma linguagem veicular de um grupo de povos, que foi gradualmente subdividida em vários dialetos: hebraico, acadiano, palmyreniano, nabateu, siríaco, árabe, grego e finalmente, o alfabeto latino.

Gradualmente, o árabe se espalha da Península Arábica até o Oriente Médio, depois se espalha para o norte da África ao longo dos séculos. O mais antigo registro de língua árabe data de 517, no século VI, e foi encontrado na Síria.

Então, o árabe se torna a língua sagrada do Alcorão Sagrado, revelado no século VII pelo profeta Maomé.

Na Idade Média, o idioma árabe se tornou a língua das artes, da literatura árabe (poesia, liturgia, filosofia) e das ciências (matemática, astronomia, física, medicina): os árabes fizeram inúmeras descobertas, e que o Ocidente irá descobrir somente no Renascimento Europeu (século XVI).

No entanto, o alfabeto foi rapidamente considerado simples demais, não levando suficientemente em conta todas as singularidades do árabe dialetal.

Assim, embora a escrita árabe não use em geral diacríticos, linguistas e gramáticos árabes tiveram que adotar o ponto e o hamza.

Além disso, os 22 sinais iniciais do alfabeto árabe foram aumentados em 6 letras, a fim de se adaptar às evoluções da língua.

No século VIII, gramáticos árabes reorganizaram o alfabeto da língua corânica para facilitar o seu ensino.

Graças à expansão territorial do Islã e à circulação do Alcorão em árabe, o alfabeto árabe se tornou uma necessidade para os povos do norte da África – ler o Alcorão e entender hadiths, versos e suras.

Conheça as especificidades do alfabeto árabe e da sua caligrafia

Excluindo o hamza, o alfabeto árabe tem agora 28 letras.

Falar como iraquiano ou egípcio não é tão difícil! Aprender o alfabeto árabe parece complexo: será que é mais fácil ou mais difícil que o mandarim?

Ao contrário das línguas que usam o alfabeto latino ou cirílico, o árabe é uma língua unicameral na qual não existem letras maiúsculas e minúsculas: às vezes é difícil para um iniciante em árabe identificar as frases de um texto em árabe.

A sua escrita é da direita para a esquerda, mas sempre de cima para baixo, como na maioria dos textos internacionais.

Cada letra árabe tem 3 variantes: a estrutura das palavras varia de acordo com o lugar da palavra na frase. Assim, existem:

  • Uma forma isolada da letra,
  • Uma forma inicial da letra no começo da palavra,
  • Uma forma intermediária, no meio da palavra,
  • Uma forma final, no final da palavra árabe.

Para dominar o alfabeto árabe, devemos levar em conta todas essas variações, sob o risco de não reconhecer um sinal durante a leitura de um texto em árabe.

O alfabeto de 28 caracteres rapidamente se torna um alfabeto de 112 letras.

No entanto, em gráficos isolados, 18 sinais são semelhantes entre si:

  • ع e غ
  • ب, ت e ث ;
  • ج, ح e خ ;
  • د e ذ ;
  • ر e ز ;
  • س e ش ;
  • ص e ض ;
  • ط e ظ.

Aqui, apenas o ponto muda (ou mesmo o número de pontos): não é a escrita do signo em si e que é complexa, mas a memorização de todas as variantes. O alfabeto árabe é antigo e, como tal, é um abjad: é um sistema arcaico de escrita, consistindo de raízes triconsonantais – isto é, consistindo de três consoantes – e, portanto, não há vogal na raiz de uma palavra árabe.

E você, sabe contar em árabe?

Aprenda o alfabeto árabe em sites da web

Como posso falar em árabe? A Internet tem a grande vantagem de oferecer a você muitos métodos gratuitos ou a preços acessíveis para falar árabe …

Hoje em dia, há muitas modalidades e recursos didáticos disponíveis online. E acima de tudo: eles são muito eficazes! Você vai poder até ler o Alcorão, se desejar.

Busuu: aprenda árabe de graça e em apenas 10 minutos por dia?

O Busuu é um site, também disponível em aplicativo no smartphone para Android e Apple, que oferece o ensino de idiomas online (são propostos 12 idiomas estrangeiros), disponível nos formatos Free e Premium.

Claro, você vai entender, a conta Premium é paga, mas oferece muitos mais recursos como:

  • Testes oficiais e certificados,
  • Modos off-line para aplicativos de dispositivos móveis
  • Exercícios de gramática
  • E acesso ilimitado a todos os outros cursos de idiomas online.

Tantos recursos podem contribuir ainda mais para a eficiência da sua aula de árabe online! Há planos a partir de  R$ 9,99 por mês se você fizer uma assinatura anual.

No plano básico, o gratuito, são propostos “mapas de apoio visual”, bem como correções por um falante nativo.

Aprender Árabe

O site disponibiliza conteúdo grátis para aprender a gramática árabe, além de oferecer cursos de árabe egípcio, marroquino e tunisiano no nível básico, para viagem ou completo (que custa 25 euros). O pagamento pode ser feito no cartão de crédito pelo PayPal, e assim que o pagamento for identificado, você poderá fazer o download do material (textos e áudios) e começar a estudar.

Além dos cursos, o portal traz conteúdo gratuito voltado para a escrita e gramática, com um resumo dos aspectos mais importantes da língua, além de informações sobre o mundo árabe, trabalho, cultura e dicas de outras páginas na web.

E você, sabe quais são as principais diferenças entre o árabe dialetal e o literal?

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
avatar