Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Pequeno guia para aprender o árabe clássico

De Fernanda, publicado dia 06/11/2018 Blog > Idiomas > Árabe > Como falar e escrever o idioma do Corão?

Você sempre quis aprender o árabe clássico, mas nunca teve tempo. Mas você enfim tomou uma decisão: você vai começar suas aulas de língua árabe.

Mas cuidado: você pode ficar um pouco perdido com tantas opções e modalidades de aulas e cursos do idioma: em uma escola de línguas, curso online, na universidade, cursos intensivos ou aulas particulares em casa, tutoriais de árabe on-line, aulas por skype… Afinal, qual é o melhor jeito de aprender?

Árabe clássico, árabe moderno padrão, árabe dialetal, árabe literário, árabe coloquial, árabe do Alcorão… Calma, não entre em pânico! Vamos ver tudo isso mais adiante neste artigo. No que nos diz respeito, o árabe clássico é, estritamente falando, a língua de Alá, a da civilização árabe-muçulmana.

Se você fizer aulas de árabe, vai ter que aprender o alfabeto, aprender a ler árabe e, por fim, conhecer a pronúncia e a escrita da língua.

O Superprof está aqui para mostrar algumas metodologias para aprender o árabe clássico.

O que é o árabe clássico?

Primeiro, vamos começar mencionando que o árabe é uma norma culta: na linguística, é o conjunto de práticas linguísticas pertencentes ao lugar ou à classe social de maior prestígio num determinado país.

Países com dialetos diferentes e geograficamente distantes demais para se entender podem usar a norma culta para se comunicar.

Onde aprender árabe? Você pode aprender a falar árabe clássico com ajuda da religião.
O árabe é a língua sagrada do Islã.

Esse idioma é tão antigo que, em cada país, ele sofreu evoluções e mudanças diferentes. Podemos também diferenciar o árabe literário do árabe dialetal ou coloquial.

Mas para um chadiano entender um egípcio ou para uma pessoa marroquina falar com um sírio, eles usarão o árabe moderno padrão.

O idioma será entendido por todos em todos os países de língua árabe. Em contraste com o árabe literal, há o árabe dialectal, que cobre todos os dialetos do mundo que fala árabe.

O árabe clássico é, de fato, um antigo árabe literário, que pode ser encontrado em todos os registros escritos da história: o livro sagrado (Alcorão), manuais, literatura, etc.

É basicamente a raiz da língua árabe como prevaleceu antes de sua modernização pela criação do árabe moderno padrão no século XIX.

É um pouco como o português arcaico e o português moderno…

Para alguns, o árabe clássico seria a verdadeira e autêntica linguagem dos povos árabes e a distinção árabe moderno / árabe clássico não teria sentido. Para outros, é a língua antiga não adaptada à vida do século XXI. Este é um debate para o qual, obviamente, não temos a solução.

Segundo um estudo de Ralph Stehly, professor de história das religiões na Universidade de Estrasburgo, apenas 20% a 25% dos muçulmanos do planeta são árabes.

O árabe e o islamismo não devem ser confundidos porque os falantes de árabe também podem ser cristãos ou judeus. Árabe e muçulmano não são conceitos inseparáveis, há também muçulmanos indonésios, indianos, chineses, bengaleses, turcos, bósnios, kosovares, albaneses, que não falam árabe.

A pronúncia e a escrita do árabe são dominadas por apenas 20% a 25% dos muçulmanos em todo o mundo.

Outra distinção é que falaremos aqui do árabe clássico pré-corânico, do árabe clássico do Alcorão e do árabe clássico pós-corânico. De um ponto de vista histórico, observe que o traço mais antigo do árabe clássico pré-corânico data do ano 328 dC.

O árabe clássico do Alcorão diz respeito ao registro do árabe antigo, como foi falado no século VII de nossa era. Por fim, o árabe clássico pós-corânico é o usado na Idade Média durante o califado omíada e abássida.

No entanto, a raiz permanece a mesma e é o vocabulário árabe que foi impactado pela modernização do idioma.

Para aprender a língua árabe, você terá que aprender fonética e escrita.

Como melhorar sua pronúncia de árabe?

Você já está dominando todas as 28 letras do alfabeto árabe. Parabéns!

Mas, sabendo que cada letra árabe tem três formas de acordo com o seu lugar na palavra (início, meio e fim da frase), você deve treinar porque, afinal, você tem 112 grafemas para memorizar.

O primeiro e mais confiável método é passar mais horas com seu professor de árabe para melhorar suas habilidades de fala.

A especificidade do sistema fonético da língua árabe

A fonologia da língua árabe pode parecer complicada. Aprender uma nova língua é sempre algo que exige muita dedicação e concentração. O árabe possui um rico consonantismo e um vocalismo pobre.

De fato, existem vários tipos de consoantes para os quais é necessário fazer praticamente uma ginástica vocal e oral a fim de pronunciá-los bem. Veja só:

  • sete consoantes oclusivas
  • quatro consoantes enfáticas
  • onze fricativas
  • duas consoantes nasais
  • duas chamadas consoantes líquidas
  • duas consoantes aproximantes (semivogais)

As consoantes são particularmente difíceis de pronunciar, pois, simultaneamente ao fonema, é necessário avançar ou retrair a base de sua língua para produzir o som desejado e para não distorcer o significado das palavras árabes.

O sistema de vogais do árabe é muito mais simples.

Pratique a pronúncia árabe com seu professor

Se você faz aulas de árabe como iniciante, pode estar sentindo certas dificuldades grandes no começo….

Mas saiba que isso é só no começo. Isso também já aconteceu comigo durante minhas aulas de árabe na universidade.

Graças à persistência, ao fato de repetir para aprender de cor cada ortografia para cada letra árabe, há o esforço de memorização e é aí que se começa a apreciar os benefícios do curso: só a partir deste momento pode-se ler árabe e aprender a falar.

Durante sua aula de árabe, repita cada sílaba em voz alta com o seu professor. Desta forma, você irá assimilar vogais e consoantes.

Durante sua aula, o professor pode fornecer vários materiais e adaptar a metodologia ao seu ritmo de aprendizagem. Se você faz aulas particulares ou estuda em uma escola de línguas, não importa: seu professor certamente lhe dará materiais escritos para ler.

No ensino médio, o uso de vídeos, músicas e imagens associados pode funcionar melhor.

Uma boa técnica é fazer com que o aluno estude grafia por grafia, letra por letra, com o auxílio de elementos lúdicos ou artísticos.

Primeiro, o professor – nascido em um país árabe ou de língua materna portuguesa e árabe bilíngue – pronuncia o fonema, para que o aluno possa reproduzir o som ouvido e memorizá-lo.

Fazer um intercâmbio linguístico em um país árabe

Por fim, a melhor maneira de treinar a pronúncia do árabe é, como acontece com todas as línguas vivas, viajar e ficar um tempo em um país de língua árabe.

Descubra as bibliotecas, mesquitas e locais de culto árabes no Marrocos e no Egito para aprender mais sobre o árabe literário pós-corânico que foi usado na Idade Média.

Faça cursos intensivos de árabe para mergulhar na vida linguística e cultural em uma escola de idiomas no Egito, Tunísia ou Marrocos.

Você já pronuncia algumas palavras? O próximo passo é passar à escrita!

Descubra também a história do árabe

Como aprender a escrever o árabe clássico?

Durante as suas aulas de árabe, você vai perceber que, além de aprender o alfabeto árabe, vogais e consoantes, você tem de ser quase um desenhista!

Ok, estamos exagerando um pouco, mas a escrita do árabe irá inseri-lo no mundo da caligrafia.

Pratique a caligrafia oriental para escrever sua nova língua. Você precisa de muito treinamento para aprender a escrever o árabe tradicional. Uma boa alternativa é viajar e aprender com os locais!

Já de cara, escrever árabe exige uma mudança no sentido de leitura em comparação ao nosso alfabeto latino moderno: escrevemos da direita para a esquerda.

Para aprender a escrever letras e palavras árabes, existem muitos tipos de recursos disponíveis:

  • As aulas de árabe em casa (particulares)
  • Aulas de árabe em escolas de idiomas
  • Cursos de árabe on-line
  • Tutoriais e vídeos no Youtube
  • Sites para aprender árabe básico
  • Aplicativos para smartphone
  • Motivação e determinação: é o segredo para uma aprendizagem rápida quando se estuda sozinho

Seu professor particular de árabe pode acompanhar seus estudos e corrigir imediatamente as letras mal escritas. Assim, você não vai criar vícios de aprendizagem. As letras árabes alif, ba, ta, fa, lam, mim, hamza etc., não serão mais um mistério para você!

Quando eu estava estudando árabe em um dos semestres da universidade, meu professor utilizou dois métodos: ele nos fez preencher pequenos diálogos simples (do estilo: “Olá, como você está?” , “Bem, obrigado “,” Meu nome é … “” Eu sou egípcio, e você? “” Eu sou brasileiro. “).

Este exercício exige a compreensão das palavras árabes, ao mesmo tempo em que o cérebro trabalha com a precisão necessária para escrever grafemas árabes.

Em segundo lugar, nosso professor nos fez reproduzir no papel um pequeno texto escrito no quadro da sala de aula. Este exercício, mais escolar, mobiliza a faculdade de reconhecimento de letras e, portanto, também estimula a memorização.

Graças à Internet e à era da web 2.0, surgiram muitas mídias digitais que melhoraram seu nível de árabe literário. Aprender com teclado árabe, os algarismos, gramática, escrita árabe e até mesmo pronúncia não são mais disciplinas restritas a cursos pagos.

Agora é possível fazer cursos de árabe online e às vezes aprender de graça!

Hoje os sites são muito bem otimizados para aprender graças a exercícios lúdicos e progressivos.

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
avatar