Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Nossas dicas para você morar na península itálica

De Fernanda, publicado dia 02/05/2019 Blog > Idiomas > Italiano > Como se mudar para a Itália?

Viajar pela Itália é muito bom, mas morar lá todos os dias é ainda melhor!

Se você fez o projeto para ir à Itália, morar entre a Riviera Italiana e a Costa Amalfitana, ao lado da Fonte de Trevi e de outros palácios do Doge, aqui estão algumas dicas para os viajantes!

Antes de partir, será necessário preparar sua instalação e seu plano futuro na península italiana. Não importa em que cidades na Itália você decida se estabelecer, seja no sul da Itália ou no norte da Itália, os cidadãos franceses devem garantir que estejam cientes de todos os procedimentos necessários para expatriação.

Superprof oferece para ajudá-lo a resolver na bota italiana em vários pontos: as razões que vão te empurrar para ir, como obter um visto (ou certificado de residência), as maneiras mais fáceis de aprender a língua italiana e, finalmente, que orçamento fornecer no total.

Depois de ler esses artigos, você estará pronto. Pronto? Destino Itália!

Razões para morar na Itália!

10 razões para morar na Itália! Por que se mudar para a península itálica?

Da baía de Nápoles à Apúlia, a Itália é um país extremamente cultural. Por sua arquitetura, como a Basílica de São Pedro, ou com as coleções dos Museus do Vaticano, a riqueza cultural dos italianos é uma das mais famosas da Europa, além de ser muito rica.

Todos os passeios são interessantes: nada melhor do que admirar a esplêndida fonte de Trevi na cidade de Roma ou passear em uma gôndola durante o carnaval de Veneza!

O Mar Mediterrâneo também dá à península italiana um dos climas mais procurados no mapa europeu!

O país tem nada menos do que 248 praias, nas quais é possível se bronzear e apreciar os encantos do Mar Adriático ou do Mare Nostrum. Imagine viver à beira-mar com um sol radiante todas as manhãs?

Aqui está uma pequena lista de lugares imperdíveis na península italiana:

  • Cinque Terre, na Riviera italiana,
  • A ilha de Burano, perto de Veneza,
  • Toscana e seus prados de conto de fadas,
  • A beleza da ilha siciliana,
  • A típica aldeia de Portofino,
  • A costa leste da Calábria,
  • O Paco Sigurtà, não muito longe do Lago de Garda,
  • O vale de Stirone e suas paisagens sublimes.

Como todos sabem, a Itália é o lugar de onde Império Romano partiu para conquistar toda a Europa e o norte da África. Devido aos grandes esforços de conservação dos italianos por mais de quinze séculos, as ruínas deste passado glorioso são visíveis ainda hoje!

A visita do Fórum Romano ou ao Coliseu de Roma mostra a glória romana do passado:

“A glória das riquezas e da beleza é transitória e frágil; mérito, pelo contrário, é um bem bom imperecível “- Sallust

Imperecível como os grandes arcos dos imperadores ou as ruínas do templo de Vesta: não é por acaso que a Itália está cheia de monumentos listados como Patrimônio Mundial da UNESCO!

Isso sem falar na culinária, na moda, na cultura e no modo de viver dos italianos! São muitas as razões para uma Dolce Vita!

Quais os vistos necessários para viver e trabalhar na Itália?

Onde estudar na Itália? Quem pretende estudar na Itália, por um período superior a 90 dias, deve solicitar um visto de estudo ao Consulado Italiano mais perto de sua residência.

Se você é cidadão brasileiro, não precisa de visto para estadias curtas na Itália, com a condição de que não passem dos 90 dias.

A maioria dos tipos de visto para Itália acima se aplicam aos brasileiros quando os período de estadia for superior a 90 dias. Se inferior, aplica-se a regra do visto de turismo, ou seja há isenção de visto.

Após esse período, você também precisa solicitar um visto de longo prazo, chamado Visa D. É altamente recomendável verificar os requisitos de acordo com a situação no portal da União Europeia para avaliar as suas chances de obtê-lo. Outra maneira é ir ao consulado italiano em sua cidade ou região.

Os prazos para a emissão dos vistos para a Itália variam muito, podendo variar muito conforme o motivo, a época e o local da solicitação.

Por isso, é importante entrar em contato com o Consulado Italiano que atende a sua região para verificar exatamente os prazos e a documentação necessária.

Mas afinal, quem pode pedir o tal do visto?

Veja bem: cada caso é um caso. Tudo depende do motivo da sua viagem. Por isso, antes de dar entrada no seu pedido de visto para a Itália, confira se você se insere em uma das categorias para o pedido do visto.

Depois de verificar em qual tipo de situação você se enquadra e qual documento é necessário, garanta que se você satisfaz todos os requisitos e possui todos os documentos. Todo pedido do visto deverá ser feito no Consulado Italiano da sua região.

Reserve sua passagem de avião

Bem, hoje em dia sabemos que os preços de passagens de avião internacionais não são nada acessíveis. Mas uma boa dica é começar a pesquisar com antecedência. Crie alertas em sites como Melhores Destinos ou Decolar e acompanhe a variação dos preços. Em geral, o melhor preço aparece cerca de três meses antes da data de partida. Quem sabe você não encontra uma promoção relâmpago?

Uma passagem de avião de ida e volta São Paulo-Roma está custando em média 3 mil reais. Claro, tudo depende da época da viagem, se é alta ou baixa temporada, verão ou inverno, férias escolares…

Lembre-se também que para solicitar o seu visto você certamente vai precisar da sua reserva de passagens.

Adquira um seguro viagem

É necessário se proteger contra todo e qualquer imprevisto, contratando um seguro de viagem. O seguro de viagem internacional é, portanto, obrigatório no início, antes mesmo de aderir ao sistema de saúde italiano. Além disso, não é nada bobo fazer um seguro de viagem. Acidentes acontecem!

Verifique junto ao seu banco, muitas vezes o contrato do cartão de crédito prevê um seguro de viagem internacional. Há também empresas especializadas nesse tipo de serviço. Mas atenção! Verifique os valores de cobertura e sobretudo as modalidades de assessoria, ajudas e ressarcimentos em casos de emergências, consultas ou furtos em geral.

Qual nível do idioma é preciso ter para morar na Itália?

Qual nível do idioma é preciso ter para morar na Itália? É preciso saber falar bem italiano para morar na península itálica?

Você quer morar na Itália para encontrar trabalho ou continuar seus estudos? Mas será que é obrigatório falar italiano antes de viajar para o país? Qual nível da língua é recomendado para viver em harmonia com os falantes nativos?

Seja qual for a língua que você esteja aprendendo ou planejando aprender na Europa, ela estará sujeita aos diferentes níveis estabelecidos pelo QCER, o Quadro Comum Europeu de Referência para Línguas. Os níveis são divididos em várias categorias, chamadas A1, A2, B1, B2, C1 e C2.

Mas quais são esses níveis?

O nível A1 é o nível mais baixo em idiomas vivos (o A0 não existe). Este é o nível iniciante. É isso mesmo: lembra quando você começou a aprender as primeiras três palavras de inglês? É isso aí, você está aí. Este é o nível A1.

Os níveis de idioma aumentam gradualmente então. O nível C2 é o nível mais avançado no ranking do QCER. Tenha cuidado, não é porque você tem um nível C2 que significa que você é bilíngue. Muitas pessoas pensam que são bilíngues e no entanto estão fazendo o mínimo para manter uma conversa com um italiano.

Portanto: a designação bilíngue significa que você está tão à vontade na língua quanto como sua língua materna. Você conhece todas as sutilezas da língua italiana.

No seu CV, é melhor anotar o nível correspondente ao QCER para evitar qualquer mal-entendido.

O Quadro Comum Europeu de Referência para Línguas baseia suas categorias em diferentes habilidades e capacidades (ler, ouvir, conversar, falar, escrever, etc.). É, portanto, uma questão de avaliar sua competência em termos de compreensão oral, compreensão escrita, expressão oral e expressão escrita.

Algumas ofertas de emprego exigem um nível específico para se qualificar para a posição e se candidatar. Algumas universidades também exigem algumas habilidades em italiano para que você possa ser admitido e frequentar os cursos corretamente.

Mas o nível recomendado do idioma para viver na Itália depende apenas do seu projeto e dos seus objetivos.

Quanto custa morar na Itália?

Onde estudar na Itália? Qual o orçamento necessário para se mudar para a Itália? A escolha da acomodação é essencial para aproveitar sua experiência de vida na Itália.

Como em qualquer outro lugar, a mudança custa dinheiro. Se você não contar os custos de transporte dos móveis – afinal, imaginamos que você não vá levar o armário de sua avó para a Itália, não é? -, você precisa prever as taxas de aluguel.

Para alugar uma casa ou um apartamento na Itália, é necessário pagar um depósito equivalente a dois ou três meses de aluguel como regra. Na maioria das vezes, é tudo o que vai custar. Os proprietários italianos não são muito rígidos em relação a fiadores e caução. Por outro lado, ter um emprego no local pode contar muito na hora de reservar um imóvel.

Em seguida, você tem que reservar uma quantia para o essencial: fazer compras, adquirir uma ou duas peças de mobília… Além de pensar no seu meio de transporte (aluguel de carro, cartão de ônibus ou metrô, etc.). ). As cozinhas, por exemplo, raramente são equipadas: é necessário, portanto, pensar nesse custo adicional se a moradia não for mobiliada.

Aqui está um resumo dos valores médios de aluguel para apartamentos no centro da cidade de acordo com a cidade de residência:

  • Modena: 760 €,
  • Florença: 1400 €,
  • Ancona: 630 €,
  • Génova: 880 €,
  • Milão: 2050 €,
  • Nápoles: 910 €,
  • Ravena: 850 €,
  • Roma: 1800 €,
  • Veneza: 1820 €.

Esta lista pode dar uma ideia das cidades onde é mais ou menos caro viver. É necessário contar no orçamento as despesas da agência, se você passar por uma agência imobiliária. Elas são geralmente equivalentes a 10% do aluguel anual a ser pago no momento da assinatura do contrato, o que é muito alto. Por exemplo, para alugar um estúdio em Turim por um valor de 650 € / mês, as taxas da agência vão representar 780 €!

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
avatar