Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Como se organizar financeiramente para viver na península itálica?

De Fernanda, publicado dia 02/05/2019 Blog > Idiomas > Italiano > Quanto custa morar na Itália?

Se você tomou a decisão de se mudar para o norte ou o sul da Itália, você provavelmente já começou a economizar dinheiro para este projeto!

Na verdade, os custos para se instalar na península italiana não são os mesmos de uma simples viagem à Itália com um orçamento limitado. É preciso planejar cada despesa.

Se você sonha em se instalar em uma das cidades da Itália, morar ao lado da Fonte de Trevi ou ao pé da Torre de Pisa, você precisa organizar suas finanças para a partida, a chegada e sua vida no local.

Desde o preço das passagens aéreas até as despesas que terão que ser feitas no local: descubra agora nossos conselhos para os viajantes que desejam ir para a Itália de vez, como profissionais ou estudantes, no norte e no sul da Itália!

Viver na Itália: despesas de expatriação

Quais são as despesas a se planejar antes de organizar sua viagem para o país da bota? | Para ir tranquilo, é preciso se organizar e pesquisar todas as tarifas que serão necessárias.

O custo do visto

Para ir morar na Itália, é necessário ter o Visa Schengen. Isso lhe dá o direito de residir no país por um determinado período de tempo.

Para os habitantes da União Europeia, a permissão de trabalho é automaticamente dada. Depois de três meses de vida na bota italiana, você precisa solicitar uma autorização de residência na Questura local, que está ligada ao Departamento de Relações Exteriores (Ufficio Stranieri).

Os cidadãos brasileiros são isentos de visto de ingresso na Itália para viagens a turismo, negócios, competição esportiva, convite, missão e estudo, DESDE QUE A ESTADIA NÃO SUPERE OS 90 DIAS.

Aqui está um resumo das taxas para cada visto para cidadãos brasileiros:

  • Visto de longa duração – Visto nazionale per soggiorno lunga durata (tipo D 29) 116 euros ou 496 reais
  • Visto de curta duração – Visto aeroportuale, transito, breve durata, ingresso multiplo (tipo C 29): 60 euros ou 257 reais
  • Visto de estudante – Visto nazionale per motivi di studio (tipo D 29): 50 euros ou 214 reais

No entanto, a gratuidade também pode ser aplicada a cônjuges de cidadãos italianos que solicitam o visto. Note que é necessário provar este status para obter o visto!

O orçamento da viagem para a Itália

Bem, hoje em dia sabemos que os preços de passagens de avião internacionais não são nada acessíveis. Mas uma boa dica é começar a pesquisar com antecedência. Crie alertas em sites como Melhores Destinos ou Decolar e acompanhe a variação dos preços. Em geral, o melhor preço aparece cerca de três meses antes da data de partida. Quem sabe você não encontra uma promoção relâmpago?

Uma passagem de avião de ida e volta São Paulo-Roma está custando em média 3 mil reais. Claro, tudo depende da época da viagem, se é alta ou baixa temporada, verão ou inverno, férias escolares…

Lembre-se também que para solicitar o seu visto você certamente vai precisar da sua reserva de passagens.

Também pode ser benéfico fazer um seguro de viagem antes da sua partida, para ficar protegido no caso de a Basílica de São Marcos cair na sua cabeça! 😉

Quer fazer um curso de italiano?

Custos de instalação na bota italiana

Onde aprender italiano? Qual o orçamento necessário para se mudar para a Itália? A escolha da acomodação é essencial para aproveitar sua experiência de vida na Itália.

Reserve uma quantia para se instalar

Como em qualquer outro lugar, a mudança custa dinheiro. Se você não contar os custos de transporte dos móveis – afinal, imaginamos que você não vá levar o armário de sua avó para a Itália, não é? -, você precisa prever as taxas de aluguel.

Para alugar uma casa ou um apartamento na Itália, é necessário pagar um depósito equivalente a dois ou três meses de aluguel como regra. Na maioria das vezes, é tudo o que vai custar. Os proprietários italianos não são muito rígidos em relação a fiadores e caução. Por outro lado, ter um emprego no local pode contar muito na hora de reservar um imóvel.

Em seguida, você tem que reservar uma quantia para o essencial: fazer compras, adquirir uma ou duas peças de mobília… Além de pensar no seu meio de transporte (aluguel de carro, cartão de ônibus ou metrô, etc.). ). As cozinhas, por exemplo, raramente são equipadas: é necessário, portanto, pensar nesse custo adicional se a moradia não for mobiliada.

Preços de alojamentos italianos

Esta é a grande questão que deve ser feita antes de procurar um apartamento ou uma casa para alugar na Itália. Em média, os preços não são mais importantes na península do que em outros países da Europa, como França e Alemanha (tudo depende da cidade).

Aqui está um resumo dos valores médios de aluguel para apartamentos no centro da cidade de acordo com a cidade de residência:

  • Modena: 760 €,
  • Florença: 1400 €,
  • Ancona: 630 €,
  • Génova: 880 €,
  • Milão: 2050 €,
  • Nápoles: 910 €,
  • Ravena: 850 €,
  • Roma: 1800 €,
  • Veneza: 1820 €.

Estes preços obviamente não refletem o preço dos aluguéis de todas as moradias de cada cidade citada, mas sim os preços máximos que você pode encontrar por lá! Para se ter uma ideia, um aluguel no centro de Paris gira em torno de € 900 para casas menores. Esta lista pode dar uma ideia das cidades onde é mais ou menos caro viver.

Portanto, é necessário fazer sua pesquisa na Internet ao procurar acomodação na Itália, mas não confie cegamente no preço indicado: os proprietários são considerados acomodados e os aluguéis são frequentemente negociados.

Outro ponto importante é que na Itália não existem benefícios de moradia do governo, como em outros países europeus!

Por fim, é necessário contar no orçamento as despesas da agência, se você passar por uma agência imobiliária. Elas são geralmente equivalentes a 10% do aluguel anual a ser pago no momento da assinatura do contrato, o que é muito alto. Por exemplo, para alugar um estúdio em Turim por um valor de 650 € / mês, as taxas da agência vão representar 780 €!

Para as compras de casas na Itália, o preço médio por m² na Itália é estimado em cerca de € 2300 em dezembro de 2018, o que é um valor alto para padrões europeus.

O custo de vida no país de Dante

O estilo de vida é um dos dados mais importantes quando você vai para o exterior. Cidadãos brasileiros na Itália ficam surpresos com o nível de vida que podem levar ao morar nesse país. No entanto, nem tudo são flores.

Segundo o site colaborativo Expatistan, o custo de vida em Roma é 24% mais caro do que em São Paulo. No entanto, a qualidade dos serviços e dos produtos locais é que faz a diferença.

Coma bem e beba bem a baixo custo

Como se mudar para a Italia? Quanto custam os serviços, a comida e o lazer na Itália? Escolher alimentos locais é a melhor opção para sua carteira e seu estômago! (fonte: TV.com)

A Itália é famosa pelo fornecimento de produtos frescos a um custo menor. Se você é apaixonado por comida caseira, este é o melhor lugar para encontrar ingredientes perfeitos sem deixar a carteira!!

Para encontrar frutas e legumes orgânicos a baixo preço, basta ir ao mercado local para descobrir uma gama de produtos de muito melhor reputação do que aqueles encontrados em nosso país. Acrescente a isso um pequeno copo de Chianti e você estará no paraíso!

No entanto: cuidado! Nos restaurantes, pão e água são muitas vezes considerados como extras, que custam cerca de 5 euros a mais na conta final. Uma pegadinha para nós brasileiros! Mas se você desejar é possível recusar estes dois elementos.

Além disso, é sempre bom deixar uma gorjeta. Acredite ou não: na Itália os brasileiros têm uma reputação de pão duro!

O preço do lazer na Itália

Residir e trabalhar na península itálica não seria tão excitante se não fosse possível se divertir e descobrir a herança cultural, histórica e culinária da Itália!

Quanto aos passeios, as igrejas são livres e gratuitas de acesso, enquanto os museus são em geral pagos. Existe um sistema italiano que permite que você adquira um cartão de transporte público com bons descontos nas entradas em museus e monumentos históricos.

Assim, você poderá desfrutar muito mais da Capela Sistina, da Basílica de São Pedro, da Baía de Nápoles e das praias do Mar Adriático a baixo custo! Visitar a Itália pode ser um ótimo negócio!

O custo dos serviços quando se vive na península

Quanto custa morar na Itália? Qual orçamento se reservar para ir morar na península italiana? Sem um carro, utilizar o transporte público é uma obrigação na Itália!

Depois de comer bem e se divertir, é preciso pagar as contas!

O valor dos impostos e serviços permite manter um padrão de vida equivalente após a expatriação.

Em média, o transporte público é 20% mais barato do que no Brasil, enquanto outros serviços são mais caros ou idênticos aos do Brasil em termos de custo.

Assim, pegar o metrô na capital italiana para visitar o Coliseu ou o Fórum Romano é muito mais vantajoso. Esta é uma boa oportunidade para descobrir a riqueza cultural do Piemonte, Bolonha ou Apúlia e visitar todos os monumentos italianos classificados como Patrimônio Mundial pela Unesco!

Depois de todos esses cálculos, a Itália será sua e você poderá aplicar este princípio da vida italiana:

“Mangia bene, ridi spesso, ama molto” (coma bem, ria muitas vezes, ame muito)

Isso fez você ter vontade se mudar para a Itália? Se assim for, não hesite em fazer cursos de italiano ou aprender mais sobre o país com a ajuda do Superprof, antes de partir para a grande aventura!

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
avatar