Música Reforço escolar Idiomas Aulas particulares Artes e Lazer Esporte
Compartilhar

Viva de sua paixão: fotografe os animais

De Fernanda, publicado em 19/04/2018 Blog > Artes e Lazer > Fotografia > Como se tornar um fotógrafo de natureza?

Uma sessão de fotos no estúdio e uma no deserto são duas coisas totalmente diferentes. Um bom fotógrafo deve ser capaz de fazer as duas coisas e aprender os dois aspectos dessa arte.

Mas também é essencial se especializar depois de concluir seus estudos na área.

E por que não optar pela especialidade de fotógrafo de animais?

O Superprof orienta você nessa direção e lhe diz o que fazer.

As perguntas para se fazer antes de se tornar um fotógrafo de animais

O que é necessário para tirar fotos de animais? Para ser um bom profissional de fotografia é preciso amar a natureza.

Estudar fotografia e se tornar um fotógrafo profissional não é algo que se faz da noite para o dia. É por isso que é importante fazer a si mesmo algumas perguntais essenciais para saber se esse trabalho foi mesmo feito para você:

  • Você está pronto para viver de sua paixão? Viver da paixão significa ter um negócio próprio. Você está pronto para assumir tudo o que isso implica: pesquisa, edição de fotos, contabilidade, seguros, compromissos, blogs, redes sociais …?
  • Você é suficientemente dedicado à sua paixão?
  • Você é paciente o suficiente?
  • Você já tem o equipamento adequado?
  • Já adquiriu técnica suficiente?
  • Tem a certeza de sua especialidade: fotógrafo de animais? Isso significa ser especializado em fotografia animal, não em fotos de casamentos, de estúdio ou de imprensa. Nesse negócio, se especializar é essencial para fazer uma clientela fiel,
  • Seu alvo foi definido e estudado? Seu negócio não pode ser aberto para qualquer um. Quando queremos agradar a todos, corremos o risco de não agradar a ninguém. É melhor direcionar a um pequeno número de pessoas, mas de maneira assertiva: revistas, pessoas querendo fotos originais de seus animais, fotos pets, agências de turismo …
  • Você já fez seu plano de carreira? Quanto quer ganhar por mês? Quanto tempo por semana quer trabalhar? Quantas sessões pode fazer por mês? Quais investimentos ainda deve fazer? Quais serão os meus encargos?

Seth Godin disse: “Se você vender para todos, você fracassará. A única opção viável é vender algo importante para algumas pessoas. “

Quais são os diplomas para se tornar um fotógrafo de animais?

É possível se tornar um fotógrafo profissional sem ter feito curso nenhum, mas é um pouco complicado.

Mas temos uma boa notícia: vários cursos estão disponíveis para você. Uma formação específica em fotografia é preferível, mas não obrigatória.

Confira aqui as diferentes opções para os amantes das lentes:

  • Bacharelado em fotografia: atualmente só existem três instituições que formam bacharéis em fotografia no Brasil: o Senac SP, a Faculdade Panamericana de Arte e Design de São Paulo (SP), e as Faculdades Integradas Barros de Mello (Aeso), em Olinda (PE).
  • Cursos Superiores de Tecnologia em Fotografia: essa modalidade é voltada para as técnicas da imagem e é oferecida em diversas instituições de ensino superior. Disciplinas como ética, história da arte e história da fotografia compõem a base teórica das aulas.
  • Cursos livres de curta/média duração: ofertados por escolas particulares de fotografia.
  • Bacharelado em jornalismo ou publicidade: essa acaba sendo a opção de muitos estudantes que desejam se tornar fotógrafos profissionais. Muitos cursos de graduação oferecem inclusive a disciplina de fotojornalismo.

No entanto, saiba que apenas os cursos livres oferecem especialização em fotografia de natureza ou de animais. Trata-se de aprender os conhecimentos técnicos básicos.

Quanto à essa especialidade, vai ser necessário criar a sua própria bagagem. Fazer algum curso na área ambiental também pode ser ser uma complementação interessante.

Como tirar fotos de animais selvagens? Uma formação em zoologia permite que você aprenda sobre animais selvagens.

Conheça algumas especializações, cursos superiores ou tecnólogos nessa área:

  • zoologia
  • biologia marinha
  • ecologia
  • medicina veterinária
  • zootecnia
  • jornalismo ambiental

No entanto, não importa qual formação você escolher, é fundamental construir experiência. Uma dica é entrar em contato com um fotógrafo profissional especializado em clicar animais selvagens ou pets.

Durante o seu curso, procure fazer um estágio em uma instituição, jornal, revista ou empresa que você tem interesse.

E se você optar por uma formação específica do mundo animal, aproveite para fotografar os animais que você estiver cuidando no zoológico ou em outro lugar!

Em qualquer caso, todas as oportunidades são boas para praticar! Uma viagem ao zoológico, uma caminhada na floresta, o aniversário do cachorro da vovó, uma viagem para o outro lado do mundo …

Nunca saia sem seu equipamento fotográfico e esteja sempre pronto para um novo clique!

As 7 regras de ouro do fotógrafo de animais

Tirar fotos de animais exige seguir algumas regras essenciais para ter sucesso no que se faz:

  • Estude seu objeto antes de encontrá-lo no terreno: antes de sair para uma reportagem fotográfica, você deve pesquisar sobre o ambiente, identificar os hábitos dos animais, as áreas a serem privilegiadas e a qualidade da luz. Esta preparação é fundamental para garantir o sucesso da foto,
  • Estude com antecedência pensando na imagem que você deseja obter;
  • Não seja visto: tornar-se fotógrafo de animais também significa se tornar um especialista em camuflagem! “Fui atacado duas vezes por javalis”, lembra o fotógrafo Martin Morel,
  • Não isole o animal de seu ambiente: quando você é um fotógrafo de animais, você aprecia a natureza, gosta de estar em contato com ela e ver o animal em seu ambiente. O objetivo é tirar a foto do animal dentro de seu próprio ambiente. Não perturbar o animal é essencial para se obter uma boa foto,
  • Seja um observador paciente: “Eu espero muito tempo nas montanhas”, diz Martin Morel, fotógrafo profissional especializado em animais silvestres da montanha. “Você tem que ter uma mente de aço e ser paciente. Ficamos 7 horas no mesmo lugar, aguardando o momento ideal. Você tem que gostar disso! “
  • Não procure o animal raro a todo custo e respeite o meio ambiente: “No inverno, devemos prestar atenção às avalanches e monitorar os movimentos dos rebanhos“, afirma Martin Morel.
  • Use uma distância focal longa de pelo menos 300mm: ter um material sempre pronto pode evitar qualquer eventualidade e não entrar em pânico em momentos importantes. “É uma ginástica intelectual manter a atenção entre a técnica e o campo.”

Fotógrafo da vida selvagem: uma profissão de difícil acesso

Tornar-se um fotógrafo profissional é complicado. A competição é alta e você precisa fazer um nome. Especialmente para um fotógrafo da vida selvagem. Muitas pessoas não vivem apenas de sua paixão. Por exemplo, Marc Morel tem outras fontes de renda como fotógrafo. Ele se recusa a trabalhar com revistas, pois, segundo ele, elas não pagam bem fotógrafos por suas fotos. Ele vende suas fotos de javalis, lobos, linces e camurças durante vernissages e exposições em seu próprio estúdio.

É uma escolha. Cabe a você escolher o perfil do seu negócio!

Muitos concursos de fotografia também são organizados para identificar e ajudar novos talentos.

Martin Morel, reconhecido com uma medalha de prata da Fotografia Profissional Francesa em 2012, é um deles.

Um fotógrafo independente é pago de acordo com sua notoriedade, o mercado e a concorrência.

Obviamente, é necessário levar em conta o custo de se tornar profissional: o equipamento, os deslocamentos, os encargos … Mas também o tempo que o trabalho consome.

Fotografar a vida selvagem é um trabalho de paixão que exige muita paciência, sem garantia de renda fixa.

Pode ser difícil, mas você precisa estar ciente da realidade do mercado. Por que não escolher uma segunda especialidade como fotografia de arte, fotografia publicitária, de moda ou fotojornalismo?

O status de trabalhador independente faz com que você não assuma muitos riscos. Também é possível manter o emprego e se tornar um fotógrafo da vida selvagem como uma renda complementar e dar aulas de fotografia em paralelo.

Se funcionar bem a médio prazo, então você pode planejar deixar tudo de lado e realmente viver de sua paixão.

Fotógrafos de animais inspiradores

Alguns grandes fotógrafos vivem dessa paixão pela natureza e pelos animais. Vamos dar destaque a três deles.

Sebastião Salgado, estrela internacional

Como não começar essa lista com o maior dos maiores fotógrafos do Brasil. Sebastião Salgado é um dos fotógrafos mais famosos e importantes ainda vivos.

Nascido em Minas Gerais, já trabalhou para inúmeras agências e tem mais de dez obras publicadas.

Formado em Economia, Salgado deixou a profissão de formação para se dedicar à fotografia.

Seus projetos fotográficos capturam a essência do objeto fotografado com tal maestria, que ele já conquistou os mais famosos prêmios da fotografia mundial. Seu trabalho autoral mais recente, Gênesis, documenta o mundo de pessoas e lugares esquecidos.

Vincent Munier, especializado em fotografia de inverno

Vincent Munier, cujo pai é naturalista, deu seu primeiro clique aos 12 anos apenas. Desde 2002, ele fotografa principalmente animais ameaçados de extinção: muskox, coruja nevada, urso pardo, iaque selvagem …

Ativista, solitário e autônomo, Vincent produz reportagens fotográficas para mostrar a beleza deste mundo para o público em geral.

Ele também participou da produção do longa-metragem de Luc Jaquet, A Marcha dos Pinguins.

Suas fotos são publicadas no mundo todo, em Terre Sauvage, National Geographic, Paris Match, Télérama ou BBC Wildlife Magazine. Vincent Munier também tem nada menos que doze trabalhos fotográficos e várias exposições a seu favor.

Uma boa fonte de inspiração para futuros fotógrafos aprendizes.

Laurent Baheux, fotógrafo autodidata

Ele começou no jornalismo esportivo, e aprendeu fotografia sozinho.

Ele ainda cobre notícias esportivas internacionais, mas desde 2002, fotografa grandes animais selvagens em preto e branco.

Terra dos Leões é um livro publicado em 2009 de suas fotos.

Parte dos lucros são doados à WWF-France para financiar projetos que preservam a biodiversidade na África.

Suas fotografias da África e dos Estados Unidos estão expostas em várias galerias na França e no mundo.

Fotógrafos de animais engajados?

Como não ser ativista quando fotografamos a beleza da Mãe Natureza e as espécies animais ameaçadas de extinção?

Fotografia da vida selvagem. Fotografar a vida selvagem e divulgar para o mundo também é uma maneira de deflagar a ação humana predatória no meio ambiente.

Para resumir:

  • Certifique-se de sua escolha! Não é porque somos apaixonados por uma área que podemos nos tornar profissionais e viver disso.
  • Faça uma formação! Seja em fotografia ou no mundo animal, ou até em ambos: assim vai ser mais fácil de encontrar trabalho.
  • Paciência, observação e respeito pelo meio ambiente são as principais qualidades do fotógrafo da vida selvagem. Mas acima de tudo paciência!
  • O trabalho não é facilmente acessível e poucos fotógrafos conseguem vivê-lo plenamente.
  • Seja apaixonado e inspire-se nos melhores como Laurent Baheux ou Vincent Munier.
Compartilhar

Nossos leitores curtem este artigo
Este artigo trouxe a informação que você estava procurando ?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...

Deixe um comentário

avatar