Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Dicas para elaborar uma boa dissertação em Inglês

De Myla, publicado dia 26/04/2019 Blog > Idiomas > Inglês > Como é escrever e dissertar na língua inglesa?

De acordo com um levantamento realizado pelo British Council em agosto passado, míseros 5% da população brasileira sabe se comunicar em inglês e, desde, insignificante 1% representa pessoas com algum grau de fluência na língua. O Brasil encontra-se na 41ª posição, num ranking de 70 países, situado abaixo de outras nações latino-americanas como Equador, Chile, Peru e México.

Essa carência na proficiência do inglês, a língua mais difundida do mundo, prejudica os desempregados que buscam por uma colocação no mercado de trabalho e também atinge executivos de grandes empresas. Estes encontram imensa dificuldade de contratação de pessoas que possam representar suas empresas em congressos e eventos internacionais, por exemplo.

Para agravar ainda mais o quadro, a maioria dos brasileiros costuma exagerar ao qualificar seu conhecimento do idioma no momento de preencher um currículo. Um dos grandes problemas apontados pela pesquisa tem relação com a forma como o ensino do inglês é feito no país, mais baseado na leitura enquanto deveria considerar as demais habilidades de escuta, escrita e fala do idioma.

Mas isso não significa que você não deva melhorar sua habilidade da escrita em inglês! Sugerimos aqui algumas dicas que podem ajudar você nesse sentido. Um bom curso de ingles também pode te ajudar!

Este é um quadro muito triste: apenas 5% da população brasileira sabe se comunicar em inglês e, destes, mísero 1% apresenta algum grau de fluência no idioma.

Por que aprender a dissertar em inglês?

A elaboração de ensaios acadêmicos é um requisito de muitas disciplinas durante a faculdade. Ao final do curso daquela disciplina, é comum a entrega de um trabalho ou ensaio que ilustre o progresso do aluno na disciplina cursada.

Um ensaio, portanto, visa desenvolver a habilidade do aluno em elaborar um assunto e desenvolvê-lo adequadamente, valendo-se de argumentos palpáveis. Utilizada na exploração de temas em disciplinas e cursos, sobretudo nas áreas de humanas, e também nas demais, a dissertação de um ensaio pode também a vir a ser uma ferramenta para aprender línguas estrangeiras.

Embora essa prática possa parecer um pouco tediosa, aqui estão algumas vantagens em escrever uma redação em inglês e, de quebra, em aprender inglês on line, em cursos ou em aulas particulares, aprofundando o seu conhecimento.

Confira ainda nossas dicas de como escrever uma carta de apresentação porreta em inglês.

A elaboração de ensaios visa o desenvolvimento de um argumento pelo estudante e também pode vir a ser uma excelente ferramenta para aprender línguas estrangeiras.

Aprenda a desenvolver seu pensamento

É bom você se lembrar que não falamos da mesma maneira em inglês como fazemos em português. Portanto, é super importante, desde o início da aprendizagem e do contato com o idioma, a gente se expressar em inglês em vez de pensarmos antes em português para tal.

É começar a cultivar uma prática de entender a língua por si só, sem constantes tentativas de se pensar primeiro na mente em português para se tentar traduzir para o inglês. Inerentemente, os italianos têm uma expressão muito boa que ilustra esse paradigma: traduttore/traditore. O que é escrito numa língua nunca será exatamente o mesmo em outra.

Aprender a elaborar redações argumentativas e dissertar sobre diversos assuntos é algo que não se limita apenas ao mundo acadêmico. Desenvolver os pensamentos e se expressar nos mais diferentes temas é algo tão natural e combina tanto com uma viagem para qualquer lugar no mundo, já que você vai precisar tecer argumentos e desenvolver ideias ao se engajar nesse novo ambiente!

Em outras palavras, a dissertação, o ensaio, a redação, favorece o desenvolvimento de suas ideias em argumentos. Isso pode ser útil em qualquer situação! Uma coisa que pode te ajudar a pensar e falar em inglês é optar por um curso de ingles online, com professores nativos !

Para adquirir vocabulário

Quando você começa a escrever ensaios em inglês uma das consequências naturais é que se seu vocabulário no idioma tende a aumentar. Afinal de contas, você não vai poder ficar repetindo as mesmas palavras o tempo todo!

Mediante essa situação, você checa com maior frequência os dicionários e vai enriquecendo a sua escrita. Você pode adicionar cada novo vocábulo aprendido e pesquisado em fichas de cartões, escrevendo frases no idioma no verso como ferramenta de fixação e revisá-los de tempos em tempos.

Estrutura da sentença mestre

Construção gramatical, concordância de tempos, regência verbal e nominal, concordância verbal e nominal, enfim, escrever um texto longo permite trabalhar vários aspectos intercambiantes entre a língua nativa e a língua inglesa.

Você deve aprender a construir frases coerentes e mais complexas do que um sujeito simples + verbo + complemento. Frases dotadas de maiores argumentos desenvolvidos ao longo da narrativa, que explorem os temas contidos nas sentenças mestras.

Aprender a fazer uma dissertação é uma chance real de progredir no estudo do idioma, especialmente em relação aos assuntos que mais te interessam!

O ensaio, a dissertação, a redação argumentativa são ferramentas que permitem colocar em ação diversas habilidades da linguagem e do pensamento.

A estrutura básica de um texto dissertativo em inglês

Para escrever ensaios bem sucedidos, é essencial conhecer a estrutura de tal ferramenta. Quando você define o assunto, é necessário pensar sobre as questões e problemas que esse assunto envolve. É a hora de pensar sobre a estrutura de seu ensaio.

Qualquer texto dissertativo, seja em que idioma for, sempre começa com um parágrafo introdutório. Para introduzir o assunto de forma adequada, é preciso contextualizar e explicar os problemas. Uma pequena definição às vezes também pode ser útil, você pode optar também pelo curso de ingles.

Lembre-se que não se trata de escrever por escrever. Sua redação deve dar conta de uma ordem cronológica crescente na exposição de seus argumentos. Pense muito bem em que ordem você pretende enumerar seus argumentos, que devem ser contínuos e não dar lugar à dúvida. Para isso é comum a citação do pensamento de autores que corroborem a mesma opinião explicitada no ensaio.

Os escritos podem ser dedutivos, nos quais o argumento-chave tese vai para o início do texto, ou indutivos, quando acontece o oposto, o argumento-chave migra para o final do texto.

Ao longo dessa elaboração, os seus pensamentos são apresentados em duas ou três partes (tese, antítese, síntese). Cada ideia deve ser sustentada por um argumento.

Depois de todas as partes já estarem escritas, é hora de você pensar sobre a conclusão a que chegou o seu ensaio. Essa é uma parte muito importante, já que muitos revisores e leitores lêem apenas a introdução e a conclusão, a fim de saberem se o seu progresso foi feito de forma coerente.

Preparamos também algumas dicas em como avançar na língua inglesa com a ajuda de um pen pal, um amigo por correspondência.

Livros didáticos em inglês certamente contribuem no seu aprendizado do idioma.

Escrevendo a dissertação em inglês

Assim que a estrutura do ensaio estiver estabelecida, você deve começar a escrevê-lo. Pode não ser fácil já que esse idioma não é o seu nativo, mas com a prática cada vez mais essa ação se torna algo natural.

O emprego correto das regras e a concordância dos tempos em inglês nem sempre pode ser algo fácil. Portanto certifique-se de que você está empregando o tempo modal correto: presente simples, presente perfeito, passado perfeito, etc. Caso não tenha certeza, consulte um livro didático de inglês ou certifique-se com um professor de inglês.

Às vezes o auxiliar pode ser difícil de empregar e, sempre que se sentir em dúvida ou em dificuldade, peça por ajuda a um professor de inglês. Outro ponto que gera dificuldade é o emprego dos verbos irregulares. E muitos desses verbos são usados o tempo todo.

Preste também atenção aos adjetivos, infinitivos, falsos cognatos e outras formas especiais que possam, em algum momento, te passar a perna! Se tiver uma dificuldade em particular, redobre sua atenção no momento de escrever e também durante a revisão.

Mesmo que você não seja um especialista na língua e tenha pouco vocabulário, tente evitar repetições o máximo possível, usando pronomes em vez de nomes próprios, por exemplo. Como já dissemos, se necessário, consulte dicionários e utilize aplicativos que oferecem corretores ortográficos em inglês, pois eles conseguem apontar vários tipos de incongruências gramaticais, destacando-as em grifo. Ciente desse destaque, é possível que você reveja como elaborar de uma melhor forma a redação do que foi destacado.

Em outras palavras, os aplicativos corretores de textos podem ser uma mão na roda nesses momentos, pois eles nos atentam a trechos que, possivelmente, podem ser melhorados! Um excelente aplicativo, mesmo em sua versão gratuita, é o Grammarly.

Espie também informações interessantes sobre como não se tornar vítima dos falsos cognatos em inglês.

Estude no Brasil, aprenda português Conte sempre com a ajuda do meio digital para melhorar o seu inglês.

Evitar repetições no texto é uma dica muito importante, pois evitar o uso de palavras repetidas demonstra que você dedicou algum tempo à elaboração do texto e procurou redigi-lo da melhor forma.

Após finalizada a redação do ensaio, incluindo aí uma primeira revisão do conteúdo, desligue-se dele por alguns poucos dias. Isso fará com que, qdo for relê-lo novamente, você assim o faça com “novos olhos”, mais apto a reconhecer no texto erros e trechos onde você pode melhorá-lo.

Lembre-se sempre que a primeira impressão, o primeiro contato que realizamos quando conhecemos alguém, é algo mais profundo do que imaginamos! Você bem sabe que é esse primeiro contato que dá o tom sobre a opinião que a pessoa fará de nós.

Portanto, capriche nos seus ensaios! Pois, em muitas vezes, é através do ensaio que um professor ou quem mais que for ler seu texto terá esse primeiro contato em relação a suas ideias e à sua capacidade de articulá-las e argumentá-las.

E, não há mal em lembrarmos: quanto mais você escrever ensaios em inglês, melhor redator você se tornará! Como tudo na vida, quanto mais você praticar elaborar textos dissertativos em uma língua estrangeira, mais tarimbada e confiante sua escrita se tornará.

Veja aqui nosso guia básico de como progredir no aprendizado da língua inglesa.

E quem sabe, após um tanto de prática, não chegará o dia em que você vai perceber que está se divertindo ao escrever uma redação dissertativa em inglês? Não ache que isso seja maluquice, pois é algo muito possível de acontecer!

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (média de5,00 sob 5 de 1 votos)
Loading...
avatar