Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Como se tornar um professor violinista?

De Fernanda, publicado dia 20/11/2018 Blog > Música > Violino > Como dar aulas de violino?

A prática e o ensino do violino são especiais.

O ensino do violino sofreu, ao longo dos anos, com sua imagem de instrumento reservado às elites. Como professor particular de violino, você terá um papel múltiplo. Como ter as habilidades técnicas e pedagógicas para ensinar o violino ao seu aluno?

Por outro lado, veja como é importante o seu papel: um verdadeiro trabalho de “popularização” da música!

Qualquer pessoa pode aprender o violino, assim como qualquer um pode aprender o piano ou a guitarra, que são os instrumentos musicais mais populares. Para isso, basta ser metódico, motivado. Não adianta colocar a carroça na frente dos bois!

É aqui que o papel do professor particular é importante. É ele quem vai acompanhar esse importante aprendizado.

Como dar aulas de violino? Descubra sem mais demora o procedimento a seguir!

Como dar aulas de violino sem ter me formado?

Como dar aulas de violino sem ter me formado? Posso ser um professor violinista sem diploma?

Onde ensinar quando você não tem o diploma necessário para universidades ou conservatórios?

Muitas possibilidades estão disponíveis para você.

Por que não ficar no ramo de autodidatas oferecendo cursos de violino pela internet?

Você pode muito bem lançar seu site ou blog, expondo suas melhores dicas de professor para aprender a tocar violino.

Por ser autodidata e falar com os amantes da música independente, você ganha credibilidade.

Mas uma questão permanece sem resposta. Como ganhar a vida com um blog ou site?

Então, por que não cobrar por suas aulas e pelo conteúdo que você disponibiliza?

Muitos blogueiros obtêm sucesso oferecendo conteúdo pago aos visitantes.

Isso não significa que você tenha que cobrar por todo o seu conteúdo. Por exemplo, você pode disponibilizar o curso gratuitamente e depois oferecer vídeos mais completos por um preço acessível.

Sabe como descobrir o preço adequado para suas aulas? Faça uma pesquisa completa em outros sites para ter uma noção dos preços cobrados, digitando por exemplo: qual é o preço de um curso de violino?

Alguns blogueiros só oferecem conteúdo gratuito. Nesse caso, verifique se você tem visualizações suficientes para oferecer seu site ou blog aos anunciantes. Estes lhe pagarão para exibir anúncios em seu site.

De qualquer forma, ensinar na internet é uma boa maneira de criar cursos à sua maneira. E mesmo se você usar seu violino como um violão como Andrew Bird, sempre pode despertar interesse e curiosidade nas pessoas.

Os valores de uma aula de violino

Os valores de uma aula de violino. Quanto você vai pagar para se tornar um violinista?

A vida é injusta. Como aprendiz de músico e violinista, você não paga o mesmo preço e isso varia em função de onde você mora.

E, como se sabe, as capitais costumam ser mais caras do que as menores cidades.

Ao optar por ter aulas particulares e contratar um professor pelo Superprof, você já pode observar a diferença de preços.

Enquanto a média de uma hora de aula na capital carioca é de 70 reais (50 reais para os professores mais baratos), é muito fácil encontrar professores dando cursos a 30 reais em cidades como Aracaju ou Fortaleza.

Uma diferença de preço que também é encontrada nos cursos de música em escolas. Seja de musicalização, orquestra, teoria musical ou prática instrumental, as aulas de violino são mais caras em cidades como São Paulo, Rio ou Brasília.

Valores diferentes que podem ser explicados pela diferença no nível de vida entre as cidades. Além disso, os professores monitoram os preços do mercado e analisam os preços das aulas de música na cidade.

No entanto, é importante saber que é vantajoso para os professores particulares tornar os preços mais acessíveis do que nas escolas de música, a fim de atrair os violinistas estudantes.

Então você pode ter certeza de obter o melhor preço ao escolher aulas particulares.

Antes de qualquer outra coisa e antes de decidir sobre o seu método de ensino, é importante saber fazer as perguntas certas, ao seu futuro professor, para se certificar de que fez a escolha certa.

Aqui está uma visão geral dos pontos a serem verificados antes de começar suas aulas:

  • Conheça o nível do seu professor de violino. Como explicado acima, o nível musical do profissional tem uma grande influência no preço das aulas de violino. Além disso, é importante saber se o professor consegue simplificar as músicas para chegar ao seu nível.
  • O estilo de música ensinado. Não vale a pena contratar um especialista em música erudita se você está mesmo é interessado em música folclórica ou jazz cigano. Será apenas um desperdício de tempo e dinheiro.
  • A distância geográfica. As viagens do professor serão incluídas no preço final do curso. O mesmo vale se é você que vai se deslocar até a escola ou casa do professor. Não esqueça de contar o custo do combustível ou transporte público.
  • O material didático. Vai precisar comprar mais livros ou acessórios?

Tantos detalhes que contam bastante no preço final.

Só então você vai poder estimar o custo real das aulas de violino.

Profissão: professor de violino

Vamos citar aqui duas opções entre as várias que você possui na carreira de professor de violino:

Associações e institutos onde encontrar trabalho como professor de violino

Além de escolas públicas, conservatórios e escolas particulares de música, outras organizações promovem aulas de violino nas quais é possível atuar como professor. Este é particularmente o caso de instituições que promovem projetos sociais e artísticos acessíveis à comunidade.

A iniciativa pode ser de uma organização não governamental ou talvez da própria prefeitura ou secretaria de cultura da cidade: de qualquer maneira, o objetivo principal é democratizar o acesso às manifestações artísticas e incentivar crianças, jovens e adultos a apreciarem a música como um elemento de expressão importante na vida social.

Acessíveis por pessoas de qualquer idade e qualquer nível, as aulas em geral são ofertadas a preço baixo ou até gratuitamente. Nesse caso, frequentemente há um processo seletivo ou uma entrevista devido à grande procura.

A sua experiência e a sua formação podem contar na hora da sua candidatura para dar aulas.

No entanto, um excelente nível de prática do violino sem qualquer diploma pode ser suficiente. Informe-se em sua cidade!

Professor de violino: formação em musicoterapia

Arteterapia é um método de expressão artística usado no campo da medicina para aliviar certos sintomas dos pacientes.

O musicoterapeuta pode trabalhar em hospitais, clínicas, instituições de reabilitação ou centros de geriatria e gerontologia, e tem demonstrado bons resultados nos mais diversos tratamentos.

Mas como obter o status de musicoterapeuta? Sabe-se que ainda há pouco profissionais no mercado e, justamente por isso, a demanda é alta. A maior parte dos graduando atua na área clínicas, em consultório, muitas vezes em parceria com outros profissionais da saúde.

Poucas instituições oferecem esse curso no Brasil. Para ingressar no curso de graduação (média de quatro anos), não é preciso ter conhecimento prévio em música, mas é aconselhável possuir familiaridade com a linguagem musical. No currículo, há disciplinas das áreas de música, neurociências e ainda aulas de instrumentos.

Como dar aulas particulares de violino?

Quando se pensa na carreira de professor de música em escolas ou universidades, uma formação de nível superior em música ou pedagogia sempre é exigida: isso acontece até em muitos conservatórios, onde não existe lei que exija um diploma mínimo.

No entanto, para dar aulas particulares, não há necessidade real de uma formação, porque a profissão não é regulamentada: qualquer um pode, a partir dos 16 anos, dar aulas, desde que não atrapalhe sua vida escolar (entre 16 e 18 anos). O que você precisa ser, acima de tudo, um verdadeiro pedagogo: saber como se colocar no nível do aluno é mais importante do que a validação de um ou outro diploma de (pós) graduação.

Independentemente do nível e do objetivo do aluno, sempre será necessário:

  • Ser sorridente e seguro de si mesmo,
  • Chegar na hora na casa do aluno,
  • Incentivar o aprendiz quando superar dificuldades e emitir belas notas,
  • Evitar julgar ou criticar pelos seus erros e vícios,
  • Ser simpático: uma aula não é uma inquisição,
  • Respeitar o aluno e sua família,
  • Ensinar de forma dinâmica e estimule o gosto pelo tocar,
  • Ensaiar com o aluno e respeite o seu ritmo (vá mais devagar se for necessário),
  • Alternar entre acompanhamento e autonomia no instrumento.

Como encontrar estudantes para suas aulas de violino?

Como dar aulas de violino? Como ensinar música? | As aulas não devem ser muito chatas para não perder alunos.

A primeira estratégia para se tornar conhecido é publicar um bom anúncio do seu curso de violino: na internet, em uma escola de música, em universidades, comércio local…

Você pode começar apresentando seu programa de formação – formação clássica, violino jazz, jazz cigano, etc. -, seus diplomas – conservatório de música, universidade, instituições públicas de música, aulas particulares, escola de música, etc. – e a particularidade de sua oferta.

Todas essas informações devem estar em um texto descritivo resumido, que capte bem a atenção do leitor.

Então, é necessário converter este pequeno anúncio em um atrativo irresistível de fazer aulas em casa: é preciso despertar a vontade nos estudantes.

Você pode especificar que a aula tem como objetivo instigar o gosto pela música e pelo instrumento, com a prática e a interpretação de suas músicas favoritas (Vivaldi, Beethoven, jazz cigano, Florin Niculescu, etc.).

Por fim, a política de preços: todos os professores particulares devem cumpri-la, qualquer que seja sua disciplina. Você precisa propor um preço por hora nem muito alto nem muito baixo, um preço adequado ao “mercado”.

Saiba que o preço médio no Brasil para aulas particulares é cerca de 70 reais por hora. Para se destacar da concorrência, podemos oferecer um preço mais baixo ou oferecer a primeira aula gratuitamente, dependendo do número de horas encomendadas.

Por fim, termine seu anúncio com uma pequena nota de humor, uma brincadeira ou uma saudação simpática.

Então, você pode postar seu anúncio na internet – como na Olx, Mercado Livre, Facebook etc. – e divulgar o seu anúncio em empresas de bairro, associações, prefeituras, comércio local.

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
avatar