Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

A trajetória do menor instrumento do quarteto de cordas

De Fernando, publicado dia 21/10/2018 Blog > Música > Violino > O que você sabe sobre a evolução dos violinos?

Incrível invenção do século XVI, o violino é um instrumento cheio de história.

De Mozart a Vivaldi, passando por Lully, ele experimentou algumas transformações elaboradas por luthiers como Stradivarius antes de aparecer como o instrumento que conhecemos hoje.

Violino elétrico ou violino clássico, não tenha medo de mergulhar na história do violino e instrumentos de cordas. Você será imbatível no seu instrumento favorito e terá um bom começo antes de iniciar as aulas de música.

E se o objeto ainda não for adquirido, descubra como comprar um violino facilmente para começar as aulas, trabalhe com a mão direita e com a mão esquerda e, em seguida, torne-se o melhor solista!

Nem só de música clássica vivem os violinistas Os violinos são muito populares até os dias de hoje

A evolução do violino na história

As origens do violino são muitas e, às vezes, até misteriosas. Mencionado pela primeira vez na década de 1520, o violino seria descendente de instrumentos como a rabeca ou mais recentemente a viola da gamba. Esses instrumentos foram usados em muitas partes do mundo.

Mas o primeiro violino sai do estúdio do italiano Andrea Amati em Cremona, no norte da Itália.

E é para o futuro rei da França Carlos IX que o luthier faz sua primeira série de violinos em 1564. A partir daí, o instrumento passa de um objeto popular para um objeto real.

A cidade de Cremona se torna o verdadeiro berço do violino. Henrique IV decidi ao mesmo tempo reconhecer oficialmente a profissão de luthier e chega mesmo a criar uma formação.

A arte dos luthiers é reconhecida desde o século XVI.

Um pouco mais tarde, um dos alunos da oficina de Amati marca a história do instrumento. Antonio Stradivari aumenta ainda mais a qualidade do violino, que se torna um instrumento de luxo. Uma construção tão perfeita que muitos de seus violinos ainda estão em boas condições hoje – e os segredos dos violinos de Cremona seguem sendo objeto de estudo.

Foi então no século XVII que Claudio Monteverdi compôs a primeira ópera da história, Orfeu, na qual introduziu o violino. Este é o começo do sucesso deste instrumento em grandes composições.

Posteriormente, Jean-Baptiste Lully, o preferido do rei Luís XIV, ajudará Molière a apresentar suas novas obras-primas. O violinista, acompanhado pelo dramaturgo, inventou a comédia-balé.

Mas a história do violino não pára por aí. No início do século 20, uma nova forma do violino aparece: o violino elétrico. Ele então lentamente se impõe em novos estilos ao longo do século 20 e até hoje, não estando restrito à música clássica, alcançando também bandas de rock, country e pop.

E não estamos imunes às novas tecnologias. Em breve, muitos instrumentos podem ser produzidos em impressoras 3D, isso já é uma realidade em alguns laboratórios experimentais. Resta saber se o som será o mesmo!

Os detalhes fazem diferença no instrumento Sabia que a crina de cavalo era usada para produzir os acessórios do violino?

Os maiores nomes da história do violino

Mozart, Schubert, Berlioz e assim por diante. Muitos compositores introduziram, ao longo da história, algumas notas de violino em suas peças.

Algumas até compunham peças inteiras dedicadas ao instrumento.

Mas quem são os verdadeiros grandes violinistas da história?

Claudio Monteverdi (1567-1643) é certamente o primeiro violinista a introduzir o violino em peças de música para uma performance para a realeza. Originalmente de Cremona, cidade do norte da Itália considera o berço dos maiores conhecimentos da construção do violino, era muito difícil ser diferente. Em 1607, o virtuoso então compõe a ópera Orfeu. Essa é uma obra que permanecerá na memória e nos repertórios desde que foi considerada a primeira ópera da história.

Na França, pode-se contar com Jean-Baptiste Lully (1632-1687), violinista oficial do rei, para promover este belo instrumento. Ele comporá a maior parte da música que acompanha as peças de Molière, fonte de grande entretenimento da corte.

Um pouco mais tarde, Antonio Vivaldi (1678-1741), marcará a história com as Quatro Estações. Uma peça composta por quatro concertos, considerada uma das principais obras da história da música.

Então vem grandes violinistas como:

  • Niccolo Paganini (1782-1840),
  • Yehudi Menuhin (1916-1999),
  • Isaac Stern (1920-2001),
  • Jascha Heifetz (1901-1987),
  • David Oistrakh (1908-1974).

Estes últimos são atribuídos um sucesso real com o público entre os séculos XVIII e XX. Muitas pessoas acompanharam as principais turnês internacionais aclamadas pelo público.

Você também pode se tornar uma estrela do violino!

Mas agora é a hora de dar lugar a novas maravilhas da música. Samvel Yervinyan, Camille Berthollet, Lindsey Stirling e Daniel Lozakovich são nomes a serem lembrados pelos próximos anos. Vale a pena pesquisar e conhecer!

Além de bem produzido, o bom instrumento precisa estar afinado O luthier constrói e cuida do som dos violinos

O violino elétrico como comprá-lo

Grande revolução do século XX, as novas tecnologias mudam também o mundo da música. As guitarras são amplificadas e o mesmo vale para o violino.

Embora um primeiro violino elétrico tenha nascido em 1874, não foi até 1920 que foi devidamente documentado um verdadeiro traço do violino elétrico desenvolvido por Elisha Gray.

Sem uma caixa de som, o instrumento ainda usa os códigos do violino clássico em sua composição:

  • O corpo consiste em uma caixa e a ponte que segura as cordas,
  • A cabeça é composta de uma voluta e tarraxas,
  • O identificador para acompanhar as cordas.

Feito de madeira (abeto, bordo, ébano, etc.) no violino clássico, o violino elétrico é mais parecido com plástico. O que lhe possibilita muitas formas originais . É possível ter estéticas diferenciadas ou até mesmo uma cópia dos tradicionais.

Foi a partir dos anos 90 que o violino elétrico começou a dominar a cena musical popular. Artistas e grupos como Louise Attaque, The Corrs ou Jean-Jacques Goldman colocaram os holofotes em diferentes composições.

De fato, o instrumento é ideal para obter novos sons . Acompanhado pelo amplificador, é possível tocar no reverb e alterar o som original por diferentes pedais. É muito usado por bandas de rock internacionais para melhorar as nuances musicais de suas músicas.

O fato de o violino ser amplificado é um argumento considerável para músicos que desejam dar concertos ou realizar shows. Já não é necessário lutar com microfones colocados em todo o lado, basta comprar esta nova modalidade.

É um instrumento também muito bom para gravar no estúdio.

E o violino elétrico não é reservado para violinistas que já sofreram longos anos para atingir um nível de habilidade superior. Um iniciante também pode desfrutar do violino elétrico .

Também é muito agradável para os ouvidos de seus pais ou seus vizinhos não terem que passar pelas suas primeiras experiências sonoras graças aos fones de ouvido que você pode conectar ao amplificador do instrumento.

Você está determinado a adquirir um violino elétrico. Mas onde comprar?

Na internet ou em lojas especializadas, agora é muito fácil obter um violino a preços muito acessíveis.

Internet é o amigo de pequenas subvenções. Muitas lojas virtuais que vendem eletrônicos oferecem violinos elétricos por um preço inicial em torno de R$600. Outros sites mais especializados, oferecem uma gama de violinos de qualidade superior. E o preço aumenta em conjunto com a qualidade.

Se a internet te assusta, não entre em pânico!

As lojas especializadas ainda são bastante numerosas nas grandes cidades para que você encontre sua felicidade. A vantagem é aproveitar os conselhos dados pelos vendedores.

Os violinos de segunda mão também podem ser um bom compromisso para seu bolso. É então possível adquirir um violino de boa qualidade por um custo menor. Pesquise em lojas, internet e também com seus colegas ou professores de violino ou da escola de música. Eles poderão ter boas indicações.

Violinistas apostam também em tecnologia Os violinos eletrônicos subiram aos palcos em vários estilos musicais

Música de violino para iniciantes: quais peças tocar?

Seu violino já foi comprado, agora é hora de começar. Mas por onde?

Embora existam muitas dicas valiosas para começar a aprender a tocar violino, a coisa mais importante é você gostar do que está fazendo!

Nada é mais terrível do que se obrigar a tocar músicas que você não se interessa. Então, talvez você esteja fazendo aulas de violino iniciante, aulas de teoria musical ou aulas particulares e não esteja gostando, certo? Independentemente do método, deixe as notas de ditado e as partituras para os momentos mais sérios e divirta-se quando estiver em casa.

É bem possível aprender músicas da sua playlist favorita de forma autodidata!

Assim como guitarra, ukulele ou piano, muitos tutoriais estão disponíveis em plataformas como o YouTube, com pessoas de todos os lugares do mundo compartilhando suas experiências. Não há necessidade de conhecer a teoria musical a fundo para que você possa tirar suas primeiras músicas.

Pegue o seu arco e siga a música! Vários dos vídeos mostram detalhadamente como colocar os dedos, você vai conseguir observar e repetir os movimento para alcançar os melhores sons, mesmo que esteja treinando sozinho.

Depende de você e da sua atenção! Pesquise bem as músicas que quer tocar e quais serão compatíveis com o seu nível.

Então, aqui está uma pequena lista de peças de violino acessíveis para iniciantes:

  • Cânone de Pachelbel,
  • Viva la Vida do Coldplay,
  • Cristalize porLindsey Stirling,
  • Música Tema da série Game of thrones.

Cabe a você escolher entre o incontável número de tutoriais disponíveis na internet. E mesmo que essas músicas pareçam muito complexas para você, saiba que elas são especialmente adaptadas para um nível básico, a fim de deixar a possibilidade de qualquer pessoa poder tocá-las.

Conhecer bem o instrumento que escolhemos é um diferencial importante para aumentar o desejo de progredir e ser um melhor violinista. E saber que o violino é tão versátil e atual, mesmo com tanta história, deixa tudo mais interessante.

E aí, já começou a procurar o seu professor particular de violinos para tirar esse seu sonho do papel e colocar em prática o que você já sabe na teoria?

Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...
avatar