Música Reforço escolar Idiomas Aulas particulares Artes e Lazer Esporte
Compartilhar

O desenho pode ajudar na matéria dos números?

De Carolina, publicado em 12/01/2018 Blog > Artes e Lazer > Desenho > Desenhe e aprenda matemática mais facilmente

Você tem uma mente criativa?

Para você, aprender desenho é criar, deixando sua inspiração se expressar, fazendo com que suas emoções falem…

Mas quando você começou as aulas de desenho, você não poderia imaginar fazer matemática, certo?

Essa matéria que você não gosta particularmente é, no entanto, diretamente relacionado com a arte do desenho! Você duvida disso? Você verá rapidamente como conceitos matemáticos o ajudam a compor seus trabalhos.

Simetria, perspectivas, proporções, geometria… A matemática vai ajudá-lo a desenhar melhor e o desenho vai ajudá-lo a entender melhor os conceitos matemáticos!

Matemática e desenho estão intimamente ligados

A ligação entre matemática e desenho é óbvia. Basta usar a definição desses termos para fazer um paralelo entre eles.

O dicionário Larousse dá as seguintes definições de matemática:

Ciência que estuda por meio do raciocínio dedutivo as propriedades dos seres abstratos (números, figuras geométricas, funções, espaços, etc.), bem como as relações que se estabelecem entre eles.

E do desenho:

Representação em uma superfície da forma (e possivelmente os valores de luz e sombra) de um objeto ou figura, mais que de sua cor.

Formas, espaços, figuras… As duas disciplinas são baseadas na observação da realidade e da natureza. A arte figurativa ou a arte abstrata têm matemática como ponto em comum.

Círculos, retângulos, nada mais humano O corpo humano pode ser representado com figuras geométricas

Assim, o desenho permite abordar as grandes noções matemáticas e a aprendizagem da matemática facilita a prática do desenho.

Quando as equações matemáticas se transformam em desenho

Por que aprender desenho?

A história do americano Jason Padgett revela a ligação entre matemática e desenho…

Jason Padgett desenvolveu um dom após uma agressão. Uma forma de sinestesia que lhe permite ver o mundo em fractais.

Fractais, você sabe? É o que o dicionário diz:

São objetos matemáticos cuja criação ou forma encontra suas formas apenas em irregularidades ou fragmentação.

Difícil de aceitar para uma pessoa que não tenha habilidades com a matemática…

Para voltar a Jason Padgett, ele também não sabia nada sobre matemática. Ele começou a desenhar o que via. Seu trabalho chamou a atenção de cientistas que descobriram que alguns de seus desenhos retratavam equações matemáticas.

Desde então, o artista foi treinado em matemática e continua a desenhar suas figuras. Se para os matemáticas elas representam equações, permanecem para todos uma forma de arte.

Descubra quais profissões você pode exercer aprendendo a desenhar

Desenhe para entender os conceitos matemáticos

Sem chegar a desenhar fractais, o desenho é para todos um suporte real para a compreensão da matemática.

Você fez tudo durante sua aula de matemática: usar esquemas para tentar visualizar uma noção matemática ou trazer a solução para um determinado problema.

O desenho torna possível (ser ilustrador profissional) formalizar um conceito, visualizá-lo, para melhor compreendê-lo e memorizá-lo.

Ao se deparar com um problema de matemática, o desenho pode ser uma ajuda preciosa! Desde a escola primária, as crianças são ensinadas a raciocinar para resolver problemas simples, fazendo diagramas. Visualize quantidades, compreenda as frações… mesmo a geometria se aproxima da realidade! Aprendemos os polígonos comparando-os a objetos do cotidiano.

Desenho também estimula seu cérebro e sua mente, além de desenvolver sua criatividade!

Qualidades essenciais para ser bom também em matemática!

Você ensina seu cérebro a desenvolver diferentes modos de pensar. Assim, suas habilidades de raciocínio são otimizadas. Um cérebro criativo pode fazer coisas e encontrar soluções de forma mais rápida e eficaz!

No desenho, você naturalmente se tornará consciente do espaço e dos volumes. Geometria, simetria, perspectiva… Tantos conceitos comuns entre o desenho e a matemática…

Você também precisa ser bom em matemática e desenho para se tornar um designer gráfico.

Use matemática para desenhar

A partir das primeiras aulas de desenho, você aprende a trabalhar as técnicas básicas através da reprodução.

Geometria e artes têm tudo a ver Não é preciso só de lápis para desenhar, de números e cálculos também!

Geralmente, o professor aconselha seus alunos a identificar formas geométricas nas figuras que eles vão reproduzir. Isso permite que você crie as bases do desenho.

Para desenhar um rosto, nós preparamos o desenho traçando o contorno, uma forma oval. Em seguida, desenhamos duas linhas perpendiculares que passam pelo centro para delimitar as diferentes partes do rosto.

Podemos, então, usar esses pontos de referência, necessário para respeitar as proporções de um rosto harmonioso e traçar os diferentes elementos: nariz, rosto, olhos, ouvidos, boca…

Antes de desenhar um carro, primeiro desenharemos um cubo, no qual podemos desenhar o carro. Os contornos do cubo servem como limites para o desenho. Eles permitem encontrar marcas para traçar os vários eixos que servem para desenhar os vários elementos.

Representar grandes partes de um modelo usando formas geométricas (quadrado, círculo, triângulo…) facilita o desenho.

Você pode desenhar um gato, desenhar um cavalo, desenhar uma mão, o corpo humano, aprender a desenhar animais… Essa técnica pode ser aplicada a todos os objetos!

Portanto, a matemática é, sim, uma boa base para o desenho. Por exemplo, como desenhar um corpo humano a partir de figuras geométricas? Pense e responda!

Como aspirante a desenhista, você pode construir a estrutura do seu desenho usando formas geométricas.

Desenhar um personagem significa dividi-lo para reproduzi-lo com fidelidade. Cada parte do desenho é uma forma particular. Ao montá-los, obtemos um esboço geral. Resta apenas refinar os detalhes, arredondar os cantos, fortalecer os recursos para obter um desenho realista… Para não mencionar explorar a sombra e a luz!

As noções de paralelismo e simetria também estão no centro de seus primeiros desenhos. Aprender a desenhar é também medir, comparar e dividir. O olho naturalmente tenta encontrar marcos para reproduzir o que vemos.

Sem sequer perceber, fazemos matemática desenhando…

Matemática: essencial para desenhar boas perspectivas

Com um pouco de prática, podemos fazer projetos de desenho cada vez mais ambiciosos… Porque se o desenho desenvolve o sentido artístico, o mesmo vale para o senso de espaço!

Composições mais complexas em que, novamente, a matemática faz sentido!

Para desenhar uma paisagem, uma cena da vida cotidiana, e fazer bem feito, você precisa conhecer as técnicas de desenho necessárias para reproduzir um objeto tridimensional em uma superfície plana. E para conseguir isso, você deve conhecer os conceitos de profundidade e linhas naturais que podem ser observadas.

Gênios já aproveitavam da associação entre cálculos e beleza Da Vinci conhecia os números, a geometria e as artes como ninguém!

Como desenhar perspectivas?

Dominar profundidades e volumes é desenhar a partir de um ponto de vista específico. Para reproduzir os efeitos da perspectiva, é necessário preparar sua folha e traçar as referências essenciais:

  • O horizonte, aquele que vemos acima do nível dos olhos.
  • O ou os ponto(s) de fuga: os pontos para os quais as linhas diretrizes convergem
  • As linhas diretrizes: marcos que serão usados ​​para desenhar construindo o efeito de perspectiva.

Todas esses elementos são importantes para construir as bases de um desenho.

Você vê o horizonte e o ponto de fuga, por exemplo? Pontos de referência para a perspectiva do desenho?

Em termos concretos, cada elemento desenhado deve caber neste quadro!

Também é importante trabalhar os diferentes planos do desenho, reduzindo ou aumentando o tamanho dos elementos que são colocados, de acordo com sua posição (primeiro plano, plano de fundo…).

Você pode fazê-lo sem necessariamente ser bom em matemática. Mas, para isso, você precisa demonstrar um senso de observação! Ao caminhar, você encontrará em suas observações os horizontes e os pontos de fuga.

Sim, desenhar uma paisagem requer certas noções de geometria! Você também deve usar seu conhecimento em simetria para representar os reflexos, por exemplo, e brincar com as sombras.

O número de ouro, ou como criar harmonia através da matemática

Harmonia, uma noção matemática?

É a proporção áurea, o outro nome que damos ao número de ouro…

Esse conceito, que apareceu na antiguidade, é de fato uma razão matemática, sinônimo de harmonia. Encontramos em todos os lugares:

  • na natureza
  • ciência,
  • filosofia
  • arte…

No desenho e na arte em geral, o número de ouro é a base da estética e da harmonia em uma obra.

Triângulo de ouro, retângulo de ouro, espiral de ouro… todos têm uma coisa em comum: a proporção áurea. Vitrúvio, arquiteto romano, foi um dos primeiros a definir a proporção áurea. Encontramos essas proporções ideais no famoso “Homem Vitruviano” projetado por Leonardo da Vinci alguns séculos depois.

Quer aproveitar o número de ouro em seus desenhos?

É tão perfeito que até os números e cálculos podem explicar O número de ouro está presente na natureza!

O número de ouro, também chamado de Phi (φ), é o resultado desse cálculo:

(1 + √5)/2, ou seja, aproximadamente 1,61803398875. A sequência de Fibonacci é baseada no número de ouro!

Sabia que encontramos a proporção áurea nos girassóis?

Então, é importante desenhar respeitando proporções harmoniosas.

Artistas e arquitetos sempre foram inspirados pelo número de ouro para compor suas obras: Leonardo da Vinci, é claro, mas também Botticelli!

Também encontramos o número de ouro no Partenon ou nos projetos do arquiteto Le Corbusier.

Os designers gráficos também adotam o número de ouro encontrado entre as logomarcas mais famosas, incluindo a famosa da Apple.

Sem mencionar a logo da National Geographic. Você sabe, o retângulo amarelo, difícil de ser mais simples… Não é apenas amarelo, também é um retângulo de ouro!

Antes de saber como desenhar, é importante tomar consciência da importância da matemática nessas artes!

Mas não se esqueça, desenhar deve ser uma paixão! Portanto, desenhe também pelo seu bel prazer!

Compartilhar

Nossos leitores curtem este artigo
Este artigo trouxe a informação que você estava procurando ?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...

Deixe um comentário

avatar