Aulas particulares Idiomas Música Apoio Escolar Esporte Artes e Lazer
Compartilhar

Como se tornar professor particular de computação?

De Fernanda, publicado dia 17/01/2018 Blog > Artes e Lazer > Informática > Aulas de informática: o guia do professor

Estima-se que hoje no Brasil o mercado da informática e novas tecnologias emprega 1,3 milhão de pessoas e, de acordo com a Associação Brasileira de Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação, 50 mil postos de trabalho estão esperando por um profissional qualificado.

Dados que refletem a importância do digital, das novas tecnologias e da informática na economia.

Você é engenheiro de computação, técnico em informática, programador ou estudante de informática?

Você está pensando em compartilhar seus conhecimentos e dar aulas particulares de TI?

Seja para complementar sua renda no final do mês ou como uma atividade principal, quando você começa a dar aulas particulares muitas dúvidas podem surgir.

Para ajudá-lo no seu projeto, aqui estão as dicas essenciais para que você consiga iniciar sua atividade de informática em casa com segurança e confiança.

Aulas de informática: como encontrar alunos?

Onde encontrar alunos de informática? Você pode distribuir seu anúncio em instituições educacionais, como universidades, escolas e centros de formação.

Dominar informática é essencial hoje em dia. Mas, com exceção dos nativos digitais, que nascem com um tablet em suas mãos, muitas pessoas precisam de aulas para aprender sobre computadores e tecnologia. Oferecer uma formação de informática em casa é uma atividade com excelentes perspectivas.

Você está muito motivado para ajudar as pessoas a aprenderem… Mas agora, antes de qualquer coisa, a grande dúvida é: como você vai encontrar seus primeiros alunos?

Antes de publicar qualquer anúncio de aula particular, comece pelo início. Pode ser que você já tenha planejado tudo, mas em caso de dúvida, não custa relembrar o primeiro passo necessário antes de divulgar seus serviços de professor particular de computação. Identifique:

  • O nível de seus futuros alunos: iniciante, intermediário, avançado (lembre-se de que o professor particular deve sempre ter um nível superior em relação aos seus alunos! Isso é verdade para as aulas de informática, mas também aulas de piano ou aulas de culinária.)
  • Sua disponibilidade: aulas noturnas, feriados, finais de semana …
  • O preço da sua aula de informática: isso será parte essencial do critério de escolha
  • A zona geográfica: você vai ter de se deslocar para dar suas aulas. Em um raio de quantos quilômetros?
  • Você também precisa determinar qual será o conteúdo das suas aulas. Por exemplo, você pode ensinar:
    • Iniciação ao pacote do Office: planilha do Excel, editor de texto Word, software de apresentação do Powerpoint,
    • Navegação na Internet,
    • Como funciona um computador,
    • Aula de programação de computadores,
    • Criação de sites,
    • Gerenciamento de banco de dados,
    • Desenvolvimento de TI

Saiba como encontrar uma boa aula de excel no Superprof!

Comece então a divulgar seus serviços pelo famoso boca a boca. Entre amigos, familiares, redes sociais, trabalho… O boca a boca funciona muito bem nesta hora. Além disso, as recomendações de amigos são muito úteis. Eles podem tranquilizar seus futuros alunos sobre suas habilidades e seu profissionalismo.

Outro passo muito simples e que não pode ser esquecido: a divulgação no seu bairro. Prepare um texto curto e atraente, e se possível com um layout bacana, de modo a atrair a atenção. Em seguida, imprima os cartazes, sem esquecer de pré-cortar seu número de telefone para que as pessoas interessadas possam obtê-lo facilmente. Não se esqueça de escrever ao lado do número “Aulas de segurança informática”. Desta forma, não há risco de a pessoa esquecer ao que este número corresponde.

Última solução e não menos importante: Internet.

Novamente, você tem várias possibilidades:

  • Crie seu próprio site
  • Divulgue nas redes sociais
  • Registre-se nas plataformas voltadas às aulas particulares

Criar um site dedicado a aulas particulares é tarefa simples para você, professor de informática. Com o WordPress, por exemplo, você pode criar uma bela vitrine virtual em pouco tempo.

Além disso, saber como referenciar com sucesso pode provar aos seus futuros alunos suas habilidades nessa área. Ter seu próprio site tem muitas vantagens. Você será capaz de:

  • Adicionar conteúdo relevante com regularidade,
  • Apresentar suas aulas em detalhes,
  • Publicar aulas gratuitas para aumentar o tráfego em seu site,
  • Alimentar um blog para compartilhar dicas valiosas,

Aula de computação: qual valor estabelecer?

Você não precisa necessariamente fazer um estudo de mercado profissional para determinar o preço das suas aulas, mas você tem de observar a concorrência no seu setor e ter uma ideia dos preços praticados. Por exemplo: por que pagar 100 reais por um curso, enquanto outro professor, com as mesmas habilidades, oferece seus serviços a 45 reais?

Coloque-se no lugar de seus futuros alunos de aula de informática e faça pesquisas de anúncios nos sites.

Por exemplo, no Superprof, existem quase 1.500 professores particulares de informática. As tarifas começam a 20 reais por hora e podem exceder os 120 reais a hora.

Por isso, é interessante fazer uma pesquisa em função do tipo de curso que você pretende dar, além de identificar na sua zona geográfica os professores que oferecem o mesmo tipo de aula que você.

Por exemplo, se você está procurando uma aula de iniciação à informática em Belo Horizonte, no site consegue encontrar 22 profissionais e ver que o preço médio desse tipo de curso é de 47 reais. Por outro lado, no que se refere às aulas de segurança informática, existem apenas 4 perfis, por um preço médio de 64 reais.

Além disso, em função do grau de concorrência na sua área, você precisa encontrar uma maneira de se destacar. Ou pelo tipo de aula oferecida, ou pelo preço.

Além disso, o preço de uma determinada aula de informática não corresponde apenas ao tempo gasto com seu aluno. Você deve pensar como um administrador de empresas e levar em consideração todos os custos inerentes a esta atividade:

  • Tempo de preparação da aula (preparação de material de apoio, correção de exercícios, resposta às dúvidas…)
  • Despesas de viagem,
  • O tempo de deslocamento até a casa do seu aluno,
  • As despesas acumuladas na receita gerada,
  • Investimento em material específico para seus cursos,

Por fim, leve em conta sua zona geográfica. Cada cidade possui seu custo de vida, e os professores devem pautar seu preço em função disso também. No site do Superprof, você pode ter uma ideia de valores cobrados em média por uma hora de aula de informática por cidade:

  • Belo Horizonte: 45 reais
  • São Paulo: 51 reais
  • Rio de Janeiro: 63 reais
  • Porto Alegre: 45 reais
  • Brasília: 49 reais
  • Recife: 38 reais

É preciso ter um diploma para dar aulas de informática?

É preciso ter um diploma para dar aulas de informática? Posso me tornar professor particular de computação sem diploma superior?

Entre os nossos professores particulares de informática, existem perfis extremamente variados. Na verdade, você encontra todos os tipos de cursos, ministrados por professores com trajetórias diversas. Alguns deles têm um diploma universitário (bacharelado, mestrado, doutorado), outros ainda estão cursando a graduação e outros se formaram como autodidatas.

Para dar aulas particulares, não é necessário ter diplomas. Todos podem compartilhar seus conhecimentos sem restrições. No entanto, isso não significa que qualquer um possa dar aulas de informática. Você precisa ter habilidades sérias nessa área, independentemente de como você tenha adquirido seus conhecimentos.

Para obter uma remuneração adequada às suas necessidades e às suas habilidades, é essencial avaliar o seu perfil profissional. Se você tem uma experiência significativa, pode eventualmente compensar a falta de diploma.

Você ganha credibilidade e pode justificar o preço da sua aula de computação. Isto é ainda mais verdadeiro na área da ciência da computação: o setor sofre tantas mudanças e atualizações que é melhor solicitar um especialista em informática em contato com situações reais do que um professor graduado há dez anos e que não tenha exercido sua atividade desde então.

Os diplomas não são tudo. Um professor também deve ter várias qualidades pedagógicas, que fazem dele um bom professor. Ensinar é uma paixão. É essencial ter a motivação necessária e uma mentalidade aberta. Aqui estão as principais 7 qualidades necessárias para ser um bom professor em uma aula de informática iniciante:

  • Dinamismo
  • Envolvimento
  • Paciência
  • Saber ouvir
  • Criatividade
  • Senso de adaptação/flexibilidade
  • Comunicação

Aulas de computação: como preparar?

Como professor particular, você vai ter de acompanhar estudantes com perfis muito diferentes. Quer saber a palavra-chave? Personalização!

Esta é a diferença entre uma aula em grupo e uma aula de informática particular. Você pode se adaptar aos seus alunos e responder perfeitamente às suas necessidades, de acordo com seu nível.

O primeiro passo importante na preparação de suas aulas: faça uma avaliação das necessidades do seu aprendiz. Uma sugestão é preparar um formulário padrão no qual você anota precisamente todos os pontos mais importantes. Também é útil levar um teste de nivelamento para seus futuros aprendizes! A primeira avaliação também é oportunidade para conversar com seu aluno e conhecê-lo melhor. Você pode aprender mais sobre as dificuldades de aprendizagem que ele pode enfrentar, mas também conhecer seus gostos, seu projeto profissional…

Em função do tipo de curso que você oferece para seus alunos, você precisa de um equipamento específico. Sem dúvida: como professor particular de informática, você já tem um computador, todos os periféricos e software úteis para suas aulas.

No que diz respeito aos seus alunos, nem sempre é o caso. E, no entanto, eles precisam do equipamento adequado para trabalhar (computador, mas também periféricos), para estudar sozinho e ganhar autonomia.

Como preparar suas aulas de informática? Durante a preparação de sua aula, não se esqueça de adquirir ou baixar os softwares necessários. A instalação pode se tornar parte integrante da sua aula!

Durante a preparação das suas aulas, você também precisa pensar no material de apoio do curso. Não só para fornecer explicações claras aos seus alunos, mas também para lhes dar um suporte que será usado para revisar, estudar e praticar de forma independente, em casa.

Se o seu objetivo é fornecer uma formação personalizada, se possível, prepare também documentação personalizada, que atenda às necessidades de seus alunos. A internet também traz soluções muito úteis para encontrar materiais educacionais com download gratuito, para todos os níveis.

Por exemplo: você pode usar sites especializados, tais como:

  • Techtudo
  • Techmundo.com.br
  • E o próprio portal do Windows ou da Apple, que oferecem materiais de qualidade certificados.
Compartilhar

Nossos leitores adoram esse artigo
Este artigo te trouxe as informações que procurava?

Nenhuma informação ? Sério ?Ok, trabalharemos o tema num próximoNa média, ufa !Obrigado. Deixe suas dúvidas nos comentários.Estamos muito felizes em te ajudar ! :) (Seja o primeiro a avaliar)
Loading...

Deixe um comentário

avatar